Alexandra Lencastre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexandra Lencastre
Nascimento 26 de setembro de 1965 (52 anos)
Lisboa
Nacionalidade portuguesa
Ocupação Actriz, apresentadora de televisão
Atividade 1985 - presente
Cônjuge Virgílio Castelo
Piet-Hein Bakker
Globos de Ouro
Golden Globe icon.svg Melhor Actriz de TV (2003) Fúria de Viver
Golden Globe icon.svg Melhor Actriz de Cinema (2003) O Delfim
Golden Globe icon.svg Melhor Actriz de TV (2004) Ana e os Sete
Outros prémios
Associação Portuguesa de Críticos de Teatro
  • Prémio de Actriz Revelação (1986)

Prémios Aquíla

  • Melhor Atriz Principal TV (2015)

Troféus Televisão TV 7 Dias

  • Melhor Atriz Principal (2016)
IMDb: (inglês)

Alexandra Lencastre (Lisboa, 26 de Setembro de 1965) é uma actriz e apresentadora de televisão portuguesa. Recebeu vários prémios de Melhor Actriz, quer de Cinema, quer de Televisão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alexandra Lencastre nasceu em 26 de Setembro de 1965, em Lisboa.[1][2]

Na sua vida pessoal, Alexandra Lencastre casou por duas vezes, uma com o actor Virgílio Castelo e outra com o produtor de televisão holandês Piet-Hein Bakker.[1]

Estudou no Curso de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, seguindo pela carreira artística ao ingressar na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde se diplomou em Teatro (Formação de Actores) (1986).[1][2]

Começou a trabalhar profissionalmente no teatro em 1985, ganhando projecção ao receber o Prémio de Actriz Revelação (1986), da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro (APCT).[1] Trabalhou em companhias ou grupos como o TEC Teatro Experimental de Cascais, Grupo Teatro Hoje ou o Teatro Aberto.[1][2]

A entrar nos anos 1990, Alexandra Lencastre começou a ficar conhecida do grande público quer como actriz, ao participar na Rua Sésamo (1990) ou na A Banqueira do Povo (1993), quer como apresentadora de televisão em programas como Na Cama Com… (1993), Perdoa-me (1994) ou Frou-Frou (1995).[1][3]

Da sua carreira de actriz televisiva destacam-se papéis como em Fúria de Viver (2002) ou Ana e os Sete (2003), que lhe valeram dois Globos de Ouro (2003) e (2004) de Melhor Actriz de Televisão ou em A Única Mulher que lhe valeu o Prémio Aquíla de Melhor Atriz Principal de Televisão (2015) e o "Prémio de Atriz Principal" nos Troféus de Televisão TV7 Dias (2016).[4][5][6] Pelo meio também não se pode esquecer o desempenho Alexandra Lencastre em Meu Amor (2009), considerada Melhor Telenovela (2010) nos Emmys Internacionais.[7]

Com a década de 2010 surgiu também a participação regular de Alexandra Lencastre como jurada em várias temporadas de programas/concursos televisivos como A Tua Cara não Me É Estranha (2012), Dança com as Estrelas (2013) ou Pequenos Gigantes (2016).[3]

Quanto ao cinema, cujo percurso começou a par com a da televisão, para além da participação em filmes como Os Mutantes (1998) ou Os Imortais (2003), podem-se realçar os papéis de protagonista em duas longas-metragens de Fernando Lopes, O Delfim (2002) e Lá Fora (2004), sendo que o primeiro lhe valeu um Globo de Ouro de Melhor Actriz de Cinema (2003).[1][4][8] Alexandra Lencastre foi também protagonista em A Mulher que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América (2003), de João Botelho, papel que lhe valeu o Prémio do Público à Melhor Interpretação Feminina atribuído no Festival Internacional de Cinema de Angra do Heroísmo (2003).[1][9][10]

