GloboNews

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GloboNews
Tipo Canal de televisão por assinatura
País  Brasil
Fundação 15 de outubro de 1996 (23 anos)
por Globosat
Pertence a Globosat
Proprietário Globosat
Cidade de origem Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ
Sede
Estúdios Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro, RJ
São Paulo, SP
Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF
Slogan GloboNews, nunca desliga. E você nunca desliga da informação.
Formato de vídeo 480p (SDTV)
1080p (HDTV)
2160p (4K)
Cobertura  Brasil
 Argentina
 Chile
Equador
 Paraguai
Uruguai
Página oficial g1.com.br/globonews
Disponibilidade por satélite
Claro TV
Sky
  • Canal 40
  • Canal 440 (HD)
Oi TV
Vivo TV
  • Canal 340
  • Canal 820 (HD)
Algar TV
  • Canal 340
  • Canal 940 (HD)
Disponibilidade por cabo
NET
Vivo TV
Canal 540 (HD)
ORM Cabo
  • Canal 40
  • Canal 540 (HD)
TV Alphaville
Canal 40
Conecta TV Fibra
Canal 40
Disponibilidade digital
Globosat Play
[1][nota 1]
Globo.com
[2][nota 2]

GloboNews é um canal de televisão por assinatura brasileiro sediado no Rio de Janeiro, capital do estado brasileiro homônimo, e que transmite uma programação jornalística durante as 24 horas do dia.[4][5] O canal foi inaugurado em 15 de outubro de 1996, pela Globosat.[4][5][6][7] A produção do canal é feita pela Globosat, empresa produtora de programas jornalísticos e telejornais, como o Jornal GloboNews, o GloboNews em Pauta, o GloboNews em Ponto, Estúdio i e o Conta Corrente.[8] A GloboNews também reprisa os programas jornalísticos da Rede Globo, como Fantástico, Bom Dia Brasil, Globo Rural e Globo Repórter. Também possui programas de entrevistas e de variedades como o GloboNews Painel, o GloboNews Documentário e o Conversa com Bial.[8] A programação do canal pode ser acompanhada via internet através do serviço de vídeo, sob demanda Globosat Play e GloboNews Play.[3][9]

A GloboNews foi apontada como o segundo veículo de televisão por assinatura mais admirado do país no ano de 2014, segundo pesquisa feita pelo Índice de Prestígio de Marca do jornal Meio&Mensagem.[10][11]

História[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de outubro de 2010, a GloboNews implantou sua nova identidade visual.[12] Os programas da emissora ganharam novos cenários, além do layout de site da emissora ser alterado. Também foram renovadas as vinhetas musicais e trilhas sonoras, assim como o estilo de locução na voz de Pedro Franco.[13] O jornalista Cesar Seabra foi diretor do canal, de 2009 a setembro de 2011.[12] Miguel Athayde assumiu, recentemente, a direção da GloboNews.[14]

Em 23 de janeiro de 2011, o Manhattan Connection, apresentado por Lucas Mendes, tradicional jornalístico do GNT, deixou o GNT, devido a uma reestruturação interna e passou a ser transmitido pela GloboNews.[15]

Em 3 de fevereiro de 2013, às 12h30, o canal estreou sua versão em alta definição na operadora NET, com o programa Mundo S/A - Harley Davidson.[16]

Em 10 de agosto de 2016, a GloboNews descontinua os serviços pagos em que oferecia o seu sinal por meio de televisão terrestre nas cidades de São Paulo, no canal 19 UHF, e no Rio de Janeiro, no canal 36 UHF.[17][18] O serviço foi concedido ao Grupo Globo na década de 1990, e entrou no ar na década seguinte, com o início das operações de televisão por assinatura no país.[19][20][21] A GloboNews disponibilizava o sinal descodificado para condomínios residenciais e comerciais, mediante ao pagamento de uma assinatura.[22][23]

