EPTV Central

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
EPTV Central
Empresa Pioneira de Televisão S/A
São Carlos, São Paulo
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 25 UHF
Virtual: 6 PSIP
Outros canais 5 / 405 HD (Sky)
24 / 524 HD (Claro TV)
202 (Vivo TV)
11 / 511 HD (NET)
ver mais
Analógico:
6 VHF (1991-2018)
Digital:
42 UHF (2009-2018)
Sede Bandeira de São Carlos.svg São Carlos, SP
Slogan A gente vive com você
Rede EPTV (Globo)
Fundador José Bonifácio Coutinho Nogueira
Pertence a Empresas Pioneiras
Proprietário José Bonifácio Coutinho Nogueira Filho
Antonio Carlos Coutinho Nogueira
Antigo proprietário José Bonifácio Coutinho Nogueira (1991-2002)
Presidente José Bonifácio Coutinho Nogueira Filho
Fundação 25 de janeiro de 1991 (28 anos)[nota 1]
Prefixo ZYB 870
Emissoras irmãs
Cobertura Cobertura - EPTV Central.svg
Coord. do transmissor 22° 1' 56.8" S 47° 52' 52.5" O
Potência 0,45 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial redeglobo.globo.com/sp/eptv

EPTV Central é uma emissora de televisão brasileira sediada em São Carlos, cidade do estado de São Paulo. Opera no canal 6 (25 UHF digital) e é afiliada à Rede Globo. A emissora é componente da EPTV, e gera sua programação local para 42 municípios do interior paulista.[1]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
6.1 25 UHF 1080i Programação principal da EPTV Central / Globo

A emissora iniciou os testes para implantação do seu sinal digital em fevereiro de 2009, pelo canal 42 UHF, e somente 16 meses depois, em 31 de maio de 2010, o sinal digital da emissora foi oficialmente lançado para São Carlos e Araraquara.[2] Em 7 de dezembro de 2018, a emissora realocou seu sinal digital para o canal 25 UHF.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a EPTV Central, bem como as outras emissoras de São Carlos, cessou suas transmissões pelo canal 6 VHF no dia 12 de dezembro de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[3] A emissora exibiu um boletim ao vivo apresentado pelos jornalistas Iara Ruffini e Rafael Castro, que mostraram através do controle mestre da emissora o sinal sendo cortado às 23h59, e sendo substituído por um aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.[4]

Programas[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da Rede Globo, a EPTV Central produz e exibe os seguintes programas:

  • Bom Dia Cidade: Telejornal, com Fernanda Câmara;
  • Jornal da EPTV 1.ª edição: Telejornal, com Juliana Brunório;
  • Jornal da EPTV 2.ª edição: Telejornal, com Iara Ruffini;
  • EPTV Cidade: Boletim informativo, durante a programação;

Retransmitidos da EPTV Campinas[editar | editar código-fonte]

Retransmitidos da TV Globo São Paulo[editar | editar código-fonte]

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Lista de retransmissoras
Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal
Águas da Prata 06 (26) Analândia 06 (39) Araraquara 06 (42) Araras 06 (26)
Boa Esperança do Sul 06 (42) Brotas 06 (42) Caconde 06 (26) Casa Branca 06 (42)
Conchal 06 (26) Descalvado 06 (42) Divinolândia 06 (25) Dourado 06 (42)
Gavião Peixoto 06 (26) Itirapina 06 (42) Leme 06 (42) Matão 06 (42)
Mococa 06 (26) Nova Europa 06 (25) Ribeirão Bonito 06 (26) Rincão 06 (25)
Rio Claro 06 (26) Santa Cruz da Conceição 06 (26) Santa Cruz das Palmeiras 06 (42) Santa Rita do Passa Quatro 06 (42)
São João da Boa Vista 06 (26) São José do Rio Pardo 06 (26) São Sebastião da Grama 06 (26) Tapiratiba 06 (26)
Vargem Grande do Sul 06 (25)

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 30 de maio de 2018, durante a cobertura da Greve dos caminhoneiros, uma equipe da emissora que fazia imagens da Rodovia Anhanguera em Leme foi agredida por manifestantes que participavam do movimento. Pouco depois de uma entrada para o Jornal da EPTV 1ª edição, o cinegrafista Marlon Tavoni e o auxiliar de externa Janesi Rigo foram agredidos, e tiveram seus equipamentos quebrados e o carro de reportagem apedrejado. A repórter Patrícia Moser conseguiu fugir e acionar a Polícia Militar Rodoviária, que chegou ao local em 5 minutos. Os dois agredidos foram socorridos pela Intervias, concessionária da rodovia. O incidente foi repudiado por várias associações e sindicatos de imprensa.[5]

Notas e referências

Notas

  1. A data de fundação oficial da emissora é 25 de janeiro de 1991, porém a estação já estava instalada desde 1 de julho de 1989 (30 anos), retransmitindo a programação da EPTV Ribeirão.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.