Juliana Silveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juliana Silveira
Juliana Silveira em junho 2014.
Nome completo Juliana Bragança Saúda Silveira
Nascimento 12 de março de 1980 (42 anos)
Santos, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Cantora
Atividade 1993–presente
Cônjuge Rodolfo Medina (c. 2003–05)
João Vergara (c. 2011)
Página oficial

Juliana Bragança Saúda Silveira (Santos, 12 de março de 1980) é uma atriz e cantora brasileira.[1][2][3] Começou a carreira em 1993, como assistente de palco da apresentadora Angélica nos programas Casa da Angélica, TV Animal e Passa ou Repassa, do SBT, e Angel Mix, da Rede Globo. Sendo Angelicat nos programas Casa da Angélica entre 1993 e 1995 e Angel Mix entre 1996 e 1998. Em 2002, ganhou destaque na nona temporada do seriado Malhação, interpretando a protagonista Júlia. Entre 2005 e 2006, esteve a frente da telenovela Floribella, na Band, onde também se lançou como cantora.[4]

Em 2007, assinou com a Rede Record e passou pela novela interpretou a cantora Lucky Star na novela Luz do Sol. No ano seguinte, 2008, viria a dar vida a protagonista Carolina de Chamas da Vida, uma das maiores audiências da emissora.[5] Em 2012, esteve em Balacobaco, repetindo a parceria de protagonista e vilã com Bárbara Borges dez anos depois de Malhação. No ano de 2014, deu vida à neonazista Priscila, em Vitória, sendo sua primeira vilã na carreira. Em 2016 entrou para o elenco da novela A Terra Prometida,onde deu vida a vilã Kalési rainha de Jericó.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida e criada em Santos, litoral paulista, numa família de origem portuguesa e italiana, filha de Giselda Bragança Saúda Silveira e Joaquim Silveira Filho. Tem um irmão mais velho chamado Joaquim Silveira Neto.

Carreira[editar | editar código-fonte]

1993–03: Angelicat e Malhação[editar | editar código-fonte]

"Eu era muito fã da Angélica, fui ao programa dela e me chamaram para fazer um teste. Já brincava de imitá-la e fazer as coreografias. Quando um produtor me perguntou se eu topava participar de uma seleção, claro que disse 'sim'"

— Juliana sobre como se tornou Angelicat.[6]

Em 1993 Juliana estava na plateia do programa Casa da Angélica, da apresentadora Angélica no SBT, quando foi abordada por um dos produtores que, ao perceber sua animação, acabou a convidando para fazer um teste para ser assistente de palco.[6] E no final do mesmo ano, aos 13 anos, estreava no programa Casa da Angélica como Angelicat, nome dado as ajudantes de palco da apresentadora Angélica.[7] Em 1995, saiu do programa Casa da Angélica e deixou o título de Angelicat e passou a ser assistente de palco da apresentadora no programa TV Animal esporadicamente no programa Passa ou Repassa.[7] Em 1996, retornou ao posto de Angelicat e seguiu junto com Angélica para a Rede Globo para auxiliá-la no programa Angel Mix, permanecendo no programa até 1998, quando no mesmo ano passou nos testes para fezer sua primeira telenovela, Pecado Capital, na qual interpretou a prostituta Dagmar, sua primeira personagem de destaque. Ainda em 1998, quando ainda era Angelicat, fez sua estreia como atriz em uma participação especial na novelinha infanto-juvenil Caça Talentos.

Em 2001 fez uma participação no seriado Brava Gente antes de entrar para o elenco da novela Laços de Família como a personagem Patrícia Camps. Ainda em 2001 realizou fez sua estreia no teatro na peça Férias de Verão, onde interpretou a adolescente Cinthia.[8] Em 2002 fez parte da minissérie O Quinto dos Infernos como a camponesa Rosaura.[6] Em 2001 foi escolhida para protagonizar a nona temporada do seriado Malhação como Júlia Miranda, ao lado de Henri Castelli, focando na história do amor de dois jovens de famílias rivais separados por um erro médico. A temporada alcançou uma média de audiência de 28 pontos, a terceira fase de maior pontos da série.[9] A atriz permaneceu no elenco principal da trama durante a décima temporada, a qual havia mudado de protagonista.[10] Em 2003 dedicou-se no teatro a versão brasileira da peça Teen Lover - Confissões Masculinas, onde interpretou a adolescente rebelde Samara.[11]

2004–06: Floribella e música[editar | editar código-fonte]

Juliana na turnê Floribella, o Musical, em 2006.