No dia 30 de outubro de 2017, mês de aniversário dos 21 anos do canal, a GloboNews lança sua nova identidade visual, substituindo a usada por sete anos desde a remodelação do canal, em outubro de 2010. Usando a mesma paleta de cores, houve mudança nas vinhetas, layouts, chamadas e trilhas sonoras.[24][25]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Em 2018, foi o canal de notícias mais visto no país, ficando a frente da Record News e da BandNewsTV, sendo Top of Mind, no segmento de acordo com pesquisa do Datafolha.[26][27] Em 2014, foi anunciado que o canal ocupava o segundo lugar em audiência[28][29], porém o Ibope acabou desmentindo isso, dizendo que a metodologia usada pela pesquisa feita pela Record News, usando dados do próprio instituto, não eram compatíveis já que a Record News é um canal aberto e a medição da audiência da televisão por assinatura, na qual a GloboNews é disponibilizada, é feita de forma diferente.[30] Na média de audiência de janeiro a outubro de 2019, foi registrada uma queda de 35% do público da emissora.[31] Em março de 2020, após o início da Pandemia de COVID-19, a audiência subiu 70%.[32]

GloboNews Documentário[editar | editar código-fonte]

2013-2014
"Nome"/Assunto
"Dossiê 50: Comício a favor dos Náufragos"/ homenagem à seleção brasileira de 1950[33]
A Copa no Brasil sob perspectiva dos estrangeiros[34]
"Solta o Ponto", sobre MCs em São Paulo[35]
"Torre de David"/ sobre a vida na maior favela vertical do mundo[36]
2015
"Nome"/Assunto
"Muvucão"/ sobre o ritimo swingueira e o brega funk[37]
"Impressões de Cuba"[38]
"Arrasta Fé"/quadrilhas de São João do DF[39]
Intolerância religiosa no Brasil[40]
"Morte e Vida Severina, 60 anos"/sobre João Cabral de Melo Neto[41]
"Infiltrada no Estado Islâmico"[42]
"Síria em fuga"[43]
2016
"Nome"/Assunto
"Boa Noite Solidão"/Novo sertão do Brasil[44]
"Vida Corrida"[45]
"Lars - Nada mais importa" mostra/sobre Tom, que tem a síndrome do X Frágil[46]
"Pixadores"[47]
"Meu nome é Jacque"[48]
"Trans"[49]
"Sob o Sol"[50]
"Miller e Fried"[51]
"Homens de aluguel"[52]
"Até a eternidade"[53]
2017
"Nome"/Assunto
"GloboNews Documentário: O dia que durou 21 anos"[54]
"Copan 60 horas"[55]
"Eu não sou seu negro"[56]
"Amor e Sexo no Japão"[57]
"Belo Monte"[58]
"Trincheiras no deserto"[59]
"Filhos de Ruanda"[60]
"Galeria F."[61]
"Menino 23"[62]
"Pitanga"[63]
"Cidades fantasmas"[64]
"Meus 18 anos"[65]
"Margens de uma guerra"[66]
"Seratanias"[67]
2018
"Nome"/Assunto
"Mineira solitária"[68]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio Vladimir Herzog
Prêmio Vladimir Herzog de Documentário de TV
Ano Obra Veículo de mídia Autor Resultado
2014 Carne Osso: o trabalho em frigoríficos Globo News Caio Cavechini, Carlos Juliano Barros e equipe da Repórter Brasil: André Campos, Lucas Barreto e Maurício Haschizume. Venceu[69]
Prêmio Vladimir Herzog de Reportagem de TV
Ano Obra Veículo de mídia Autor Resultado
2012 "Caso Rubens Paiva" GloboNews (RJ) Miriam Leitão Venceu[70]
Menção Honrosa do Prêmio Vladimir Herzog por Documentário de TV
Ano Obra Veículo de mídia Autor Resultado
2002 "Dops - o resgate de uma história" GloboNews Mariana Kotscho e equipe receberam menção Venceu[71]

Notas

  1. O sinal esta disponível apenas para os assinantes da GloboNews nas operadoras Algar TV, Claro TV, Multiplay, NET, NET Angra dos Reis, Oi TV, ORM Cabo, Sky e Vivo TV.[3]
  2. Apenas para assinantes antigos, novos assinantes não têm acesso ao sinal.

