TV Zimbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Zimbo
Tipo Rede de televisão aberta (free-to-air)
País  Angola
Fundação 14 de dezembro de 2008 (11 anos)
Pertence a Grupo Medianova
Cidade de origem Luanda
Disponibilidade por satélite
DStv Africa
Canal 692
ZAP
Canal 3
Disponibilidade por cabo
ZAP Fibra
Canal 3 (HD)

A TV Zimbo é a primeira e única estação privada de televisão de Angola.

As emissões experimentais tiveram início no dia 14 de Dezembro de 2008, emitindo na frequência 45 UHF, através do retransmissor situado no Município de Viana, na Província de Luanda, e na posição 5 da rede da TVCABO em Angola. Com o início das emissões regulares, a 15 de Maio de 2009, a primeira estação privada de Angola passou a emitir 18 horas diárias de programação variada e generalista, integrando os pacotes da MultiChoice de distribuição por satélite (DStv África), no canal 573.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome Zimbo teve origem na primeira moeda de troca local usada em Angola e em quase toda a costa ocidental africana, um búzio do tamanho de um bago de café, que aparecia em toda a costa de Angola, embora os mais belos fossem da ilha de Luanda. [carece de fontes?]


História[editar | editar código-fonte]

A TV Zimbo foi fundada em 14 de dezembro de 2008 e iniciou a programação regular em 15 de maio de 2009, a tempo das eleições de 2009 e da Copa das Nações Africanas de 2010 . A Medianova havia acabado de lançar um jornal semanal, O Pais , e uma estação de rádio, Radio Mais (primeira emissora privada em Angola).[1] O canal foi lançado em parceria com a TVI e a BBC . Foram contratados 310 funcionários, incluindo uma equipe editorial de 22. A Medianova investiu US $ 26 milhões no lançamento da TV Zimbo.[2]

Aparentemente, a TV Zimbo não foi lançada com os regulamentos legais necessários. Em novembro de 2010, após uma turbulência financeira na Medianova, 75% dos funcionários da TV Zimbo, a maioria expatriados em Portugal, foram demitidos e substituídos por técnicos locais.[3]

Em finais de Maio de 2011, a TV Zimbo estreou a sua nova identidade corporativa e com a designação da ZTV. Em novembro de 2011 relança o nome da TV Zimbo com nova imagem e uma nova grelha de programção.

Em julho de 2014, a TV Zimbo entrou em HDTV e foi lançado em Agosto de 2019.


Tecnologia[editar | editar código-fonte]

A TV Zimbo busca excelência em tudo o que faz. Por isso, investe no que há de melhor no mundo em termos tecnológicos. Atualmente, a emissora conta com três estúdios, com equipamentos de última geração, e com capacidade para gravação de grandes produções nas áreas de entretenimento e de informação. Há, ainda, um estúdio móvel (caminhão de externa) que permite a transmissão, em directo, de eventos como jogos de futebol e shows musicais. Cinco carros de UP Link são usados, também, no trabalho diário das equipes dos diversos programas da emissora.

Apesar das TVs abertas em Angola transmitirem em sinal analógico, a captação e a edição de imagens da Zimbo são feitas em sistema digital. O resultado é uma imagem de alta qualidade.

Programas[editar | editar código-fonte]

Informação[editar | editar código-fonte]

  • Jornal da Hora
  • Jornal da Zimbo
  • Fala Angola
  • Debate Livre
  • Giro Desportivo
  • Nossa Terra

Talk-shows[editar | editar código-fonte]

  • Sexto Sentido
  • A Tarde é Nossa
  • Made in Angola

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

  • Show da Zimbo
  • Na Quadra com as Estrelas
  • 77%
  • Combate Zimbo
  • Vitrine

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Angola launches TV Zimbo (Português:Angola Lança TV Zimbo). "News24.com", 15 de dezembro de 2008
  2. TV Zimbo conta com parceria da TVI. Jn.pt 12 de dezembro de 2008
  3. «75% dos quadros da TV Zimbo demitidos». Sapo.ao. 8 de novembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]