Bia Montez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bia Montez
Nome completo Beatriz Helena Macedo de Carvalho Montez
Outros nomes Bia Montez
Nascimento 3 de janeiro de 1958 (61 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz, Roteirista, Teatróloga e Autora Teatral

Bia Montez (Rio de Janeiro,3 de janeiro de 1958) é uma atriz, roteirista, autora teatral e teatróloga brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Na Televisão[editar | editar código-fonte]

Trabalhou com diversos nomes do teatro e se tornou célebre ao interpretar a personagem Dona Vilma de Malhação, a partir da temporada de 2001 até a temporada de 2007. Em 2009, assinou contrato com a RecordTV para atuar na trama de Gisele Joras, intitulada de Bela, a Feia. Permaneceu na emissora e em 2011, atuou em Vidas em Jogo e em 2013 no remake de Dona Xepa, escrito por Gustavo Reiz. Em 2015, volta à Rede Globo onde faz participação humorístico Tomara que Caia e na novela Verdades Secretas. No ano seguinte, retorna à Malhação: Seu Lugar no Mundo depois de quase dez anos, fazendo participação especial, na pele de Marilu, a tia de Uodson (Lucas Lucco).

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Novelas e Seriados
Ano Título Personagem
2018 O Tempo Não Para Januza Palhares[1][2]
2016 A Lei do Amor Leila de Oliveira[3]
Malhação: Seu Lugar no Mundo Maria Lúcia de Souza (Tia Marilu)[4]
2015 Verdades Secretas Drª. Daniela
Tomara que Caia Dona Silvéria
2014 Plano Alto Investigadora Soninha
Milagres de Jesus Léia
2013 Tá Tudo em Casa Genoveva
Dona Xepa Matilda Batista[5]
2011 Vidas em Jogo Hermezinda Peres Malta
2009 Bela, a Feia Hortência Peixoto
2008 Beleza Pura Nazaré de Jesus
Casos e Acasos

Norma / Judite (Episódios: O Parto, o Batom e o Passaporte / O Teste, o Gato e o Rejeitado)

2001 - 2007 Malhação Vilma Ribeiro da Silva
2001 Brava Gente Celeste (Episódio: A Sonata)
1998 Meu Bem Querer Nazareth
1997 Anjo Mau Cibele (Presidiária)
1996 O Rei do Gado Assumpção
1995 História de Amor Isaura
1991 A História de Ana Raio e Zé Trovão Enfermeira Copélia
1987 Sassaricando Flávia
1986 Cambalacho Joana (Funcionária da Physical)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Personagem
1985 Tropclip Secretária do Mr. Thompson
1988 Banana Split
1998 Zoando na TV Dona Tereza
Tempo das Uvas (curta-metragem) Mulher do armarinho
1999 O Roubo (curta-metragem)
2015 O Lunático (curta-metragem)
2017 Um Tio Quase Perfeito Coordenadora Luciana

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Rasga Coração, com direção de Oduvaldo Viana Filho.
  • Na Terra do Pau-Brasil nem Tudo Carminha Viu, com direção de Ary Fontoura.
  • A Fada Que Tinha Idéias, de Ruth de Souza com direção de Eduardo Tolentino de Araújo.
  • As Múltiplas Faces de Hélice, escrita por ela mesma e dirigida por Dulce Bressane.
  • Cinderela em Chicago, escrita por José Wilker e dirigida por Eduardo Martini.
  • Odeio Hamlet, de Paul Rudnick, direção de José Wilker
  • Bonitinhas, mas Extraordinárias, de Fátima Valença e Bia Montez, direção de Cyrano Rosalém
  • A Verdadeira História de Beatriz Alzira, escrita por ela mesma e Fátima Valença, com direção de Sandra Pêra
  • A Viagem dos Meus Sonhos, escrita por ela mesma e Fátima Valença.

Referências

  1. Patrícia Kogut (6 de abril de 2018). «Gustavo Reiz entrega a sinopse da novela 'Gênesis' à direção da emissora». O Globo. Consultado em 6 de abril de 2018 
  2. Guilherme Rodrigues (6 de abril de 2018). «Alexandra Richter e Bia Montez são escaladas para trama das 19h». Observatório da Televisão. Consultado em 20 de maio de 2018 
  3. ««Lembra dela? Bia Montez volta à Globo na novela A Lei do Amor»». Observatório da Imprensa. Consultado em 30 de Setembro de 2016 
  4. «Bia Montez retorna à 'Malhação' dez anos após viver Dona Vilma: 'Ainda me chamam assim na rua'». Gshow.com. Consultado em 30 de Setembro de 2016 
  5. «Bia Montez vive grande rival de Dona Xepa na nova produção da Record». R7.com. Consultado em 30 de Setembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]