Em 2004, com o final do contrato com a Rede Globo, seguiu pelos palcos protagonizando a peça Cinderela. Logo após realizou testes de elenco na Band, que visava retomar a produção de telenovelas com um lançamento infanto-juvenil.[12] Na ocasião, ao saber que teria que cantar e dançar, a atriz quase desistiu, porém foi convencida pela direção a permanecer, interpretando a canção "Coração de Papelão", do grupo Balão Mágico, para os testes.[13] Logo depois a atriz recebeu a notícia que havia sido escolhida para protagonizar a nova produção[14] e, em 31 de janeiro de 2005 assina contrato com a Band.[15][16] Na semana seguinte foi anunciado que a telenovela se chamaria Floribella, baseada na original argentina Floricienta, de Cris Morena, e também no conto da Cinderela, em uma versão moderna e urbana.[16] Em fevereiro daquele ano Juliana esteve envolvida em um workshop de duas semanas para construir a protagonista Maria Flor Miranda.[17] Em 4 de abril a atriz estreia protagonizando Floribella,[18] que teve 3,5 pontos de audiência em seu primeiro capítulo.[19] Em entrevista para o Eu Agito, Juliana disse que não imaginava que teria o dom musical: "Foram dois dias só me ambientando. Depois, gravei tudo em quatro dias. Fiquei encantada com a minha voz. Quando ouvi pela primeira vez, falei: 'Não é possível, não sou eu!'".[13] Com o sucesso da novela, Juliana assinou certa de 100 produtos com seu nome e a marca da novela,[20] entre eles a sua sandália, que vendeu 415 mil pares,[21] a boneca com seu nome, que teve 50 mil exemplares, e o álbum de figurinhas com 6 milhões de envelopes vendidos, se tornando um dos nomes mais rentáveis de 2005.[22][23]

Juliana em 2005.

Em 6 de julho de 2005 lançou seu primeiro trabalho, a trilha sonora Floribella, pela Universal Music.[24] O disco trouxe como singles a canção-tema "Floribela", além de "Meu Vestido Azul", "Porque", que atingiu a posição 37 nas rádios brasileiras, "Pobre dos Ricos", que conquistou o número 88.[25] Ao todo o disco vendeu 200 mil cópias[26] e conquistou o disco de platina pela ABPD.[27][28] Em 17 de dezembro de 2005 é lançado o primeiro álbum ao vivo para a novela, Floribella Ao Vivo, vendendo ao todo 50 mil cópias e ganhando o disco de ouro.[29][30] A temporada finalizou com audiência de 7 pontos.[31] Um box com a primeira temporada completa foi lançado pela Universal Music, trazendo quatro discos com os capitulos, extras e também os videoclipes de Juliana.[32] Com o bom retorno de público e comercial, a novela ganhou uma segunda temporada em 2006,[33] a qual ganhou um capítulo adicional aos sábados, porém manteve os 7 pontos.[34] Em 3 de março de 2006 é lançada a segunda trilha sonora, Floribella 2: É pra Você Meu Coração, do qual sairam os singles "É pra Você Meu Coração" e "Te Sinto", além da participação em "Vem Dançar", de Bruno Miguel. O álbum vendeu ao todo 100 mil copias e foi certificado como disco de ouro.[35][36] Com o termino da segunda temporada Juliana se apresentou com o musical da novela, Floribella, o Musical, que foi exibido como especial de Natal naquele ano e se transformou em DVD.[37] Ainda no final de 2006 a Band cogitou a ideia de realizar uma terceira temporada, porém Juliana não aceitou.[38] Na ocasião a atriz alegou que a história estava completa e era melhor parar no auge para não desgasta-la.[39] Com o fim do contrato a emissora ainda ofereceu uma renovação para estrelar outra novela infanto-juvenil em alguns anos, porém isso não veio a se concretizar.[40]

2007–presente: Papéis adultos[editar | editar código-fonte]

