O Quinto dos Infernos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Quinto dos Infernos
Informação geral
Formato Minissérie
Gênero Comédia erótica
Duração 40 minutos
Criador(es) Carlos Lombardi
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Wolf Maya
Alexandre Avancini
Câmera Multicâmera
Roteirista(s) Margareth Boury
Tiago Santiago
Elenco
Tema de abertura "There's no Business Like Show Business", Lomiranda
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 8 de janeiro de 200229 de março de 2002
N.º de episódios 48
Cronologia
Programas relacionados Novo Mundo

O Quinto dos Infernos é uma minissérie brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 8 de janeiro e 29 de março de 2002, num total de 48 capítulos.[1] Escrita por Carlos Lombardi com a colaboração de texto de Margareth Boury e Tiago Santiago, direção de Marco Rodrigo e Edgard Miranda, direção de núcleo de Wolf Maya e com direção geral de Wolf Maya e Alexandre Avancini.

Contou com Marcos Pasquim, Luana Piovani, Humberto Martins, Danielle Winits, Bruna Lombardi, Betty Lago, André Mattos e Eva Wilma nos papéis principais.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Marcos Pasquim caracterizado como Dom Pedro I.

Uma história sobre os bastidores da Independência do Brasil (1822), a fundação do Império do Brasil (1822-1889), contada de maneira cômica e com muita aventura. Tudo começa em 1785, com a chegada da pequena infanta espanhola Dona Carlota Joaquina de Bourbon a Portugal para casar-se com D. João VI, que à época atendia por Infante Dom João de Bragança. Já em 1808, após muita indecisão, D. João VI resolve transferir a corte para o Brasil, para fugir dos ataques e do poderio bélico de Napoleão Bonaparte. Em paralelo à história dos monarcas, se desenvolve o romance da donzela Manoela com Francisco Gomes, o Chalaça - um dos melhores amigos de Dom Pedro de Bragança (Dom Pedro I).

No Brasil, D. João VI - Príncipe-Regente em nome de sua mãe incapacitada, a Rainha Dona Maria I - e sua consorte, a esquentada Dona Carlota Joaquina criam os filhos D. Pedro, D. Miguel e D. Maria Teresa de Bragança, que convivem com as loucuras da avó, Dona Maria I, "A Louca", e tentam se adaptar às diferenças de hábitos da colônia. O tempo passa e D. Pedro terá muitas mulheres, mas somente duas oficiais: D. Leopoldina, e após sua morte, a bela Amélia. Passarão pela sua vida turbulentas paixões, como a artista Naomi e a amante mais famosa do Brasil, D. Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos.

O dom de Pedro para a paixão é hereditário, já que sua mãe Dona Carlota Joaquina, preza o sangue espanhol que tem e também mantém vários amantes, não se importando em humilhar o marido sempre que pode. As histórias de Chalaça e D. Pedro se cruzarão no Brasil. Uma forte amizade nasce entre os dois, o que dará a Chalaça o posto de primeiro secretário e braço direito do príncipe. Frequentando a corte, Chalaça conhecerá a ardilosa Branca Camargo, que aplica trambiques com o pai, Camargo, e se apaixona por ela. Desencontros irão marcar a vida do rapaz, que vai ficar dividido entre dois amores: Manoela e Branca.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Marcos Pasquim Dom Pedro de Bragança
Luana Piovani Domitília de Castro do Canto e Melo, Marquesa de Santos
Humberto Martins Francisco Gomes da Silva (Chalaça)
Danielle Winits Manuela Campos
Bruna Lombardi Branca Camargo
Betty Lago Carlota Joaquina de Bourbon
André Mattos Dom João de Bragança
Eva Wilma Dona Maria de Bragança (Maria, a Louca)
Cláudia Abreu Amélia de Leuchtenberg
Érika Evantini Maria Leopoldina de Áustria
Caco Ciocler Dom Miguel de Bragança
Ana Furtado Maria Teresa de Bragança
Bruno Garcia Dom Carlos de Portugal
Carolina Ferraz Naomi Thierry
Henri Castelli José de Castro do Canto e Melo
Joana Limaverde Maria Benedita de Castro Canto e Melo
José Wilker Marquês de Marialva
Carlos Bonow Gastão
Roger Gobeth Plácido
Paulo Goulart José Bonifácio
Helena Fernandes Francisca Gomes da Silva (Chiquinha)
Walter Breda Arcoverde Gomes da Silva
Débora Duarte Amália Gomes da Silva
Paulo Gorgulho Juvêncio
Nair Bello Giovana Camargo, Marquesa di Pesto
Pedro Paulo Rangel Marquês Peterson Camargo
Nuno Leal Maia Visconde de Castro
Maria Padilha Emengarda Cauper
Flávio Galvão Francisco Cauper
Adriana Garambone Luísa Cauper
Raquel Nunes Maria Laura Cauper (Lalá)
Maria Maya Maria Lélia Cauper (Lelê)
Carolina Galvão Maria Lívia Cauper (Lili)
Gabriel Braga Nunes Felício Pinto Coelho de Mendonça
Mário Frias Manuelzinho
Mário Gomes Marquês de Barbacena
Licurgo Spínola Fernão Almeida
Vanessa Lóes Madalena Almeida
Miguel Thiré Augusto de Beauharnais
Odilon Wagner Eugênio de Beauharnais
Tamara Taxman Augusta da Baviera
Antônio Grassi Capitão Vidigal
Françoise Forton Miou-Miou
Júlia Maggessi Princesa Maria da Glória
Caio Junqueira Diogo
Juliana Silveira Rosaura
Camilo Bevilacqua Comandante Manuel Morais

