VH1 Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VH1
Tipo Canal de televisão por assinatura
País Brasil Brasil
Fundação 21 de novembro de 2005 (9 anos)
Extinção 12 de dezembro de 2014 (8 meses)
Pertence a Viacom International Media Networks The Americas
Proprietário Viacom
Sede Miami, Flórida
Estúdios Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Slogan Vida + Música
Formato de vídeo 480p (SDTV)
1080i (HDTV)
Canais irmãos VH1 Mega Hits
VH1 HD
MTV
Comedy Central
Nickelodeon
Nick Jr.
Paramount Channel

VH1 (estilizado como VH+1) é um canal de televisão por assinatura brasileiro de música e entretenimento pertencente a Viacom International Media Networks (VIMN The Americas), lançado em 21 de novembro de 2005.[1] O canal tem foco em um público de 18 a 24 anos, exibindo clássicos do pop e pop rock estrangeiro e brasileiro.

O canal saiu no ar em 14 de novembro de 2014 da maior parte das operadoras de televisão por assinatura, dando lugar ao Paramount Channel. Na NET e na Claro TV, o VH1 saiu do ar em 12 de dezembro de 2014. No mesmo dia, após 9 anos de existência, o canal encerrou em definitivo as transmissões no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiro logotipo do canal, utilizado até o dia 25 de março de 2013.

Visando o público adulto vindo de seu canal irmão MTV, com faixa etária de 25 a 49 anos, a VH1 foi lançada em 21 de novembro de 2005 pela Viacom Networks Brasil em parceria com o Grupo Abril.[2] Em entrevista para o UOL, o então vice-presidente do canal, Vicente Solis disse que o foco do canal era "tratar a música globalmente, com a exibição de shows e videoclipes de artistas nacionais e internacionais. [e] Haverá programas de lançamentos, de artistas novos, mas a base da programação está nos clipes antigos, de 30 anos atrás", sinalizou.[3] Ele foi lançado às 19h, disponível apenas para assinantes da Sky.[2]

Um ano antes de seu lançamento, foi feito o lançamento do canal em três países hispânicos,[3] com isso esperava-se que com sucesso do canal nesses países, o canal no Brasil também poderia ter uma aceitação por parte dos telespectadores.[2] Em apenas dois anos, o número de assinantes do canal em toda América Latina, subiu de 3.3 milhões de assinantes para 14 milhões.[4] Devido a uma crise no canal, em março de 2006 o canal saiu do ar voltando pela DirecTV em maio do mesmo ano substituindo o MTV Latino, troca aceita por muitos assinantes que eram contra seu conteúdo em idioma espanhol.

Em seguida, substituiu o VH1 Soul na Sky, disponível desde 2007. Ainda no mesmo ano, a VH1 lançou seu canal de banda larga, o VSpot. Ainda, o canal foi bem avaliado pelo crítico Ricardo Feltrin alegando que o canal era "sem dúvida, o melhor canal de cultura pop do país. E o elogiou como: "programação ótima, clipes muito bons e programas de entrevistas e sobre a cultura pop que simplesmente dão um banho na MTV verde-amarela."[5]

Como a versão brasileira da MTV junto com a marca havia sido comprada pelo Grupo Abril, e modificados os programas para com o foco para o humor, o VH1 se tornou um canal forte no país, tendo um de seus maiores concorrentes o Multishow e o Bis, ambos operado pela Globosat, este último lançado recentemente que também que possui o foco da VH1.[6]

Em 2010, a VH1 adquiriu mais um canal para seu portfólio, o VH1 Mega Hits (antiga MTV Hits), que se juntam com mais dois canais VH1, VH1 Classic e o VH1 Soul, ambos com transmissão extinta no país.

Em 25 de junho de 2012 o canal estreou a série The O.C., anteriormente a série havia sido transmitida pelo Warner Channel e no Glitz*.[7]

No dia 25 de março de 2013 o canal passou pela mesma mudança ocorrida no canal VH1 americano no início de 2013, e não foca apenas no gênero musical, mas também é um canal sobre o estilo de vida. A nova programação da emissora abordava programas como gastronomia, comportamento e moda, ambos voltados para o público de 18 a 24 anos.[8]

Visão geral da programação[editar | editar código-fonte]

Comédia[editar | editar código-fonte]

Além dos filmes e reality-shows exibidos pelo canal, também houve na grade da emissora o programa nacional Comedy Central Apresenta em 2011, exibido pela VH1, o programa era uma espécie de "aquecimento" para a estreia do canal Comedy Central no país.[9] A promessa da vinda do canal para o Brasil era de que todos os programa do gênero fossem movidos para o canal, mas o seriado South Park continua sendo transmitido em ambos canais, porém somente até 1 de outubro, onde passou a ser exibida somente na nova MTV, controlada pela Viacom.

Filmes[editar | editar código-fonte]

O programa Movies That Rock exibe desde 22 de novembro de 2005, filmes que influenciaram a música, principalmente do gênero pop.[1] Na maioria das vezes são exibidos filmes de comédia e romance mais antigos com legenda não dublados. Os acordos mais frequentes são com a Paramount Pictures, Universal Pictures, Metro-Goldwyn-Mayer e com a Columbia Pictures. O primeiro filme a ser exibido pelo bloco foi o filme O Cantor de Jazz (1927).[1]

Música[editar | editar código-fonte]

Cerca de 30% dos videoclipes nacionais estrearam no canal juntamente com a emissora.[1] Um dos mais antigos programas exibidos pela emissora é o documental Behind the Music.[1] Grande maioria dos blocos musicais são originados da VH1 América Latina.