No início de 2007 a Rede Globo ofereceu para Juliana um contrato e o convite para integrar o elenco da novela Paraíso Tropical como a prostituta Telma, o qual foi recusado por ela e dado posteriormente para Ísis Valverde.[41] Na ocasião, em entrevista para o Terra, a atriz explicou que a personagem contrastava muito com seu último papel, além de implicar o cancelamento dos contratos com os produtos licenciados com a marca de Floribella: "Não seria o momento ideal, ainda mais logo depois de Floribella. Lá na frente faço todas as prostitutas e fico nua se quiserem. Mas, nesse momento, estaria jogando um trabalho de dois anos no lixo".[6][40] Juliana ainda tentou negociar com a emissora outro personagem ou integrar outra novela, mas um acordo não foi fechado.[41] No mesmo ano Juliana assina com a Record e passa a integrar o elenco da novela Luz do Sol, onde interpretou Nina, uma universitária que se torna uma cantora famosa internacionalmente sob disfarce e o codinome Lucky Star.[41] Em 1 de maio de 2007 Juliana lança seu primeiro single como artista própria, a canção "I Got What You Need", pela Mr. Ka Produtions.[42] A canção, focada no R&B e cantada em inglês, foi lançada digitalmente nos Estados Unidos, Espanha, França e Reino Unido através do eMusic.[43][44][45][46] Juliana chegou a negociar com a Universal Music seu primeiro álbum, porém este nunca veio a ser lançado devido ao foco na carreira de atriz.[47]

Em 2008 dá partida a uma nova fase de sua carreira ao interpretar sua primeira personagem para o público adulto, a cinegrafista Carolina, protagonista da novela Chamas da Vida, na qual alcançou uma das maiores audiências da emissora.[5] Para dar o ar mais velho da personagem, a atriz aderiu ao corte 'joãozinho' ou pixie com os cabelos curtos.[48] Na metade da novela Juliana torceu o pé e precisou se afastar por algumas semanas das gravações, a qual se explicou com uma viagem de sua personagem, retornando pouco depois já recuperada.[49] Em 2012, depois de retornar da licença-maternidade, encarna a protagonista arquiteta Isabel Vilela em Balacobaco, repetindo a dupla entre mocinha e vilã com Barbara Borges, que também havia feito a antagonista em Malhação dez anos antes.[50] Em 2014 interpretou a primeira vilã de sua carreira, a professora de história Priscila Schiller, em Vitória, uma neonazista com ideais preconceituosos contra negros, homossexuais, nordestinos e judeus, os quais mata e tortura durante a trama.[51] Em 2015, Juliana renova o seu contrato com a Rede Record por mais dois anos.[52] Em 2016 integra o elenco principal de A Terra Prometida, interpretando a rainha Kalési, uma das antagonistas da trama.[53]

Em 2017 integra o time de participantes da primeira temporada do talent show Dancing Brasil.[54] Ainda no mesmo ano fez uma participação na novela Apocalipse interpretando a enfermeira Raquel.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Juliana e o marido João Vergara em 2011.

Em 1997 cursou artes cênicas pela Oficina de Atores da Globo, formando-se e obtendo seu DRT de atriz em 1998.[55] Em 2003 começou a namorar o empresário Rodolfo Medina, com quem veio a se casar em fevereiro de 2005 em Las Vegas, nos Estados Unidos.[13] Porém o casamento durou poucos meses e terminou em julho do mesmo ano.[56] Ainda no final de 2005 Juliana começou a namorar o ator Roger Gobeth, com quem fazia par romântico na mesma novela na época, assumindo o relacionamento publicamente apenas em 2006.[57] Em 2008 Roger pediu Juliana em casamento, iniciando o noivado do casal.[57] O casamento estava marcado para acontecer em setembro de 2009, porém um mês antes foi adiado[58] e, dias depois, o noivado chegou ao fim.[59]

Em agosto de 2010 começou a namorar o designer João Vergara, irmão de sua produtora na época, Inês Vergara.[60] Em novembro do mesmo ano anunciou sua primeira gravidez em seu site, deixando uma mensagem sobre o momento: "Bom, eu me apaixonei. Estou feliz e agora posso dizer que coisas extraordinárias andaram acontecendo".[61] Em 2011 se casou com João em uma cerimônia civil privada.[62] Em 22 de julho de 2011 nasceu seu primeiro filho, Bento Silveira Vergara, com 3,6kg em parto cesárea na Maternidade Perinatal na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.[63]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Nota
1993–95 Casa da Angélica Angelicat (assistente de palco)
1995–96 TV Animal Assistente de palco
Passa ou Repassa
1996–98 Angel Mix Angelicat (assistente de palco)
1998 Caça Talentos Dani Episódio: "Guerra dos Sexos"
1998 Pecado Capital Dagmar
1999 Você Decide Carla Episódio: "Sonhos Perdidos"
Lucila Episódio: "O Califa de Caruaru"
Dora Episódio: "O Lobisomem"
Samantha Episódio: "Gol de Placa"
2000 Maria Eduarda Episódio: "Glorinha Vai às Compras"
Laços de Família Patricia Campos (Patty)
2001 Brava Gente Branca Luz Episódio: "O Natal de Arioswaldo"
2002 O Quinto dos Infernos Rosaura
2002–03 Malhação Júlia Miranda Temporadas 910
2005 Floribella Maria Flor Miranda (Flor)
2007 Luz do Sol Nina Lins de Albuquerque / Luckystar
2008 Chamas da Vida Carolina Monteiro Azevedo de Castro
2012 Balacobaco Isabel Vilela
2013 Tá Tudo em Casa Maria Especial de final de ano
2014 Vitória Priscila Schiller
2016 A Terra Prometida[64] Rainha Kalési[64]
2017 Dancing Brasil Participante Temporada 1
2017 Apocalipse Raquel Santero Sardes Episódios: "11 de dezembro–6 de fevereiro"
2020 Matches Lara[65][66][67]

