RecordTV São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
RecordTV São Paulo
Rádio e Televisão Record S.A.
São Paulo, SP
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 20 UHF
Virtual: 7 PSIP
Outros canais 21 (Claro TV)
07 (Sky)
7 e 223 (Vivo TV)
16 e 516 HD (Vivo TV - Fibra)
19 e 519 HD (NET)
ver mais
Analógico:
07 VHF (1953-2017)
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Teatro Dermeval Gonçalves - Rua da Várzea, 240 - Barra Funda
Slogan Reinventar é a nossa marca
Rede RecordTV
Rede(s) anterior(es) Rede das Emissoras Unidas, REI (1959-1989)
Fundador Paulo Machado de Carvalho
Pertence a Grupo Record
Proprietário Edir Macedo
Antigo proprietário Paulo Machado de Carvalho (1953-1990)
Silvio Santos (1972-1990)
Acionista(s) Edir Macedo (90%)
Ester Bezerra (10%)
Presidente Luiz Cláudio Costa
Fundação 27 de setembro de 1953 (64 anos)
CNPJ 60.628.369/0001-75
Prefixo ZYB 854
Nome(s) anteriore(s) TV Record (1953-2016)
Emissoras irmãs Rádio Record
Cobertura Grande São Paulo e partes do interior
Coord. do transmissor 23° 33' 36.6" S 46° 39' 25.4" O
Potência 15 kW
Página oficial recordtv.r7.com

RecordTV São Paulo é uma emissora de televisão brasileira sediada na cidade de São Paulo, capital do estado homônimo. Opera no canal 7 (20 UHF digital) e é uma emissora própria e matriz da RecordTV. Pertence ao Grupo Record, sendo co-geradora da rede juntamente com a RecordTV Rio, e sua área de cobertura abrange a Grande São Paulo e parte do interior paulista. Tendo sido fundada em 27 de setembro de 1953, é atualmente a mais antiga emissora de televisão em operação no país. Seus estúdios localizam-se no Teatro Dermeval Gonçalves, na Barra Funda, e sua antena de transmissão, a Torre Grande Avenida, está no alto do Edifício Grande Avenida, no Espigão da Paulista.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cronologia da RecordTV

A TV Record foi inaugurada às 20h53 do dia 27 de setembro de 1953 pelo advogado e empresário Paulo Machado de Carvalho, operando no canal 7 VHF. Inicialmente, cobrindo apenas a capital paulista, a Record iniciou sua primeira tentativa de se expandir nacionalmente a partir de 1959, quando, em conjunto com a extinta TV Rio, liderou a Rede das Emissoras Unidas e, posteriormente, a Rede de Emissoras Independentes. Porém a emissora só conseguiu se estabilizar como uma rede nacional a partir de 1990.

Durante a década de 1970, a Record teve 50% de suas ações adquiridas pelo apresentador e empresário Silvio Santos. Posteriormente, Silvio também inaugura sua própria emissora de TV em São Paulo, a TVS São Paulo (versão paulista da TVS Rio de Janeiro, que juntas formaram o atual SBT), fazendo com que a Record declinasse em audiência e faturamento.

No dia 9 de novembro de 1989, a Record, que na época já estava bastante fraca, é adquirida por US$ 45 milhões pelo empresário e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo.[1] Após a compra, a emissora passa por uma grande reformulação administrativa e econômica, conseguindo recuperar sua audiência perdida, ganhando concessões de canais e parcerias de afiliadas em várias partes do Brasil, formando a Rede Record.

Na manhã do dia 10 de fevereiro de 2010, por volta das 7h20, ocorreu a queda do helicóptero da emissora (denominado de Águia Dourada), que sofreu uma pane no rotor de cauda e caiu numa área do Jockey Club de São Paulo. O piloto do helicóptero, Rafael Delgado Sobrinho, morreu na hora da queda e o cinegrafista Alexandre Silva de Moura (mais conhecido pelos colegas como "Borracha") foi levado em estado grave para o hospital. A aeronave havia acabado de registrar imagens de um assalto que tinha ocorrido no bairro do Morumbi, na zona sul da capital, exibido no jornalístico SP no Ar, que depois da volta do comercial relatou o acidente que aconteceu enquanto a emissora estava no intervalo. Antes da queda, piloto havia se comunicado com o piloto do Globocop (helicóptero da Rede Globo), que também havia feito a cobertura do assalto. O Globocop, logo após o contato com o Águia, filmou o mesmo caindo sobre o terreno do Jóquei e pousou no local para socorrer as vítimas.[2] Em nota, a Record lamentou o incidente e diz que a maior preocupação agora é confortar as famílias das duas vítimas. Também em nota, a emissora informou que está empenhada com as autoridades para descobrir as causas do acidente.[3]

