Uma Rosa com Amor (2010)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela telenovela da Rede Globo, veja Uma Rosa com Amor.
Uma Rosa com Amor
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 60 minutos
Criador(es) Tiago Santiago
Baseado em Uma Rosa com Amor de Vicente Sesso[1]
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Del Rangel[1]
Roteirista(s) Miguel Paiva
Renata Dias Gomes
Elenco
Tema de abertura "Oh, Pretty Woman", Roy Orbison
Exibição
Emissora de televisão original Brasil SBT
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 1 de março16 de agosto de 2010
N.º de episódios 145
Cronologia
Programas relacionados Uma Rosa com Amor

Uma Rosa com Amor é uma telenovela brasileira que foi produzida pelo SBT, e exibida entre 1 de março e 16 de agosto de 2010 em 145 capítulos, sucedendo as reprises do SBT Show e sendo sucedida pela reprise de Canavial de Paixões.[2] Foi um remake da obra hormônia de Vicente Sesso, sendo adaptada por Tiago Santiago com a colaboração de Miguel Paiva e Renata Dias Gomes e direção-geral de Del Rangel.[3] Foi reprisada entre 28 de março e 18 de outubro de 2011, na faixa vespertina na íntegra em 145 capítulos, substituindo Camaleões e sendo sucedida por Marimar.[4]

Contou com Carla Marins, Cláudio Lins, Betty Faria, Edney Giovenazzi, Isadora Ribeiro, André Cursino, Carlo Briani e Mônica Carvalho nos papéis principais.[5]

Produção[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2009, o SBT adquiriu os direitos das novelas Uma Rosa com Amor e Minha Doce Namorada em uma negociação que durou quase 2 anos diretamente com o autor Vicente Sesso.[6] A demora em fechar o acordo deu-se pela fato de Vicente não querer que nenhuma obra sua fosse adaptada por Íris Abravanel, uma vez que considerava de péssimo gosto a versão feita por ela para Vende-se um Véu de Noiva – originalmente escrita por Janete Clair – e obrigou a emissora a incluir uma clausula contratual que impedisse a autora de se responsabilizar por qualquer trabalho seu futuramente.[7] Em 10 de julho a emissora conseguiu tirar da RecordTV o autor e supervisor de teledramaturgia Tiago Santiago, uma vez que Sílvio Santos havia ficado impressionado com os números de audiência que suas novelas davam na concorrência.[8] Para conseguir fechar o acordo, foi oferecido a ele um salário três vezes maior e a liberdade para que ele reestruturasse a teledramaturgia do canal, como havia ajudado Herval Rossano fazer na RecordTV em 2004 – fato este que nunca veio a ocorrer, uma vez que o SBT barrou o projeto de compra de equipamentos e cenografia do exterior por contenção de custos, seguindo a nova novela com a mesma baixa estrutura presente desde 2001.[9]

As gravações da trama se iniciaram em dezembro de 2009 e chegaram ao fim em 2 de julho de 2010.[10] O autor desejava que Uma Rosa com Amor fosse exibida às 19h, como na primeira versão, porém a direção preferiu evitar o confronto com as "novelas das sete" da Rede Globo – a reta final de Tempos Modernos e Ti Ti Ti – remanejando-a para as 20h15, onde tinha apenas telejornais nos canais concorrentes.[11] A abertura da novela trouxe "Pretty Woman", de Roy Orbison, mostrando marionetes que encarnavam os personagens.[12]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Tiago Santiago queria Sônia Braga para o papel de Amália, porém a atriz recusou por não querer ter seu nome atrelado às produções tidas como de gosto duvidoso da emissora naquele momento – desde a década de 1990 o SBT apostava apenas em remakes de novelas mexicanas ou produções de Íris Abravanel.[13] Betty Faria aceitou o convite para a personagem, descontente com a pouca importância de seus papeis nos últimos trabalhos na Rede Globo.[13] O autor também tentou contratar Wagner Moura e Eduardo Moscovis para o protagonista Claude, porém ambos recusarem por não quererem deixar a Rede Globo.[14] Jorge Pontual e Carlos Bonow também foram convidados, mas os dois preferiram manter-se na RecordTV, sendo que o papel ficou para Cláudio Lins, que estava sem trabalho há seis anos desde o fim de Esmeralda.[15]