Referências

  1. a b Grade de canais "Juntinho"
  2. a b Grade de canais "Juntinho"
  3. a b «Como funciona». Globosat Play. Globo.com. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  4. a b «Globo News». Memória Roberto Marinho. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  5. a b Maurício Araújo (13 de abril de 2011). «GloboNews - O primeira canal de jornalismo do Brasil». TV Magazine. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  6. «Canais Globosat». Globosat. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  7. Daniel Castro (8 de outubro de 2015). «Apresentador que fundou GloboNews há 19 anos é demitido ao voltar de férias». Notícias da TV. UOL. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  8. a b «Todos os programas da GloboNews». Comercial. Globosat. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  9. «Globosat aposenta Muu e unifica serviços de vídeos sob demanda». Notícias da TV. UOL. 15 de maio de 2014. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  10. Lena Castellon (1 de dezembro de 2014). «Veículos Mais Admirados mostra força da mídia social». Meio&Mensagem. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  11. «Levantamento aponta os seis veículos de comunicação "mais admirados" do país». Portal Imprensa. 2 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  12. a b GloboNews estreia nova identidade visual
  13. Chamadas Milênio
  14. Globo muda direção de jornalismo
  15. Manhattan Connection estreia na Globo News
  16. Globo News fará programa com Harley-Davidson e apaixonados pela marca
  17. Imprensa Nacional (15 de setembro de 2016). «ATO Nº 3.404, DE 30 DE AGOSTO DE 2016». Diário Oficial da União. Consultado em 15 de setembro de 2016 
  18. Imprensa Nacional (3 de novembro de 2016). «ATO Nº 3.889, DE 26 DE SETEMBRO DE 2016». Diário Oficial da União. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  19. Daniel Castro (3 de outubro de 2007). «Contra Record, Globo pode abrir Globo News». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  20. Paulo Pacheco (27 de agosto de 2014). «TV nanica dribla horário eleitoral e exibe clipes de Claudia Leitte». Notícias da TV. UOL. Consultado em 16 de setembro de 2016. (...) A entidade reúne empresas que possuem concessões de canais tipo TVA, que são canais de UHF usados nos primórdios da TV por assinatura (...) 
  21. Mariana Mazza (19 de março de 2010). «Renovação das TVAs beneficia grupos de mídia». Teletime. Consultado em 3 de novembro de 2016. (...) Outro grupo presente na lista é a Globo. A família Marinho controla duas licenças de TVA, na cidade de São Paulo (pela Paulista Metro-TVA) e outra no Rio de Janeiro (pela Rio Metro-TVA). (...) 
  22. «Paulista Metro TVA - GloboNews». Consultado em 19 de novembro de 2015. Arquivado do original em 15 de setembro de 2016 
  23. «Rio Metro TVA - GloboNews». Consultado em 19 de novembro de 2015. Arquivado do original em 15 de setembro de 2016 
  24. Ricardo Feltrin (2 de outubro de 2017). «Após 7 anos, Globonews muda visual gráfico; Conta Corrente muda hoje». Coluna Ricardo Feltrin. UOL. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  25. «GloboNews atualiza identidade visual». Tela Viva. 1 de novembro de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  26. Vaquer, Gabriel (4 de novembro de 2018). «Globo News lidera audiência com 251% de vantagem no domingo das eleições». NaTelinha / UOL. Consultado em 2 de abril de 2019. Cópia arquivada em 3 de abril de 2019 
  27. «GloboNews - Mídia e Fatos». Mídia e Fatos. Consultado em 2 de abril de 2019. Cópia arquivada em 3 de abril de 2019 
  28. Padiglione, Cristina. «Aberta, Record News lidera no gênero 'notícia'». estadao.com.br. Consultado em 26 de maio de 2014. Cópia arquivada em 2014 
  29. «Record News é líder entre os canais de notícias no Brasil em 2014». entretenimento.r7.com. Consultado em 16 de janeiro de 2015 [ligação inativa] 
  30. Gabriel Vaquer (26 de janeiro de 2015). «Ibope não confirma liderança da Record News entre canais de notícias». NaTelinha. UOL. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  31. «Em 2019, GloboNews já perdeu 35% de sua audiência». Ricardo Feltrin. TV e Famosos. Consultado em 26 de outubro de 2019 
