Mix TV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mix TV
Cable-Link Operadora de Sinais de TV a Cabo Ltda.
Canal Brasileiro da Informação CBI Ltda.
Logotipo da Mix TV usado desde 2013.
Tipo Rede de televisão aberta
País  Brasil
Fundação 21 de janeiro de 2005 (9 anos)
Pertence a Grupo Mix de Comunicação
UNIP
Proprietário João Carlos di Genio
Presidente Fernando di Genio Barbosa
Cidade de origem Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Rua Vergueiro, 1211, Paraíso
Estúdios Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Rua Vergueiro, 1211, 12º andar - Paraíso
Slogan O melhor Mix do Brasil
Formato de vídeo 480i (SDTV)
1080i (HDTV) (Em Breve)
Canais irmãos Mega TV
SuperMix
Cobertura Brasil
Nome(s) anteriore(s) TV Jovem Pan
CBI
RBI
Mix SP
RBI SP
Página oficial mixme.com.br
Disponibilidade aberta e gratuita
Analógico
14 UHF (Bauru, Dracena, Lins e São Paulo)
16 UHF (Rio de Janeiro)
17 UHF (Brasília)
19 UHF (Curitiba, Campo Largo e Matão)
21 UHF (Araras, Campinas, Catanduva, Penápolis e São José do Rio Preto)
22 UHF (Ourinhos)
24 UHF (Belo Horizonte)
25 UHF (Guararema e São José dos Campos)
26 UHF (Taubaté)
28 UHF (Araçatuba e Cananéia)
30 UHF (Presidente Venceslau)
32 UHF (Cajuru)
36 UHF (Florianópolis)
38 UHF (Caraguatatuba, Peruíbe e Santos)
40 UHF (Porto Alegre)
43 UHF (Recife)
44 UHF (Leme e Vitória)
45 UHF (São Carlos)
46 UHF (Capão Bonito e Marília)
49 UHF (Ribeirão Preto e Sertãozinho)
50 UHF (Fortaleza)
51 UHF (Fernandópolis e Manaus)
52 UHF (Botucatu)
54 UHF (Itapetininga e Sorocaba)
55 UHF (Itararé)
Digital
Em Implantação:
14 UHF (Presidente Venceslau e São Paulo)
15 UHF (Bauru e Botucatu)
16 UHF (Rio de Janeiro)
18 UHF (Curitiba)
20 UHF (Araçatuba, Araras, Campinas, Catanduva, Fernandópolis, Penápolis e São José do Rio Preto)
25 UHF (Taubaté)
26 UHF (Guararema e São José dos Campos)
35 UHF (Florianópolis)
39 UHF (Brasília, Caraguatatuba, Peruíbe e Santos)
41 UHF (Porto Alegre)
42 UHF (Recife)
44 (Matão, Sertãozinho e São Carlos)
45 UHF (Capão Bonito, Cajuru, Ourinhos e Vitória)
46 UHF (Lins)
47 UHF (Dracena)
50 UHF (Itapetininga)
51 UHF (Fortaleza)
52 UHF (Manaus)
Disponibilidade por satélite
SKY Brasil
Canal 177
Canal 373
Claro TV
Canal 16
Oi TV
Canal 2 (Sat. Amazonas)
Canal 19 (Satélite SES-6)
Vivo TV
Canal 234
Algar TV
Canal 710
GVT TV
Canal 247
Disponibilidade por cabo
Viamax
Canal 33
Vivo TV
Canal 12
NET
Canal 12 (Santos)
Canal 22 (Brasília)
CaboNNet
Canal 60
Cabo Telecom
Canal 128
SGC A Cabo
Canal 99
TVN
Canal 17 (Canoas)
Supermidia
Canal 34
MultiPlay Telecom
Canal 29
SP2
Canal 11
TV Alphaville
Canal 24
Algar TV
Canal 21
Oi TV
Canal 26 (Rio de Janeiro)
TCM
Canal 84
Disponibilidade digital
Mix TV
Assista o sinal online

A Mix TV, também chamada Mix é uma rede de televisão brasileira voltada ao público jovem. Presidida por Fernando di Genio Barbosa, integra o Grupo Mix de Comunicação, composto pela Mix FM, o canal de varejo Mega TV e o canal SuperMix. Com uma proposta de ter um canal de gênero musical seguido por modismos, a emissora teve início em janeiro de 2005 e tem como dono o Grupo Objetivo.

História[editar | editar código-fonte]

A emissora foi originada da TV Jovem Pan, canal 16 UHF, fundada em 1991, que teve em sua sociedade os empresários Antônio Augusto Amaral de Carvalho, dono da Rádio Jovem Pan e de João Carlos di Gênio dono do curso Objetivo e da UNIP.

