SIC Mulher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
SIC Mulher
Tipo Canal de televisão
País Portugal
Fundação 8 de março de 2003 (18 anos)
Pertence a SIC
Proprietário Francisco Pinto Balsemão
Sede Portugal
Slogan Amor para toda a vida!
Formato de vídeo 16:9
576i (SDTV)
1080i (HDTV)
Canais irmãos SIC
SIC Notícias
SIC Radical
SIC K
SIC Caras
SIC Internacional
SIC Internacional África
Cobertura  Angola

 Moçambique

Página oficial «Páginal Oficial da SIC Mulher» 

A SIC Mulher é um canal temático da SIC. Foi o quarto canal da empresa televisiva a ser lançado, tendo sido especialmente desenhado para a televisão paga por cabo e satélite. As suas emissões iniciaram-se no dia 8 de março de 2003, Dia Internacional da Mulher. Apesar de o seu público-alvo serem as mulheres, o canal transmite programas com interesse para todo o "tipo" de pessoas, independentemente do género, como sitcoms, britcoms e outras séries internacionais de ficção, além de talent shows internacionais. No entanto, o seu principal objetivo é a difusão de uma programação destinada à mulher que não se revê na totalidade em nenhum dos canais disponíveis no panorama televisivo português da atualidade. É um canal que se destina à mulher que já saiu de casa da família, que já não estuda, já é independente, trabalha, tem uma carreira, já casou ou tem filhos. A sua grelha é completada por magazines, talk-shows e filmes que abrangem temas vocacionados para um público maioritariamente feminino. A 6 de outubro de 2016, no vigésimo quarto aniversario da SIC, o canal migrou para o formato HD.

À data de 2021, o canal transmite muito poucos conteúdos portugueses, sendo que nos seus primeiros anos de emissão os programas originais perfaziam uma percentagem maior da grelha. Com a maior penetração da internet ao longo das décadas de 2010 e 2020, a SIC Mulher apostou mais no seu site, onde apresenta conteúdos que não "chegam" ao canal, como notícias da atualidade que sejam consideradas do interesse de um público feminino sofisticado.[1]

Em junho de 2006, foi anunciado que a estava a ser equacionado o fim da SIC Mulher, em dezembro desse mesmo ano, devido às baixas audiências alcançadas pelo canal[2], mas isso acabou por não acontecer.

Para além de Portugal (onde está presente nas quatro operadoras de televisão paga: NOS, MEO, Vodafone e Nowo), a SIC Mulher também está disponível em Angola e Moçambique.

Direção da SIC Mulher[editar | editar código-fonte]

  • Diretora da SIC Mulher:
  • Editor Executivo da SIC Mulher:
    • Nélson Furtado

Programas SIC Mulher[editar | editar código-fonte]

Produção Nacional[editar | editar código-fonte]

  • Mundo das Mulheres
  • Mais Mulher
  • Faz Sentido
  • Não Faz Sentido
  • Entre Nós
  • Amor Sem Limites
  • Chakall & Pulga
  • Dias com Mafalda
  • Combinações Improváveis
  • Irresistível
  • Whats Up? TV (Em exibição)
  • Mesaluísa (Em exibição)
  • Médico da Casa (Em exibição)

Ficção Nacional[editar | editar código-fonte]

A SIC Mulher transmitiu as seguintes séries/novelas da SIC em reposição:

Programas Internacionais[editar | editar código-fonte]

  • Oprah Winfrey Show
  • The Biggest Loser - (Em Exibição)
  • Ellen - (Em Exibição)
  • Tyra Banks Show
  • Video Fashion Daily - (Em Exibição)
  • Style By Jury - (Em Exibição)
  • Dr.Oz - (Em Exibição)
  • Rachel Zoe Project - (Em Exibição)
  • Dr.Phil - (Em Exibição)
  • Extreme Makeover (Reconstrução Total) - (Em Exibição)
  • Re-Vamped (Começar de Novo)
  • Masterchef Brasil

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Rock In Rio
  • Gala Mulher Activa

Profissionais da SIC Mulher[editar | editar código-fonte]

Apresentadores Programa Estado
Ana Rita Clara Faz Sentido Terminado
Catarina Morazzo

Carla Salgueiro

Jóias TV Em exibição
Adelaide Santos Entre Nós Terminado
Dra. Maria do Céu Santo Amor Sem Limites Terminado
Marta Crawford 100 Tabus Terminado
Raquel Strada Portugal Fashion Terminado
Maria Botelho Moniz Eu Quero Arrumar (1ª Temporada) Terminado
Alexandra Lencastre Irresistível Terminado
Carolina Patrocínio What's Up? TV Em exibição
Ana Marques Eu Quero Arrumar (2ª Temporada) Terminado
Luísa Vilar Mesaluisa Em exibição
Dr. Almeida Nunes Médico da Casa Em exibição

Audiências[editar | editar código-fonte]

2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
0,4% [3] 0,5% [4] 0,5% [5] 0,4% [6] 0,5% [7] 0,5% [8] 0,6% [9] 0,7% [10] 0,9% [11] 0,7% [12] 0,7% [13] 0,6% [14] 0,6% [15] 0,6% [16] 0,9%

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Portugueses acusados de violar duas jovens espanholas». SIC Mulher. 26 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  2. Lopes, Maria (23 de junho de 2006). «Canal Viver/Vivir desaparece da TV Cabo no fim do mês». Público. Consultado em 27 de julho de 2021 
  3. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  9. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. «Historial SIC - Audiências SIC Mulher» (PDF). Consultado em 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. «IMPRESA Comunicado – Audiências SIC em 2013» (PDF). Consultado em 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «Audiências 2015: quem ganhou e quem perdeu» (PDF). Consultado em 2 de janeiro de 2016 
  14. «Audiências canais SIC 2016» (PDF). Consultado em 2 de janeiro de 2017 
  15. «Audiências canais sic 2015» (PDF). Consultado em 2 de janeiro de 2016 
  16. «Audiências canais SIC 2016» (PDF). Consultado em 2 de janeiro de 2017