RTP2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
RTP2
Logótipo da RTP 2 desde 2007
País  Portugal
Fundação 25 de dezembro de 1968 (46 anos)
por Estado Português
Pertence a RTP
Slogan Quem Vê, Quer Ver !
Afiliações RTP1
Cobertura Portugal
Cobertura internacional RTP Internacional
Nome(s) anteriore(s) Segundo Programa, RTP Canal 2, TV2 (1992 - 1996), 2: (2004 - 2007)
Página oficial http://rtp.pt/rtp2
Disponibilidade por cabo
ZON TV Cabo
2
Meo
2
Torre dos estúdios da RTP-Porto, no Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, actual sede da RTP2
Logotipo da RTP2 no final da década de 1980

RTP2 é o segundo canal de televisão da Rádio e Televisão de Portugal, a empresa pública de rádio e televisão. As suas emissões iniciaram-se a 25 de Dezembro de 1968.

Em 1992, passou a chamar-se TV2. Em Abril de 1996, voltou ao antigo (e actual) nome, e deixou de ser um canal comercial, deixando de ter publicidade e passando a ser serviço alternativo aberto à sociedade civil que possa reforçar, pela diferença, os princípios de universalidade, coesão e proximidade do Serviço Público de Televisão.

Desde então, a sua programação é dedicada à cultura, aos documentários, às modalidades desportivas que não o futebol, às artes, à ciência, às minorias e ao público infantil. A RTP2 é muitas vezes considerada o canal de referência a nível de séries e documentários da televisão portuguesa.

A 5 de Janeiro de 2004, o canal assumiu uma nova postura passando a ser designado por 2:, autonomizando-se da RTP1, e tomando conta dos Estúdios do Lumiar, em Lisboa, que tinham sido deixado vagos pelo primeiro canal que se mudara para as actuais instalações.

Contudo, a 19 de Março de 2007, passou novamente a ser designado por RTP2 e voltou a estar sediado nas mesmas instalações do canal 1, na Av. Marechal Gomes da Costa, em Lisboa.[1]

A 14 de Maio de 2012, a RTP2 tornou-se o primeiro canal generalista português a emitir em 16:9.[2]

Em 2014, a sede do canal foi transferida para a RTP-Porto, localizada nos estúdios do Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, e a direcção de programas da RTP2 foi novamente autonomizada da da RTP1, com a nomeação de Elíseo Oliveira para dirigir o canal.[3]

Direção[editar | editar código-fonte]

Teresa Paixão - Diretora da RTP2

Paulo Dentiho - Diretor de informação da RTP

Objectivos[editar | editar código-fonte]

São objectivos deste canal a defesa da língua e da cultura portuguesas nas suas diversas vertentes - humana, social, artística, cultural, intelectual, profissional, académica e científica, mantendo uma identidade própria como meio de comunicação complementar à RTP1.

A vocação do canal traduz-se numa programação criativa e variada de divulgação de saber, de informação e das artes e espectáculos, direccionada ao desenvolvimento da compreensão da sociedade e das instituições, do melhor conhecimento do planeta, das civilizações e da sua história, da defesa do ambiente e das minorias e da divulgação do papel das confissões religiosas na sociedade.

História da RTP2[editar | editar código-fonte]

A RTP2 começou as suas emissões a 25 de Dezembro de 1968, na altura sob o nome de II Programa, sobre a frequência de UHF, retransmitindo ao longo de 2 horas todas as noites, alguns programas que horas antes foram transmitidas no I Programa (a actual RTP1). As suas emissões regulares apenas começariam a 21 de Novembro de 1970. À medida em que os anos 70 avançavam, o II Programa começou a apresentar na sua programação, programas (predominantemente europeus) que ainda a I Programa não tinha transmitido.

A 21 de Julho de 1978, o II Programa suspendeu as suas emissões para se submeter a uma remodelação, tendo as suas emissões reabertas a 16 de Outubro do mesmo ano, "separando" a RTP1 da RTP2, tendo estas duas as suas próprias equipas e operações de notícias e programação própria. Fernando Lopes tornou-se o controlador do canal recém-separado, sendo apelidado como "O Canal Lopes".

Por volta do início dos anos 80, devido às medidas de corte de custos, RTP2 passou a estar sob o controlo da RTP1 de novo.

Em 1986, o canal era parte do consórcio Europa TV, sendo a programação do canal no horário compreendido entre as 16h30 e as 20h. Passado alguns meses, a Europa TV fechou, tendo alguns programas da Music Box (programa da Europa TV) serem retransmitidas no canal. O programa Agora Escolha estreou no mesmo ano, revolucionando a televisão portuguesa. O programa consistia num programa phone-in que permitiu o espectador a escolher entre dois programas de televisão diferentes. O "Agora Escolha" foi cancelado em meados dos anos 90, tendo regressado em 2011 na RTP Memória.

Em 1990, a RTP2 foi renomeado Canal 2, em seguida, TV2 em 1992. Como TV2, slogan do canal foi A Outra TV.

