Parque das Nações (Santo André)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Parque das Nações é um bairro ao norte do município de Santo André (São Paulo), situado no 2º Subdistrito (Utinga), com área de 1.510.000 m², tendo por limites os córregos Jundiaí e Comprido, e as ruas Coréia, Progresso e avenida Estados Unidos.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 1925, Francisco Peruche realizou um loteamento de 72 alqueires da Fazenda Oratório, dando origem ao chamado "Parque Velho", região à esquerda da rua Oratório (sentido centro-bairro), que foi ocupada especialmente por europeus, com destaque para lituanos, eslavos, húngaros e italianos.[2] Além de vender o terreno, Peruche sugeria ao comprador que a construção das casas seguissem dois ou três modelos padronizados; o comprador escolhia um deles e os pedreiros do próprio Peruche iniciavam as obras.

Em mapas antigos desta fase do loteamento, é possível ler o seguinte registro: "Projeto do engenheiro civil Tito de Carvalho (dezembro de 1925), com alterações de quadras respeitados os limites do perímetro, de acordo com a planta original, pelo engenheiro civil Emilio Carnes; maio de 1928[3]".

Em 1938, iniciou-se a segunda etapa do loteamento, o "Parque Novo", à direita da rua Oratório. Esta região foi ocupada, basicamente, por migrantes do interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e região Nordeste.[4]

Em 1950, tem início a construção da Igreja Senhor do Bonfim (ou Igreja do Bonfim), finalizada em 1975.[5]

Em 1956, ano em que o bairro recebeu iluminação pública, a área já estava totalmente ocupada. Em 1968, as ruas do bairro são asfaltadas.[6]

Dados[editar | editar código-fonte]

A Igreja Senhor do Bonfim é o símbolo do centro do bairro e também marca o início do principal trecho comercial, situado na rua Oratório.

É o quarto bairro mais populoso de Santo André, com cerca de 16 mil habitantes (2000)[7] ou aproximadamente 2,5% da população do município.

É considerado um dos bairros mais importantes da cidade, possuindo um centro de comércio e serviços bastante movimentado que atende a população do 2º Subdistrito e também de alguns bairros da Zona Leste de São Paulo, como São Mateus, São Rafael e Sapopemba.

Com exceção da Rua Oratório, principal do bairro, as demais ruas recebem nomes de países, principalmente os da Europa e Américas.

Em meados de 1987, o traçado de algumas ruas sofreu modificações para a implantação do Corredor Metropolitano de Trólebus, ligando o terminal de São Mateus à São Bernardo do Campo, inicialmente.

Referências

  1. PMSA. Caderno de Planejamento de Bairro - Parque das Nações. Santo André, 1991.
  2. PMSA. op. cit.
  3. DIÁRIO DO GRANDE ABC. História dos Bairros XVIII. Santo André. 08 ago 1976.
  4. KLEEB, Suzana Cecília. Santo André - História dos Bairros. Santo André, SCEL/PMSA. 2002.
  5. KLEEB, Suzana Cecília. op. cit.
  6. EEPG Joaquim da Fonseca Saraiva. Maratin. Santo André, Segunda Delegacia de Ensino. 1988.
  7. PMSA. Anuário de Santo André. Santo André, 2009.