Camilo Bevilacqua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Camilo Bevilacqua
Nascimento 11 de setembro de 1949 (67 anos)
Gaurama, RS
Nacionalidade brasileira
Ocupação ator e diretor

Camilo Bevilacqua (Gaurama, 11 de setembro de 1949) é um ator e diretor brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira em 1968 em Porto Alegre, com a peça Pique Nique no Front, de Fernando Arrabal. Por causa da repressão dos anos de chumbo, entrou na Escola de Teatro da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no curso de arte dramática, em 1970. Na faculdade fez peças importantes, como A Lição, de Ionesco, Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues e Hamlet, de William Shakespeare. Em 1973 ganhou o prêmio MUTEPLA com o monólogo Os Malefícios do Fumo, de Anton Tchecov.

Em 1975 foi escolhido para fazer o papel título de Mockinpot, de Peter Weiss, trabalho com o qual viajou o Brasil todo, quando fixou-se no Rio de Janeiro, onde mora até hoje. Já participou de 45 peças teatrais.

Na televisão, já fez minisséries e telenovelas na Rede Globo. Seu último trabalho na televisão foi o personagem Jorge em Malhação.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1969 – Pic-nic no Front - de Fernando Arrabal e direção de Hamilton Braga
  • 1970 – Não Saia da Faixa de Segurança - de Carlos Carvalho
  • 1971 – Hamlet - de William Shakespeare
  • 1972 – O Presente - direção de Dilmar Messias
  • 1973 – Vestido de Noiva - de Nelson Rodrigues
  • 1974 – Os Malefícios do Fumo - de Anton Tchecov
  • 1975 – Brecht em Câmara - de Bertolt Brecht
  • 1976 – A Lição - de Eugene Ionesco
  • 1976 – A Noite dos Assassinos - de José Triana
  • 1976 – Mockinpott - de Peter Weiss
  • 1976 – Transe no 18 - de Wilhelm Jensen
  • 1977 – O Doce Pássaro da Juventude - de Tennessee Williams
  • 1978 – A Burguesa Isaura - de Pedro Porfirio
  • 1979 – Ferocidade - de Ricardo Meireles
  • 1979 – Como Testar a Fidelidade das Mulheres - roteiro e direção de João Bethencourt
  • 1980 – Quem Casa Quer Casa - de Martins Penna
  • 1981 – Village - de Ira Evans
  • 1982 – Barreado - de Ana Elisa Gregori
  • 1982 – Gente Fina É a Mesma Coisa - de Alan Aickeborn
  • 1983 – Cloud Nine - de Caryl Churchill
  • 1984 – O Último Tango em Huahuatenango - de San Frane
  • 1984 – O Inocente - de Sérgio Jockyman
  • 1985 – O Belo Indiferente - de Jean Cocteau
  • 1985 – Pai - de August Strindberg
  • 1985 – Esse Mundo é um Hospício - de Josheph Kessering
  • 1986 – O Tempo e os Conwais - de J.B. Priestley
  • 1987 – Sábado, Domingo, Segunda - de Eduardo de Felipo
  • 1988 – Morre um Coração Vulgar - de Bráulio Pedroso
  • 1988 – Cerimônia do Adeus - de Mauro Rasi
  • 1989 – O Jardim das Cerejeiras - de Anton Tchecov
  • 1991 – Trair e Coçar é Só Começar - de Marcos Caruso
  • 1993 – Mephisto - de Klaus Mann
  • 1995 – Lago 22 - de Marlow e William Shakespeare
  • 1996 – A Gaivota - de Anton Tchecov
  • 1998 – A Beata Maria do Egito - de Raquel de Queiroz
  • 1999 – Tatuagem - de Dea Loher
  • 1999 – Dona Rosita Solteira - de Federico Garcia Lorca
  • 2000 – Ai, Ai, Brasil - de Sérgio Brito e Clóvis Levi
  • 2000 – A Mulher Sem Pecado - de Nelson Rodrigues
  • 2002 – Entre o Céu e o Inferno - de Gil Vicente
  • 2004 – Charle Baudelaire Minha Terrível Paixão! - de Elisa Lucinda
  • 2006 – Cassino Coração - direção de Marcos Barreto
  • 2009 – Confronto - direção de Domingos de Oliveira
  • 2010 - Macbeth- direção de Aderbal Freire Filho
  • 2010 - Recordar é Viver - direção de Eduardo Tolentino de Araújo
  • 2011 - O Gato Branco- direção de João Fonseca
  • 2013 - Lima Barreto, ao terceiro dia- de Luiz Alberto Abreu e direção de Luiz Antonio Pilar
  • 2014 - 12 Homens e uma Sentença - direção de Eduardo Tolentino

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2002 – Best Supporting Actorn no 6th Brazilian Film Festival of Miami por Negócio Fechado (direção de Rodrigo Fonseca)
  • 2000 – Prêmio de melhor ator coadjuvante - Festival de Cinema de Natal por Quase Nada (direção de Sérgio Rezende)
  • 1986 – Prêmio Ibeu de Teatro pela peça Este Mundo É um Hospício
  • 1978 – Primeiro Troféu Grande Otelo de ator pela TVE
  • 1973 – Melhor ator da Mostra de Música, Teatro e Artes Plásticas da UFRGS

Ligações externas[editar | editar código-fonte]