Para marcar um reposicionamento da marca, a Record, na noite do dia 24 de novembro de 2016, durante a exibição do Jornal da Record, apresentou ao público sua nova identidade visual. O telejornal exibiu uma reportagem sobre a mudança da marca e do slogan da emissora, que passa a ser "Reinventar é a nossa marca". O nome da emissora também foi alterado para RecordTV. A mudança ocorreu em todas as emissoras próprias da rede.[4]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
7.1 20 UHF 1080i Programação principal da RecordTV São Paulo / RecordTV

A emissora lançou seu sinal digital em São Paulo pelo canal 20 UHF no dia 2 de dezembro de 2007, data do início das transmissões de TV digital no Brasil.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a RecordTV São Paulo, bem como as outras emissoras da Região Metropolitana de São Paulo, cessou suas transmissões pelo canal 07 VHF no dia 29 de março de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[5] A emissora cortou o sinal analógico por volta da meia-noite, durante a exibição do programa Gugu, sendo substituído por um slide do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programas[editar | editar código-fonte]

A RecordTV São Paulo é responsável por gerar a programação da RecordTV. Todos os programas de entretenimento e telejornais são produzidos no Teatro Dermeval Gonçalves, enquanto a teledramaturgia e o Dancing Brasil são produzidos no Casablanca Estúdios, no Rio de Janeiro.

Grade nacional[editar | editar código-fonte]

Teledramaturgia
Programas
Reality shows
Sessões de filmes
  • Cine Aventura
  • Super Tela
  • Cine Record Especial
Jornalismo e esportes

Programas locais[editar | editar código-fonte]

Equipe[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

Jornalistas e apresentadores
Repórteres
  • Afonso Mônaco
  • Álvaro Zanotti
  • Ana Paula Neves
  • Angelica Sattler
  • Arnaldo Duran
  • Bernando Armani
  • Bruno Piccinato
  • Camila Busnello
  • Carlos Cavalcante
  • Catarina Hong
  • Cleisla Garcia
  • Daysa Belini
  • Denise Odorissi
  • Douglas Dias
  • Eduardo Sozo
  • Emerson Ramos
  • Fabiana Oliveira
  • Fábio Menegatti
  • Filipe Brandão
  • Gabriela França
  • Gerson de Souza
  • Grace Abdou
  • Helayne Cortez
  • Heleine Heringer
  • Ingrid Griebel
  • Janice de Castro
  • Jean Brandão
  • Júlia Ballarini
  • Lamartine Cortes
  • Larissa Alvarenga
  • Leandro Stoliar
  • Leonardo Lara
  • Liliany Nascimento
  • Lorena Coutinho
  • Lúcio Sturm
  • Luisa Torres
  • Luiz Carlos Azenha
  • Marcela Araújo
  • Marcela Varasquim
  • Marcus Reis
  • Maurílio Goeldner
  • Mauro Júnior
  • Matheus Furlan
  • Merie Gervásio
  • Michael Keller
  • Nohlan Hubertus
  • Patrícia Ferraz
  • Rafael Machado
  • Raul Dias Filho
  • Roberto Thomé
  • Rodrigo Hinkel
  • Rodrigo Vianna
  • Rogério Guimarães
  • Romeu Piccoli
  • Samara Bastos
  • Tainá Figueiroa
  • Thais Furlan
  • Thatiana Brasil
  • Tom Bueno
  • Vinícius Costa
  • Vinícius Dônola

Membros antigos[editar | editar código-fonte]

† - Falecido quando membro

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mauricio Stycer (6 de setembro de 2013). «Livro de Edir Macedo apresenta uma terceira versão da venda da Record por Silvio Santos». UOL 
  2. «Helicóptero de emissora de TV cai em São Paulo». G1. 10 de fevereiro de 2010 
  3. «Rede Record lamenta em nota acidente com aeronave». R7. 10 de fevereiro de 2010 
  4. «A Record agora é Record TV». RecordTV. R7. 24 de novembro de 2016 
  5. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 25 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]