O Todo Poderoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras acepções, veja Todo Poderoso.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Todo Poderoso
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Clóvis Levy
José Safiotti Filho
Carlos Lombardi
Edi Lima
Ney Marcondes
País de origem  Brasil
Produção
Diretor(es) J. Marreco
Henrique Martins
David José
Maurice Capovilla
Tema de abertura "O todo poderoso", por Maurício Duboc
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Bandeirantes
Transmissão original 19 de novembro de 1979 - 19 de julho de 1980
N.º de episódios 174
Cronologia
Um Homem muito Especial

O Todo Poderoso[1] é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Bandeirantes e exibida entre 19 novembro de 1979 e 19 de julho de 1980, às 20h. Escrita por Clóvis Levy e José Saffioti Filho (depois substituídos por Edy Lima, Ney Marcondes e Carlos Lombardi) e dirigida por Henrique Martins e David José, com supervisão de Maurice Capovilla.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A ação se passa no hospital do Dr. Cristiano, onde um turbilhão de amor e forças do além se apossa dos funcionários, mostrando o choque entre o conhecimento acadêmico e profissional de Cristiano com o jovem Emanuel, um curandeiro popular.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde dezembro de 2009).

Referências

  1. «Novelas de sucesso». Rede Bandeirantes. Consultado em 2 de abril de 2013 
  2. «O Todo Poderoso». Teledramaturgia.com. Consultado em 2 de abril de 2013