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo / Personagem
2019–presente Ju Silveira Ela mesma
2020 #TdVaiFicar Débora[68]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
2019 Kiara Kiara Curta-metragem

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2001 Férias de Verão[8] Cinthia
2003 Teen Lover - Confissões Masculinas[11] Samara
2004 Cinderela Cinderela
2006 Floribella, o Musical Maria Flor Miranda

Discografia[editar | editar código-fonte]

Disambig grey.svg Nota: Para discografia de Floribella, veja Discografia de Floribella.

Singles[editar | editar código-fonte]

Título Ano Álbum
"I Got What You Need"[69][70] 2007 Não adicionado à nenhum album

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Álbum Detalhes
Juliana Silveira Canta Floribella
  • Lançamento: 22 de abril de 2021
  • Formatos: download digital
  • Gravadora: Midas Music
Juliana Silveira Canta Floribella 2
  • Lançamento: outubro de 2021
  • Formatos: download digital
  • Gravadora: Midas Music

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2002 Capricho Awards[71] Melhor Atriz Indicada
Gata Nacional Venceu
Melhores do UOL e PopTevê[72] Atriz Revelação Indicada
2005 Meus Prêmios Nick Melhor Atriz Venceu
Troféu Imprensa Revelação do Ano Indicada
2006 Meus Prêmios Nick[73] Atriz Favorita
Prêmio Contigo! de TV[74] Melhor Atriz
Melhor Par Romântico (com Roger Gobeth)
2008 Prêmio Contigo! de TV[75] Melhor Atriz Coadjuvante
2009 Troféu Internet[76] Melhor Atriz
2012 Melhores do UOL e PopTevê[77] Melhor Atriz
2013 Prêmio Contigo! de TV[78] Melhor Atriz
2014 Prêmio F5[79] Atriz do Ano: Novela
Melhores do Ano Minha Novela[80] Melhor Vilã(o)
2015 Prêmio Contigo! de TV[81] Melhor Atriz

