Danilo Gentili

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Danilo Gentili
Danilo Gentili no Festival Risadaria, em 2011
Danilo Gentili no Festival Risadaria, em 2011
Pseudônimo Palmito
Comendador Gentili
Nome de nascimento Danilo Gentili Jr.
Nascido(a) em 27 de setembro de 1979 (37 anos)
Santo André, SP
Nacionalidade  brasileiro
Especialidade comediante, publicitário, cartunista, escritor, repórter e apresentador
Anos em atividade 2005–presente
Gênero stand-up
Trabalhos de
destaque
Site danilogentili.com

Danilo Gentili Jr.[1][2] (Santo André, 27 de setembro de 1979) é um apresentador, comediante, escritor[3][4], cartunista, fotógrafo, repórter, publicitário e empresário brasileiro. Faz parte da considerada "nova geração do humor" e é reconhecido como um dos precursores e idealizadores do movimento do stand-up comedy no Brasil, tendo ganhado projeção nacional como integrante do programa de humor jornalístico CQC, da Rede Bandeirantes. Além disso, ainda nesta emissora, criou e apresentou o Agora É Tarde, programa do gênero late-night talk show, no qual passou a ser comandado por seu sócio Rafinha Bastos devido ao seu rompimento com o canal. Após a ruptura, foi contratado pelo SBT para apresentar, nos mesmos moldes, o talk show The Noite com Danilo Gentili, o qual estreou no dia 10 de março de 2014.

Gentili também já foi galardoado com a comenda "Soberana Ordem do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitschek", a qual foi concedida pelo Centro de Integração Cultural e Empresarial de São Paulo (CICESP) e também com o Mérito Artístico e Cultural pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura. Por isso, para efeito cômico, se autoclama o Comendador Gentili.[5][6]

Ele ainda é proprietário, juntamente com Rafinha Bastos e Ítalo Gusso, do clube de comédia Comedians, onde humoristas apresentam shows de stand-up.[7]

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Filho mais novo de Guiomar Gentili, uma dona de casa nascida no interior de Minas Gerais, e Danilo Gentili, um técnico de máquina de escrever nascido em Botucatu,[8] Danilo Gentili Jr. é descendente de italianos cujo avô paterno, Ulderico Gentili, era um pintor de igrejas que escapou da Itália para o interior de São Paulo durante a Segunda Guerra Mundial.[9]

Cresceu num cortiço no Parque das Nações, bairro de classe média baixa de Santo André. Aos 14 anos se converteu ao Protestantismo. Aos 18, perdeu seu pai devido a um ataque do coração. Seis meses depois, sua irmã mais velha, Karina Gentili, morreu em um acidente de carro.[10]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2003: O início da carreira[editar | editar código-fonte]

Danilo Gentili formou-se em 2003, no curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da UniABC.[11] Em 2006, fundou o Comédia ao Vivo, show de humor de sua própria autoria.[12][13] Neste mesmo ano, passou a integrar o espetáculo de comédia Clube da Comédia Stand-Up.[13] Além disso, transitou por grandes festivais e eventos como o Comédia em Pé, no Rio de Janeiro, e o Risorama, mostra oficial de humor do Festival de Teatro de Curitiba, o maior acontecimento público da comédia nacional.[13]

Danilo é ainda cartunista[14] e chargista.[11] Manteve uma coluna às segundas-feiras em um dos jornais de maior tiragem do País, o Metro. Em 2008, foi premiado como o "Paulistano do Ano" pela Veja e foi colaborador de uma das revistas de maior circulação nacional, a Mad, publicada pela Panini Comics sob licença da DC Comics.

2008-2010: Estreia no CQC e Politicamente Incorreto[editar | editar código-fonte]

Após algumas incursões na televisão, principalmente em entrevistas e em vinhetas da MTV, foi selecionado para participar do programa de humor Custe o Que Custar (CQC), da TV Bandeirantes. No teste para ingressar no programa, deixou o cantor Agnaldo Timóteo escandalizado com suas colocações despropositadas, o que lhe valeu o emprego (a participação, que era para ser temporária, foi um sucesso e efetivou-se no programa)[15]. No programa, tornou-se rapidamente destaque graças ao quadro Repórter Inexperiente,[16][17] em que se passava por um novato que só fazia perguntas confusas.[16]

Com o término do quadro de Repórter Inexperiente, o humorista destacou-se no CQC em matérias nas ruas e principalmente na área política. A primeira vez que o programa visitou o Congresso Nacional foi com Danilo Gentili e o mesmo foi expulso por perguntas diretas e ácidas, o que lhe rendeu o titulo de terror dos políticos, que tentavam evitar ser ridicularizados ao se deparar com perguntas do repórter em que eram confrontados com verdades que os espectadores gostariam de lhes falar pessoalmente.[15] Na temporada 2011 do programa CQC, Danilo Gentili foi o responsável pelo quadro "Identidade Nacional". Chegou a levar sua avó e mãe para passear numa feira erótica e assistir show de sexo explicito para uma matéria do CQC.

Chegou a ser expulso do Senado após questionar o senador Renan Calheiros: "Você no Conselho de Ética é o mesmo que Fernandinho Beira Mar no ministério antidrogas?".[18] Foi repórter no quadro Proteste Já, chegando a ser agredido por guardas em São Bernardo do Campo e por funcionárias na cidade de Analândia, e casos antológicos como a denuncia do esquema de desvio de doações na prefeitura de Barueri com o caso do GPS na televisão.[19][20]

Em dezembro de 2009, é lançado pela Panda Books seu primeiro livro, Como se Tornar o Pior Aluno da Escola. No livro é ensinado, passo a passo, como uma pessoa se tornar o pior aluno em uma escola.[21]

Em agosto de 2010, Danilo ao lado de seu colega de comédia Rafinha Bastos e o produtor Ítalo Gusso virou empresário ao criar, em 2010, o Comedy Club Comedians. Funciona todas as noites na Rua Augusta, em São Paulo. É o primeiro clube de comédia do Brasil, com atrações de stand-up comedy, recebendo comediantes já consagrados e revelações do gênero. O local tem como molde as tradicionais casas americanas do gênero.[7]