Em 1994, com o surgimento das televisões privadas (SIC e TVI), a TV2 foi forçada a concentrar-se nas minorias, causando grandes alterações na sua programação, passando a ser serviço alternativo aberto à sociedade civil que possa reforçar, pela diferença, os princípios de universalidade, coesão e proximidade do Serviço Público de Televisão. Futebol e telenovelas foram banidas do canal, tendo as audiências vindo a cair.

Desde então, a sua programação é dedicada à cultura, aos documentários, às modalidades desportivas que não o futebol, às artes, à ciência, às minorias e ao público infantil. A RTP2 é muitas vezes considerada o canal de referência a nível de séries e documentários da televisão portuguesa.

A 27 de Abril de 1996, voltou ao antigo (e actual) nome, deixando de ter publicidade e continuando a sua grelha de programação idêntica à da TV2, começando a transmitir em determinados momentos o Euronews em português.

A 5 de Janeiro de 2004, o canal assumiu uma nova postura passando a ser designado por 2:, autonomizando-se da RTP1, e tomando conta dos Estúdios do Lumiar, em Lisboa, que tinham sido deixado vagos pelo primeiro canal que se mudara para as actuais instalações. Como resultado, o canal foi agora forçado a se concentrar em interesses culturais e da sociedade civil.

Contudo, a 19 de Março de 2007, passou novamente a ser designado por RTP2 e voltou a estar sediado nas mesmas instalações do canal 1, na Av. Marechal Gomes da Costa, em Lisboa.[4]

A 14 de Maio de 2012, a RTP2 tornou-se o primeiro canal generalista português a emitir em 16:9.[5]

Em Abril de 2014, a sede do canal foi transferida para a RTP-Porto, localizada nos estúdios do Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, e a direcção de programas da RTP2 foi novamente autonomizada da da RTP1, com a nomeação de Elíseo Oliveira para dirigir o canal.[6]

Programas[editar | editar código-fonte]

A cadeia informativa europeia Euronews emite nas madrugadas da RTP2

Informação[editar | editar código-fonte]

A RTP2 emite regularmente uma selecção de documentários National Geographic

Cultura[editar | editar código-fonte]

  • Agora
  • Literatura Agora
  • Palcos Agora
  • Grande Valsa
  • Bairro Alto
  • Palcos
  • Concertos na Avenida
  • Docs
  • Natureza e Vida Selvagem
  • Cosmos-Odisseia no Espaço
  • National Geographic

Magazines[editar | editar código-fonte]

  • Arquitectarte (architecture magazine)
  • Artes de Rua (street arts, magazine)
  • Bastidores (cinema magazine)
  • Biosfera (environment and ecology magazine)
  • Câmara Clara (arts magazine)
  • Agora (arts magazine)
  • Couto & Coutadas (hunt magazine)
  • Da Terra ao Mar (agriculture magazine)
  • Iniciativa (business development magazine)
  • Universidades (universities magazine)
  • Vida por Vida (fire fighters magazine)

Minorias[editar | editar código-fonte]

  • A série «Cosmos- Uma Odisseia no Espaço» está a ser transmitida no horário nobre da RTP2
    Consigo
  • A Fé dos Homens
  • Caminhos
  • 70x7

Desporto[editar | editar código-fonte]

Infanto-juvenil[editar | editar código-fonte]

  • Zig Zag
  • Ilha das Cores
  • Foxy & Meg
  • Eu Quero Ser

Temáticos[editar | editar código-fonte]

  • Janela Indiscreta, com Mário Augusto (cinema)
  • Ingrediente Secreto
  • Olhar a Moda

Séries[editar | editar código-fonte]

A premiada série dinamarquesa «Borgen» é transmitida no horário nobre da RTP2
  • Borgen
  • O Paraíso
  • Contentor 13
  • O Povo que Ainda Canta
  • Britcom

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Pedro Lamares apresenta «Literatura Agora»
  • Eduarda Maio
  • Filomena Cautela
  • Pedro Lamares
  • Paula Moura Pinheiro
  • André Cunha Leal
  • Pedro Leitão
  • Henrique Sá Pessoa
  • Carlos Manuel Albuquerque
  • Luís Henrique Pereira
  • João Fernando Ramos
  • Fátima Araújo
  • Jorge Oliveira da Silva
  • Rosário Lira
  • Maria Flor Pedroso
  • António Mateus
  • Fernanda Gabriel
  • Luísa Bastos
  • Sandra Torres

Parcerias[editar | editar código-fonte]

Estando prevista a entrada de novos parceiros com o intuito de esta entrada reflectir a dinâmica da própria sociedade e acompanhar a sua transformação e evolução, os actuais parceiros são:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dois vai voltar a ser RTP2 jn.sapo.pt. Visitado em 10 de Março de 2007.
  2. [1]
  3. “Nova” RTP2 [2] quer captar as forças vivas do Norte e do centro
  4. Dois vai voltar a ser RTP2 jn.sapo.pt. Visitado em 10 de Março de 2007.
  5. [3]
  6. “Nova” RTP2 [4] quer captar as forças vivas do Norte e do centro
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão em Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.