  32. «Crise do coronavírus faz audiência da GloboNews saltar 70 ...www1.folha.uol.com.br › colunas › monicabergamo › 2020/03 › cris...». Folha de S. Paulo. Grupo Folha. 20 de março de 2020. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2020 
  33. «"Dossiê 50: Comício a favor dos Náufragos" faz homenagem à seleção de 50». GloboNews. G1. 14 de outubro de 2013. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  34. «Copa no Brasil pelo olhar dos estrangeiros». GloboNews. G1. 2 de agosto de 2014. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  35. «'Solta o Ponto' entra no ritmo do Passinho do Romano em São Paulo». GloboNews. G1. 12 de outubro de 2014. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  36. «Documentário: 'Torre de David' mostra a vida na maior favela vertical do mundo». GloboNews. G1. 2 de novembro de 2014. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  37. «Documentário: 'Muvucão' cai no ritmo contagiante da swingueira e do brega funk». GloboNews. G1. 1 de janeiro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 6 de abril de 2020 
  38. «Documentário: 'Impressões de Cuba' traz o olhar sobre a vida na ilha». GloboNews. G1. 12 de abril de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  39. «Documentário: 'Arrasta Fé' entra no ritmo das quadrilhas de São João do DF». GloboNews. G1. 26 de agosto de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  40. «Documentário Intolerância: os caminhos para uma convivência harmônica entre as religiões». GloboNews. G1. 20 de setembro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  41. «Documentário: "Morte e Vida Severina, 60 anos" refaz a saga de personagem épico». GloboNews. G1. 25 de outubro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  42. «GloboNews exibe documentários sobre o Estado Islâmico no sábado (21)». GloboNews. G1. 19 de novembro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Veja os horários: 14h05 às 15h - Fugindo do Estado Islâmico, 16h05 às 17h - Infiltrada no Estado Islâmico, 17h05 às 18h - A Engrenagem, 21h05 às 22h - A História do ISIS. 
  43. «Documentário "Síria em Fuga" reúne personagens impressionantes». GloboNews. G1. 13 de dezembro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Ao longo de quase 5 anos de guerra civil, um terço da população síria teve que abandonar as casas para fugir da violência que já provocou cerca de 200 mil mortes. Gabriel Chaim ouviu o pai do menino Alan, que morreu afogado na tentativa de chegar à Europa, e documentou a destruição em Alepo, a segunda maior cidade da Síria. 
  44. «Documentário: 'Boa Noite Solidão' mostra o novo sertão brasileiro». GloboNews. G1. 17 de janeiro de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. A juventude conectada na internet já não sonha em partir para o chamado "sul maravilha". Conheça personagens que se assustam com a violência dos grandes centros urbanos. As gravações foram feitas em Solidão, em Afogados da Ingazeira e em Tabira - cidades vizinhas, no sertão pernambucano. O documentário tem direção de Geneton Moraes Neto e imagens de Eduardo Riecken. 
  45. «Documentário "Vida Corrida" estreia no dia 24 de abril na GloboNews». GloboNews. G1. 16 de março de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  46. «Documentário "Lars - Nada mais importa" mostra Tom, que tem a síndrome do X Frágil». GloboNews. G1. 29 de março de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Documentário mostra Tom, que sofre a síndrome do X Frágil, um tipo de autismo mais severo, e o seu sonho de conhecer Lars, do Metallica. 
  47. «Documentário mostra jovens focados em fazer a diferença através da arte da pichação». GloboNews. G1. 8 de abril de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Eles escalam os prédios mais altos e colocam suas vidas em risco para pintar suas marcas e mensagens. Frequentemente chamados de anarquistas ou criminosos, eles preferem se chamar de soldados. Ao convidá-los para a Alemanha, em reconhecimento do trabalho artístico, ninguém poderia imaginar o que eles seriam capazes de fazer. O Documentário "Pixadores" vai ao ar no sábado (16), às 21h. 