Em 2016, Alexandra voltou a ser jurada do programa na quarta edição do concurso de imitações da TVI A Tua Cara Não Me É Estranha.[11]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Ref.
1988 A Última Viagem [1][3]
1989 Rua Sésamo Guiomar [1][3]
1990 Os Melhores Anos [1][3]
1991 Perdidos e Achados (Telefilme) [1][3]
1991 Ícaro [3]
1993 A Banqueira do Povo Isabel [1][3]
1994 Na Cama com... Apresentadora [1][3]
1994 Perdoa-me Apresentadora [1][3]
1995 Tudo ao Molho e Fé em Deus Helinha [1][3]
1995 Frou-Frou Apresentadora [1][3]
1995 Roleta Russa Apresentadora [1][3]
1997 Riscos Lídia [1][3]
1997 Super Bebés Apresentadora [1][3]
1999 Não És Homem, Não És Nada Vitória Palma Reis [1][3]
1999 Médico de Família Clara [1][3]
1999 Jornalistas Isabel Lourenço [1][3]
2000 Querido Professor Helena [1][3]
2000 Um Passeio no Parque (Telefilme) [1][3]
2000 Moda 21 Apresentadora [1]
2002 Fúria de Viver Beatriz Lacerda Cabral [1][3]
2003 Ana e os Sete Ana Cruz [1][3]
2004 Inspector Max Mariana Botelho [3]
2005 Ninguém como Tu Luísa Abuquerque [1][3]
2006 Tempo de Viver Fátima Almeida [1][3]
2007 Fascínios Margarida Miranda [3]
2008 Equador Maria Augusta da Trindade [3]
2009 Meu Amor Patrícia Castro Mota [3]
2009 Conversa Indiscreta Apresentadora [3]
2009 Quem É o Melhor? Jurada [3]
2011 Anjo Meu Joana Rita Saraiva [3]
2012 A Tua Cara não Me É Estranha Jurada (1.ª, 2.ª, 4.ª e 5.ª edição) [3]
2013 Destinos Cruzados Laura Veiga de Andrade /
Sílvia Candeias Moreira
[3]
2013 Dança com as Estrelas Jurada (1.ª, 2.ª e 3.ª edição) [3]
2013 Secret Story - Casa dos Segredos [3]
2015 A Única Mulher Pilar Sacramento [3]
2016 Pequenos Gigantes Jurada 2.ª temporada [3]
2017 A Herdeira Caetana Rivera [3]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Ref.
1988 Meia Noite [1][3]
1988 Agosto (voz) [1][3][12]
1989 Filha da Mãe [1][3][12]
1991 Ao Fim da Noite (voz) [1][3][12]
1990 Conserva Acabada (curta-metragem) [1][3]
1992 Vertigem [1][3][12]
1992 Terra Fria (voz) [1][3][12]
1992 Eternidade (voz) [1][3][12]
1992 Entre Mortos e Vivos (curta-metragem) [1][3][12]
1992 Medo [3][12]
1992 Xavier [1][3][12]
1992 Requiem para um Narciso (curta-metragem) [1][3][12]
1993 O Fim do Mundo [1][3][12]
1993 Coitado do Jorge (voz) [1][3][12]
1994 O Oiro do Bandido [1][12][12]
1994 Três Palmeiras [1][3][12]
1998 Tráfico [1][3][12]
1998 Os Mutantes [1][3][12]
2000 A Falha [1][3][12]
2002 Tudo Continua Até ao Dia em que Pára (curta-metragem) [1][3]
2002 O Delfim [1][3][12]
2002 Em Clandestinidade (The Dancer Upstairs) [1][3]
2003 Os Imortais [1][3][12]
2003 A Mulher que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América [1][3]
2004 Lá Fora [1][3][12]
2007 O Capacete Dourado [3]
2007 Julgamento [3][12]
2007 Corrupção [3][12]
2009 Os Sorrisos do Destino [3][12]
2010 Filme do Desassossego [3]
2015 O Leão da Estrela [3][12]
2016 2 Minutos (curta-metragem) [3]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Companhia/Grupo Ref.
1984 Acto sem palavras I e II + Vai e vem No Pote das Ginjas [2]
1985 Pílades Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte - Fundação Calouste Gulbenkian [2]
1986 Frei Luís de Sousa Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte - Fundação Calouste Gulbenkian [2]
1986 O Indesejado Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte - Fundação Calouste Gulbenkian [2]
1987 Tartufo TEC - Teatro Experimental de Cascais [2]
1988 Opereta TEC - Teatro Experimental de Cascais [2]
1988 O Pranto e as Almas TEC - Teatro Experimental de Cascais [2]
1988 D. João no Jardim das Delícias TEC - Teatro Experimental de Cascais [2]
1988 Erros Meus, Má Fortuna, Amor Ardente Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte - Fundação Calouste Gulbenkian [2]TV[3]
1989 Lisístrata TEC - Teatro Experimental de Cascais [2]
1989 Quem Pode, Pode! Pró Tea / Prótea [2]
1990 Cenas da Vida de Benilde Grupo Teatro Hoje [2]
1990 Terminal Bar Grupo Teatro Hoje [2]
1992 Estrelas na Manhã Grupo Teatro Hoje [2]
1992 A Gaivota Grupo Teatro Hoje [2]
1993 Os Homens Companhia de Teatro de Lisboa [2]
1993 O Tempo e o Quarto Novo Grupo/ Teatro Aberto [2]
1997 Fernando Krapp Escreveu-me esta Carta Novo Grupo/ Teatro Aberto [2]
2010 Um Eléctrico Chamado Desejo Teatro Nacional D. Maria II [2]
2015 Plaza Suite [2]