Posteriormente com uma briga entre os sócios ocasionada ao que tudo indica pela cobiça do sócio magnata dos cursos, este ficou sozinho com a emissora.

Depois de outras parcerias com produtoras, a emissora foi rebatizada com o nome de Mix TV (hoje no canal 14 UHF), seguindo a ideia de ser um braço televisivo da emergente Mix FM, surgida em 1995.

Em 2009, a emissora começou a expandir sua grade colocando na programação os programas Hip Hop Mix, Hot Clipes, Insight e o Banda X Banda.

No mesmo ano, a emissora contrata novos VJ's. A primeira foi Jullie, que substitui Bel Mouta no Plantão Mix TV. Assim, Bel passou a apresentar o Banda X Banda. O segundo VJ foi, Xis, que começou a apresentar o Hip Hop Mix. O terceiro foi Max Fivelinha, que começou a apresentar semanalmente o Max Fashion Mix, e a quarta VJ foi Fernanda Mello, que começou a apresentar o Insight.

Mas como a Mix TV começou a criar uma nova fase, a partir de abril de 2011 parte desses VJ foram demitidos, entre eles: Jullie, que comandava o Plantão Mix TV, Max Fivelinha, que apresentava o Max Fashion Mix e a Fernanda Mello, que deixou o Insight. Ambos desses programas não são mais exibidos pela emissora, a não ser o Plantão Mix TV, que agora passou a se chamar Plantão Mix.

2011[editar | editar código-fonte]

Cris Lobo, diretora de programação e produção, e Raq Affonso, gerente de programação e aquisições, chefiam a equipe que desde março, que está promovendo mudanças.

A emissora começou a ter uma nova fase, com novos programas, VJ's e horários, o primeiro programa dessa nova fase estreou em 9 de maio com o Comando, apresentado por Rafaela Brites.[1]

No dia 6 de junho estreou o segundo programa, agora de esportes e cultura de rua, o Jam. Com apresentação de Karen Jonz, campeã mundial de skate.

No dia 13 de junho, o Plantão Mix TV, passou a ter outra apresentação. Jullie foi substituída por Marina Santa Helena e o programa passou a se chamar Plantão Mix.

No dia 14 de junho estreou o quarto programa da nova fase: o Dose Tripla, com apresentação de Marina Santa Helena, Paulo Miklos e Gustavo Braun. [2] [3]

O dia 14 de junho também marcou outras estreias. A primeira estreia foi o Baú da Mix 90, com clipes da década mais Rock N' Roll de todos os tempos, sempre à 1h da manhã. A segunda estreia foi o Baú da Mix 80, com clipes da década mais romântica de todos os tempos, sempre às 2h da manhã.

No dia 19 de junho estreou o quinto programa da nova fase, o Mix Nacional. Dessa vez, só os clipes nacionais entram nesse programa com artistas novos e velhos.

Sendo a sexta estreia da nova fase, no dia 22 de junho estreou o programa Pegada, que é o primeiro programa de auditório da emissora. O programa é apresentado pelos gêmeos João e Luis.

No dia 25 de agosto, a emissora estreia o seu primeiro programa humorístico e o sétimo da nova fase, o Piadaria que tem a apresentação de Marcela Leal, Rudy Landucci e Eduardo Jericó. [4] E a cada programa um convidado diferente participa do Stand-up Comedy e de vários outros quadros.

2012[editar | editar código-fonte]

Dia 26 de março de 2012 estreia o programa "Brothers na Gringa", que mostra uma viagem de Supla e João Suplicy aos Estados Unidos. [5]

Também no dia 26 de março, a Mix TV estreou a sua nova grade de programação. Os programas ganharam novos horários, alguns perderam reprises, outros ficaram extintos, como o Insônia e o Baú da Mix 80. E também a emissora perdeu 5 horas da sua programação, que foi vendida para o grupo da Igreja Mundial do Poder de Deus. A faixa perdida é das 2h às 7h, e o restantes do tempo, também é ocupado pela Igreja Mundial, até às 13h.

No dia 12 de abril, estreou o Top Web, com apresentação de Gustavo Braun. O programa fala dos assuntos mais polêmicos da internet, além dos posts e hashtag's mais comentados do momento, e claro, uma boa sessão de humor, com as paródias mais engraçadas interpretadas por Gustavo.

No dia 13 de abril, a VJ Maryeva Oliveira ganhou um novo programa, além do Top Mix: o Sex N' Roll que fala sobre relacionamentos e o público tira as dúvidas sobre sexo.

