Sérgio Mamberti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Sérgio Mamberti
OMC
Mamberti em novembro de 2010.
Nome completo Sérgio Duarte Mamberti
Nascimento 22 de abril de 1939 (78 anos)
Santos, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação ator, diretor, autor, dramaturgo, produtor e político
Atividade 1962-presente
Cônjuge Vivian Mehr (1964-1980; viúvo)
IMDb: (inglês)

Sérgio Duarte Mamberti OMC (Santos, 22 de abril de 1939) é um ator, diretor, produtor, autor e político brasileiro. Formado pela Escola de Artes Dramáticas de São Paulo, é dramaturgo há mais de 50 anos. É irmão do falecido ator Cláudio Mamberti.[1][2]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), Sérgio Mamberti ocupou durante o Governo Lula diversos cargos dentro do Ministério da Cultura do Brasil:

  • Secretário de Música e Artes Cênicas
  • Secretário da Identidade e da Diversidade Cultural
  • Presidente da Fundação Nacional de Artes FUNARTE
  • Secretário de Políticas Culturais

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme
1966 Nudista à força
1969 O Bandido da Luz Vermelha
1973 Toda Nudez Será Castigada
1976 À Flor da Pele
1981 O Olho Mágico do Amor
1982 Noites Paraguaias
1982 O Homem do Pau-brasil
1982 Rio Babilônia
1984 O Baiano Fantasma
1985 Avaeté - Semente da Vingança
1985 Sonho sem Fim
1987 A Dama do Cine Shanghai
1987 A Menina do Lado
1987 A Mulher Fatal Encontra o Homem Ideal
1987 Anjos da Noite
1987 Brasa Adormecida
1988 Fogo e Paixão
1988 O Mentiroso
1988 Romance
1990 Beijo 2348/72
1991 O Corpo
1992 Dudu Nasceu
1992 Perfume de Gardênia
1994 Dente por Dente
1994 Mil e Uma
1994 O Efeito Ilha
1997 Doces Poderes
1999 Castelo Rá-Tim-Bum, o filme
1999 Hans Staden (filme)
2000 Brava Gente Brasileira
2000 Tônica Dominante
2001 3 Histórias da Bahia
2003 Xuxa Abracadabra
2007 O Homem que Desafiou o Diabo
2008 O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili
2013 Jogo das Decapitações[3]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1968 Ana Tenório
1969 Algemas de Ouro Argemiro (Miro)
1970 As Pupilas do Senhor Reitor João Semana
1971 Os Deuses Estão Mortos Padre Antenor
Quarenta Anos Depois Padre Antenor
1979 Meu Nome É Villa-Lobos
Dinheiro Vivo Pacheco
1981 Brilhante Galeno Sampaio
1984 Transas e Caretas Antônio
1986 Dona Beija cel. Elias Felizardo
1987 Helena Amílcar
1988 Vale Tudo Eugênio
1989 Cortina de Vidro Cristóvão
1990 A História de Ana Raio e Zé Trovão Pupo Valdez
Pantanal Dr. Arnoud
1992 As Noivas de Copacabana Dono de Boate
1993 Agosto Victor Freitas (Senador Freitas)
Olho no Olho Napoleão (Popô)
1994 Castelo Rá-Tim-Bum Victor Astrobaldo Stradivarius Victorius II (Dr. Victor)
1995 Engraçadinha: Seus Amores e Seu Pecados Tio Nonô
1996 Dona Anja Chico Salena
1996 O Campeão Porfírio
1997 Anjo Mau Otávio Ferraz
1998 Labirinto Geraldo
2000 A Muralha Cristóvão Rabelo
2001 Estrela-Guia Alaor Aroeira
O Clone Dr. Vilela
2002 Sabor da Paixão Silvano Cilbuski
2004 Da Cor do Pecado Luís Caldeira (Desembargador Caldeira)
2005 Essas Mulheres Vigário Lourenço Camargo
2006 O Profeta Josias
2007 Desejo Proibido Frei Domingos
2011 O Astro Padre Laurindo
2013 Flor do Caribe Dionísio Albuquerque (Klaus Wagner)
2016 Sol Nascente Manfredo Giulinne (Dom Manfredo)
2016 3% Matheus

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Peça Direção
1964 O Inoportuno Harold Pinter Antônio Abujamra
1968 Navalha na Carne Plínio Marcos Jairo Arco e Flexa
1969 O Balcão Jean Genet Victor Garcia
1975 Reveillon Flávio Márcio Paulo José
1980 Calabar Chico Buarque Fernando Peixoto
1984 Hamlet Shakespeare Márcio Aurélio
1985 Tartufo Molière José Possi Neto
1995 Pérola Mauro Rasi Mauro Rasi
2001 O Evangelho Segundo Jesus Cristo José Saramago José Possi Neto
2015 Visitando Sr. Green Jeff Baron Cássio Scapin

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

  • 1962 – Moracy do Val – Melhores do Ano/Jornal Última Hora - SP

Revelação de Ator - Espetáculo: Antígone – América

  • 1964 – Prêmio Saci - Teatro/ Jornal O Estado de S. Paulo

Melhor Ator Coadjuvante - Espetáculo: O Inoportuno

  • 1969 – Prêmio Governador do Estado - SP

Melhor Ator Coadjuvante - Espetáculo: O Balcão

  • 1974 – Prêmio Molière – Teatro / Air France - SP

Melhor Ator – Indicação - Espetáculo: O Jogo do Poder

  • 1975 – Prêmio Molière – Teatro Air France - SP

Melhor Ator - Espetáculo: Reveillon

  • Prêmio APCA – Teatro / Associação Paulista de Críticos de Arte - SP

Melhor Ator - Espetáculo: Reveillon

  • Prêmio Governador do Estado – Teatro - SP

Melhor Ator - Espetáculo: Reveillon

  • Revista Veja – SP

Melhor Ator - Espetáculo: Reveillon

  • Revista Veja - SP

Melhor Espetáculo - Espetáculo: Coração na Boca Direção: Sérgio Mamberti

  • 1982 – Arte Postal - RJ

Individual: 1º Concurso de Fantasias da Cidade do Rio de Janeiro – 1º Lugar

  • 1989 – Prêmio APCA - Televisão - SP

Melhor Ator Coadjuvante - Novela: Vale Tudo / TV Globo

  • 1995 – Prêmio Mambembe – Teatro / Minc - RJ

Melhor Ator Coadjuvante - Espetáculo: Pérola

  • Prêmio Sharp – Teatro - RJ

Melhor Ator - Espetáculo: Pérola

  • 1996 – Prêmio APETESP – Teatro – Associação de Produtores Teatrais do Estado de São Paulo - SP

Melhor Ator – Indicação - Espetáculo: Pérola

  • 1998 – Prêmio Internacional Lumière

Unupadec – Conjunto de Trabalhos: Teatro / Cinema / TV

  • Prêmio Patrimônio de Bauru – SP

Cervejaria dos Monges

Referências

Links externos[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Sérgio Mamberti
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sérgio Mamberti