Com a troca da RecordTV pelo SBT, Tiago conseguiu levar alguns atores consigo, como Jussara Freire, Mônica Carvalho e Toni Garrido.[16] Carla Marins foi um dos últimos nomes anunciados, sendo confirmada como no papel principal em outubro de 2009, trocando a Rede Globo pela emissora por ser admiradora da obra de Vicente Sesso e por almejar ser alçada ao posto de protagonista.[17]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Serafina (Carla Marins) é uma moça simples de 35 anos que mora em um cortiço em São Paulo com os pais, Amália (Betty Faria) e Giovanni (Edney Giovenazzi), e os irmãos, Terezinha (Sabrina Petraglia) e Dino (Bruno Bezerra). Ela é secretária na empresa de Claude (Cláudio Lins), um empresário francês que está prestes a fechar um negócio de 10 milhões de dólares em poucas semanas, mas para isso precisa de um visto de permanência e a cidadania brasileira, o qual só conseguirá se casando com uma moça local o mais rápido possível. O rapaz é namorado da ambiciosa Nara (Mônica Carvalho), mas não pode se casar com ela, uma vez que ela nunca se separou legalmente do ex-marido, que desapareceu para não pagar pensão aos dois filhos. Enquanto isso Serafina fica desesperada ao descobrir que o cortiço será desapropriado e todas as famílias irmão para a rua, a menos que consigam 1 milhão de reais para comprar o lugar. Ela encontra uma carteira com um cheque em branco dentro que poderia salvar o local, mas decide devolvê-la para o dono, Mr. Smith (Roberto Arduim), que fica honrado com sua honestidade e indica a moça para Claude, seu amigo pessoal, se casar.

Apesar de inicialmente ficar ofendida, Serafina aceita a proposta de viver um falso casamento "de aparências" com Claude em troca do dinheiro para comprar o cortiço e salvar sua família e vizinhos de pararem na rua. Porém, apesar dos conflitos e das personalidades fortes de ambos, os dois acabam se apaixonando verdadeiramente com o passar do tempo e da convivência, embora tentem negar o romance por serem de mundos diferentes. Quem não gosta da aproximação dos dois é Nara, que continua seu romance com Claude e conta com a ajuda do pai, Egídio (Carlo Briani), um engenheiro golpista com falso diploma que trabalha na empresa Geraldy, para separar o novo casal e colocar a mão na fortuna do empresário futuramente. A filha de Nara, Raquel (Marina Stacciarini), seguiu o mesmo mau-caratismo da mãe e faz de tudo para separar Milton (Felipe Lima) e Terezinha. Já o irmão dela, Beto (Fábio Rhodes), se apaixona por Terezinha, mas decide tentar conquistá-la honestamente, embora sua melhor amiga, Elisa (Márcia Kaplun), seja apaixonada por ele. Já no cortiço moram o manipulador de marionetes Pimpinoni (João Acaiabe), que tenta alertar Serafina que o casamento trará problemas, além da fofoqueira Pepa (Jussara Freire) e do garçom (Nilton Bicudo), que vivem em guerra.

