Tooncast

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tooncast
Fundação 1 de dezembro de 2008 (11 anos)
por Turner Broadcasting System Latin America
Pertence a Warner Bros. Entertainment
Proprietário WarnerMedia
(subsidiária da AT&T)
Sede Estados Unidos Atlanta, GA (sede internacional)
Brasil São Paulo (sede brasileira)
Argentina Buenos Aires (sede Argentina/ hispano-americana)
Slogan All toons all the time
(Só toons o tempo todo)
Formato de vídeo 480i (SDTV)
Canais irmãos Boomerang
Cartoon Network
TBS
Warner TV
Space
TNT
TNT Séries
I.Sat
TCM
TruTV
CNN Internacional
CNN en Español
CNN Brasil
Cobertura América Latina e Caribe
Página oficial Tooncast.tv
Disponibilidade por satélite
Algar TV
Canal 317
BluTV
Canal 279
Claro TV
Canal 110
Nossa TV
Canal 24[1]
Oi TV
Canal 122
Sky
Canal 62
Vivo TV
Canal 365
Canal 28 (Intelsat 34)[2]
Disponibilidade por cabo
NET
Canal 110[3][4]
Vivo TV
Canal 105

O Tooncast é um canal infantil de desenhos clássicos fundado pela Warner Bros. Entertainment e pela Turner International que é também a programadora da Cartoon Network, do Boomerang, da TNT, da TNT Séries, do Space, da CNN Brasil, da CNN International, da CNN en Español, do TBS, do TCM, do I.Sat e do TruTV.

História[editar | editar código-fonte]

O projeto foi anunciado durante a feira da ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura) em agosto de 2008 através de uma coletiva de imprensa. Os executivos da empresa disseram que ele seria voltado para todas as idades e exibiria produções de consagrados estúdios de animação como Hanna-Barbera, Warner Bros, Cartoon Network, MGM, entre outros.

O Tooncast exibe 24 horas diárias de animação sem intervalos comerciais, resgatando aquilo que era anteriormente o conceito Boomerang. Mas os clássicos não são o único tipo de desenho exibido. O canal também tem espaço para produções originais do Cartoon Network das décadas de 1990, 2000 e de 2010 tais como O Laboratório de Dexter, A Vaca e o Frango, Johnny Bravo, Eu sou o Máximo, As Meninas Super Poderosas, As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy, Du, Dudu e Edu, Mike, Lu & Og, Coragem o Cão Covarde, What a Cartoon! Show, Samurai Jack e Titã Simbiônico (o penúltimo originário da década de 2000 e o último originário da década de 2010).

Alguns títulos que são ou foram exibidos pelo Tooncast são Popeye, tanto a série original das décadas de 1930 a 1950 pelos estúdios Fleisher e Famous, como o remake da Hanna-Barbera da década de 1970; Pernalonga e Patolino, Pica-Pau, Droopy, Tom e Jerry, originários da Era de Ouro da animação americana (décadas de 1940, 1950 e 1960). Produções da Hanna-Barbera como Plic e Ploc e Chuvisco (originário dos Anos 50), Os Flintstones, Os Jetsons, Jonny Quest, Manda-Chuva, Zé Colmeia, Space Ghost, Bibo Pai e Bobi Filho, Corrida Maluca, Esquadrilha Abutre, Dom Pixote, A Turma do Archie todos originários dos Anos 60; A Pantera Cor-de-Rosa (produzida pela DePatie-Freleng Enterprises) e Scooby Doo (produzido pela Hanna-Barbera), originários das décadas de 60 e 70; He-Man e os Defensores do Universo, She-Ra: A Princesa do Poder, Thundercats, Garfield, Dragon Ball (série clássica), vindos dos Anos 80; Capitão Planeta, Superman: A Série Animada, Batman: A Série Animada, 2 Cachorros Bobos, Batman do Futuro, Animaniacs, Freakazoid, Pinky e o Cérebro, 'Dragon Ball GT, Pokémon, Os Mistérios de Piu-piu e Frajola, Taz-Mania, vindos dos Anos 90;A Vida e As Aventuras de Juniper Lee, Liga da Justiça, Os Jovens Titãs, Hi Hi Puffy AmyYumi, Esquadrão do Tempo, Blue Dragon, A Mansão Foster para Amigos Imaginários, Andy e seu Esquilo, Meu Amigo da Escola é um Macaco, Sheep na Cidade Grande produzidos nos Anos 2000 entre outros. [5] Também são exibidas animaçães brasileiras como Turma da Mônica, Sítio do Picapau Amarelo, Carrapatos e Catapultas, Tromba Trem, Historietas Assombradas (para Crianças Malcriadas), As Aventuras de Gui & Estopa e Zuzubalândia.

O Tooncast recicla chamadas e vinhetas do Cartoon Network e do Boomerang, durante sua programação, substituindo apenas o logotipo do Cartoon Network (ou do Boomerang) pelo o logotipo do Tooncast.

A partir de 1 de agosto de 2014, o canal passou a ser transmitido também na NET, no canal 110.[3][4] A Sky anunciou em suas redes sociais a entrada do canal substituindo o canal Esporte Interativo no canal 62 a partir do dia 25 de setembro, e depois foi exibido com a transmissão de intervalos comerciais e propagandas.[6] Nos meses de abril e junho até o fim de 2019, foram retiradas as produções da Warner Bros e Hanna Barbera, focando somente nas séries do Cartoon Network Studios, além da exibição de Pokémon e da Turma da Mônica por conta da obrigação de usar programas brasileiros em sua grade diária. A partir do dia 1º de janeiro de 2020, alguns clássicos da Hanna-Barbera e da Warner Bros foram recolocados no canal, além da estréia de Tom e Jerry, Batman do Futuro e Os Jovens Titãs.

Dispensa da lei de conteúdo nacional[editar | editar código-fonte]

Depois que uma lei sobre a legislação de TV a cabo foi aprovada, o canal sofreu uma série de dificuldades, pois de acordo com a lei, o canal teria que cumprir a cota de conteúdo nacional. Contudo, o presidente da Turner Broadcasting System no Brasil já disse que o canal não tem como cumprir a cota, pois apesar de ser um canal muito popular entre os brasileiros, não há publicidade no canal e possui um único sinal que é gerado no Caribe. E exibe desenhos antigos dos anos 80 e 90. A diferença da versão hispânica para a brasileira é a dublagem. Diante disso, o canal pediu dispensa da cota.

A iniciativa do Tooncast faz parte da adequação do canal às novas regras de programação da TV paga criadas pela Ancine. Segundo a nova lei, canais de TV por assinatura precisam incluir produções nacionais em sua programação seguindo cotas determinadas. De acordo com a Turner, eles não precisavam cumprir a cota, mas só era válido entre 2015 e 2016. Em 2016, o canal foi dispensado pela Ancine.[7]

Referências

  1. «Guia Eletrônico de Programação». Nossa TV. Consultado em 18 de outubro de 2011 
  2. «Guia Eletrônico de Programação». GVT. Consultado em 5 de novembro de 2011 
  3. a b «1ª. Mão Exclusiva: Tooncast entra na NET em agosto, com novo acordo da Turner». TV Magazine. 30 de junho de 2014 
  4. a b «Tooncast estreia na NET em agosto (AT)». ANMTV. 21 de julho de 2014 
  5. «Site oficial do Tooncast» 
  6. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome SKY adiciona canal campeão de pedidos
  7. «Ancine atende pedido e dispensa Tooncast de cumprir cotas de TV paga» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão no Brasil é um esboço relacionado ao projeto entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.