Porta dos Fundos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Porta dos Fundos
Tipo Privada
Fundação 2012, Rio de Janeiro - RJ
 Brasil
Fundador(es) Fábio Porchat
Antonio Pedro Tabet
Gregório Duvivier
Ian SBF
João Vicente de Castro
Sede  Rio de Janeiro Capital, Brasil (América do Sul)
Área(s) servida(s)
Proprietário(s) Viacom (51%)
Produtos
Website oficial portadosfundos.com.br

Porta dos Fundos é uma produtora de vídeos de comédia veiculados na internet, sendo atualmente o terceiro maior canal brasileiro no YouTube.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em parceria com o site de humor Kibe Loco e a produtora Fondo Filmes, foi criada a Porta dos Fundos, iniciado em março de 2012, com o primeiro programa sendo lançado em 6 de agosto desse mesmo ano. Em 6 meses, a marca de 30 milhões de visualizações no site de compartilhamentos de vídeos YouTube foi alcançada. A maior parte de seu público possui idades entre 20 a 45 anos.[2] Originalmente o grupo era formado por um elenco fixo, composto por Antonio Tabet, Clarice Falcão, Fábio Porchat, Gregório Duvivier, Gabriel Totoro, João Vicente de Castro, Júlia Rabello, Letícia Lima, Luis Lobianco, Marcos Veras, Marcus Majella e Rafael Infante.[3] O grupo foi sofrendo alterações, conforme alguns integrantes foram saindo e outros entrando, dissipando a formação original.

O Porta dos Fundos se tornou o maior canal brasileiro no YouTube em abril de 2013,[1][4] tendo sido ultrapassado pelo canal do Whindersson Nunes em outubro de 2016.[5] Em novembro de 2015 a equipe do Porta dos Fundos recebeu o Play de Diamante, a maior recompensa dada pelo Youtube aos criadores de conteúdo que alcançam a marca de 10 milhões de inscritos. O prêmio foi dado à equipe durante o evento denominado Youtube FanFest realizado naquele ano pela primeira vez no Brasil. Mundialmente, é o 6º canal com mais inscritos entre canais de comédia[6] e o 35º com mais inscritos em geral (em outubro de 2016).[7] Em 08 de novembro de 2015 o Porta dos Fundos comemorou o recorde de 2 bilhões de visualizações em todos os vídeos publicados no Youtube, sendo o vídeo denominando "Na Lata" responsável por 20 milhões de visualizações.

Apesar do sucesso, os integrantes afirmaram em 2012 que não pensavam em migrar para a televisão.[8] Em 2014 o grupo assinou um contrato com a emissora de televisão à cabo FOX Brasil para a criação de alguns seriados.[9]

Em abril de 2017, o conglomerado de mídia Viacom anunciou a compra de parte majoritária da produtora Porta dos Fundos.[10] Os detalhes da negociação, incluindo valores e o percentual de controle, não foram divulgados oficialmente, mas segundo algumas divulgações a Viacom teria adquirido 51% do controle da produtora a um custo de aproximadamente 60 milhões de reais.[11] No dia seguinte ao comunicado, a produtora divulgou um vídeo satirizando a venda à Viacom.[12]

Episódios[editar | editar código-fonte]

Os vídeos são gravados nos mais diversos locais, que vai da redação do Jornal LANCE até o VIP's Suítes.[13] Geralmente, há parcerias ou as marcas cedem gentilmente,[14] entretanto, o produtor de locação costuma ter trabalho para encontrar o lugar perfeito e autorizá-lo. Pelas polêmicas sempre criadas com religião e política, muitas empresas preferem nem receber o diretor para negociações. Dentre as várias participações especiais nos episódios, constam nomes como Alexandre Nero,[15] Maitê Proença,[16] Fernanda Paes Leme[17], Ivete Sangalo, Rodrigo Hilbert, David Brazil e Xuxa.