No dia 25 de abril, estreou o Coming of Age que é um seriado inglês que a Mix TV aposta no público jovem, de faixa etária entre 14 e 19 anos.

No dia 25 de abril, teve outra estreia, dessa vez, um programa sobre moda, o Repaginada que é apresentado pela VJ Letícia Wiermann, que fala sobre moda e apresenta as últimas tendências do mundo fashion.

Em 27 de abril estreou o programa Pop Up apresentado pela atriz Karina Bacchi. [6] Karina conta tudo sobre as celebridades, os lançamentos de clipes e as maiores gafes do mundo dos famosos.

No final de abril, os humoristas Marcela Leal e Rudy Landucci que faziam parte do Piadaria deixaram o programa para se intregar à versão brasileira do humorístico americano Saturday Night Live na RedeTV!. O programa conta com Eduardo Jericó e Mhel Marrer, nova integrante do programa.

No dia 12 de maio, a Mix TV estreou um programa que levasse o jovem pro mundo das profissões, o Simulado. Apresentado por Caco de Castro e Heide Guimarães, o programa fala sobre os empregos disponíveis, os salários que estão em vantagem no mercado. Por causa da lei 12.485/11 imposta pela Anatel e Ancine, em breve Mix TV poderá estar em todas as operadoras de TV por assinatura.

No dia 6 de julho, a emissora fez a cobertura da 2ª viagem do Brothers of Brazil (dupla formada por Supla e Eduardo Suplicy), aos Estados Unidos. O programa foi intitulado como Brothers na Gringa - 2º temporada. O mini reality foi ao ar às sextas-feiras às 21h15 e dessa vez o Brothers of Brazil fizeram uma tour pela Califórnia.

No dia 25 de julho, a Mix TV estreou o novo programa de surf tour, chamado Surf Road. Neste programa, que foi dividido em 8 episódio semanais, Bruno Santos, que é surfista profissional, faz um tour pelas praias paulistas e cariocas, sempre entrevistando os surfistas mais famosos do Brasil, e dando várias dicas pra quem quer pegar uma boa onda nas praias.

Dia 10 de agosto, estreou a 3ª temporada do reality, Brothers na Gringa. Nesta 3ª parte da viagem, Supla e João Suplicy, vão fazer grandes amigos, assinar contratos importantes pra carreira, e tocar em palcos fabulosos e famosos dos Estados Unidos.

Dia 11 de agosto, a Mix TV trouxe ao Brasil um campeonato de MMA jamais mostrado na TV Brasileira, chamado Warrior One. Com quatro lutas e várias entrevistas em um só programa, a Mix mostra em uma hora, os maiores lutadores dentro de um octógono e pretende com esse programa disputar a audiência direta com a MTV nos sábados à noite.

No dia 21 de setembro, o reality Brothers na Gringa ganhou a 4ª temporada pelos Estados Unidos; nessa os brothers tocaram em palcos inusitados, fizeram novos contratos e amigos, e claro novas confusões.

No dia 24 de setembro, a emissora estreou o seu 2º programa com somente músicas brasileiras. Além do Mix Nacional, a Mix TV estreou o Top Nacional. Nesse programa, os telespectadores pedem seus clipes brasileiros pelo site e ainda promove os clipes no Facebook.

No dia 29 de setembro, a Mix TV estreou mais um projeto na praia; em janeiro a emissora estreou o Mix Ao Vivo na Praia, onde bandas teens brasileiras tocavam ao vivo na praia de Maresias. Agora, a Mix estreou o Maré de Som, onde bandas clássicas e da cultura adulta do Brasil tocam seus sucessos e ainda batem um papo com Gabriel, o Pensador.

Em 2 de outubro surgiram rumores da contratação do blogueiro Nei Chagas (Blog IDgeral). O projeto inicial seria um programa de variedades com total interação com as redes sociais.

Em 6 de outubro estreou o programa Trip TV em parceria com a empresa Trip Editora, nos mesmos moldes dos temas das revistas "Trip" e TPM. [7]

2013[editar | editar código-fonte]

Em janeiro, a Mix TV estreou sua grade de Verão. Com 8 programas, entre eles de comédia, entretenimento, humor e muito profissionalismo. Sempre com alguns VJ's se revezando entre os programas, como: Paulo Miklos, Marina Santa Helena, Maryeva Oliveira entre outros.

Em fevereiro, a dupla do Piadaria deixou a Mix TV. Os apresentadores Mhel Marrer e Eduardo Jérico finalizaram o Piadaria em fevereiro e se despediram de seu público na Mix. Ambos estão em projetos de stand-up comedy pelo Brasil.

