TV Manchete São Paulo

From Wikipédia
Jump to navigation Jump to search
TV Manchete São Paulo
TV Manchete Ltda.
São Paulo, SP
Brasil
Tipo Comercial
Canais 9 VHF analógico
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Slogan Você em primeiro lugar
Rede Rede Manchete
Fundador(es) Adolpho Bloch
Pertence a Grupo Bloch
Proprietário(s) Adolpho Bloch (1983-1995)
Pedro Jack Kapeller (1995-1999)
Presidente Adolpho Bloch (1983-1995)
Pedro Jack Kapeller (1995-1999)
Fundação 5 de junho de 1983
Extinção 10 de maio de 1999
Sucessora RedeTV! São Paulo
Prefixo ZYB 863
Cobertura 78 municípios de São Paulo
Coord. do transmissor 23° 32' 36.7" S 46° 40' 58.6" O

TV Manchete São Paulo foi uma emissora de televisão brasileira sediada em São Paulo, capital do estado homônimo. Operava no canal 9 VHF e era uma emissora própria da Rede Manchete. Entrou no ar em 1983, e foi extinta devido a falência da rede, vendida para a TeleTV em 1999. Seu canal hoje é ocupado pela RedeTV! São Paulo, geradora da RedeTV!.

História[edit | edit source]

Ver artigo principal: TV Excelsior

Em 18 de Julho de 1980, o Governo Federal cassou as concessões de TV da Rede Tupi. Com isso, a então TV Tupi Rio de Janeiro é extinta. Em 23 de abril de 1981, Adolfo Bloch e Silvio Santos recebem numa licitação do governo as concessões da Rede Tupi e da TV Excelsior de São Paulo. Bloch recebe as concessões da Tupi de Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além da concessão da TV Excelsior, o antigo canal 9 VHF de São Paulo.

A TV Manchete São Paulo entrou no ar em 5 de junho de 1983, às 7 da noite, juntamente com a Rede Manchete.[1] A emissora era, junto a TV Manchete Rio de Janeiro, uma das geradoras da programação, sendo que a matriz do Rio de Janeiro alternava a com a mesma. Inicialmente, possuía apenas um pequeno prédio de três andares no Sumaré, a Torre Bruxelas, onde funcionavam seus transmissores e onde trabalhavam as equipes de reportagem que produziam matérias para os telejornais da rede, em uma casa anexa. Em 24 de janeiro de 1990, foi inaugurada a nova sede da emissora, localizado na Avenida Ilda Kolbe, 151, no Limão.

Em 16 de junho de 1993, a programação da emissora é suspensa por conta dos atrasos dos salários dos funcionários. Cerca de 50 funcionários ocuparam o prédio antigo da emissora, e exibiram no lugar da programação da emissora slides explicando que os mesmos estavam sem salários a 5 meses. Sindicalistas invadiram a emissora, e alguns vereadores e deputados de partidos como PCdoB e PT participaram de "programas" de debate feitos pelos sindicalistas e levados ao ar pelo canal 9.[2] Por conta de falta de peças, o transmissor da TV Manchete da capital paulista estava operando com 30% de sua potência. A crise que se instalava na rede causava problemas como falta de manutenção em suas emissoras[3].

Em setembro de 1998, a Rede Manchete inicia uma crise que culminaria no fim em 10 de maio de 1999. Naquele dia, as emissoras próprias e afiliadas exibiam pela última vez a famosa vinheta da Manchete: "Rede Manchete, Você em primeiro lugar", e logo depois, a emissora entra em programação transitória, assumindo temporariamente a marca TV!, sendo extinta a Rede Manchete existente até então.[4]

A Rede Manchete e suas emissoras próprias foram vendidas para Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho, donos do Grupo TeleTV, famoso por ter criado o serviço de 0900 em programas de televisão em que haviam interatividade com o telespectador. Eles fundaram a RedeTV! em 15 de novembro de 1999 e suas emissoras próprias passaram a ter o mesmo nome da RedeTV!. A geradora foi transferida para os estúdios da nova emissora em Barueri, na Grande São Paulo, e a a emissora carioca tornou-se apenas filial da nova rede.[5]

Referências

  1. «TV História | Especial Rede Manchete 33 anos». tvhistoria.com.br. Consultado em 31 de maio de 2019 
  2. TV, Notícias da (25 de janeiro de 2015). «Em 1993, greve tirou Manchete do ar em SP e virou notícia na Globo». Notícias da TV. Consultado em 31 de maio de 2019 
  3. «Folha de S.Paulo - Nova TV Manchete estréia em agosto com outro nome - 22/05/1999». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 31 de maio de 2019 
  4. «"A TV Omega não ganhou nenhum recurso interposto" | Observatório do Direito à Comunicação». www.intervozes.org.br. Consultado em 28 de setembro de 2019 
  5. «Folha de S.Paulo - Governo analisa a venda da Manchete - 11/05/1999». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 31 de maio de 2019 

Bibliografia[edit | edit source]

Precedido por
TV Excelsior
Canal 9 VHF de São Paulo
19831999
Sucedido por
RedeTV! São Paulo
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.