No dia 1 de outubro de 2010, véspera de eleição presidencial, proibido por lei de fazer piadas sobre candidatos na tevê, o humorista transmitiu primeiro solo de stand-up político do país com transmissão ao vivo pela internet. 1 milhão e 200 mil pessoas assistiram ao show transmitido pelo portal UOL. O show rendeu um DVD, um áudio livro em CD e está disponível para download o livro Politicamente Incorreto. Ainda em 2010, Danilo lança o seu segundo livro, Politicamente Incorreto, pela editora Panda em 2010 e não é aconselhado para menores de 18 anos. Assim como no show Politicamente Incorreto, no livro Danilo Gentili critica e faz piadas ácidas sobre a situação atual da política no Brasil e do descaso com a população. Partindo da premissa que o brasileiro tem memória curta o comediante não poupa Collor, Sarney, PC Farias, Dilma, Serra entre tantos outros no seu livro.[22]

2011: Agora é Tarde, Comedy Central Apresenta e saída do CQC[editar | editar código-fonte]

Danilo Gentili em gravação para o CQC em 2009.

Na temporada de 2011 do CQC, Danilo Gentili foi o responsável pelo quadro "Identidade Nacional".

O Agora é Tarde, que tinha a previsão de estreia para maio de 2011, acabou sendo adiado, segundo a imprensa devido a rejeição dos entrevistados ao seu programa, fato contestado pelo apresentador. O programa estreou em 29 de junho de 2011 na Band e surpreendeu com a audiência e boas críticas.[23] Ainda integram o programa os humoristas Marcelo Mansfield, Murilo Couto e Léo Lins, além da banda Ultraje a Rigor.[24] Meses após a estreia, devido aos índices de audiência o programa passou a ser exibido também na terça-feira, anteriormente transmitido apenas nas quartas e quintas.

Em 3 de outubro de 2011, em um trabalho paralelo na TV aberta com o CQC, ele estreou como apresentador do Comedy Central Apresenta, exibido originalmente no canal pago VH1.Ele serviu como aquecimento para a estreia do canal de nome homônimo meses após. Produzido no Brasil pela Polar Filmes, o programa era gravado no Comedians e exibia humoristas de stand-up apresentando seus shows em uma duração de aproximadamente oito minutos.[25] Danilo apresentou somente a primeira temporada com oito episódios.

Em novembro de 2011, ele anunciou que sairia do CQC por conta de programa solo diário Agora é Tarde, um late show, cujo projeto foi criado pelo comediante e apresentado por ele para a Band quando ainda era integrante do programa CQC.[26][27] Segundo ele, sua agenda não iria conciliar os dois trabalhos.[28]

Em outubro de 2011, foi lançado seu primeiro jogo, O mundo vs Danilo Gentili, em parceria com a produtora Monster Juice. Nele, o jogador tem até cinco fases seu protagonista desafia seus entrevistados, fazendo com que eles declarem guerra a Danilo.[29] O jogo levou o prêmio de primeiro lugar na categoria Game Mobile da Brasil Game Show (BGS).[29]

Em dezembro de 2011, Danilo lançou o compilado Danilo Gentili: Volume 1 que possui apresentações em bares e teatro durante uma hora e meia.

No último programa da temporada 2011, Danilo se despediu da atração sendo homenageado pelo programa no dia 20 de dezembro, Danilo terminou sua participação dizendo: "Eu tenho muito a agradecer a vocês".[30]

Danilo compôs a letra e melodia da música "Ela Traiu o Rock and Roll", gravada pela banda Pedra Letícia em 2011.[31]

2012-2013: Mato sem Cachorro e saída da Rede Bandeirantes[editar | editar código-fonte]

Danilo em dezembro de 2008.

Em junho de 2012, seu terceiro livro, "A Vida e Outros Detalhes Insignificante", é lançado pela Editora Panda em 2012. O humorista escreve sobre costumes de sua família, detalhes de ex-relacionamentos, tudo em forma de piada. O livro mistura histórias reais do seu cotidiano e ideias usadas em alguns de seus shows de stand up.[32]

Em setembro de 2012, é anunciado que seu livro Como se Tornar o Pior Aluno da Escola terá uma adaptação para o cinema. Com título homônimo e dirigido por Fabrício Bittar, o filme ainda está em fase de pré-produção, que terá colaboração de Danilo como roteirista.[33] Ele tem previsão de lançamento para 2014.[34]

No final de 2012, Danilo apresentou o Os Fatos Espetaculares do Ano, uma retrospectiva cômica em forma de quiz game sobre os principais fatos do ano de 2012. Transmitido pela primeira vez pela Band, no dia 18 de dezembro de 2012.[35]

Sua segunda temporada iniciou em janeiro de 2013 sendo transmitido também pela BandNews FM.[36] Em abril, o programa estreou na sexta-feira em comemoração a 100ª edição.[37] Em novembro, foi anunciado que Danilo iniciou o roteiro de uma série para a TV paga relacionada a política e que poderá ser exibido por um dos canais da rede Fox.[38]

Danilo estreou no cinema em Mato sem Cachorro. Convidado em 2009 para participar do elenco, o filme abriu em 2013 o Festival de Cinema do Rio de Janeiro com críticas positivas.[39]

O personagem de Danilo é um dos protagonistas ao lado de Bruno Gagliasso e Leandra Leal. De acordo com o Portal R7 "A irreverência e tranquilidade do humorista foi tanta que ele aparece até nu em uma das cenas."[40]

Danilo também colaborou com o roteiro do filme com diálogos adicionais.[41] Conforme cita o canal Repórter ‘’Danilo dá o tom de comédia no filme e garante boas risadas em praticamente todos os diálogos com o personagem de Bruno Gagliasso’’.[42]

No filme, a personagem de Leandra Leal (Zoé) cansada da relação com o namorado Decó (Bruno Gagliasso) termina o namoro. O atrapalhado rapaz fica desiludido sem a namorada e sem o cachorro. Além de tudo isso ainda vê a ex namorado com outro homem e fica desempregado,[42] então ele é incentivado pelo primo, Leléo a sequestrar Guto, o cachorro do casal. O filme foi visto por mais de 1 milhão de pessoas nos cinemas.[43]