Roberta (Isadora Ribeiro) é uma atriz espalhafatosa em decadência, que sempre arma situações com os fotógrafos para sair nas primeiras páginas dos jornais. Ela se envolve com André (André Cursino), um rapaz com metade de sua idade e filho de Joana (Lúcia Alves), uma costureira que foi atriz no passado e cujo Roberta roubou seu grande amor de juventude, o falecido ator Rodolfo (Cláudio Fontana). Sérgio também tem um romance mal resolvido com Cleide (Greta Antoine), cujo terminou por intermédio da mãe da moça, Catarina (Clarisse Abujamra), que deseja que a filha se case com um homem rico. Ercy (Ana Carolina Lima) é uma socialite fútil, que não aceita ser rejeitada por Frazão (Toni Garrido) e decide difamar a carreira da produtora de moda Alabá (Pathy Dejesus), o interesse amoroso do rapaz. Janete (Joana Limaverde) e Ninica (Luciana Vendramini) namoram os gêmeos Hugo e Antoninho (Rubens Caribé), que não se conhecem, o que faz com que as duas achem que estão sendo traídas.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Carla Marins Serafina Rosa Petroni
Cláudio Lins Claude Antoine Geraldy
Mônica Carvalho Nara Paranhos de Vasconcelos
Carlo Briani Egídio Olegário Paranhos Chaves
Betty Faria Amália Petroni
Edney Giovenazzi Giovanni Petroni
Isadora Ribeiro Roberta Vermont
André Cursino Sérgio Camargo
Greta Antoine Cleide Batateira
Pathy Dejesus Alabá Martins
Toni Garrido Roberval Frazão (Frazão)
Sabrina Petraglia Tereza Petroni (Terezinha)
Felipe Lima Milton Rosa Batateira
Marina Stacciarini Raquel Paranhos de Vasconcelos
Ana Carolina Lima Ercy Andrade
Rubens Caribé Hugo Rosa Batateira
Antônio Rosa Batateira (Antoninho)
Joana Limaverde Janete Loures
Luciana Vendramini Nina Aguiar (Ninica)
Roberto Arduim Carl Smith (Mr. Smith)
Maria Cláudia Elizabeth Smith (Miss Smith)
Jussara Freire Pepa Fontenelle
Nilton Bicudo Afrânio Matos
João Acaiabe Joaquim da Silva (Pimpinoni)
Lúcia Alves Joana Camargo
Fábio Rhoden Roberto Paranhos de Vasconcelos (Beto)
Márcia Kaplun Elisa
Daniel Uemura Gurgel
Clarisse Abujamra Catarina Rosa Batateira
Etty Fraser Antonieta Alves
Renato Scarpin Dr. Freitas
Gisele Fraga Alzira
Paulo Goulart Filho Investigador Paulo Campos
Elam Lima Colibri
Vanessa Kseib Sílvia
Mila Ribeiro Dadivosa (Dádi)
Luís Carlos Bahia Zequias Matoso
Bruno Bezerra Dino Petroni
João Pedro Carvalho João Alves (Joãozinho)
Pietra Pan Miriam Alves
Thiago Giacomini Lucas

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
João Vitti Carlos Vasconcelos
Cláudio Fontana Rodolfo Gonçalves
Cidinha Milan Genoveva
Íris Nascimento Zenilda
Moacyr Franco Velho Bento
Maria Eugênia de Domênico Maria
André Corrêa Inglesias
Octávio Mendes Fotógrafo do casamento de Serafina e Claude
Josmar Martins Padre do casamento de Serafina e Claude
Eduardo Silva Velho Tobias
Flávio Dias Barão do Cortiço
Fernão Lacerda Oscar
Rodrigo Zenardi Peri
Zedu Neves Zé Pistola
Alberto Baruque Oficial de Justiça
Alexandre Freitas Advogado do Comprador do Cortiço
Dayse Pozatto Moradora do Cortiço
Henrique Lobo Voz da marionete Arlequim
Júlia Sabugosa Mulher que quase é atropelada por Beto
Beto Marden Ele mesmo

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Volume 1[editar | editar código-fonte]

Uma Rosa Com Amor
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 2010
Gravação 2010
Gênero(s) Vários
Idioma(s) Português
Formato(s) Físico (Cd)
Gravadora(s) SBT Music

Capa: logotipo da novela[18]

