Olho no Olho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Olho no Olho
logotipo da novela.
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 min. aprox.
Criador(es) Antônio Calmon
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Elenco Tony Ramos
Natália do Vale
Maria Zilda Bethlem
Reginaldo Faria
Helena Ranaldi
Felipe Folgosi
Patrícia de Sabrit
Nico Puig
Alessandra Negrini e grande elenco.
Tema de abertura "Magnificat", Rútila Máquina
Exibição
Transmissão original 6 de setembro de 1993 - 8 de abril de 1994
N.º de episódios 185
Cronologia
Último
O Mapa da Mina
A Viagem
Próximo

Olho no Olho é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo, de 6 de setembro de 1993 a 8 de abril de 1994, substituindo O Mapa da Mina e sendo substituída por A Viagem, em 185 capítulos. [1] Foi a 49ª "novela das sete" exibida pela emissora.

Escrita por Antônio Calmon, com a colaboração de Maria Carmem Barbosa, Tiago Santiago, Vinicius Vianna, Lilian Garcia, Tetê Smith e Patrycia Travassos, com direção geral e de núcleo de Ricardo Waddington.

A trama apresentou Tony Ramos, Natália do Valle, Reginaldo Faria, Nico Puig, Felipe Folgosi, Maria Zilda Bethlem, Patrícia de Sabrit e Helena Ranaldi nos papéis principais.

Enredo[editar | editar código-fonte]

A trama tem início em Roma, quando Armando (Stênio Garcia) revela, em confissão ao padre Guido Bellini (Tony Ramos), que é procurado por uma organização criminosa chefiada por um jovem paranormal. Algum tempo depois, Guido descobre que Armando morrera e, culpado por não ter tentado impedir o assassinato daquele homem, decide largar a batina e voltar para o Brasil.

Na cidade de São Paulo, Guido passa a se dedicar ao estudo da paranormalidade, no intuito de combater a organização, chefiada por César Zapata (Reginaldo Faria) e seu sobrinho Fred (Nico Puig), o jovem poderoso a quem Armando se referira. Para enfrentar os Zapata, Guido conta com a ajuda do também paranormal Alef (Felipe Folgosi), um jovem que ainda não tem pleno domínio de seus poderes.

Paralelamente ao combate à organização criminosa, Guido vive um romance com Débora (Natália do Vale), mãe de Alef. Seu principal oponente, César, também gosta de Débora e faz tudo para afastá-la de Guido. Ele arma uma verdadeira guerra contra o ex-padre, usando os poderes malignos de Fred.

Valquíria (Maria Zilda Bethlem) é cunhada de Cesar Zapata, viúva, mora na casa do vilão e, assim como ele, sonha em ver Fred na Presidência do Brasil, tendo com Cesar uma relação de amor e ódio, sujeitando-se a todas as suas exigências.

Malena (Helena Ranaldi) é amiga de infância de Guido, por quem é apaixonada desde jovem, ou melhor, adolescente. Quando a família se mudou para a Itália, continuou no Brasil e foi morar com as tias de Guido, Julieta (Cleide Yáconis) e Viridiana (Eva Todor). Depois que Guido retorna ao Brasil, sua paixão reacende-se pelo ex-padre, e vai viver uma perigosa relação de amor e ódio com ele.

Programação relacionada[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Tony Ramos interpretou Guido.
Felipe Folgosi interpretou o personagem Alef
Alessandra Negrini interpretou Clara.
Ator Personagem
Tony Ramos Padre Guido Bellini
Natália do Vale Débora
Reginaldo Faria Cézar Zapata
Maria Zilda Bethlem Walkíria
Felipe Folgosi Alef
Nico Puig Fred
Helena Ranaldi Malena
Patrícia de Sabrit Cacau
Eva Todor Veridiana
Antônio Calloni Bóris
Patrícia Travassos Duda (Eduarda)
Gerson Brenner Guto (Augusto)
Sérgio Mamberti Popô
Cleyde Yáconis Julieta
Rita Guedes Pinky
Sérgio Viotti Jorginho (Jorge)
Tony Tornado Gilberto
Cristina Prochaska Elza
Iara Jamra Telma
Fábio Junqueira Ramos
Emiliano Queiroz Desconhecido
Rosita Thomaz Lopes Dinah
Patrícia Perrone Tininha (Cristina)
Henrique Farias Borrão
Rodrigo Penna J. C.
Bel Kutner Júlia Grilo
Danielle Winits Dominique
Thales Pan Chacon Patrício
Petrônio Gontijo Marco
Lyla Collares Lana
Dill Costa Lea
Fernando Almeida Bastião (Sebastião)
Felipe Pinheiro Bob Walter
Alessandra Negrini Clara
Selton Mello Juca
Rodrigo Santoro Pedro
Marcelo Gonçalves Dino
Nani Venâncio Luana
Tadeu Aguiar Lima
Mário Gomes Bruno
Jorge Dória Átila

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora nacional[editar | editar código-fonte]

Olho no Olho Nacional
Trilha sonora de vários intérpretes
Lançamento 1993
Gênero(s) Vários
Formato(s) Vinil, CD, K7
Gravadora(s) Som Livre
Produção Renato Ladeira
Cronologia de vários intérpretes
Último
-
Olho no Olho Internacional
Próximo

Capa: Gerson Brenner

  1. "Gênese" - Paulo Ricardo e RPM
  2. "Agora Ou Jamais" - Tigres de Bengala
  3. "Oração de Amor" - Paula Morelembaum
  4. "Fúria e Folia" - Barão Vermelho
  5. "Homem Que Sabia Demais" - Skank
  6. "Magnificat" - Rútila Máquina (tema de abertura)
  7. "Submundo Vaticano" - Lulu Santos
  8. "Down Em Mim" - Edson Cordeiro
  9. "Deus Apareça na Televisão" - Kid Abelha
  10. "Será Que Sou Eu" - Paulinho Moska
  11. "Não Tem Solução" - Zizi Possi
  12. "Toda Noite" - Edmon
  13. "Por Toda Parte" - Franco Perini

Trilha sonora internacional[2][editar | editar código-fonte]

Olho no Olho Internacional
Trilha sonora de vários intérpretes
Lançamento 1994
Gênero(s) Vários
Formato(s) Vinil, CD, K7
Gravadora(s) Som Livre
Produção Renato Ladeira
Cronologia de vários intérpretes
Último
"Olho no Olho Nacional"
-
Próximo

Capa: Rita Guedes

  1. "What's Up" - 4 Non Blondes
  2. "Boom Shack-a-Lak" - Apache Indian
  3. "Boy, You're The One" - Trinere
  4. "Informer" - Snow
  5. "How You Gonna See Me Now" - Easy Rider
  6. "Vas-Y Vas-Y" - Isabelle Camille
  7. "To Be With You" - Mc RNT
  8. "Step It Up" - Stereo MCs
  9. "A Million Love Songs" - Take That
  10. "Regret" - New Order
  11. "Cose Della Vita" - Eros Ramazzotti
  12. "Merry-go-round" - Deborah Blando
  13. "Ça C'est Paris" - Gilbert
  14. "Are You Ready To Fly" - Rozalla

Referências

  1. «Olho no olho». Teledramaturgia. Consultado em 17 de dezembro de 2015. 
  2. «Olho no olho - Internacional». Teledramaturgia. Consultado em 17 de dezembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.