  48. «GloboNews exibe o documentário 'Meu Nome é Jacque' neste sábado (7) às 20h30». GloboNews. G1. 2 de maio de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. O filme promove uma reflexão sobre preconceito e homofobia ao abordar a diversidade com a história de vida de Jaqueline Rocha Côrtes, uma mulher transexual brasileira, que tem a vida marcada por lutas e conquistas. Casada e mãe de dois filhos, a ex-funcionária da ONU e do Governo Brasileiro, hoje mora em uma pequena cidade, onde leva uma vida focada na maternidade, na família e na espiritualidade. 
  49. «GloboNews mostra a coragem de "ser" na voz de quatro transgêneros». GloboNews. G1. 19 de maio de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. TRANS conta como se sente e como é a vida de quem nasce com um corpo que não corresponde ao que se é. Um homem que nasce em corpo de mulher ou vice-versa. Ou uma pessoa que não se sente sempre homem ou sempre mulher. A ambiguidade, a dúvida, o medo, a coragem de ser transgênero no Brasil. Fique de olho na programação da GloboNews. 
  50. «Documentário Sob o Sol mostra o cotidiano em Pyongyang, na Coreia do Norte». GloboNews. G1. 23 de junho de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Para obter permissão para filmar, por um ano, a vida cotidiana em Pyongyang, na Coreia do Norte, o cineasta Vitaly Mansky teve que aceitar o controle de representantes do governo sobre o roteiro, as locações e o comportamento de uma família, que seria personagem do filme. O foco está na menina Zin-mi.O GloboNews Documentário vai ao ar no sábado (25), às 21h. 
  51. «GloboNews Documentário: Miller e Fried». GloboNews. G1. 15 de agosto de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Se chegamos aos fenômenos e aos reis, foi porque eles deram o pontapé inicial. GloboNews Documentário mostra a história de Charles Miller e Arthur Friedenreich. Sábado (20), às 20h30. 
  52. «GloboNews exibe o documentário "Homens de aluguel"». GloboNews. G1. 15 de novembro de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. O GloboNews Documentário "Homens de aluguel" levanta a pergunta: Qual é o seu preço? O programa vai ao ar no sábado (3 de dezembro), às 21h. 
  53. «GNews Documentário "Até a eternidade" vai ao ar neste sábado (13)». GloboNews. G1. 9 de novembro de 2016. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Na Finlândia, existem 300 mil toneladas de lixo radioativo isoladas a 5km da superfície. É o que mostra o GloboNews Documentário "Até a eternidade", que vai ao ar neste sábado (13), às 20h30. 
  54. «GloboNews Documentário: O dia que durou 21 anos. Dia 1º de abril, às 20h30.». GloboNews. G1. 13 de março de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  55. «GloboNews Documentário: Copan 60 horas. Dia 8 de abril, às 21h». GloboNews. G1. 7 de março de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Um mundo inteiro dentro da maior cidade do Brasil. Dia 8 de abril, às 21h, na GloboNews. 
  56. «GloboNews Documentário: "Eu não sou seu negro". Sábado (12), às 20h25». GloboNews. G1. 10 de maio de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  57. «Documentário 'Amor e Sexo no Japão'. Sábado, 17 de junho, às 21h05.». GloboNews. G1. 4 de junho de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Na terra do sol nascente, sentimentos reais e prazeres comuns estão com os dias contados. Casamento sem noivo, namorado de aluguel, bonecas de companhia. Veja no documentário 'Amor e Sexo no Japão'. Dia 17 de junho, às 21h05. 
  58. «GloboNews Documentário: Belo Monte. Sábado, 15 de julho, às 20h45». GloboNews. G1. 18 de junho de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Um olhar sobre a polêmica construção da segunda maior hidrelétrica do Brasil. GloboNews Documentário: Belo Monte. Sábado, 15 de julho, às 20h45 