Referências

  1. Ego. «Juliana Silveira». Globo Comunicação e Participações. Consultado em 5 de maio de 2012 
  2. «Biografia de Juliana Silveira». Letras.com. Consultado em 5 de maio de 2012 
  3. «Floribella Resumo | Personagens | Trilha Sonora». Resumo das Novelas - Personagens -Trilha Sonora. Consultado em 26 de outubro de 2021 
  4. «Juliana Silveira posta foto ao lado do marido e afasta rumores de briga». Globo. 13 de novembro de 2008 
  5. a b «Audiencia». UOL. 13 de novembro de 2008 
  6. a b c d «Juliana Silveira: "Só se recusa um papel de mocinha por um motivo muito forte"». O Fuxico. Consultado em 5 de maio de 2012 
  7. a b «Tá Lembrado? Os assistentes da Angélica que ficaram famosos». Trash 80's. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  8. a b «Peças e Apresentações». Encontra Entretenimento. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  9. «AUDIÊNCIA DETALHADA: MALHAÇÃO 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2008 e 2009». Audiência na TV. Consultado em 5 de maio de 2012 
  10. «Relembre todos os casais de protagonistas da história de "Malhação"». IG. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 30 de junho de 2013 
  11. a b «Rogéria volta ao palco com ex-Paquito e ex-BBB». Ig. Consultado em 5 de maio de 2012 
  12. Castro, Daniel (24 de dezembro de 2004). «Vestibular». Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de dezembro de 2013 
  13. a b c «"Sou tímida", diz Juliana Silveira». Eu Agito. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  14. Castro, Daniel. «Identidade». Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de dezembro de 2013 
  15. «Floribella: Juliana Silveira será a protagonista da». Estrelando. Consultado em 5 de maio de 2012 
  16. a b Castro, Daniel (26 de novembro de 2004). «Band vai adaptar 'Cinderela' argentina». Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de dezembro de 2013 
  17. Corrêa, Ana Beatriz (20 de março de 2005). «Novo galã». Jornal do Brasil. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  18. «Band estréia Floribella nesta segunda às 20h10». Terra. 4 de abril de 2005. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  19. Castro, Daniel (6 de abril de 2005). «Gritaria». Folha de S. Paulo. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  20. Jimenez, Keila (8 de outubro de 2005). «'Floribella' é mina de ouro na Band». O Estado de S. Paulo. Consultado em 20 de dezembro de 2013 
  21. Bispo, Tainã (9 de agosto de 2006). «Novelas infanto-juvenis saem da TV e invadem prateleiras do varejo». Valor Econômico. Consultado em 21 de dezembro de 2013 
  22. Stivanin, Taíssa (13 de janeiro de 2006). «Cresce a marca Floribella». O Estado de S. Paulo. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  23. Samora, Guilherme (15 de janeiro de 2006). «Tudo pronto para a nova temporada». O Globo. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  24. «Floribella - Floribella». iTunes. Consultado em 5 de maio de 2012 
  25. «Hot 100 Brasil» (PDF). Consultado em 2 de outubro de 2013 
  26. «Band estréia segunda temporada de "Floribella"». Terra. 28 de novembro de 2005. Consultado em 11 de setembro de 2011 
  27. «Juliana Silveira recebe Disco de Platina pela trilha sonora de Floribella». Area Vip. 28 de novembro de 2005. Consultado em 11 de setembro de 2011. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2013 
  28. Castro, Daniel (18 de setembro de 2005). «Natal». Folha de S. Paulo. Consultado em 20 de dezembro de 2013 
  29. «Band estréia segunda temporada de "Floribella"». Terra. Consultado em 2 de outubro de 2013 
  30. «Floribella Ao Vivo - Diversos». ABDP. Consultado em 2 de outubro de 2013 
  31. Padiglione, Cristina (29 de novembro de 2005). «Brasil bate vizinhos na exclusão». O Estado de S. Paulo. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  32. «Coleção Floribella: 1ª Temporada da TV- 4 DVDs». Cris Dias. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  33. Jimenez, Keila (14 de junho de 2005). «Band renova contrato de Floribella». O Estado de S. Paulo. Consultado em 19 de dezembro de 2013 
  34. Antunes, Elizabete (12 de fevereiro de 2006). «Nomes que vêm na frente». O Globo. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  35. «Floribella: sucesso da Band agora no Disney Channel». ABPD. Bem Paraná. 28 de novembro de 2005. Consultado em 11 de setembro de 2011. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  36. «Floribella ganha destaque no Disney Channel». ABPD. Fuxico. 28 de novembro de 2005. Consultado em 11 de setembro de 2011 
  37. «FLORIBELLA O MUSICAL». Livraria Cultura. Consultado em 2 de outubro de 2013 
  38. «Juliana Silveira diz que o melhor é a resposta das crianças». Terra. 12 de fevereiro de 2006. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  39. «Juliana Silveira acha que Floribella tem de acabar». Diário do Grande ABC. 12 de fevereiro de 2006. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  40. a b «"Tenho liberdade na Record", diz Juliana Silveira». Terra. 12 de fevereiro de 2006. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  41. a b c «Atriz "esnoba" a Globo e assina com a Record». Terra. 12 de fevereiro de 2006. Consultado em 9 de dezembro de 2013 