Em 2013, estreou no Youtube o “Gameplay Omelete com Danilo Gentili”, junto com o editor-chefe do site Omelete, Érico Borgo, onde eles jogam e comentam sobre os maiores lançamentos e clássicos dos videogames,[44] nesse mesmo ano, é premiado com um Troféu HQ Mix na categoria "Fã de quadrinhos – personalidade".[45]

Depois de uma possível crise na emissora, o programa de Danilo também foi afetado pelos cortes em dezembro de 2013, fazendo com que sua edição de sexta fosse apenas exibida reprisada.[46] Neste mesmo mês, a Band vetou a exibição do especial de natal do programa em que reuniu convidados nonsense. Segundo alguns sites, pessoas ligadas a emissora consideraram o episódio de mau gosto pela data comemorativa.[47] Foi anunciado pela mídia que a contratação de Danilo pelo SBT seria assinado em 27 de dezembro.[48]

2014: Estreia do The Noite[editar | editar código-fonte]

Especularam após uma possível insatisfação de Danilo em relação a Band e uma possível mudança de emissora.[49] Com isso, Danilo seria contratado da Band até dezembro de 2014, fazendo com que o SBT pague a multa rescisória. Contratado pelo SBT, deverá ganhar cerca de 300 mil reais por mês para apresentar um programa nos moldes de seu antecessor, sendo exibido antes do Jornal do SBT.[50] Ainda, o SBT se predispôs a contratar também os outros integrantes de sua atração anterior, exceto Marcelo Mansfield que tem contrato firmado até 2015.[48] Em comunicado oficial, Danilo assinou contrato com a emissora no dia 28 de dezembro de 2013.[51]

Com sua equipe remanescente do antigo Agora é Tarde, com exceção de Marcelo Mansfield (que foi substituído por Diguinho Coruja), Danilo estreou no dia 10 de março de 2014, no SBT, o seu novo programa, o The Noite. O primeiro convidado foi o comediante Fábio Porchat.[52]

O programa superou as expectativas do SBT,[53] melhorando o IBOPE em praticamente o dobro do que a emissora costumava alcançar nessa faixa de horário.[54]

Após a estreia, o público e a mídia elogiaram o programa, dizendo que Danilo Gentili colocou o The Noite no mesmo nível dos late shows norte-americanos. Com mais estrutura e ideias criativas para realizar tudo o que deseja no SBT, Danilo começou a trilhar um caminho que o consolidará como o grande precursor do gênero no Brasil.[55] O programa conseguiu quase o triplo de IBOPE do que seus concorrentes no mesmo horário.[56]

Lançou ainda em 2014, o jogo de tabuleiro chamado Rei da Comédia. No game, que terá de 3 a 6 jogadores por partida, os jogadores serão comediantes em início de carreira participando de entrevistas, improvisos e diversas situações que simulem a subida de um humorista até o topo da profissão.[57] Foi anunciado o lançamento stand-up Politicamente Incorreto 2, onde o apresentador alfineta os políticos e os acontecimentos no Congresso Nacional.

Também em 2014, lança a série Politicamente Incorreto, no canal FX, concorrendo com o Horário Eleitoral, na qual interpreta o Deputado Federal desonesto, Atílio Pereira.[58][59]

No final do ano de 2014, Danilo Gentili foi o responsável por emprestar a sua voz a personagem Paddington, do filme adaptado da série de livros infantis de Michael Bond, o filme As Aventuras de Paddington.[60]

2015: Superpai, quadro no Jornal da Manhã e Droodles[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2015, Danilo Gentili esteve mais uma vez presente nas telas do cinema, em uma participação especial no filme Superpai.[61] O que poucos sabem é que a caracterização do policial que ele atuou no filme foi uma homenagem do humorista ao filme Mad Max, onde o personagem principal também era um policial cego de um olho e com uma lateral dos cabelos grisalha.[62]

Em abril, a rádio Jovem Pan contratou Gentili para fazer um quadro no seu Jornal da Manhã, um dos principais noticiários do meio radiofônico.[63][64][65][66] No mês seguinte, estreou o Acorda, Danilo, um quadro em que a âncora do jornal, Rachel Sheherazade, ligava para Danilo, que fazia comentários sobre o noticiário do dia.[64][65] A sua participação no programa acabou não sendo duradoura.[67] Em resposta a um seguidor no Twitter, Gentili justificou que deixou de fazer o quadro por causa do horário do programa, que era muito cedo.[68]

Em 2 de dezembro, lança um novo livro, chamado Droodles, com desenhos que faz durante o quadro Desenhos do Danilo em seu programa no SBT.[69]

Visão política[editar | editar código-fonte]

Danilo é associado à defesa da liberdade do indivíduo contra toda espécie de autoridade, especialmente a estatal. O apresentador é critico severo do governo e se intitula "antiestado." Faz criticas com humor, mas de maneira severa em seu programa e nas redes sociais.[70]

Satiriza em muito de seus trabalhos a política atual no Brasil e o descomprometimento dos governantes com a população.[22]

É contra a falta de liberdade de expressão e de qualquer tipo de censura. Acredita que como é opositor declarado do estado algumas de suas piadas são mal interpretadas ou difamadas por apoiadores com visão política contrária a sua.[70][71]

Um de seus trabalhos mais conhecidos como comediante stand-up, o show Politicamente Incorreto foi o primeiro solo de stand-up comedy brasileiro 100% voltado para a situação política atual do Brasil. Planeja um novo show do tipo para a véspera da eleição presidencial de 2014.