Em março, a Mix anunciou mais 2 saídas. A primeira de Maryeva Oliveira, que depois de 6 anos apresentando o Top Mix, deixou a emissora sem dizer o por quê do acontecido. A última aparição de Maryeva em algum programa inédito da emissora, foi no Top Mix de Verão, em fevereiro. Maryeva também estava apresentando o Sex N' Roll, programa que a mesma estreou em 2012. Quem também deixou a casa, depois de mais de 3 longos anos de trabalho, foi o VJ e rapper Xis, que também não declarou nenhuma nota, dizendo o por quê deixou a emissora. Xis apresentava o Hip Hop Mix semanalmente aos sábados.

Em abril, a Mix TV renovou a sua programação. Contratou os vloggers Kefera e Cid e também a repórter Mariana Sampaio. Kefera é dona de um dos maiores canais brasileiros no YouTube, o “5inco Minutos”, com seus vídeos em que mostra sua visão sobre sexo, feminismo, carnaval, música sertaneja e o que mais passar por sua cabeça. Na Mix TV, Kefera apresenta o “Zica”, um programa de celebridades e fofocas bem diferente de todos os outros. Já o Cid, criador do Não Salvo, figura que movimenta um verdadeiro exército de fãs, seguidores e malucos pela trolagem alheia, No “Não Salvo na Mix”, ele mostra a internet de um jeito que você nunca viu. E Mariana Sampaio impressiona por sua pouca idade e imensa popularidade. Após bombar no Twitter, no Facebook, no Instagram e com seu blog, Mari agora quer conquistar a televisão. Na Mix TV, ela será repórter especial do Mix Diário, trazendo matérias exclusivas para você!

No dia 29 de abril, a Mix estreia sua nova grade de programação, com novos programas e formatos bem legais. As mudanças são: o Comando de Rafa Brites saiu do ar; agora a apresentadora vai comandar o Parada Mix diariamente e também o Se Vira com Rafa, semanalmente. O Plantão Mix também foi extinto, dando lugar ao Mix Diário, com apresentação de Marina Santa Helena e Caco de Castro. Caco continua apresentando o No Break diariamente. Neste dia também estreou o Galeria Mix, com Paulo Miklos.

No dia 30 de abril, a Mix TV estreou o Mix Cover, um programa onde o talento dos telespectadores é levado a sério. O fãs que gravam videos covers para homenagear ou imitar o seu artista favorito agora terão espaço na Mix TV. O programa é semanal.

Em maio, a emissora tem mais estreias e novidades, o Cid vai começar a apresentar o Não Salvo na Mix e Kefera vai apresentar o Zica, ambos serão semanalmente.

A Mix TV está preparando para lançar o sinal digital em São Paulo. O sinal da emissora jovem ficará na frequência 14 e contará com todos os programas feitos em alta definição, sem exceção de nenhuma atração.

Esse é o primeiro passo do grupo Mix para tentar a inclusão do canal novamente no line-up da operadora NET em São Paulo e Rio de Janeiro.

Álbuns Clássicos[editar | editar código-fonte]

Desde 2012 o Grupo MIX produz e exibe o projeto Álbuns Clássicos. No projeto, uma banda toca o principal disco de sua carreira do início ao fim.

Já tocaram no MIX AO VIVO - Álbuns Clássicos:

2012:[editar | editar código-fonte]

2013:[editar | editar código-fonte]

Programas[editar | editar código-fonte]

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

Antigos[editar | editar código-fonte]

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • (2005 - 2008) - Essa todo mundo vê!
  • (2008 - 2011) - Aqui tem música!
  • (2011 - 2012) - Aqui você se diverte!
  • (2012 - Atualmente) - O melhor Mix do Brasil

Cobertura[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. R7. Rafaella Brites estreia programa na Mix TV. 09/05/2011. Página visitada em 15/10/2011.
  2. Rafael Capanema (14 de junho de 2011). Roqueiro, blogueira e tuiteiro apresentam "Dose Tripla". Folha. Página visitada em janeiro de 2012.
  3. MSN - Estadão. Mix TV investe no DNA da MTV. 13/06/2011. Página visitada em 15/10/2011.
  4. AdNews. Mix TV estreia programa de humor em agosto. 29/07/2011. Página visitada em 05/09/2011.
  5. Supla e João Suplicy estreiam programa na Mix TV. AdNews (21 de março de 2012). Página visitada em 22 de março de 2012.
  6. Mix TV contrata Karina Bacchi e Letícia Wiermann, filha de Datena. UOL. Na Telinha (12 de abril de 2012). Página visitada em 13 de abril de 2012.
  7. Jimenez, Keila (2 de outubro de 2012). TV se despede de Hebe com recordes de audiência. Agência Estado. Folha.com. Página visitada em 2 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]