GloboNews

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GloboNews
Globosat Programadora Ltda.
Tipo Canal de televisão por assinatura
País  Brasil
Fundação 15 de outubro de 1996 (19 anos)
Pertence a Globosat
Proprietário Grupo Globo
Sede Rio de Janeiro, RJ
Estúdios Rio de Janeiro, RJ
Slogan Nunca desliga.
Formato de vídeo 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Página oficial g1.com.br/globonews
Disponibilidade aberta e gratuita
Analógico[nota 1]
36 UHF (Rio de Janeiro)
Disponibilidade por satélite
Sky
  • Canal 40
  • Canal 40-1/240 (HD)
Vivo TV
  • Canal 340
  • Canal 820 (HD)
Claro TV
  • Canal 40
  • Canal 540 (HD)
Oi TV
CTBC TV
  • Canal 340
  • Canal 940 (HD)
Disponibilidade por cabo
NET
  • Canal 40
  • Canal 540 (HD)
Vivo TV
  • Canal 40
  • Canal 340 (HD)
Astro
Canal 40
Sim TV
Canal 40
ORM Cabo
  • Canal 40
  • Canal 540 (HD)
TV Alphaville
Canal 40
Conecta TV Fibra
Canal 40
Disponibilidade digital
Globosat Play
[1][nota 2]
Globo.com
[2][nota 3]

GloboNews é um canal de televisão por assinatura brasileiro que transmite uma programação jornalística durante as 24 horas do dia.[5][6] O canal foi inaugurado em 15 de outubro de 1996, como integrante da família de canais da Globosat, divisão de programação de televisão por assinatura do Grupo Globo.[7][8] A produção do canal é feita pela Rede Globo, empresa do mesmo grupo.[5][6]

O canal exibe durante a sua programação diversos programas jornalísticos e telejornais, como o Jornal GloboNews, o Jornal das Dez, o GloboNews em Pauta, o Estúdio i e o Conta Corrente.[9] A GloboNews também reprisa os programas jornalísticos da Rede Globo, como o Fantástico, o Bom Dia Brasil, o Globo Rural e o Globo Repórter.[6] Também possui programas de entrevistas e de variedades como o Entre Aspas, GloboNews Painel, o Via Brasil e o Pelo Mundo.[9] A programação do canal pode ser acompanhada via internet através do serviço de vídeo sob demanda Globosat Play.[4][10]

É o segundo canal de notícias mais visto no país, perdendo para a Record News e ficando a frente da BandNews TV.[11][12] O Ibope acabou desmentindo isso, dizendo que a metodologia usada pela pesquisa feita pela Record News, usando dados do próprio instituto, não são compatíveis, já que a Record News é um canal aberto, e a medição da audiência da televisão por assinatura, na qual a GloboNews é disponibilizada, é feita de forma diferente.[13]

A GloboNews foi apontada como o segundo veículo de televisão por assinatura mais admirado do país no ano de 2014, segundo pesquisa feita pelo Índice de Prestígio de Marca do jornal Meio&Mensagem.[14][15]

Modificações[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de outubro de 2010, a GloboNews implantou sua nova identidade visual[16]. Os programas da emissora ganharam novos cenários, além do layout de site da emissora ser alterado. Também foram renovadas as vinhetas musicais e trilhas sonoras, assim como o estilo de locução na voz de Pedro Franco.[17] O jornalista Cesar Seabra foi diretor do canal de 2009 a setembro de 2011.[16] Eugênia Moreyra assumiu recentemente a direção da GloboNews.[18]

Em 23 de janeiro de 2011, o Manhattan Connection, apresentado por Lucas Mendes, tradicional jornalístico do GNT, deixou o canal devido a uma reestruturação interna e passou a ser transmitido pela GloboNews.[19]

Em 3 de fevereiro de 2013 às 12h30, o canal estreou sua versão em alta definição na operadora NET, com o programa Mundo S/A - Harley Davidson.[20]

Em 10 de agosto de 2016, a GloboNews descontinua o serviço pago em que oferecia o seu sinal por meio de televisão terrestre na cidade de São Paulo, no canal 19 UHF.[21] O serviço foi concedido ao Grupo Globo na década de 1980, e entrou no ar na década seguinte, com o início das operações de televisão por assinatura no país.[1][22]

Notas

  1. Canal do Serviço Especial de Televisão por Assinatura (TVA), que só pode transmitir até 11 horas da programação em sinal aberto, sendo que o tempo restante o sinal é transmitido codificado.[1] A GloboNews disponibiliza o sinal descodificado para condomínios residenciais e comerciais, mediante ao pagamento de uma assinatura.[2][3]
  2. O sinal esta disponível apenas para os assinantes da GloboNews nas operadoras Algar Telecom TV, Claro TV, Multiplay, NET, Oi TV, ORM Cabo, Sky e Vivo TV.[4]
  3. Apenas para assinantes antigos, novos assinantes não têm acesso ao sinal.

Referências

  1. a b Daniel Castro (3 de outubro de 2007). «Contra Record, Globo pode abrir Globo News». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  2. «Paulista Metro TVA - GloboNews». Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  3. «Rio Metro TVA - GloboNews». Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  4. a b «Como funciona». Globosat Play. Globo.com. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  5. a b «Globo News». Memória Roberto Marinho. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  6. a b c Maurício Araújo (13 de abril de 2011). «GloboNews - O primeira canal de jornalismo do Brasil». TV Magazine. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  7. «Canais Globosat». Globosat. Consultado em 15 de novembro de 2015. 
  8. Daniel Castro (8 de outubro de 2015). «Apresentador que fundou GloboNews há 19 anos é demitido ao voltar de férias». Notícias da TV. UOL. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  9. a b «Todos os programas da GloboNews». Comercial. Globosat. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  10. «Globosat aposenta Muu e unifica serviços de vídeos sob demanda». Notícias da TV. UOL. 15 de maio de 2014. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  11. Padiglione, Cristina. «Aberta, Record News lidera no gênero 'notícia'». estadao.com.br. Arquivado desde o original em 2014. Consultado em 26/05/2014. 
  12. «Record News é líder entre os canais de notícias no Brasil em 2014». entretenimento.r7.com. Consultado em 16/01/2015. 
  13. Gabriel Vaquer (26 de janeiro de 2015). «Ibope não confirma liderança da Record News entre canais de notícias». NaTelinha. UOL. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  14. Lena Castellon (1 de dezembro de 2014). «Veículos Mais Admirados mostra força da mídia social». Meio&Mensagem. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  15. «Levantamento aponta os seis veículos de comunicação "mais admirados" do país». Portal Imprensa. 2 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de novembro de 2015. 
  16. a b GloboNews estreia nova identidade visual
  17. Chamadas Milênio
  18. Globo muda direção de jornalismo
  19. Manhattan Connection estreia na Globo News
  20. Globo News fará programa com Harley-Davidson e apaixonados pela marca
  21. Imprensa Nacional (15 de setembro de 2016). «ATO Nº 3.404, DE 30 DE AGOSTO DE 2016». Diário Oficial da União. Consultado em 15 de setembro de 2016. 
  22. Paulo Pacheco (27 de agosto de 2014). «TV nanica dribla horário eleitoral e exibe clipes de Claudia Leitte». Notícias da TV. UOL. Consultado em 16 de setembro de 2016. «(...) A entidade reúne empresas que possuem concessões de canais tipo TVA, que são canais de UHF usados nos primórdios da TV por assinatura (...)» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]