O Sorriso do Lagarto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Sorriso do Lagarto
Informação geral
Formato Minissérie
Criador(es) Walter Negrão
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Tema de abertura "Mercy Street"
Compositor da música tema Peter Gabriel
Exibição
Transmissão original 4 de junho - 30 de agosto de 1991
N.º de episódios 52

O Sorriso do Lagarto foi uma minissérie brasileira escrita por Walter Negrão e baseada no livro homônimo de João Ubaldo Ribeiro. A minissérie foi produzida pela TV Plus [1] e exibida pela Rede Globo entre 4 de junho e 30 de agosto de 1991, em 52 capítulos.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na Ilha de Santa Cruz, um crime envolve a todos. Enquanto as investigações do detetive Peçanha acontecem, uma história de amor acontece entre o biólogo João Pedroso, que abandonou a profissão e passou a viver da pesca, e Ana Clara, a jovem e infeliz esposa do secretário de saúde, Dr. Ângelo Marcos, um homem corrupto e perigoso.

Por sua vez, a jovem Branca, filha do pescador Cirino, despreza seu pretendente Joaquim por ser apaixonada por João Pedroso, e faz tudo para conquistá-lo, chegando a recorrer às feitiçarias do pai-de-santo Bará, e a moça não percebe o interesse do padre Monteirinho, atormentado pela atração que sente por ela.

Na ilha também mora o Dr. Lúcio Nemésio, que se utiliza do hospital público para realizar uma série de experiências genéticas, com o objetivo de criar uma espécie de raça híbrida humana reptiliana.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde dezembro de 2009).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]