Algumas de suas frases sobre o governo:

  • "Brasília é cidade de primeiro mundo, é tipo Las Vegas. Foi erguida no meio do deserto para quem quer ganhar dinheiro fácil."[72]
  • "O voto é uma arma de massa; basta apertar um botão para 'f@#$%' um país inteiro." [72]
  • "Num país onde culturalmente é bonito lucrar com a mentira, a verdade não diverte."[72]
  • "É muito fácil identificar quem está contra você. Ele sempre aparece defendendo o governo."[72]

Cobertura na mídia internacional[editar | editar código-fonte]

The New York Times[editar | editar código-fonte]

Em 2011 Danilo Gentili foi citado no The New York Times pelo seu trabalho de comediante no Brasil. Sobre o comediante, o The New York Times disse: "Com seu rosto de bebê, e riso de menino pateta, o sr. Gentili, 31, é o terrível infante da comédia no Brasil. Construiu sua reputação com uma disposição de perguntar a celebridades — e, especialmente, políticos – questões consideradas embaraçosas, ultrajantes ou desrespeitosas. Em junho, tornou-se apresentador dum talk show de fim de noite numa rede nacional e a grande questão agora é: será que esse formato de sucesso irá domesticá-lo? Até agora, a resposta é ‘não’."[73] E: "Danilo Gentili, sócio de um comedy club em São Paulo tem mais de um toque de Bill Maher nele, como mostrado por um DVD chamado ‘Politicamente Incorreto’. ‘Comediantes stand-ups no Brasil não são considerados artistas, somos comparados a punks tocando na garagem para ver o que acontece, e estou bem com isso’, disse Gentili, 32 anos, que acaba de ganhar um talk show de fim de noite na rede Bandeirantes."[74]

The Guardian[editar | editar código-fonte]

A publicação inglesa citou Danilo Gentili em duas matérias, comparando‐o a Bill Maher (em 2011) e a Jon Stewart (em 2012).

Outubro de 2011[editar | editar código-fonte]

"Brazil's stand-up comics lead social revolution against powerful elites". Na matéria de Tom Phillips, Danilo é citado como um comediante que lidera uma revolução no humor do país e como "um comediante altamente controverso, mas também muito popular que está abrindo caminho para stand up comedy na maior nação da América do Sul. É um homem que gosta de viver no limite. O jornal deu destaque paras as seguintes falas de Danilo: ”Nós ganhamos dinheiro desta forma. Se as pessoas ficam na TV eles vão ganhar mais dinheiro, melhor ainda. Mas se não, dane-se. Isso vai continuar acontecendo. Então, eles não devem obediência a ninguém.” “Em qualquer lugar do mundo as pessoas entendem que o papel do comediante é fazer piadas. Um dia entenderão que no Brasil também, espero”, disse ele.[75]

Novembro de 2012[editar | editar código-fonte]

"The Rising Stars of World Standup" - "...Com a barba por fazer, boné e com seu habitual olhar cansado, ele é uma versão mais caipira do apresentador do The Daily Show, Jon Stewart. Seus textos não são sempre sutis (...) mas isso o ajudou a ganhar vários seguidores que acham que seu estilo descomprometido é uma ótima mudança de ares no cenário do humor"[76]

Manager Magazin[editar | editar código-fonte]

A alemã Manager Magazin — revista de negócios do grupo Der Spiegel, um dos mais importantes da Alemanha — ao destacar o avanço do mercado da tecnologia no Brasil, apresenta Gentili como um comediante influente na Internet, com mais de dois milhões de seguidores no Twitter.[77] Também menciona uma piada feita pelo apresentador no dia 11 de agosto durante o seu late night Agora é Tarde, apresentando o I-Credo, "o primeiro tablet produzido no Brasil".

Prospect Magazine[editar | editar código-fonte]

Danilo Gentili foi destaque de outro artigo britânico, dessa vez a Prospect Magazine, que compara o comediante a Jon Stewart e diz que Danilo é o comediante que todos devem ficar de olho, sendo um dos responsáveis por ajudar o Brasil a igualar o peso econômico ao peso cultural.[78]

Forbes Magazine[editar | editar código-fonte]

A renomada revista americana Forbes elegeu Danilo Gentili como um dos nomes que todos devem conhecer. Além de um breve histórico sobre o comediante e uma pequena entrevista, a revista destaca que Danilo na época era o maior fenômeno cômico do país.[79]

A mesma revista, em novembro de 2014, classificou o programa "The Noite com Danilo Gentili" como 'Brazil's top rated late-night talk-show'. onforb.es/1tfeTdM

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Expulsão do Congresso Nacional[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2008 quando visitou o Congresso Nacional pela primeira vez, Danilo Gentili foi expulso da instituição ao entrevistar o então presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Arlindo Chinaglia, sobre a reforma tributária e o uso de caixa dois pelos deputados[80]. A reportagem foi exibida no dia 14 de abril de 2008.

Agressão no Senado[editar | editar código-fonte]

Em 25 de julho de 2009, ao tentar entrevistar o presidente do Senado brasileiro, José Sarney, foi agarrado por um dos seguranças do senador e arremessado ao chão. A agressão repercutiu por toda mídia e foi manchete de alguns telejornais naquela noite[81], tendo sido flagrada por um fotógrafo a serviço do jornal O Estado de S. Paulo.

Detenção[editar | editar código-fonte]

Foi detido pela polícia em 31 de outubro de 2009, em Assis, São Paulo, enquanto gravava uma matéria sobre a política de tolerância zero implantada na cidade contra a vadiagem. Na ocasião estava disfarçado de mendigo. Danilo foi algemado e levado até a delegacia por perturbação do sossego, desobediência e desacato.[82]

Censura 18 anos[editar | editar código-fonte]

O livro Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, de Danilo Gentili, ganhou um selo avisando que ele é recomendado para maiores de 18 anos. A medida foi tomada pela editora Panda Books depois de ter sido chamada pelo Ministério Público. A polêmica começou depois que pais de adolescentes que compraram o livro fizeram uma reclamação anônima ao Ministério Público. Para eles, o conteúdo da publicação poderia ser maléfica aos estudantes. A editora foi chamada para conversar amigavelmente e acatou a recomendação de colocar o selo indicativo nos livros.[83] Mesmo com este selo de aviso, Danilo revela no programa de Roberto Justus que esta medida só deixou o livro com um atrativo a mais para os jovens, ironizou dizendo "foi aí que a molecada quis comprar!!!".[84] Em 5 de setembro de 2012 foi anunciado que seu primeiro livro havia sido negociado com a produtora Clube Filmes para a criação de um filme.[85]

Em Santo André[editar | editar código-fonte]

O governo do prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), determinou que uma ilustração de Gentili fosse apagada na Avenida Santos Dumont, em Santo André. A caricatura foi substituída pelo retrato do físico Albert Einstein, fato que causou polêmica nas redes sociais, já que Gentili – crítico do PT – acusou a gestão petista de censura. A administração nega.

