As Pupilas do Senhor Reitor (1970)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a telenovela do SBT, veja As Pupilas do Senhor Reitor (SBT).
Disambig grey.svg Nota: Se procura o romance de Júlio Dinis, veja As Pupilas do Senhor Reitor.
As Pupilas do Senhor Reitor
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Lauro César Muniz
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Dionísio Azevedo
Exibição
Transmissão original 23 de março de 1970 - 6 de março de 1971
Cronologia
Algemas de Ouro
Editora Mayo, Bom Dia

As Pupilas do Senhor Reitor foi uma telenovela produzida pela TV Record e exibida entre 23 de março de 1970 a 6 de março de 1971, às 19h, em 279 capítulos[1].

Foi escrita por Lauro César Muniz e dirigida por Dionísio Azevedo e Nilton Travesso, baseada no romance homônimo do escritor português Júlio Dinis, publicado em 1867.

Segundo arquivos da Unicamp, é a telenovela de maior audiência da história da emissora em todos os tempos. Obteve média geral de 20 pontos na audiência, com capítulos que ultrapassaram os 30 pontos de média.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na cidade portuguesa de Póvoa do Varzim, no século XIX, o velho médico João Semana é substituído pelo jovem Daniel das Dornas, recém-formado em Medicina e filho do lugar. As tais pupilas do título são as jovens Margarida e Clara, que após a morte da mãe, Ressurreição, foram criadas pelo reitor Padre Antônio. Daniel e Margarida se apaixonam, bem como Clara e Pedro, irmão do médico.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

Referências

  1. «As pupilas do Senhor Reitor - 1970». Teledramaturgia. Consultado em 3 de novembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.