A Muralha (1954)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras produções baseadas no livro de Diná Silveira de Queirós, veja A Muralha.
A Muralha
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero
Duração 30 minutos
Criador(es) Ivani Ribeiro
Baseado em A Muralha, de Diná Silveira de Queirós
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) J. Silvestre
Elenco
Exibição
Emissora de televisão original Brasil RecordTV
Formato de exibição PAL-M
Transmissão original 2 de novembro de 195421 de dezembro de 1954
N.º de episódios 15

A Muralha é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela RecordTV entre 2 de novembro e 21 de dezembro de 1954, com quinze capítulos exibidos duas vezes por semana ao vivo, uma vez que na época ainda não existia videotape no Brasil.[1] Foi a primeira telenovela da emissora em uma fase ainda experimental, uma vez que a teledramaturgia só seria estruturada e produzida em sequência a partir de 1956.[2] Baseada no livro A Muralha, lançado pela escritora brasileira Diná Silveira de Queirós naquele mesmo ano, foi a primeira telenovela escrita por Ivani Ribeiro, sendo dirigida por J. Silvestre.[3] Apesar do livro abordar diversas histórias, Ivani escolheu especificamente a da judia Ana Cardoso, que não era a principal da trama.[2]

Contou com um elenco enxuto, formado apenas por Fernanda Montenegro, Gilberto Chagas, Rolando Boldrin, Lolita Rodrigues, Gessy Fonseca e Sylvio Silveira.[4]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ana (Fernanda Montenegro) é uma doce e forte moça judia que tenta salvar a todo custo seu pai da Inquisição em Portugal. Após ser liberto pelo intermédio do poderoso Don Jerônimo (Rolando Boldrin), a moça é prometida em casamento como divida de gratidão e, convertida ao cristianismo, se muda para o Brasil para cumprir sua sina. Ao chegar, no entanto, ela conhece o galante Guilherme (Gilberto Chagas), funcionário de seu futuro marido que é responsável por levá-la até sua nova casa, embora os dois acabem se apaixonando. Apesar disso, Ana casa-se com Jerônimo e passa a sofrer todo tipo de humilhação e violência, transformando a garota em uma caricatura escravizada pelo seu poder. Com a ajuda de Antônia (Lolita Rodrigues), sua grande amiga que também se muda para o Brasil buscar um bom casamento, Ana consegue se comunicar clandestinamente com Guilherme, a quem jura amor eterno.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Fernanda Montenegro Ana Cardoso
Gilberto Chagas Guilherme Schetz
Rolando Boldrin Don Jerônimo Taveira
Lolita Rodrigues Antônia Gusmão
Gessy Fonseca Gênova
Sylvio Silveira Heitor Cardoso

Referências

  1. «Teledramartugia e representações da História» (PDF). Unicamp. Consultado em 23 de março de 2018 
  2. a b «Teledramaturgia de 1954». Tudo Sobre tv. Consultado em 23 de março de 2018 
  3. «Livros e televisão: correlações». Google Books. Consultado em 23 de março de 2018 
  4. «IVANI RIBEIRO – A GRANDE DAMA DAS TELENOVELAS». Jeo Caz. Consultado em 23 de março de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.