O mauaense Branco foi um dos grafiteiros que participaram da intervenção e responsável pelo retrato do humorista. “Acabei falando com um amigo, que me cedeu um espaço e fui fazer o desenho. Fiz o Danilo por ser um cara que se destaca perante aos demais, é um andreense que está na mídia”, alegou.

Semanas depois, Branco teve de mudar o desenho. “Veio um pedido para mim e tive de ir lá refazer a arte”, justificou, complementando que houve “ordem lá de dentro”, sem citar o local. A imagem de Einstein foi colocada sobre a de Gentili. Durante alguns dias, caricatura da assistente de palco do apresentador continuava no grafite, assim como parte da perna do comediante. Ontem, todo desenho já tinha sido modificado.

Pelo Facebook, Danilo Gentili criticou o governo Carlos Grana e disse que o prefeito mandou apagar a ilustração. “Claro, se fosse um grafite de ditador ou assassino, o pessoal colocava até guarda municipal para guardar o grafite – como fizeram em São Paulo. Fica aí o registro do caso”, escreveu ele na rede social.[86]

Agressão em São Bernardo[editar | editar código-fonte]

Na exibição do CQC de 28 de junho de 2010 apareceu sendo agredido por guardas municipais de São Bernardo do Campo,[87] ao gravar o quadro Proteste Já! sobre uma escola em desabamento.

Agressão em Analândia[editar | editar código-fonte]

Na edição do CQC de 12 de julho apareceu sendo agredido por funcionários da cidade de Analândia (Interior de São Paulo). Danilo teria sido agredido com um soco na barriga e um produtor foi ferido na mão quando a equipe de filmagem da Band tentava entrar na sede da Prefeitura da cidade. O objetivo da reportagem, segundo informa o jornalista Fábio Oliva, era averiguar denúncias do Ministério Público de São Paulo e da Associação dos Amigos de Analândia (Amasa) sobre a administração do atual prefeito Luizinho Garbuio e de seu primo, o ex-prefeito José Roberto Perin.[88]

Caso GPS na televisão em Barueri[editar | editar código-fonte]

Na exibição do CQC, de 23 de março de 2010, junto com Rafinha Bastos no Quadro Proteste Já, Danilo Gentili denunciou sobre a entrega de uma televisão que eles doaram para a prefeitura de Barueri para encaminhar para uma escola municipal da região, a televisão continha um GPS embutido. O GPS acusou que o televisor estava na casa da Diretora da Instituição e não na escola. Eles ativaram um alarme no televisor e ficaram de plantão na residência, o televisor que estava no carro de um dos moradores começou a disparar então o televisor foi finalmente encaminhado para a escola e resgatado pelos repórteres.[20]

Processo da Band[editar | editar código-fonte]

A Rede Bandeirantes após a saída de Danilo da emissora iniciou na justiça um processo para barrar a estréia de seu programa no SBT.[89] Segundo a Band, o apresentador teria de cumprir o contrato até 2014 com multa depois de cinco dias de falta ao trabalho e o pagamento da multa contratual, fato não aceito pelo juiz do caso, da 18ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo.[89] O juiz também não aceitou a acusação de que seu novo programa seria uma cópia do Agora É Tarde, alegando que a emissora não possui provas para acusar Danilo de plágio.[89]

Em 2015 Gentili foi condenado a pagar R$ 2 milhões por quebra de contrato com a Rede Bandeirantes.[90]

Ofensa a uma doadora de leite[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2013, Danilo Gentili foi acusado de injúria ao chamar de "vaca" uma técnica de enfermagem e também doadora de leite humano durante o programa Agora é Tarde, juntamente com o humorista Marcelo Mansfield. A doadora havia entrado para o Livro dos Recordes por ter doado 300 litros de leite humano e a piada feita em rede nacional trouxe transtornos para a técnica de enfermagem que foi alvo de piadas em sua cidade e a fez desistir de doar leite. A justiça de Pernambuco determinou que a Rede Bandeirantes pagasse multa diária de R$ 5 mil.[91]

Racismo e humor politicamente incorreto[editar | editar código-fonte]

Danilo Gentili esteve várias vezes envolvido em casos de racismo, principalmente nas redes sociais. No Twitter o humorista havia feito piada comparando jogador de futebol negro com o personagem King Kong. Em outras discussões com usuários que criticam seu humor politicamente incorreto, Gentilli ofereceu uma banana a um usuário como forma de fazer as pazes, o que o tornou alvo de um processo por injúria racial. Defensores do humorista constantemente justificam seu humor ácido e sem limites nas redes sociais, muitas vezes apelando para a liberdade de expressão.[92]

Regina Sousa[editar | editar código-fonte]

A senadora Regina Sousa (PT-PI) anunciou em Plenário que vai acionar judicialmente Danilo Gentilli porque ele a comparou uma "tia do café" no twitter. Ela afirmou que apesar de não se sentir ofendida, o comentário foi racista e preconceituoso.[93] Gentili respondeu a ameaça de processo: "Foi uma comparação infeliz, eu não pensei para falar. Peço sincero perdão à tia do café. Você não merece ser comparada com uma senadora, ainda mais com uma do partido mais corrupto da história do Brasil”.[94]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Na televisão e no rádio[editar | editar código-fonte]

Período Título Cargo Emissora Ref.
2008-2011 Custe o Que Custar Repórter Band
2011-2013 Agora É Tarde Apresentador
2011 Comedy Central Apresenta Apresentador Comedy Central
2012 Os Fatos Espetaculares de 2012 Apresentador Band
2012 Custe o Que Custar Apresentador por um dia (substituindo Marcelo Tas)
2014-presente The Noite com Danilo Gentili Apresentador SBT
2014 Politicamente Incorreto Atílio Pereira FX
2014 Tudo pela Audiência Ele Mesmo Multishow
2015 Jornal da Manhã Comentarista do quadro Acorda, Danilo Jovem Pan
2015 Mansão Bem Assombrada Bugabu SBT
2016 Entubados Apresentador Canal Sony

No teatro[editar | editar código-fonte]

