Pepé Le Pew

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pepé Le Pew BR / Pepe Le Gambá PT
Personagem ficcional de Looney Tunes
Criado(a) por Chuck Jones
Michael Maltese
Voz Estados Unidos Mel Blanc (1945-1989), Greg Burson, Joe Alaskey, Maurice LaMarche (presente)
Dobragem por Portugal Carlos Freixo
Dublagem por Brasil Ary de Toledo e Milton Luis (1960-1980)
Waldyr Sant'anna (1980-2000)
Guilherme Briggs (2000-)
Descrição ficcional
Nome original Pepé Le Pew
Sexo Masculino
Nascimento 1945
Origem  França
Espécie Cangambá
Cabelo Negros
Olhos Negros
Amigo(s) Penelope Pussycat
Piu-piu
Pernalonga
Patolino
Lola Bunny
Inimigo(s) Frajola
Hortelino
Eufrazino
Aparições
Primeira aparição Odor-able Kitty (1945)

Pepé Le Pew ou Pepe Le Gambá é um personagem fictício, criado pela Warner Bros. Entertainment para o universo Looney Tunes. Foi idealizado por Chuck Jones em 1930. De nacionalidade francesa, tem como características o seu mau cheiro peculiar e seu romantismo exacerbado.

Sua musa é a gata Penelope Pussycat, que tem suas costas acidentalmente pintadas de branco, o que a faz parecer-se com uma cangambá fêmea. Ao vê-la, Pepé se apaixona instantaneamente — este sendo o motivo dos desenhos protagonizados pelos dois: a perseguição amorosa de Pepé e a fuga desesperada de Penelope.

Pepe é um cangambá, mas é erroneamente chamado de gambá, um animal parecido que também exala um odor desagradável.[1]

Um dos seus mais memoráveis bordões é a frase "Ela é tímida...", dita frequentemente quando os alvos de seu amor fugiam dele por conta de seu cheiro ruim.

Críticas[editar | editar código-fonte]

As travessuras do personagem foram criticadas por normalizar a cultura do estupro e perpetuar os estereótipos da cultura francesa..Amber E. George, em seu ensaio ""Pride or Prejudice? Exploring Issues of Queerness, Speciesism, and Disability in Warner Bros. Looney Tunes", (Orgulho ou Preconceito? Explorando Questões de Queerness, Especismo, e Incapacidade em Looney Tunes da Warner Bros.), caracterizou as ações de Pepé em relação a Penelope Pussycat como "assédio sexual, perseguição e abuso" e observou que Pepé qualidades zombam do povo francês e de sua cultura. [2] Em uma coluna de 2021 no The New York Times, Charles M. Blow escreveu que Pepé "normalizou a cultura do estupro".[3][4] O comediante Dave Chappelle, em seu filme de stand-up Killin 'Them Softly de 2000, chamou-o de estuprador.[5]

Em 7 de março de 2021, foi anunciado que Pepé Le Pew foi removido de Space Jam: A New Legacy e ele não retornará em projetos futuros da Warner Bros., tornando-o o primeiro personagem Looney Tunes da história a ser banido de projetos futuros.[6][7]


Mark Evanier observou que mesmo o co-criador de Pepé, Michael Maltese "não (...) gostava muito dele", e relatou a afirmação de Maltese de que os desenhos animados posteriores do Pepé foram o resultado do sucesso do primeiro; Evanier também observou que quando incluiu uma participação especial de Pepé no roteiro de uma história em quadrinhos publicada pela Gold Key Comics em 1975, ele soube que não existia nenhum model sheet do Pepé e que um representante da Warner Brothers disse que "não havia interesse suficiente naquele personagem".[8]

Filme cancelado[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2010, foi relatado que Mike Myers daria a voz de Pepé Le Pew em um longa-metragem de live-action baseado no personagem, embora nenhuma informação sobre este projeto tenha surgido desde então.[9] Em julho de 2016, foi revelado na San Diego Comic-Con que Max Landis estava escrevendo um longa-metragem Pepé Le Pew para a Warner Bros.[10] Não houve nenhuma informação nova desde então devido a alegações de agressão sexual contra Landis em 2017, e um relatório de que Pepe não apareceria nas próximas produções da Warner Bros. deixa dúvidas sobre o futuro do filme.[11] Mesmo depois do relatório, Pepé fez uma aparência em um episódio da segunda temporada da série reboot de Animaniacs.

Referências

  1. «Planeta dos gambás: animais se espalham em vários bairros do Rio». oglobo.globo.com 
  2. II, Anthony J. Nocella; George, Amber E.; Schatz, J. L. (2 de maio de 2017). The Intersectionality of Critical Animal, Disability, and Environmental Studies: Toward Eco-ability, Justice, and Liberation (em inglês). [S.l.]: Lexington Books. p. 123. ISBN 978-1-4985-3443-7 
  3. «NYT Columnist Defends Criticism That Pepe Le Pew 'Added to Rape Culture'». Complex (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  4. Blow, Charles M. (4 de março de 2021). «Opinion | Six Seuss Books Bore a Bias». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  5. «Pepe Le Pew Called Out for Perpetuating Rape Culture in NYT Op-Ed». TMZ (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  6. D'Alessandro, Anthony (8 de março de 2021). «Pepe Le Pew Won't Be Appearing In Warner Bros' 'Space Jam' Sequel». Deadline (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  7. «Pepe Le Pew Not Slated for Future Warner Bros. Television Projects». The Hollywood Reporter (em inglês). 8 de março de 2021. Consultado em 8 de março de 2021 
  8. «News From ME - Mark Evanier's blog». www.newsfromme.com. Consultado em 12 de março de 2021 
  9. «Mike Myers to Voice Pepé Le Pew In New Movie». /Film (em inglês). 7 de outubro de 2010. Consultado em 12 de março de 2021 
  10. Patten, Dominic; Patten, Dominic (24 de julho de 2016). «Max Landis Writing 'Pepe Le Pew' Pic, He Tells Comic-Con». Deadline (em inglês). Consultado em 12 de março de 2021 
  11. Hersko, Tyler (9 de março de 2021). «Pepe Le Pew Will Not Appear in Future Warner Bros. TV Titles». IndieWire (em inglês). Consultado em 12 de março de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.