  59. «GloboNews Documentário: Trincheiras no deserto. Em julho». GloboNews. G1. 23 de junho de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  60. «GloboNews Documentário: Filhos de Ruanda». GloboNews. G1. 23 de agosto de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  61. «GloboNews Documentário: Galeria F. Sábado (5) às 21h05». GloboNews. G1. 26 de julho de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020 
  62. «Documentário "Menino 23" revela o drama de crianças negras cuja infância foi roubada». GloboNews. G1. 29 de agosto de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas em uma fazenda no interior de SP, o filme acompanha a investigação de Sidney Aguilar e a descoberta que durante os anos 1930, 50 meninos negros foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram encontrados. Sobreviventes dessa tragédia revelam suas histórias. É dia 2 de setembro, às 20h30, na GloboNews. 
  63. «Documentário: trajetória de Antonio Pitanga é marcada por atuação em mais de 60 filmes». GloboNews. G1. 16 de agosto de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. O documentário "Pitanga" faz um mergulho no cinema nacional, homenageando um dos nossos maiores atores em todos os tempos. Antonio Pitanga já fez mais de 60 filmes e foi dirigido por Glauber Rocha, Cacá Diegues, Walter Lima Junior, Hugo Carvana e tantos outros. Não perca, sábado, 26 de agosto, às 20h05. 
  64. «GloboNews exibe o documentário 'Cidades Fantasmas' no dia 16 de setembro». GloboNews. G1. 6 de setembro de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Vencedor do Prêmio É Tudo Verdade, documentário ‘Cidades Fantasmas’ vai ao ar no dia 16 de setembro, às 20h30, na GloboNews. 
  65. «Documentário: Os jovens que precisam deixar abrigos aos 18 anos». GloboNews. G1. 17 de outubro de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Atualmente, 47.104 crianças e adolescentes vivem em abrigos, entidades de acolhimento, lar transitório ou unidade de reinserção social no Brasil. A GloboNews foi saber um pouco da trajetória destes jovens e como eles pretendem seguir, após completarem 18 anos. Maíra Donnici e Pedro Machado mostram quem são esses jovens no documentário “Meus 18 anos”. 
  66. «Documentário "Margens de uma guerra" mostra o drama no Iraque». GloboNews. G1. 12 de novembro de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. No dia 25 de novembro, às 20h30, a GloboNews exibe o documentário "Margens de uma guerra - Heróis e vítimas em Mossul", que retrata o maior confronto urbano desde a Segunda Guerra Mundial. 
  67. «'Sertanias' mostra os rastros de Riobaldo em 'Grande Sertão: Veredas', de Guimarães Rosa». GloboNews. G1. 19 de novembro de 2017. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Juliana Dametto Guimarães Rosa, sobrinha de João Guimarães Rosa, e Alexandre Roldão percorreram 178 km pelo sertão de Minas Gerais para ver de perto uma região do país pouco conhecida dos brasileiros. No romance, o roteiro da caminhada é percorrido pelo jagunço Riobaldo e seu bando. 
  68. «Documentário: 'Mineira Solitária' relembra uma narrativa de solidão expressa em cartas». GloboNews. G1. 15 de abril de 2018. Consultado em 6 de abril de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2020. Em 1982, uma mineira foi para São Paulo a trabalho, deixando para trás amigos e familiares. Sozinha na metrópole, ela escreveu um anúncio comovente em um jornal. Ao longo dos seis meses seguintes, quase 500 cartas chegariam à caixa postal mencionada na nota. Após 35 anos, o GloboNews Documentário revisita a história de Lúcia Ribeiro e de pessoas que responderam ao seu chamado. 
  69. «Juri do 35º Prêmio Jornalistico Vladimir Herzog». Vladimir Herzog. Consultado em 30 de março de 2020. Cópia arquivada em 20 de fevereiro de 2019 
  70. «Definidos os vencedores do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos». ABRAJI. 10 de outubro de 2012. Consultado em 2 de abril de 2020. Cópia arquivada em 2 de abril de 2020 
  71. «Globo ganha prêmio Vladimir Herzog com a reportagem sobre a menina Raynara». Jornal Nacional. Rede Globo. 17 de outubro de 2002. Consultado em 3 de abril de 2020. Cópia arquivada em 3 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]