Período Título Notas Ref.
2005 Clube da Comédia Stand-Up Comediante e autor
2006-2009 Comédia Ao Vivo Criador, comediante e autor
2009 Divina Comédia Criador, comediante e autor (junto com Felipe Hamachi, Rogério Morgado e Maurício Meirelles)
2007-2008 Circuito Baviera Premium Comediante e autor
2008-2011 Volume 1 Show solo de comédia stand-up/Comediante e autor
2010 Politicamente Incorreto Show solo de Comédia stand-up sobre Política/Comediante e autor

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Ref.
2013 Mato sem Cachorro Leléo
2014 As Aventuras de Paddington "Voz" Paddington
2015 Superpai Policial
2016 BugiGangue no Espaço Voz
2017 Como se Tornar o Pior Aluno da Escola Direção

Cartunista[editar | editar código-fonte]

Produtos[editar | editar código-fonte]

DVD[editar | editar código-fonte]

Livro[editar | editar código-fonte]

Jogos[editar | editar código-fonte]

  • O Mundo vs Danilo Gentili, 2011 [95]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref.
2008 Prêmio Extra de Televisão Melhor Revelação Masculina Custe o Que Custar Indicado [96]
2009 MTV Video Music Brasil Melhor Twitter
2011 O Globo Melhor Apresentador Agora É Tarde com Danilo Gentili Venceu [97]
Prêmio Melhores da Revista da TV Melhor Apresentador da TV Aberta [98]
2012 Meus Prêmios Nick Apresentador de TV Indicado [99]
2013 [100]
2014 Troféu Imprensa Melhor Apresentador ou Animador de TV
Meus Prêmios Nick Humorista Favorito The Noite com Danilo Gentili
Prêmio Extra de Televisão Melhor Apresentador
Prêmio Quem de Televisão Melhor Apresentador
Melhores do Ano NaTelinha Melhor Entrevistador Venceu
Prêmio F5 Apresentador do Ano [101]