Recepção[editar | editar código-fonte]

O programa ganhou destaque com o episódio Fast Food, que ironizava o atendimento dos restaurantes Spoleto (restaurante). Surpreendendo, a rede de fast food passou a usar o viral como publicidade: o vídeo foi renomeado como Spoleto[18] e a equipe foi contratada para produzir mais 2 vídeos publicitários para o restaurante.[19][2] No dia 22 de junho de 2014 os acessos à conta do YouTube chegaram a 1 bilhão de visualizações. O programa também tem recebido elogios da crítica, tendo se tornado o primeiro canal on-line a vencer o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), concorrendo na categoria de TV, como programa de comédia.[20]

Ao final de 2013, o canal divulgou um vídeo chamado Especial de Natal, que acabou gerando uma grande controvérsia com grupos cristãos, sob a afirmação de ter conteúdo baseado no escárnio e na intolerância religiosa. O vídeo mostra que teria havido relações sexuais de Maria com Deus (o que teria levado à sua gestação e ao nascimento de Jesus), mostra tentativas de "negociações" de Jesus com os soldados que o pregaram na cruz, etc.

Com quase quatro milhões de visualizações e 120 mil marcações positivos, o vídeo tem quase 23 mil marcações de "não gostei" no YouTube, o que faz com que seja um dos conteúdos publicados com maior índice de rejeição do canal. O episódio polêmico desencadeou uma rejeição muito forte por parte de grupos católicos e protestantes, que têm feito campanhas constantes contra o Porta dos Fundos. Uma petição online chegou a ser criada para que a cervejaria Itaipava deixe de patrocinar o canal de humor. O diretor do Porta dos Fundos, Ian SBF, afirmou que não houve a intenção de atacar os cristãos, apenas divertir seus fãs.[21][22][23][24]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

O vídeo "Dura", de fevereiro de 2014, foi acusado de ser igual a uma outra produção de humor publicada no YouTube em 2006. Na época, Fábio Porchat, disse que apesar das semelhanças, tudo não passava de uma coincidência.[carece de fontes?]

Já em julho de 2014, o grupo foi acusado por internautas de plagiar o roteiro de um desenho animado em sua última produção, "Suspeito". O diálogo retratado é extremamente semelhante ao do episódio "The Game", de The Amazing World of Gumball (O Incrível Mundo de Gumball). Um internauta chegou a editar uma comparação entre os dois, cujo vídeo foi postado no YouTube, mas foi retirado pouco tempo depois por solicitação da própria produtora.[carece de fontes?]

Em março de 2016 o grupo postou um vídeo intitulado "Delação", onde o mesmo faz sátiras sobre uma suposta parcialidade da Operação Lava Jato.[carece de fontes?]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

Antigos[editar | editar código-fonte]

  • Marcos Veras e Marcus Majella deixaram o grupo quando o elenco assinou com a Fox Brasil, em agosto de 2014. A decisão foi por questão contratual, já que os dois eram contratados paralelamente de outras emissoras, inviabilizando o duplo contrato.[29][30][31]
  • Letícia Lima deixou o grupo em janeiro de 2015, quando assinou contrato com a Rede Globo, uma vez que a emissora não permite que seus artistas mantenham vínculo em outras plataformas.[32]
  • Júlia Rabello deixou o grupo em agosto de 2015, quando assinou contrato também com a Rede Globo, uma vez que a emissora não permite que seus artistas mantenham vínculo em outras plataformas.[33]
  • Clarice Falcão deixou o grupo em novembro de 2015, visando o foco em sua carreira musical.[34]
  • Rafael Infante deixou o grupo em fevereiro de 2016, quando assinou contrato com o Multishow.[35]

Equipe técnica[editar | editar código-fonte]

Outros empreendimentos[editar | editar código-fonte]

Canais temáticos[editar | editar código-fonte]

Além do canal de episódios, há ainda mais quatro canais temáticos: o "Fundos da Porta", dedicado aos making-ofs de cada esquete, o "Backdoor" ('Porta dos Fundos' em inglês) com os vídeos legendados em inglês. O "Portaria", que funciona como uma espécie de FAQ (resposta a perguntas frequentes) do canal, além de mostrar a repercussão dos três vídeos da semana nas redes sociais, sempre apresentados por dois integrantes por semana. E mais recentemente o "Porta Afora", um chat show de viagens, em que pessoas famosas e anônimas, brasileiras e estrangeiras, narram suas histórias e experiências como turistas. O programa é apresentado pelo Fábio Porchat e pela roteirista Rosana Hermann.[36] O canal por assinatura, Multishow, chegou a exibir duas temporadas. Além do site "Loja do Porta dos Fundos" que disponibiliza produtos para venda, como camisetas, acessórios, livro e DVD.

