DePatie-Freleng Enterprises

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
DePatie-Freleng Enterprises
Indústria animação
Fundação 1963
Fundador(es) David H. DePatie
Friz Freleng
Destino Parceria dissolvida, o restante adquirida pela Marvel em 1981, e suas propriedades intelectuais adquiridas por várias propriedades desde a morte de Friz Freleng e então.
Sucessora(s) Marvel Productions


DePatie-Freleng Enterprises (também conhecida como Mirisch-Geoffrey-DePatie Freleng Productions quando envolvidos com os irmãos Mirisch e Geoffrey Productions e DFE Films) foi uma companhia de animação baseada em Hollywood, ativa de 1963 a 1981.

DFE foi fundada após o fechamento do famoso departamento de animação Termite Terrace da Warner Bros. Dois profissionais de animação, o veterano Friz Freleng e David H. DePatie se associaram e fundaram a DFE. Muitos dos animadores com quem haviam trabalhado na Warner nos anos 1950 e 1960 juntaram-se a eles. DFE produzida desenhos animados para televisão, comerciais e aberturas para filmes. Destacam-se os títulos de filmes da série Pink Panther (Pantera Cor-de-Rosa) e curtas de animação, bem como as adaptações de desenhos animados baseados em obras do Dr. Seuss feitos para a CBS e a ABC. A maioria das Produções da DEF são de propriedade da Marvel Entertainment (uma subsidiária da The Walt Disney Company), com algumas exceções.[nota 1]

Juntamente com Hanna-Barbera Productions e Filmation, foram responsáveis pela maioria dos desenhos animados exibidos nas manhãs de sábado nos EUA nos anos 1970; e na programação infantil televisiva de vários países, inclusive o Brasil.

Origens[editar | editar código-fonte]

DFE foi fundada por dois ex-funcionários da Warner Bros. Cartoons, o diretor, compositor e produtor Friz Freleng e o executivo David H. DePatie, após a Warner Bros. fechar seu estúdio de animação em 1963. Embora Freleng e DePatie não estivessem trabalhando para a Warner Bros., um gesto generoso de um executivo da Warner permitiu Freleng e DePatie usar o locar onde era produzido os desenhos animados no estúdio da Warner na California Street, em Burbank, completo com equipamentos e suprimentos para alguns dólares a cada ano. Embora o negócio inicial de DFE tenham sido comerciais e filmes industriais, vários golpes de sorte colocaram o novo estúdio no mercado dos desenhos animados para a televisão.

O diretor Blake Edwards contactou DFE e pediu-lhes para desenhar um personagem pantera para o novo filme de Edwards, A Pantera Cor-de-Rosa. Satisfeito com o projeto para o personagem, Edwards contratado com DFE para produzir as sequências de abertura animada para o filme. No momento do lançamento do filme, as sequências acumularam uma quantidade enorme de atenção, tanto que se acredita o sucesso do filme tenha sido por causa das sequências produzidas pela DFE.

DFE logo concordou com um contrato com a United Artists para produzir uma série de curtas animados que caracterizam a Pantera Cor-de-Rosa, que incluiria mais de 100 curtas tanto para lançamento nos cinemas e na televisão até 1980. Também em 1964, a DFE fez um acordo com a Warner Bros. Produziriam as novas séries de personagens Looney Tunes, principalmente os desenhos do Show do Ligeirinho e Patolino. Com a Format Films lançariam a série do Papa-Léguas.


Foram produzidos especiais (notavelmente uma linha de adaptações de Dr. Seuss feitas para CBS). Um dos especiais de TV foi O Urso Que Dormiu Através do Natal, com Tommy Smothers gravando a voz do pequeno urso que queria conhecer o Natal no mundo humano enquanto seus companheiros de espécie hibernavam nas cavernas.

A DePatie-Freleng também fez a abertura animada da série cômica Jeannie é um Gênio, criada e produzida por Sidney Sheldon para a Screen Gems/Columbia Pictures, entre 1965 e 1970.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

A inflação, o aumento dos custos de produção de desenhos animados , e as pressões da produção de séries de TV fez a qualidade da produção do DFE a cair na década de 1970 meio-de-final. Em 1981, Freleng e DePatie venderam a DFE Films para a Marvel Comics , e Freleng voltou a Warner Bros. Animation, que a Warner Bros tinha reaberto ao ano anterior, para produzir uma série de filmes que caracterizam desenhos da Warner com novas cenas de conexão. DePatie fez a transição para se tornar o chefe da Marvel Productions , como a DFE foi renomeada.[1]

Embora Marvel tenha produzido desenhos animados, principalmente de super-heróis e séries de animação baseado em linhas de brinquedos licenciados (incluindo propriedades da Hasbro), ele continuou a produzir novas produções da Pantera Cor de Rosa. Metro-Goldwyn-Mayer Animation, mais tarde, em 1993, fez uma série revival da Pantera cor de Rosa como uma joint venture entre a MGM, Mirisch-Geoffrey-DePatie-Freleng e United Artists, uma década após a fusão da DFE com a Marvel e da Mirisch/UA com a MGM.

Na década de 1990, a Marvel vendeu seu catálogo animação para a Saban . Em 2001, Saban, Family Fox e Fox Kids foram vendidos para a The Walt Disney Company,[2] com o material de Dr. Seuss e todas as outras propriedades licenciadas pertencentes aos seus respectivos proprietários. A Disney também comprou a Marvel Comics em 2009, trazendo bibliotecas de todos os desenhos da Marvel produzidos pela DFE; todas estas propriedades estão agora distribuído pela Disney-ABC Domestic Television . (Neste momento, no entanto, os direitos autorais, tanto para The Houndcats e The Barkleys parecem não terem sido renovados, e são, portanto, de domínio público.)

Embora o catálogo de televisão muitas vezes mudou de mãos ao longo dos anos, os desenhos continuam a ser propriedade de seus distribuidores originais: United Arts (através da sua atual empresa controladora, MGM ) para a Mirisch de desenhos animados e Warner Bros para os curtas de Looney Tunes / Merrie Melodies.

Produção[editar | editar código-fonte]

Durante os anos 60/70 DePatie-Freleng criaria outros personagens animados para a televisão, a saber:

Notas

  1. As exceções incluem todos os desenhos dos Looney Tunes e Merrie Melodies (de propriedade da Warner Bros.), todos os desenhos animados produzidos para a United Artists(de propriedade da Metro-Goldwyn-Mayer), os desenhos animados especiais do Dr. Seuss (atualmente licenciado por proprietário dos direitos autorais da Dr. Seuss Enterprises através da Warner Bros.), Doctor Dolittle e Return of ther Planet Apes (propriedade da 20th Century Fox), The Tiny Tree (de propriedade da patrocinadora AT&T), What's New, Mister Magoo? (de propriedade da DreamWorks Classics/NBCUniversal) e O The Bear Who Slept Through Christmas (atualmente de propriedade da Lionsgate).

Referências

  1. "Marvel Grows into $100 Hulk". Variety. 17 de setembro de 1986. p. 92.
  2. Fox Family costs Mouse less cheese in final deal

Ligações externas[editar | editar código-fonte]