Caio Junqueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caio Junqueira
Nome completo Caio de Lima Torres Junqueira
Nascimento 15 de novembro de 1976
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Morte 23 de janeiro de 2019 (42 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação ator
Atividade 1985–2019
Parentesco Fábio Junqueira (pai - m.2008)

Jonas Torres (irmão)

Caio de Lima Torres Junqueira (Rio de Janeiro, 15 de novembro de 1976Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 2019) foi um ator brasileiro.[1][2] Era filho do também ator e diretor Fábio Junqueira, falecido em 2008, e irmão do ator Jonas Torres. Após diversas participações em telenovelas da Rede Globo, ganhou destaque nacional em 2004 no remake de A Escrava Isaura, em que interpretou o abolicionista Geraldo. Em 2010, interpretou seu primeiro protagonista na telenovela Ribeirão do Tempo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1985, aos oito anos de idade, Caio estreava na TV Manchete ao lado de grandes nomes como Diogo Vilela, Guilherme Osty e Zezé Polessa no programa humorístico Tamanho Família. Logo, foi para a Rede Globo, para participar, ao lado do meio-irmão Jonas Torres, da série Armação Ilimitada. Desde então, formou um extenso currículo na TV, nos palcos e, sobretudo, no cinema. Também na Globo, fez Desejo (minissérie), Barriga de Aluguel, A Viagem, Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados, Malhação, Hilda Furacão, Chiquinha Gonzaga, Aquarela do Brasil, Um Anjo Caiu do Céu, O Quinto dos Infernos, O Clone e Um Só Coração. Participou também de episódios em seriados como A Vida Como Ela É, Brava Gente, Você Decide e Sexo Frágil. Em 2004, ganhou destaque ao integrar o remake da novela A Escrava Isaura, na qual interpretou o abolicionista Geraldo, melhor amigo do protagonista e que tentava salvar das visões racistas a mimada Malvina.

Participou de cerca de dez curtas-metragens e 15 longas, que incluem, entre outros, Viva Sapato! Zuzu Angel, Abril Despedaçado, Quase Nada, For All - O Trampolim da Vitória; e os indicados ao Oscar Central do Brasil (1998) e O Que É Isso, Companheiro? (1997). Recebeu o prêmio de ator revelação no Festival de Gramado de 1997, pelo filme Buena Sorte (1996).

Um de seus trabalhos de maior projeção foi no filme Tropa de Elite, lançado em 2007, no qual interpretou o cabo Neto Gouveia, ou aspira 06, – um dos personagens centrais da trama. Após Tropa de Elite, que criou grande polêmica e frequentou a mídia mesmo antes de sua estreia, Caio volta à TV com uma participação especial na novela Paraíso Tropical ; depois fez o personagem principal do programa Linha Direta Justiça, Cabo Anselmo. Em seguida foi escalado para a novela Desejo Proibido, na qual viveu o engenheiro Gaspar.

Em 2008, subiu aos palcos, ao lado de Wagner Moura e grande elenco, vivendo Horácio, em nova montagem da peça Hamlet, de William Shakespeare, dirigida por Aderbal Freire Filho. Também em 2008, iniciou as gravações da série de TV A Lei e o Crime, que foi ao ar no primeiro semestre de 2009, na qual interpretou o policial corrupto Romero.

Em 2010, na Rede Record, interpretou o atrapalhado Joca, protagonista de Ribeirão do Tempo, considerado por Caio seu principal papel na TV. Na mesma emissora, participou de duas produções bíblicas: a série José do Egito (2013), como Simeon, um dos filhos de Jacó, e Milagres de Jesus (2014), como apóstolo Pedro.

Em 2015, participou da 1ª temporada de 1 Contra Todos, de Breno Silveira, no papel do policial Jonas. Em 2018, fez uma pequena participação na série da Netflix O Mecanismo, no papel de Ricky.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Era neto do aviador brasileiro Alberto Martins Torres e bisneto do escritor alagoano Jorge de Lima.