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Lima Duarte Marcos de Noronha e Brito
Nathalia Timberg Madame Chouchou
Mauro Mendonça Dom José I
Cássio Gabus Mendes D. João VI (jovem)
Heitor Martinez Marquês de Marialva (jovem)
Rayssa Medeiros Carlota Joaquina (criança)
Carlos Machado Filho D. Pedro I (criança)
Brunno Abrahão D. Miguel (criança)
John Herbert Lobato
Taís Araújo Dandara
Geórgia Gomide Aurora
Carlos Gregório Rodrigo
Thaís de Campos Arminda
Vanessa Machado Eugênia de Castro
Edwin Luisi Saucer
Cláudia Alencar Amapola
Gero Pestalozzi Nolasco
Marilu Bueno Violante
Mila Moreira Inês
Othon Bastos Soares
Adriano Garib Dino Corona
Mônica Torres Kate Thierry
Betina Vianny Escolástica Bonifácia de Oliveira Toledo Ribas
José D'Artagnan Júnior Dr. Vieira
Cláudia Lira Rita
Karina Bacchi Letícia
Ângelo Paes Leme Emanuel
Cecília Dassi Maria II de Portugal (adolescente)
Jonas Bloch Francisco I
Oswaldo Louzada Alencastro
Marcos Breda Frei Rebordão
Roberto Bomtempo Sardinha
Betty Erthal Madame Sampaio
Luiz Guilherme Conde de Bagaceira
Carlos Thiré Eduardo
Jonathan Nogueira Antônio Urbano
Ernani Moraes Eustáquio
Monah Delacy Madre Emília
Pia Manfroni Carmem
Fábio Lago Gonzaguinha
Catarina Abdalla Maria Cristina
Fábio Junqueira Avelar
Murilo Elbas César
Ademir Zanyor João Tristão
Eduardo Conde Desoausex
Mariana Hein Fátima
José Steinberg Professor Cruguer

Reexibições[editar | editar código-fonte]

Foi reexibida na íntegra pelo Canal Viva de 1 de setembro a 4 de novembro de 2011, substituindo Agosto e sendo substituída por Labirinto.[2] Foi reexibida novamente na íntegra pelo Canal Viva de 6 de janeiro a 10 de março de 2014, substituindo Hilda Furacão e sendo substituída por Retrato de Mulher, às 23h10.[3]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

O Quinto dos Infernos
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 12 de janeiro de 2002
Gênero(s)
Formato(s) CD
Gravadora(s) Som Livre

A trilha sonora da minissérie reuniu canções em português e inglês, trazendo Bruna Lombardi ilustrando a capa do álbum.[4]

Lista de faixas
N.º TítuloMúsicaPersonagem tema Duração
1. "There is No Business Like Show Business"  Ethel MermanManuela 3:43
2. "Barco Negro (Mãe Preta)"  Ney MatogrossoGeral 3:25
3. "I've Got You Under My Skin"  Frankie ValliCarlota Joaquina 3:31
4. "Atrás da Porta"  Elis ReginaDomitila 3:16
5. "Theme from the Valley of the Dolls"  K. D. LangDom Pedro e Leopoldina 3:42
6. "Coleção"  CassianoDom Carlos e Maria Teresa 3:20
7. "Anema e Cuore"  Luciano BrunoChalaça e Manuela 3:47
8. "Raindrops Keep Fallin' on My Head"  B. J. ThomasMiguel 3:45
9. "Só Louco"  Gal CostaDom Pedro e Domitila 3:45
10. "Change"  Lisa StansfieldBranca 3:20
11. "Pata Pata"  Mirian MakebaMaria, a Louca 3:24
12. "September"  Earth, Wind & FireDom Pedro 3:15
13. "There is No Business Like Show Business"  LomirandaAbertura 3:31
14. "It Had To Be You"  Harry Connick Jr.Dom Pedro e Amélia 3:38

Referências

  1. «Com "O Quinto dos Infernos", Globo faz ficção da história do Brasil». Folha Ilustrada. 7 de janeiro de 2002. Consultado em 16 de junho de 2015. 
  2. «Viva vai reprisar 'O quinto dos infernos'». Patrícia Kogut. 7 de agosto de 2011. Consultado em 16 de junho de 2015. 
  3. Taty Bruzzi (28 de dezembro de 2013). «"O Quinto dos Infernos" estará de volta em janeiro no canal Viva». Na Telinha. Consultado em 16 de junho de 2015. 
  4. «O Quinto dos Infernos». Globo. Consultado em 18 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]