Livro[editar | editar código-fonte]

O livro do coletivo "Porta dos Fundos", lançado em agosto de 2013, é uma compilação de 37 esquetes do grupo, já vistos na internet, amarrados numa edição que inclui ainda fotos exclusivas e comentários dos autores. No início de cada capítulo, há um QR Code que leva diretamente ao vídeo no YouTube.[carece de fontes?]

Lançamento em DVD[editar | editar código-fonte]

O primeiro DVD do canal, lançado pela Universal. O "Porta dos Fundos - Vol.I" reúne as primeiras 28 esquetes produzidas pela empresa, além de comentários dos atores e criadores do canal antes de cada curta e um documentário sobre a história da produtora[37]. "Muita gente ainda não tem internet no Brasil, então esta é uma maneira de chegar a um público que o 'Porta' não estava conseguindo alcançar", explica o diretor Ian SBF. Alguns dos vídeos mais assistidos "Sobre a mesa", "Spoleto" e "Término de namoro", estão na coletânea. Mais extras com os atores e roteiristas comentando cada vídeo e documentário sobre a história do grupo. O diretor garante, ainda, que novos DVDs serão lançados à medida que novas temporadas forem produzidas.

Filme[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Contrato Vitalício

Em entrevista ao programa De Frente com Gabi, exibido em 4 de agosto de 2013, o roteirista e ator Antônio Pedro Tabet e o argumentista e ator João Vicente de Castro falaram sobre a produtora estar em fase de roteiro e pré-produção de um longa-metragem, com provável de início das filmagens até o final de 2013. "Vai ser um filme nosso. Do jeito que 'a gente' quer". O filme tem previsão de estreia para 2016[38]. As filmagens atrasaram um pouco, mas disseram para ao site iG: "As gravações começam em janeiro de 2015, e o filme deve ser lançado em junho do mesmo ano."[39]

Seriados[editar | editar código-fonte]

Depois de muito resistirem as muitas investidas de emissoras de televisão, os comediantes do "Porta dos Fundos" fecharam uma parceria com a FOX Brasil. O grupo de humor, formado por Fábio Porchat, Antonio Pedro Tabet, Gregório Duvivier, Ian SBF, João Vicente de Castro e companhia, levará seus esquetes consagrados da internet para as telas da TV à cabo a partir de outubro de 2014, em 12 episódios de 30 minutos cada[40]. As esquetes, já presentes na internet, vão ganhar novas cenas, que serão usadas como pílulas para a televisão, e serão exibidas no canal a partir do segundo semestre de 2014. Já a série será transmitida inicialmente na TV, para mais tarde ser levado para o canal da trupe no YouTube. No comunicado oficial, o diretor do "Porta dos Fundos", Ian SBF, explicou que há tempos existia o plano de iniciar uma parceria com a televisão. "Começamos nosso trabalho na internet e acreditamos nela como nossa casa, afinal, ela nos permitiu fazer um trabalho que a televisão não permitia. Sempre dissemos que estávamos apenas esperando o projeto certo para avançarmos em outras mídias; finalmente estamos muito felizes com essa parceria", disse Ian.[41]

Em 2014 o canal produziu duas webséries "VIRAL" e "REFÉM", esta última foi exibida também pelo canal Fox Brasil em formato de telefilme.[42] A série ''O Grande Gonzalez'' produzida pelo Porta dos Fundos estreou no canal Fox Brasil em 2015.

Lista de séries:

