TV Animal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Animal
Logotipo do programa na 2ª fase (1995-96)
Informação geral
Formato
Gênero Game show
Variedades
Auditório
Estado Cancelado
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Ocimar de Castro
Raul Garin
Produtor(es) executivo(s) Carla Brandão
Distribuída por Brasil SBT
Apresentador(es) Angélica
Eliana
Gugu Liberato
Beto Marden
Roberta Peporine
Narrador(es) Carlos Roberto Lazarin (Carlos Roberto)
Luiz Lombardi Netto (Lombardi)
Compositor da música tema Vários
Empresa(s) de produção SBT
Localização Brasil São Paulo , Brasil
Exibição
Emissora de televisão original Brasil SBT
Formato de exibição HDTV
Transmissão original 30 de outubro de 1988 - 11 de outubro de 1992 (1ª fase)
9 de outubro de 1995 - 19 de julho de 1996 (2ª fase)
9 de outubro de 2009 - 26 de fevereiro de 2010 (3ª fase)
N.º de temporadas 23 (4 temporadas)
N.º de episódios Vários
Cronologia
Passa ou Repassa
Casa da Angélica
Programas relacionados Programa Silvio Santos

TV Animal foi um programa de televisão brasileiro exibido pelo SBT, que surgiu em 30 de outubro de 1988 e extinto em 19 de julho de 1996.

O programa tinha como foco a preservação da fauna, exibindo reportagens e promovendo gincanas com artistas brasileiros.

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Entre 1988 e 1992 o programa foi apresentado por Gugu Liberato. Em 1995 começou a ser apresentado por Angélica e no ano seguinte foi substituída por Eliana. Em 9 de outubro de 2009 voltou ao ar com Beto Marden e foi extinto em 26 de fevereiro de 2010.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Quadro de estreia[editar | editar código-fonte]

O quadro estreou em 30 de outubro de 1988, com apresentação de Gugu Liberato, dentro do Programa Silvio Santos. A fase apresentada por Gugu durou até 11 de outubro de 1992, quando foi substituído pelo Programa de Vídeos. Gugu chegou a apresentar, em 1993, uma releitura do programa chamado de Domingugu. Ainda no mesmo ano, a emissora reprisou algumas edições exibidas entre 1988 e 1992, na faixa das 16 horas.

Programa diário no SBT[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de outubro de 1995, o programa passou a ser diário e teve Angélica como apresentadora.[1] Com esse novo formato, a audiência do horário foi dobrada. Despertando ainda mais o interesse da Rede Globo pela apresentadora. [2]

Com a saída de Angélica para a Rede Globo no dia 13 de maio de 1996, o programa passou a ser comandado por Eliana, mas em razão da reprovação do público da mudança de apresentadora o TV Animal com Eliana, foi cancelado em 19 de julho do mesmo ano.

Retorno do programa[editar | editar código-fonte]

O programa retornou a grade do SBT 13 anos depois, em 9 de outubro de 2009, na faixa de shows SBT Show, substituindo o programa 10 Anos Mais Jovem, que teve sua primeira temporada completa.[3]

Além de reality shows envolvendo animais e brincadeiras divertidas no palco, o programa contou com o Mr. Dog, uma espécie de Super Nanny para animais domésticos. Um dos destaques da nova versão foram os quadros de Roberta Peporine, que foram reclamar o direito dos animais, defendê-los de maus tratos e resgatá-los, buscando um dono para eles, no quadro Novo Dono. Era exibido todas as sextas-feiras, às 20h15, na faixa SBT Show, do SBT. O último programa foi ao ar no dia 26 de fevereiro de 2010, saindo da programação com a nova grade.

Referências

  1. «Angélica estréia "TV Animal" jovem». Folha de S.Paulo. 8 de outubro de 1995. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  2. «Angélica abusa do estilo teen e dobra sua audiência no SBT». Folha de S.Paulo. 19 de novembro de 1995. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  3. «"TV Animal" volta reformulado à grade do SBT em outubro». Bol. 30 de setembro de 2009. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.