  1. Tiro ao Álvaro - Adoniran Barbosa (Tema De Serafina)
  2. Oh, Pretty Woman - Roy Orbison (Tema De Abertura)
  3. Diga Que Me Ama - Vânia Abreu (Tema De Terezinha E Milton)
  4. São Paulo - Vega (Tema De Locação: São Paulo)
  5. Find Your Own Way - Caroline Harrison
  6. Consumado - Arnaldo Antunes
  7. Vai No Bexiga Pra Ver - Beth Carvalho (Tema De Locação: Bexiga)
  8. Diz Que Fui Por Aí - Fernanda Takai (Tema De Joana)
  9. O Retorno De Saturno - Detonautas Roque Clube
  10. Another Love Song - Shereen Shabana
  11. Crush On You - Johnny Franco
  12. Nem Vem Que Não Tem - Karla Sabah (Tema De Elisa)
  13. Cupido - Claudio Lins (Tema De Claude)
  14. Todos Amigos Perto De Mim - Toni Garrido (Tema De Frazão)

Volume 2: Pista Hits[editar | editar código-fonte]

Capa: Luciana Vendramini[18]

CD 1
  1. Stereo Love - Edward Maya feat. Vika Jigulina 2:50
  2. Follow You - Desaparecidos 4:12
  3. I Feel So Free - Spyzer 2:47
  4. Hot - Inna 3:36
  5. One Day One Night - DJ Antoine feat. Mish 3:04
  6. Wish You Were Here - Richard Vaun 3:24
  7. Sweet Dreams - Nick Corline 4:27
  8. Destiny - Dj Tom Hopkins feat. Samara 3:31
  9. Can t Get Enough - Soulsearcher 4:52
  10. Watch Out - Alex Gaudino Feat. Shena 3:36
  11. Who Let The Dog Out - The Nycer feat. Liz Kay 3:10
  12. Watching You - R I O feat. Liz Kay 3:54
  13. I Like The Way - Gasparian feat. Ben Norris 3:28
  14. Moving On Up - Candy 3:17
  15. Devolution - Bingo Players 2:25
  16. Para Sambar - Tiko'S Grooove Feat Mendinça Do Rio 2:46
  17. Stereo Love - Bonus Unplugged - Edward Maya feat. Vika Jigulina 4:35
CD 2 [18]
  1. Bad Romance - D Mixmaster 4:57
  2. Let The Bass Kick In Miami Bitch - Chuckie & Lmfao 2:45
  3. Paradise City - Ruinni Mora & Marchesini Feat Denis J Axl 3:29
  4. Show Me Love - Dj Hush 4:02
  5. Let The Party Start - Dj Tom Hopkins Feat Samara 3:27
  6. Free The Night - Dj Joe K 3:21
  7. That's My Name - Akcent 4:05
  8. Loving Forever - Dj Dami 3:19
  9. Avenue - Crew 7 2:55
  10. Hey Hey - Dennis Ferrer 3:31
  11. La Mezcia - Michel Cleis Featuring Totó Lá Momposina 5:00
  12. More Than This - Ben Project 3:08
  13. Rising High - Alexandra Prince 3:33
  14. Fever - Manyus & Dario Guida 3:14
  15. Gold - Antonie Clamaran 3:49
  16. Dias Melhores - Bonus Nacional - Mavericks 3:55
Outras canções não incluídas na trilha sonora
  1. Todo dia é assim - Ivan Lins (Tema De Serafina E Claude)
  2. Cada vez Melhor - Tiago Gamke
  3. São Paulo, São Paulo - Preme (Tema De Locação: São Paulo)
  4. Será - Tânia Costa
  5. Saiba - Arnaldo Antunes (Tema De Pimpinoni)
  6. Rolam as Pedras - Antiguarius (Tema De Beto)
  7. Puro Êxtase - Barão Vermelho (Tema De Nara)
  8. Chazinho com biscoito - Vander Lee e Regina Souza
  9. Shiny Happy People – R.E.M.
  10. What If I Stay – Melanie C.
  11. Move You – Anya Marina (Tema de Roberta)
  12. I’d Come For You – Nickelback (Tema de Beto)
  13. Insensatez – Fernanda Takai
  14. When I Fall In Love - Flávia Barsotti
  15. Stand by Me – Seal
  16. Wish You Were Here – Richard Vaun
  17. Stand by Me – J.J Jackson
  18. Pedido de Casamento - Arnaldo Antunes
  19. Samba Italiano - Adoniran Barbosa