Referências

  1. a b Top 100 YouTubers in Brazil sorted by Subscribers Social Blade.
  2. a b Um comediante fora do normal Jornal Extra - Extra Online.
  3. «"Porta dos Fundos" pode virar filme». O Diário de Mogi 
  4. Canal "Porta dos Fundos" se torna o mais acessado no YouTube Brasil UOL Entretenimento.
  5. «G1 - Whindersson Nunes passa Porta dos Fundos e é 1º em inscritos no YouTube - notícias em Pop & Arte». g1.globo.com. Consultado em 5 de outubro de 2016 
  6. «"Porta dos Fundos" incomoda e faz rir, destaca New York Times». entretenimento.r7.com. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  7. Top 5000 YouTubers by Social Blade YouTube Stats SocialBlade.
  8. Produções exclusivas para internet ganham público, estrutura e investimento Folha de S. Paulo.
  9. «Fabio Porchat e Gregório Duvivier apostam no humor na web». O Globo 
  10. «Dona da MTV compra Porta dos Fundos e quer internacionalizar grupo». Folha de S.Paulo. 19 de abril de 2017. Consultado em 23 de abril de 2017 
  11. «Os milhões que o Porta dos Fundos levou na venda para Viacom». VEJA Gente. 22 de abril de 2017. Consultado em 23 de abril de 2017 
  12. «PORTA DOS FUNDOS FOI VENDIDO». YouTube. 20 de abril de 2017 
  13. Porta dos Fundos no VIP's Suítes
  14. Entrevista com o Diretor
  15. Porta dos Fundos Ainda Experimentando.
  16. Maitê Proença faz participação em vídeo do Porta dos Fundos UOL Entretenimento.
  17. Fernanda Paes Leme participa da série de humor Porta dos Fundos UOL Entretenimento
  18. 'Porta dos Fundos' abre espaço para humor na internet
  19. «Produções exclusivas para internet ganham público, estrutura e investimento». Folha de S. Paulo 
  20. «Porta dos Fundos faz história e ganha tradicional prêmio de melhores de 2012». Portal R7 
  21. Católicos e evangélicos se unem em campanha contra o Porta dos Fundos Notícias Gospel Prime. Acesso em: 08 jkolkan. 2013
  22. Especial de Natal do Porta dos Fundos provoca revolta em cristãos Rondônia Dinâmica. Acesso em: 08 jan. 2013
  23. Especial de Natal polêmico do "Porta dos Fundos" causa revolta em religiosos Correio 24h. Acesso em: 08 jan. 2013
  24. Humor sem censura do Porta dos Fundos provoca revolta em cristãos O Globo. Acesso em: 08 jan. 2013
  25. «Há oito meses no Porta dos Fundos, Rafael Portugal lembra início da carreira nada fácil». Globo. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  26. «Após saída de atores do Porta, Porchat diz que grupo quer fortalecer marca». UOL. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  27. «Conheça Karina Ramil, a nova integrante do Porta dos Fundos». ZH Entretenimento. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  28. «Porta dos Fundos contrata mais uma mulher para o elenco fixo». Estadão. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  29. «Marcos Veras deixa 'Porta dos Fundos' para participar de novela». Yahoo!. 9 de abril de 2013. Consultado em 9 de abril de 2013 
  30. «Majella renova com canal e ficará de fora do Porta dos Fundos». Globo. 9 de abril de 2013. Consultado em 9 de abril de 2013 
  31. «Ex-"Porta dos Fundos", Letícia Lima estará em novela das 21h da Globo». MSN. 9 de abril de 2013. Consultado em 9 de abril de 2013 
  32. «Porta dos Fundos anuncia saída da atriz Letícia Lima». O Tempo. 26 de janeiro de 2015. Consultado em 23 de abril de 2017 
  33. «Júlia Rabello, ex-"Porta dos Fundos", estreará em novela das 21h na Globo». UOL. 9 de abril de 2013. Consultado em 9 de abril de 2013 
  34. «Clarice Falcão deixa Porta dos Fundos e vai se dedicar à música em 2016». UOL. 23 de novembro de 2015. Consultado em 23 de novembro de 2015 
  35. «Ex-Porta dos Fundos, Rafael Infante é contratado pelo Multishow». Folha de S.Paulo. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  36. «Porta dos Fundos estreia "Porta Afora", programa sobre viagens». ZH 2014 
  37. Porta dos Fundos lança o primeiro DVD de episódios dos curtas publicados na internet O Globo. Acesso em: 6 dez. 2013
  38. Porta dos Fundos lançará longa-metragem em 2015 iG. Acesso em: 23 mai. 2014
  39. No lançamento do livro, Porta dos Fundos fala sobre futuro filme G1. Acesso em: 1 set. 2013
  40. FOX Brasil e Porta dos Fundos fecham parceria Veja. Acesso em: 13 mai. 2014
  41. Porta dos Fundos lançará série para a TV à cabo FOX Brasil em 2015 O Globo. Acesso em: 15 mai. 2014
  42. Porta dos Fundos leva a série Refém para a Fox Adoro Cinema. Acesso em: 11 mai. 2016

Ligações externas[editar | editar código-fonte]