Morte

Em 16 de janeiro de 2019, sofreu um grave acidente de carro no Aterro do Flamengo e foi levado ao Hospital Municipal Miguel Couto em estado grave.[3] Morreu uma semana depois, na madrugada de 23 de janeiro, aos 42 anos de idade. Não deixou fihos.[4][5]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagens Notas
1985–86 Tamanho Família Apinajé
1986 Armação Ilimitada Nico
1988 Grupo Escolacho Antônimo Hermínio Especial de Fim de Ano
1990 Desejo Quidinho (criança) Episódio: "27 de maio"
Barriga de Aluguel Tiago Paranhos (Tatau)
1992 Você Decide Lucas Episódio: "Segredo de Família"
1994 Confissões de Adolescente José Roberto (Kill) Episódio: "Liberdade tem Limite"
A Viagem Pedro Bala
1995 Engraçadinha Leleco
Você Decide Heitor Episódio: "O Pátrio Poder"
1996 Tico Episódio: "Testemunha de Acusação"
Wallace Episódio: "O Filho da Mãe"
A Vida como Ela É... Eusébio Episódio: "O Delicado"
1997 Renato Aragão Especial Episódio:"Conto de Natal"
1998 Hilda Furacão Demétrio
Malhação Flávio Vianna (Puruca) Temporada 4
Você Decide Diogo Episódio: "Ligeiramente Grávida"
Carlinhos Episódio: "A Primeira Vez de Carlinhos"
1999 Mateus Episódio: "O Lobisomem"
Chiquinha Gonzaga João Gualberto Gonzaga do Amaral
2000 Brava Gente Adroaldo Episódio: "Enquanto a Noite Não Chega"
Aquarela do Brasil Paulo Episódio: "19–22 de setembro"
2001 Um Anjo Caiu do Céu Adolfo Braga e Nunes (Adolfinho)
2002 O Quinto dos Infernos Diogo
O Clone Pedro Lobato (Pedrinho) Episódios: "11 de julho–"
2003 Sexo Frágil Ricardinha Episódio: "A Fonte da Juventude"
2004 Um Só Coração Oswald de Andrade Filho (Nonê) Episódio: "6 de janeiro"
A Escrava Isaura Geraldo Villela
2007 Paraíso Tropical Romeu Episódio: "30 de abril–12 de maio"
Desejo Proibido Dr. Gaspar Martins
2009 A Lei e o Crime Homero Dias
2010 Ribeirão do Tempo João Carlos Pelago (Joca)
2013 José do Egito Simeão
2014 Milagres de Jesus Pedro Simão Episódio: "A Pesca Maravilhosa"
2015 Conselho Tutelar Robson Temporada 2
2016 1 Contra Todos Detetive Jonas Cerqueira Temporada 1
2018 O Mecanismo Henrique Villa Verde (Ricky) Temporada 1

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1984 Com licença, Eu vou à Luta Daniel
1988 Super Xuxa contra o Baixo Astral menino CDF
1997 For All - O Trampolim da Vitória Miguel
O Que É Isso, Companheiro? Julio[1]
1998 Central do Brasil Moisés
Rua do Amendoim (curta)
1999 Gêmeas
2000 Quase Nada Ernane[1]
2001 Abril Despedaçado Inácio[1]
Pedro Pintor em Auto Retrato (curta) Pedro Pintor [6]
2002 Seja o que Deus Quiser! Nando
Viva Sapato! Jobson
Suspiros Republicanos (curta) Carlos Manoel
2003 Apolônio Brasil, o Campeão da Alegria jovem Apolônio Brasil
2004 Relâmpago (curta)
2006 Zuzu Angel Alberto[1]
2007 Tropa de Elite Neto Gouveia[1]
2008 Domingo de Páscoa (curta) [7]
2016 Milagres de Jesus - O Filme Pedro

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - "Dito e feito". Direção: Lúcia Coelho
  • 1984 - "As you like it" de Shakespeare. Direção: Aderbal Freire-Filho;
  • 1992 - "Capitães de Areia" de Jorge Amado.
  • 2000 - "A rosa tatuada" de Tennesse Williams; "Barca do Inferno" de Gil Vicente.
  • 2000 - "O despertar da Primavera" de Frank Weddeking
  • 2001 - "Romeu e Julieta" de Shakespeare.
  • 2001 - "Os três Mosqueteiros" de Alexandre Dummas
  • 2002 - "Os sete afluentes do Rio Ota". Direção: Monique Gardembergue
  • 2003 - "Memorial do Convento". Direção: Adriana de Barros; "Onde está você agora".
  • 2005 - "Os Justos" de Albert Camus
  • 2008 - "Hamlet" de Shakespeare. Direção: Aderbal Freire-Filho

Referências

  1. a b c d e f AdoroCinema. «Caio Junqueira». Consultado em 8 de maio de 2012 
  2. Caio Junqueira
  3. «Caio junqueira sofre acidente». Universo Online. 16 de janeiro de 2019. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  4. «Morre o ator Caio Junqueira». O Globo. 23 de janeiro de 2019. Consultado em 23 de janeiro de 2019 
  5. «Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente». G1. 23 de janeiro de 2019. Consultado em 23 de janeiro de 2019 
  6. «Pedro Pintor em Auto Retrato». Porta Curtas. Consultado em 19 de maio de 2019 
  7. «Domingo de Páscoa». Porta Curtas. Consultado em 19 de maio de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]