Referências

  1. «Perfil Danilo Gentili». Museu da TV. 
  2. «Danilo Gentili para Marília Gabriela: "Toda piada é preconceituosa"». SBT. 
  3. «Danilo Gentili critica a política nacional em novo livro». Folha online. Consultado em 2016-02-03. 
  4. «Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola | Filme de Danilo Gentili terá Carlos Villagrán, o Quico, como vilão». Omelete. Consultado em 2016-02-03. 
  5. "Danilo Gentili explica a origem de sua medalha de comendador", Agora é tarde, BR: Folha da manhã, http://agoraetarde.band.uol.com.br/blog-post/100000611296/danilo-gentili-explica-a-origem-de-sua-medalha-de-comendador.html .
  6. Cicesp, http://www.cicesp.org/site/noticias/index.php?id=1534 
  7. a b Ferreira, Heloisa (16 de agosto de 2010). «Danilo Gentili e Rafinha Bastos abrem casa de stand up no modelo americano». iGirl. IG. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  8. "Mãe de Danilo Gentili fala sobre sucesso do filho", Portal Stand up comedy, BR, http://www.portalstandupcomedy.com.br/mae-de-danilo-gentili-fala-sobre-sucesso-do-filho .
  9. "Com vocês, dona Assunta, a vovó do comediante Danilo Gentili", O Estado de S. Paulo (BR), http://blogs.estadao.com.br/curiocidade/com-voces-dona-assunta-a-vovo-do-comediante-danilo-gentili/ .
  10. "Danilo Gentili conta história de sua vida no Teleton: morte de pai e irmã", Caras (BR: Folha da Manhã), http://caras.uol.com.br/data/teleton-2012/post/danilo-gentili-conta-historia-de-sua-vida-no-teleton-morte-pai-irma-depoimento#image0 .
  11. a b «Danilo Gentili CQC». Tudo em Foco. Consultado em 12 de agosto de 2009. 
  12. «Café Comédia com Danilo Gentili nesta terça-feira». Curitiba Interativa. Consultado em 12 de agosto de 2009. 
  13. a b c "Diogo Portugal recebe Danilo Gentili, do CQC", Paraná Online, http://www.parana-online.com.br/editoria/almanaque/news/343048/ .
  14. «A graça da vida». Vida Simples. Consultado em 12 de agosto de 2009. 
  15. a b ""Humorista tem licença para matar", diz Danilo Gentili", Veja (BR: Abril), 21 de junho de 2009, http://veja.abril.com.br/240609/p_158.shtml, visitado em 2009 jun 24 .
  16. a b "Os Rivais do Pânico: A curiosa mistura de humor político e assédio a celebridades do Custe o que Custar", Veja (BR: Abril), 2008 abr 9, http://veja.abril.com.br/090408/p_132.shtml, visitado em 9 de abril de 2008 .
  17. ""Agora meu nome é 'CQC'", diz Danilo Gentili", Folha de S. Paulo (Folha da manhã), http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u447775.shtml, visitado em 18 de dezembro de 2008 .
  18. «Danilo Gentili é expulso do Senado após pergunta a Renan Calheiros». O Estado de S. Paulo. Arquivado desde o original em 6 de janeiro de 2014. Consultado em 14 de setembro de 2016. 
  19. «Danilo Gentili: Sopapos que viram audiência». Istoe Gente. Consultado em 27 de dezembro de 2013. 
  20. a b «Censurado, CQC promete pegar no pé do prefeito de Barueri». Estadão. Consultado em 27 de dezembro de 2013. 
  21. «Danilo Gentili fala sobre seu livro Como se tornar o pior aluno da escola». R7. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  22. a b «Danilo Gentili critica a política nacional em novo livro». Folha de S. Paulo. Consultado em 27 de dezembro de 2013. 
  23. «Guerra pela Audiência». Jovem Pan. 31/08/2011. 
  24. Okada, Ana (22 de junho de 2011). «Novo programa de Danilo Gentili promete "entretenimento sem acidez"». Redação UOL. Consultado em 22 de junho de 2011. 
  25. «Canal Comedy Central no Brasil». O Globo. 14/08/2011. 
  26. Agora é Tarde (em inglês) no Internet Movie Database
  27. Danilo Gentili fala do programa Agora é Tarde (TV UOL). Visitado em 22 de agosto de 2011.
  28. Civalli, Luigi (5 de novembro de 2011). «Danilo Gentili anuncia que vai deixar o CQC». Ofuxico. Terra Networks. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  29. a b «"O mundo vs Danilo Gentili" é premiado Brasil Game Show». Exame. Grupo Abril. 13 de outubro de 2011. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  30. Oliveira, Fernando (20 de dezembro de 2011). «Danilo Gentili se despede do 'CQC' com choro e strip tease». NaTV. Internet Group. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  31. "Banda Pedra Letícia no programa Agora é Tarde, da Band", Codare, BR, http://blog.codare.com.br/banda-pedra-leticia-no-programa-agora-e-tarde-da-band/ .
  32. Folha Guia. «Danilo Gentili lança 3º livro com piadas inéditas e dá autógrafos hoje à noite». UOL. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  33. «Primeiro livro de Danilo Gentili vai virar filme». Rolling Stone. Universo Online. 5 de setembro de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  34. «Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola - Filme 2013». AdoroCinema. AlloCiné. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  35. «Isso vai entrar para a história». Band.com.br. UOL. 11 de dezembro de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  36. Folha.com. F5. «Programa de Danilo Gentili vai ser transmitido também na rádio». 11 de janeiro de 2012. Consultado em janeiro de 2012. 
  37. Daniel Castro (12 de fevereiro de 2012). «Programa de Danilo Gentili vira diário com festa pelo número 100». R7. Arquivado desde o original em 12 de fevereiro de 2012. Consultado em 13 de fevereiro de 2012. 
  38. Vaquer, Gabriel (5 de novembro de 2013). «Danilo Gentili fará série sobre política para a TV paga». NaTelinha. UOL; NE10. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  39. «‘Mato sem cachorro’ assegura bom humor e latidos na abertura da Première Brasil de ficções do Festival do Rio 2013». O Globo. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  40. «Jornal diz que Mato Sem Cachorro não tem comediante famoso e Danilo Gentili se irrita no Facebook». R7 Entretenimento. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  41. «DANILO GENTILI ATUARÁ NO CINEMA PELA PRIMEIRA VEZ». Portal Stand Up Club Brasil. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  42. a b «Danilo Gentili dá o tom de comédia no filme 'Mato sem Cachorro'». O Reporter. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  43. «Elenco de longa comemora 1 milhão de espectadores no cinema». O Fuxico. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  44. «Omelete estreia novo programa de games». Tela Viva. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  45. Samir Naliato (2 de agosto de 2013). «Danilo Gentili ganha Troféu HQ Mix em categoria inédita». Universo HQ. 
  46. Annyston, Endrigo (2 de dezembro de 2013). «“Agora é Tarde” sofrerá cortes na Band». RD1. Internet Group. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  47. Falcheti, Fabrício (18 de dezembro de 2013). «Band veta especial do "Agora é Tarde"; clima com Danilo Gentili não é bom». NaTelinha. UOL; NE10. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  48. a b Flávio Ricco; José Carlos Nery (26 de dezembro de 2013). «Danilo Gentili vai assinar com o SBT nesta sexta-feira». Coluna do Flávio Ricco. UOL. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  49. Batista, João Gabriel (19 de dezembro de 2013). «Danilo Gentili pode deixar a Band; entenda». NaTelinha. UOL; NE10. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  50. Castro, Daniel (25 de dezembro de 2013). «Danilo Gentili vai ganhar pelo menos R$ 300 mil e terá novo talk show». Notícias da TV. Universo Online. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  51. Falcheti, Fabrício (28 de dezembro de 2013). «Oficial: Danilo Gentili deixa a Band e assina contrato com o SBT». NaTelinha. Universo Online; Ne10. Consultado em 29 de dezembro de 2013. 
