CNN International

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CNN International
País Estados Unidos Estados Unidos
Fundação 1 de setembro de 1985 (31 anos)
Pertence a Turner Broadcasting System (Time Warner)
Slogan This is CNN
Go There
The Most Trusted Name in News
Formato de vídeo 480i/576i (SDTV/16:9 letterbox)
576i (SDTV/16:9) (EMEA only)
1080i (HDTV)[1]
Cobertura Mundial
Página oficial CNNi.Com
Disponibilidade por satélite
Claro TV
Canal 202
Oi TV
Canal 135
Canal 181 (Satélite SES-6)
Algar TV
Canal 407
GVT TV
Canal 137
SKY Brasil
Canal 110
Vivo TV
Canal 407
Disponibilidade por cabo
NET
Canal 200
Vivo TV
Canal 52
Sim TV
Canal 50
TV Alphaville
Canal 116
Disponibilidade digital
CNN International
Assistir ao sinal online

CNN International (CNNI), simplesmente referido como CNN, é um canal a cabo de notícias em idioma inglês que é propriedade da Turner Broadcasting System, divisão da Time Warner.

História[editar | editar código-fonte]

Em grande parte foi resultado dos ideais internacionalistas de Ted Turner. Ele começou a transmitir em 1985, inicialmente o objetivo era transmitir aos viajantes de negócios americanos em hotéis. Os primeiros estúdios em Atlanta foram escondidos em vários cantos do Centro CNN, e até mesmo relógios digitais estavam faltando. A grande maioria da programação da rede inicialmente consistia em transmissões simultâneas dos dois canais nacionais da CNN (CNN/U.S. e Headline News). Em 1992, contudo, o número de programas de notícias produzidos pela CNNI especialmente para os telespectadores internacionais aumentou significativamente. Um novo complexo foi construído em 1994, como CNN decidiu competir com programas de notícias da BBC World Service Television. A CNNI surgiu como um canal de notícias internacionais, com membros de pessoas de diversas tradições nacionais, apesar de algumas acusações de ser pró-EUA persistirem. CNN International foi premiado com a "Medalha da Liberdade", em 4 de julho de 1997. Ted Turner, ao aceitar a medalha em nome da rede, disse: "A minha ideia era só vai dar às pessoas os fatos ( ...) não tem de demonstrar a liberdade e a democracia, bem como, e o socialismo ou o totalitarismo, como mostrado errado. Se apenas mostrou-lhes tanto como ser (...) claramente todo mundo vai escolher liberdade e democracia.[2]

Regional e versões online[editar | editar código-fonte]

Há seis variantes da CNN International:

Os horários das diferentes versões regionais não diferem significativamente entre si, mas ainda há pequenas variações, tais como atualizações meteorológicas. A CNN relatou que seu acordo de distribuição na China continental inclui uma disposição que o sinal deve passar através de um satélite chinês controlado. Assim, as autoridades chinesas serão capazes de desligar o sinal da CNNI à vontade. A CNN também disse que as suas emissões não estão amplamente disponíveis na China continental, mas apenas em certos locais diplomáticos, hotéis e blocos de apartamentos.[3]

Referências

  1. «NSS 7 (20.0°W) Transponder 24 – KingOfSat». kingodsat.net. Consultado em 3 June 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. 1997 Recipient CNN International – Liberty Medal National Constitution Center
  3. Vause, John (9 de abril de 2008). «San Francisco Torch Relay Broadcast». CNN 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre televisão nos Estados Unidos é um esboço relacionado ao projeto televisão. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.