Audiência[editar | editar código-fonte]

A estreia de Uma Rosa com Amor marcou em São Paulo uma média de 4,8 pontos, permanecendo em quarto lugar na audiência atrás do Jornal Nacional com 33 pontos, Jornal da Record com 10 e Jornal da Band com 6.[19] Na segunda semana, porém, a trama já havia perdido quase metade de seu público e marcava 3 pontos.[20] Com o passar dos capítulos a novela começou se estabilizar e manteve uma audiência média entre 4 e 7 pontos, chegando a 8 em algumas ocasiões, fixando-se na terceira colocação.[21] No seu último capítulo a novela atingiu 10 pontos, conquistando a vice-liderança.[22] Uma Rosa com Amor chegou ao fim com média de 6 pontos, mantendo a mesma audiência do programa anterior, SBT Show, porém abaixo do desejado pela emissora, que esperava os dois dígitos pelo alto investimento na contratação do autor e atores da concorrência.[23]

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Cruz, Monica; Estrelando. «Rosa com Amor: SBT apresenta novela à imprensa». Consultado em 16 de fevereiro de 2010 
  2. «"Uma Rosa com Amor" estreia hoje no SBT». BOL. 1 de março de 2010. Consultado em 19 de abril de 2016 
  3. «SBT tira o novelista Tiago Santiago da Record, diz coluna». Folha Ilustrada. 10 de julho de 2009. Consultado em 19 de abril de 2016 
  4. Redação NaTelinha (27 de setembro de 2011). «SBT reprisará a novela "Marimar", estrelada por Thalia». NaTelinha. Consultado em 29 de setembro de 2011 
  5. «Conheça os personagens de "Uma Rosa com Amor"». UOL. 24 de fevereiro de 2010. Consultado em 19 de abril de 2016 
  6. Patrícia Kogut (8 junho de 2009). «SBT compra mais novelas antigas». O Globo. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  7. «Autor impede que Íris Abravanel adapte suas novelas». SBTPedia. 8 de junho de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  8. «Daniel Castro: Silvio Santos quer contratar novelista da Record». Folha Ilustrada. 10 de julho de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  9. «Novelista da Record, Tiago Santiago é contratado pelo SBT». BOL. 10 de julho de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  10. «Com o fim da novela, Claudio Lins vai cuidar da carreira de cantor». UOL. 13 de julho de 2010. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  11. «O nosso melhor desempenho se dá após o Jornal Nacional, diz Tiago». Terra. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  12. «Confira o making of da abertura de Uma Rosa Com Amor». SBT. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  13. a b «Sem Sônia Braga, SBT quer Betty Faria em nova novela». Estadão. 14 de outubro de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  14. «SBT convida Wagner Moura e Eduardo Moscovis para novela». A Tarde UOL. 22 de outubro de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  15. «Cláudio Lins será o galã de "Uma Rosa com Amor", nova novela do SBT». Área Vip. 17 de novembro de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  16. «Mônica Carvalho troca Record pelo SBT». Terra. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  17. «Carla Marins fala sobre ida pro SBT». Estrelando. 25 de outubro de 2009. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  18. a b c «CD da novela no teledramaturgia» 
  19. «"Uma Rosa com Amor" estreia com apenas 5 pontos de audiência». O Planeta TV. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  20. «SBT: Audiência de Uma rosa com amor cai pela metade». Estrelando. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  21. «"Uma Rosa com Amor" entra na reta final no SBT». UOL. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  22. «Audiência: Último capítulo de Uma Rosa com Amor supera a antecessora». O Fuxico. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 
  23. «Último capítulo de "Uma Rosa com Amor" bate recorde de audiência». O Planeta TV. Consultado em 17 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]