  52. Redação UOL. «Danilo Gentili estréia no SBT e recebe Fábio Porchat; veja fotos». UOL. Consultado em 9 de março de 2016. 
  53. NaTelinha (11 de março de 2014). «The Noite com Danilo Gentili supera expectativas no SBT». Consultado em 9 de março de 2016. 
  54. «Danilo Gentili encerra primeira semana do The Noite com público cativo». iG. 17 de março de 2014. Consultado em 17 de março de 2014. 
  55. CARAS VÊ TV: Danilo Gentili coloca 'The Noite' no mesmo nível dos late shows norte-americanos Revista Caras.
  56. No SBT, Danilo Gentili dá o triplo do ibope da Record e da Band F5 Folha.com. Visitado em 2 de abril de 2014.
  57. RD1. «Band desmonta cenário do “Agora é Tarde”; Danilo Gentili desconversa sobre SBT». iG. Consultado em 3 de janeiro de 2014. 
  58. Furquim, Fernanda (28 de agosto de 2014). «Cartaz e trailer de 'Politicamente Incorreto', nova série de Danilo Gentili que estreia no FX». VEJA.com. VEJA. Consultado em 31 de agosto de 2014. 
  59. Castro, Daniel (30 de abril de 2014). «Danilo Gentili será político corrupto em série durante horário eleitoral». UOL. Notícias da TV. Consultado em 31 de agosto de 2014. 
  60. Renato Marafon (16 de outubro de 2014). «Danilo Gentili - Paddington». CinePop. Consultado em 9 de março de 2016. 
  61. «Comédia "Superpai" traz elenco recheado de nomes do humor nacional». 
  62. «Danilo Gentili é um policial cego de um olho em "Superpai'». PureBreak. Consultado em 9 de março de 2016. 
  63. «Dono da Jovem Pan sonda terreno no SBT e estreita laços com Danilo Gentili». F5. Folha de S. Paulo. 1 de abril de 2015. Consultado em 26 de julho de 2015. 
  64. a b Anderson Cheni (8 de abril de 2015). «Danilo Gentili é o novo contratado da Jovem Pan». Comunique-se. Consultado em 26 de julho de 2015. 
  65. a b Fabrício Falcheti (9 de abril de 2015). «Danilo Gentili é contratado pela rádio Jovem Pan». NaTelinha. UOL. Consultado em 26 de julho de 2015. 
  66. «Jovem Pan contrata Danilo Gentili». Almanaque. Portal Vox. 8 de abril de 2015. Consultado em 26 de julho de 2015. 
  67. Anderson Cheni (11 de junho de 2015). «‘Ondas Curtas’: Danilo Gentili fora da Jovem Pan e Morcegão voando alto na Rádio Globo». Comunique-se. Consultado em 26 de julho de 2015. 
  68. Danilo Gentili (12 de junho de 2015). «Tweet de Danilo Gentili». Twitter. Consultado em 26 de junho de 2016. «[...] eu sai pq nao aguentei levantar cedo e escrever todo dia - fiquei sobrecarregado [...]» 
  69. «“Pode falar de mulher grávida, mas não da audiência?”, diz Danilo Gentili sobre Rafinha Bastos». Pânico. Jovem Pan FM. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  70. a b Bruno Garschagen (25 de outubro de 2013). «Podcast Misel Brasil» [S.l.: s.n.] 
  71. «Danilo Gentili, as panquecas e o pensamento». RD1. iG. Consultado em 27 de dezembro de 2013. 
  72. a b c d Pensador. «Frases de Danilo Gentili». UOL. Consultado em 27 de dezembro de 2013. 
  73. «Supplying Brazil’s Laugh Track». The New York Times. 4/08/2011. 
  74. «A Brazilian’s Comic Mania: Social Media». The New York Times. The New York Times. 4 de agosto de 2011. 
  75. «Brazil's stand-up comics lead social revolution against powerful elites». The Guardian. The Guardian. 2 de outubro de 2011. 
  76. "The Rising Stars of World Standup" (em inglês), The Guardian (ENG, UK), 2012 nov 2, http://www.guardian.co.uk/stage/2012/nov/02/worlds-favourite-stand-ups .
  77. "Unternehmen", Managermagazin (DE), http://www.manager-magazin.de/unternehmen/it/0,2828,795446,00.html .
  78. "One to watch: Danilo Gentili" (em inglês), Prospect (UK), nov 2011, http://www.prospectmagazine.co.uk/2011/11/one-to-watch-danilo-gentili/ .
  79. Antunes, Anderson (2011 mai 5), "Is Danilo Gentili, Brazil’s controversial talking head, too edgy for his Countrymen?" (em inglês), Forbes, http://www.forbes.com/sites/andersonantunes/2011/05/25/is-danilo-gentili-brazils-controversial-talking-head-too-edgy-for-his-countrymen/ .
  80. «Equipe do "CQC" é barrada em Brasília». Extra Online. BR publicado=Globo. 10 de abril de 2008. 
  81. "Fora Sarney – Danilo Gentili é agredido por seguranças no Senado" (blogue), O Estado de S. Paulo (BR), http://blog.estadao.com.br/blog/link/?title=danilo_gentili_lanca_o_pazmundial_e_agor&more=1&c=1&tb=1&pb=1 .
  82. «Danilo Gentili é detido por "perturbação do sossego" em Assis». Ilustrada. Folha de S.Paulo. 31 de outubro de 2009. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  83. «Ministério Público recomenda que livro de Danilo Gentili seja indicado a maiores de 18 anos». Abril.com. 7 de abril de 2010. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  84. «Danilo Gentili fala sobre seu livro Como se tornar o pior aluno da escola». R7. BR: Record. 5 de junho de 2012. Consultado em 8 de junho de 2012. 
  85. «Livro de Danilo Gentili vai virar filme». AdNews. BR: Folha da Manhã. 5 de setembro de 2012. Consultado em 7 de setembro de 2012. 
  86. Caio dos Reis (20 de maio de 2015). «Paço manda apagar ilustração de Gentili». Diário Grande ABC. Consultado em 22 de janeiro de 2016. 
  87. «Danilo Gentili afirma ter sido agredido em São Bernardo do Campo». Quem. Globo.com. 26 de outubro de 2010. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  88. «Equipe do "CQC" sofre nova agressão em cidade do interior de SP». Portal Imprensa. 1 de julho de 2010. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  89. a b c «Justiça nega pedido da Band para impedir estreia de Danilo Gentili no SBT». F5. Folha.com. 26 de fevereiro de 2014. Consultado em 1 de março de 2014. 
  90. «Danilo Gentili é condenado a pagar multa de R$ 2 milhões para a Band». Pragmatismo Político. 2015-07-30. Consultado em 2016-05-19. 
  91. «Doadora de leite acusa comediante de injúria e faz nova denúncia à polícia». Pernambuco. 2014-03-21. Consultado em 2016-05-19. 
  92. «Danilo Gentili, bananas e macacos». HuffPost Brasil. Consultado em 2016-05-19. 
  93. «Senadora Regina Sousa processará Danilo Gentili por racismo | EXAME.com». Exame. Consultado em 2016-05-22. 
  94. «Humorista Danilo Gentili volta a ironizar a senadora Regina Sousa». Metrópoles. Consultado em 2016-05-22. 
  95. «Jogo Temático do Humorista Danilo Gentili para iPad». Mac magazine. BR. 1/9/2011. 
  96. TV UOL (9 de dezembro de 2008). «CQC no Prêmio Extra de Talentos da Televisão». UOL. Consultado em 19 de maio de 2014. 
  97. Band.com (27 de dezembro de 2011). «Gentili e "Agora é Tarde" ganham prêmio». UOL. Consultado em 26 de dezembro de 2013. 
  98. «Melhores da Revista da TV 2011 premia fábula, remake e o humor». O Globo. 25 de dezembro de 11. Consultado em 19 de maio de 2014. 
  99. Nickelodeon divulga os indicados aos "Meus Prêmios Nick 2012" (5/07/12). Natelinha. Página visitada em 19 de maio de 2014.
  100. Atrevida (22 de julho de 13). «Confira a lista de indicados para o Meus Prêmios Nick 2013». UOL. Consultado em 18 de maio de 2014. 
  101. «'MasterChef' é o programa do ano; Danilo Gentili e Fernanda Lima também vencem Prêmio F5». Folha de S.Paulo. 18 de dezembro de 2014. Consultado em 22 de janeiro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Categoria no Wikinotícias
Wikidata Base de dados no Wikidata