Prémios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be «Cinema Português : Personalidades : Alexandra Lencastre». Gralha em "Todos ao Molho e Fé em Deus". Indica "Super-Bebés (1993)" e "Frou-Frou (1994)". Centro Virtual Camões (Instituto Camões). 2002–2007. Consultado em 10 de julho de 2007. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w «Ficha de Pessoa : Alexandra Lencastre». Centro de Estudos de Teatro & Tiago Certal. 16 de Dezembro de 2014. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi bj bk bl bm bn bo bp bq br Alexandra Lencastre (em inglês) no Internet Movie Database. Consultado em 19 de outubro de 2017
  4. a b c d e f «Alexandra Lencastre : Awards» (em inglês). Internet Movie Database. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  5. a b Carolina Morais (10 de dezembro de 2015). «A Única Mulher vitoriosa em noite de Prémios Áquila». Diário de Notícias. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  6. a b Ivo Geraldes (21 de abril de 2016). «TVI foi a estação mais premiada na gala dos prémios de televisão TV7 Dias». Consultado em 19 de outubro de 2017 
  7. a b Dina Margato (23 de novembro de 2010). «Novela "Meu Amor" vence Emmy em Nova Iorque». Jornal de Notícias. Consultado em 23 de novembro de 2010. Arquivado do original em 26 de fevereiro de 2012 
  8. Cláudia Lima Carvalho (3 de Maio de 2012). «Fernando Lopes, o realizador dos afectos». Público. Consultado em 19 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 19 de outubro de 2017 
  9. a b «Cinema Português : Cronologia : 2003». Centro Virtual Camões (Instituto Camões). 2002–2007. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  10. «A Mulher que Acreditava Ser Presidente dos E.U.A.». RTP. 3 de Maio de 2012. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  11. Nuno Cardoso (1 de outubro de 2016). «"A Tua Cara Não Me É Estranha" começa a ser gravado dia 13». Jornal de Notícias. Consultado em 2 de outubro de 2016 
  12. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y «Pessoa : Alexandra Lencastre». Indica "Filha da Mãe (1991)", "O Oiro do Bandido (1997)" e "Xavier (2003)". CinePT - Cinema Português (Universidade da Beira Interior). Consultado em 3 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]