Produções nacionais[editar | editar código-fonte]

No lançamento do canal no país, já havia um certo interesse na produção de programas locais, como o Storytellers, mas segundo a empresa administradora do canal, ela estava testando o mercado,[1] até que ocorreu o lançamento de primeira produção local em outubro de 2010, o VH1 Apresenta com execução de Arnaldo Antunes, VH1 Apresenta: Arnaldo Antunes ao Vivo Lá em Casa com coprodução da Conspiração.[10] Em parceria com a gravadora Rosa Celeste foi lançado o CD ao vivo, Ao Vivo lá em Casa. A produção foi sucedida por cantores nacionais de grande influência no Estúdio VH1 com interpretação de Skank e Nando Reis e Gilberto Gil com o VH1 Apresenta: Gilberto Gil - Fé na Festa. O tema principal do Apresenta são shows com plateia, ao inverso do Estúdio, que são atuações em estúdios mais intimistas.[10] Atualmente estas produções não somente são transmitidas pela VH1, como no canal em alta definição do mesmo.

Com iniciativa da VH1, foi lançado o Top 20 VH1 com apresentação da cantora Luciana Mello em julho de 2008, o programa semanal apresenta ao telespectador vinte videoclipes escolhidos por temas diferentes e específicos.[11] A atração ficou sem ser exibida na emissora até agosto de 2011, quando ocorreu a contratação da atriz Maria Eduarda para ser âncora do programa.[12] Ainda em 2011, a emissora estreou o programa Entre Sem Bater, programa de entrevistas com músicos brasileiros.[13]

Com o incentivo do Ministério da Cultura e com coprodução da VH1 e da Migdal Filmes, em maio de 2012 ocorreu a estreia do Musica.doc, programa que exibe a cada episódio o trabalho de cantores já conhecidos ou não, na cena musical. Entrevistas, gravações e shows fazem parte da divulgação do programa.[14]

Com a nova regulamentação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) impõe que emissoras invistam em programas nacionais, a VH1 com a nova reformulação do canal, pretende investir em cerca de 50 horas de conteúdo nacional. Nesta nova fase ocorreram a estreia do primeiro programa de culinária do canal, I Could Kill for Dessert e Kaos Brasilis, ambos, terão sinal pan-regional, sendo exibidos para toda a América Latina.[15]

Programação[editar | editar código-fonte]

Entretenimento
Música
  • 10 Clipes 10
  • Kaos Brasilis
  • Videografia
  • Old is Cool
  • Neo
  • VH1 Mega Hits
  • VH1 Solar
  • VH1 Moods
Documentários
  • Video Killed the Radio Star

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • 2009 — 2013: Isso é Cultura Pop
  • 2013 — 2014: Vida + Música

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

  1. a b c d e f VH1, o irmão mais velho da MTV, estréia no Brasil no dia 21 Portal da Comunicação Universo Online (novembro de 2005). Visitado em 27 de março de 2013.
  2. a b c Soares, Alessandro (21 de novembro de 2005). Público crescido da MTV ganha canal mais adulto Diário do Grande ABC. Visitado em 31 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2014.
  3. a b Manoela, Pereira (8 de novembro de 2005). VH1, o irmão mais velho da MTV, estréia no Brasil no dia 21 UOL Televisão Universo Online. Visitado em 31 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2014.
  4. Álvaro Paes de Barros é promovido a VP na MTV Networks Latin America Canal Executivo Universo Online (30 de agosto de 2007). Visitado em 31 de outubro de 2014.
  5. Feltim, Ricardo (24 de julho de 2006). Atriz-sensação da Globo omite que foi dançarina do Gugu Ooops! Universo Online. Visitado em 31 de outubro de 2014.
  6. VH1 estreia grade e nova marca Meio & Mensagem (22 de março de 2013). Visitado em 25 de março de 2013.
  7. Série "The O.C." estreia hoje no canal VH1 NaTelinha UOL (25 de junho de 2012). Visitado em 25 de junho de 2012.
  8. Castro, Daniel (21 de fevereiro de 2013). VH 1 vira canal de estilo de vida Blog Daniel Castro R7. Visitado em 26 de fevereiro de 2013.
  9. Canal de comédia na TV paga terá humoristas brasileiros NaTelinha UOL (3 de juhlo de 2011). Visitado em 6 de fevereiro de 2012.
  10. a b VH1 estreia segunda produção nacional Tela Viva (8 de novembro de 2010). Visitado em 26 de março de 2013.
  11. Luciana Mello estréia neste sábado no comando do "Top 20" do VH1 Quaero Imprensa. Visitado em 26 de março de 2013.
  12. Jornal do Oeste. Filha de Renato Machado estréia como VJ do Vh1 Folhapress 06 de agosto de 2011. Visitado em 15 de novembro de 2011.
  13. Vh1 estreia programa de entrevistas com músicos brasileiros Tela Viva (1 de setembro de 2011). Visitado em 27 de março de 2013.
  14. Barres, Marcelo (22 de maio de 2012). MÚSICA.DOC estréia dia 22 maio às 23 horas DJ Sound Universo Online. Visitado em 25 de março de 2013.
  15. Webdale, Jonathan (22 de fevereiro de 2013). Brazil leads VH1 Lat Am revamp (em inglês) C21Media. Visitado em 26 de fevereiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.