  42. «I Got What You Need». eMusic. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  43. «I Got What You Need (Single) Juliana Silveira». Amazon UK. Consultado em 5 de maio de 2012 
  44. «I Got What You Need (Single)». eMusic. Consultado em 5 de maio de 2012 
  45. «I Got What You Need (Single) by Juliana Silveira». Amazon France. Consultado em 5 de maio de 2012 
  46. «Single: I Got What You Need (Single) by Juliana Silveira». Amazon Spanish. Consultado em 5 de maio de 2012 
  47. «Juliana Silveira deve lançar CD solo». Vibe Juliana Silveira. Consultado em 5 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  48. «Atrizes lançam moda com corte de cabelos curto». Terra. 13 de novembro de 2008 
  49. «Juliana Silveira se afasta da novela Chamas da Vida». Area Vip. 13 de novembro de 2008 
  50. «Juliana Silveira será a protagonista da nova novela da Record». UOL. Consultado em 28 de junho de 2014 
  51. «Juliana Silveira será neonazista e matará negros, gays e nordestinos na TV». UOL. Consultado em 5 de maio de 2012 
  52. «No ar em "Vitória", Juliana Silveira renova com a Record». POP. Consultado em 24 de janeiro de 2015 
  53. «Novela "A Terra Prometida", da Record: Juliana Silveira será igual Khaleesi de "Game of Thrones"?». Pure Break. Consultado em 5 de maio de 2012 
  54. Falcheti, Fabrício. «RecordTV define equipe e todos os participantes do 'Dancing Brasil'; confira» 
  55. «Biografia de Juliana Silveira». Site oficial. Consultado em 5 de maio de 2012 
  56. «Após adiar casamento, Juliana Silveira e Roger Gobeth terminam». Tribuna da Bahia. Consultado em 5 de maio de 2012 
  57. a b «Juliana Silveira e Roger Gobeth rompem namoro». Revista Quem. Consultado em 5 de maio de 2012 
  58. «Juliana Silveira e Roger Gobeth adiam o casamento». UOL. Consultado em 5 de maio de 2012 
  59. «Termina namoro de Juliana Silveira e Roger Gobeth». Diário do Pará. Consultado em 5 de maio de 2012 
  60. «Novo namorado de Juliana Silveira se chama João Vergara». MSN. Consultado em 5 de maio de 2012 
  61. «Atriz Juliana Silveira está grávida do namorado, João Vergara». Terra. Consultado em 5 de maio de 2012 
  62. «Juliana Silveira escolhe o nome do seu primeiro filho». Terra. Consultado em 5 de maio de 2012 
  63. «Nasce filho de Juliana Silveira». Globo. Consultado em 5 de maio de 2012 
  64. a b «Juliana Silveira vai viver a rainha Kalési na novela 'A Terra Prometida'». UOL. Consultado em 5 de maio de 2012 
  65. «Exclusivo: Juliana Silveira é escalada para o elenco da série "Matches"». Noticiasdetv.com. 28 de janeiro de 2019. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  66. Maia, Tabatha (16 de fevereiro de 2019). «Juliana Silveira se prepara para novo trabalho: "Frio na barriga"». Área VIP. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  67. «Renato Livera vai fazer par romântico com Juliana Silveira na série "Matches"». Noticiasdetv.com. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  68. «Roteirista de 'Sessão de terapia' prepara áudio-série. Veja o elenco». PATRÍCIA KOGUT. 3/07/2020 -. Consultado em 3 de julho de 2020  Verifique data em: |data= (ajuda)
  69. «I Got What You Need - Juliana Silveira - Single». Oi Loja. Consultado em 02 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  70. «I Got What You Need - Juliana Silveira - From the Album I Got What You Need (Single)». Amazon. Consultado em 02 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  71. «Prêmios Nacionais - Capricho Awards». Premiações Artísticas. Consultado em 6 de abril de 2019 
  72. «Gente que brilha:Quase três mil telespectadores votaram nos destaques da televisão brasileira». Uol. 22 de dezembro de 2002. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  73. «Sandy e Junior recordistas de indicações no "Meus Prêmios Nick"». Uol. 10 de julho de 2006. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  74. «Floribella concorre em 10 categorias do Prêmio Contigo». Ofuxico. 6 de março de 2006. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  75. «Vote na Juliana Silveira para o prêmio Contigo!». Juliana Silveira Blog. 6 de março de 2006. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  76. «Troféu Internet». DataTV. 6 de março de 2006. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  77. «Pop Tevê: Qual é a melhor atriz de 2012?». Uol. 5 de dezembro de 2012. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  78. «15º Prêmio Contigo! de TV 2013». Site Oficial. 6 de março de 2006. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  79. «Prêmio F5 - Atriz do Ano (novela)». Consultado em 18 de julho de 2016 
  80. «Veja a lista dos vencedores da revista "Minha Novela"». TV - Premiações Artísticas. 22 de janeiro de 2015. Consultado em 20 de novembro de 2022 
  81. «Elenco, novela e séries da Record concorrem ao Prêmio Contigo!». R7. 31 de março de 2015. Consultado em 17 de junho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons