Canal Q

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Canal Q
Tipo Canal de televisão por cabo
País Portugal Portugal
Fundação 29 de março de 2010 (12 anos)
por Nuno Artur Silva e Gonçalo Félix da Costa
Pertence a Produções Fictícias
Proprietário Produções Fictícias
Cidade de origem Bandeira municipal de Lisboa.pngLisboa
Sede Travessa da Fábrica dos Pentes, nº12, 1250-106 Lisboa
Estúdios Hotel Amazónia
Slogan Os melhores conteúdos estão aQui.
Formato de vídeo 1080i (HDTV).
Cobertura 100%
Cobertura internacional  Andorra
 França
 Luxemburgo
Mónaco
Página oficial www.canalq.pt
Disponibilidade por cabo
Canal 16
Canal 70
Canal 19

O Canal Q (ou simplesmente Q) é um canal por cabo português, detido pela produtora Produções Fictícias. O canal opera desde 29 de março de 2010.[1] O Canal Q distribui programas exclusivos, incluindo séries originais como Filho da Mãe” e Felizes para sempre, talk-shows como “Inferno” e “Esquadrão do Amor”, séries estrangeiras como Wat Als? (Holanda)[2] e Derek (Reino Unido)[3] e ocasionalmente, emissões especiais de stand-up ou cerimónias de troféus.[4] Baseado Numa História Verídica foi o primeiro programa do Canal Q a ser nomeado para uma cerimónia de premiação de televisão (os Troféus Tv7Dias). Para além de Portugal, o canal está presente em Mónaco, Andorra, França, Suíça e Luxemburgo.[5]

História[editar | editar código-fonte]

A fevereiro de 2010, o Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) autorizou a emissão linear do serviço de programas televisivo do Q, a emitir entre as 21h45m e 00h. O Canal Q começou com uma grelha de programas temáticos com o objetivo de difundir os conteúdos produzidos pela empresa Produções Fictícias, S.A., como talk shows, magazines, debates, entrevistas e programas de humor em língua portuguesa.[6] A primeira emissão deu-se a 29 de março desse ano, com distribuição exclusiva pela Meo (operadora da então Portugal Telecom), numa parceria que envolveu a tecnologia da PT Inovação, para o desenvolvimento do video-on-demand.

O canal, desde a sua fundação, apostou na interatividade com o espetador, dando a oportunidade de o público comunicar com os criadores quase em tempo real através da disponibilização de todos os conteúdos transmitidos online, nas redes sociais do canal. Para além disto, o canal também disponibilizou a gravação on-demand.[7]

O diretor das Produções Fictícias, Nuno Artur Silva, acumulou o cargo de diretor-geral do Canal Q.

Após um balanço dos primeiros seis meses de atividade do Canal Q, a 29 de setembro de 2010, o canal começou a emitir 15 horas de programação por dia, duplicando o número de programas na sua grelha, de 15 para 30.[8]

A março de 2014, a propósito da comemoração de quatro anos de emissões, o Canal Q estreou um novo design gráfico de logótipo e publicidade. O trabalho de mudança de imagem ficou a cargo do designer e diretor de arte Sílvio Teixeira.[9]

Com a nomeação de Nuno Artur Silva, a janeiro de 2015, pelo Conselho Geral Independente da RTP, para ocupar o lugar de administrador com a responsabilidade da área dos conteúdos da RTP, Gonçalo Félix da Costa assumiu o cargo de administrador no lugar da direção das Produções Fictícias e do Canal Q.[10]

Direção atual[editar | editar código-fonte]

Depois da saída de Gonçalo Félix da Costa, a até então diretora de produção, Diana Coelho, foi a escolhida para assumir o cargo de diretora-geral. A direção fica composta por mais quatro elementos de diferentes áreas: André Caldeira como diretor técnico, Gonçalo Fonseca como diretor comercial e de comunicação, Susana Romana como diretora criativa e Michelle Adrião como diretora financeira.[11]

Disponibilidade por cabo[editar | editar código-fonte]

A 4 de março de 2013, a operadora de TV por subscrição Zon (atualmente NOS), passou a distribuir também o Canal Q, na posição 15.[12] O canal já era distribuido pela MEO, na mesma posição.

A partir de 10 de abril do mesmo ano, o canal começou a integrar a oferta da TV Cabo angolana. A entrada no mercado angolano foi a primeira incursão do Canal Q no estrangeiro.[13]

A partir de 4 de fevereiro de 2016, a operadora Vodafone começou também a distribuir o Canal Q, na posição 15.

A agosto de 2016, com a entrada de novos canais no cabo, o Canal Q passou a assumir a posição 16 na MEO, 70 na NOS e 19 na Vodafone.

Atualmente, o Canal Q é emitido em Angola, Moçambique, França, Mónaco, Andorra e Luxemburgo, para além de Portugal, tendo produzido, nos últimos anos, cerca de 700 horas de conteúdo original em português.[5]

Colaboradores frequentes[editar | editar código-fonte]

Programação original[editar | editar código-fonte]

Os programas que se seguem tiveram ordem de produção pelo Canal Q.

Séries[editar | editar código-fonte]

Título Género Data de estreia Dia de exibição original Episódios Duração Ref.
Filho da mãe Mockumentary 13 de setembro de 2015 Domingo (22h30m) T1: 8 episódios;

T2: 8 episódios.

20 min. [14][15]
39 semanas e meia Comédia 10 de março de 2015 Terça-feira (23h30m) T1: 6 episódios. 20 min. [16]
Camada de nervos

(Nervous breakdown)

Sketch 28 de outubro de 2013 Segunda-feira (00h) T1: 14 episódios;

T2: 16 episódios.

20 min. [17]
Fábrica dos pentes Sitcom 7 de abril de 2013 Domingo (23h) T1: 17 episódios. 20 min. [18]
Submersos Minissérie 4 de março de 2013 Segunda-feira (23h) T1: 9 episódios. 20 min. [18][19]
Vamos à bola, ou quê Sketch 12 de outubro de 2012 Sexta-feira (23h05m) T1: 13 episódios. 30 min. [19][20]
Felizes para sempre Sitcom 7 de junho de 2012 Quinta-feira (23h) T1: 9 episódios;

T2: 8 episódios.

20 min. [18][21][22]
Ferro activo Sketch 14 de maio de 2012 Segunda-feira (23h40m) T1: 8 episódios. 15 min. [23]
Nada de especial Sketch 12 de outubro de 2011 Quarta-feira (22h30m) T1: 26 episódios;

T2: 13 episódios.

25 min. [24]
Uma macacada qualquer Sitcom 7 de abril de 2011 Quinta-feira (22h55m) T1: 23 episódios. 50 min. [25]
O outro lado dos antípodas Sketch 3 de abril de 2011 Domingo (22h30m) T1: 16 episódios. 15 min. [25][26]
A vida real Mockumentary 2 de abril de 2011 Sábado (22h50m) T1: 13 episódios. 5 min. [26]
Portugal alcatifado Sketch 30 de março de 2011 Quarta-feira (22h30m) T1: 18 episódios. 20 min. [25][26]
Não, não e não Sketch 29 de março de 2011 Terça-feira (22h35m) T1: 18 episódios. 20 min. [26]
De perto ninguém é normal Sketch 27 de outubro de 2010 Quarta-feira (21h45m) T1: 13 episódios. 5 min. [27]
Voicemail Sketch 7 de outubro de 2010 Quinta-feira (21h45m) T1: 22 episódios. 5 min.
Mudança de voz Comédia 4 de outubro de 2010 Segunda-feira (22h45m) T1: 18 episódios. 10 min. [8]
Romancine Novela 4 de outubro de 2010 Segunda-feira (21h45m) T1: 16 episódios. 5 min. [28]
O cómico que se segue Sketch 3 de outubro de 2010 Domingo (22h50m) T1: 19 episódios. 5 min. [29]
Isto é o q Sitcom 30 de setembro de 2010 Quinta-feira (22h40m) T1: 26 episódios;

T2: 17 episódios;

T3: 21 episódios.

20 min. [25]

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

Título Género Data de estreia Dia de exibição original Episódios Duração Ref.
Arena da mentira Game show 2 de dezembro de 2015 Sábado (22h30m). T1: 15 episódios. 40 min. [30][31]
Graças a Deus Stand-up 5 de abril de 2015 Domingo (22h30m). T1: 13 episódios. 20 min. [16]
Super adeptos Variedades 9 de setembro de 2014 Terça-feira (23h). T1: 13 episódios. 40 min. [32]
Telebaladas Música 8 de novembro de 2012 Quinta-feira (23h30m). T1: 13 episódios. 30 min. [33]
Altos e baixos Reality 12 de setembro de 2012 Quarta-feira (00h). T1: 24 episódios;

T2: 42 episódios;

T3: 26 episódios;

T4: 52 episódios;

T5: 30 episódios.

30 min. [34]
Toca e foge Música 29 de outubro de 2010 Quarta-feira (22h40m). T1: 25 episódios;

T2: N/d;

T3: N/d;

T4: 17 episódios.

25 min. [35]
Clube da palavra Poesia 5 de junho de 2010 Sábado (22h35m). T1: 43 episódios;

T2: 22 episódios;

T3: 64 episódios.

15 min. [36]

Talk-shows[editar | editar código-fonte]

Título Rúbricas Género Data de estreia Dia de exibição original Episódios Duração Ref.
É a vida Alvim   Late-show 20 de outubro de 2014 Diariamente (00h). T1: 445 episódios;

T2; Em exibição.

50 min. [37][38][39]
Esquadrão do amor
  • Estocada final
Entrevista 31 de março de 2014 Segunda-feira (23h05m). T1: 64 episódios;

T2: 48 episódios.

50 min. [40]
Nas nuvens   Talk-show 9 de outubro de 2013 Quinta-feira (23h). T1: 43 episódios;

T2: 22 episódios.

30 min. [41]
Sem moderação   Debate político 20 de maio de 2013 Segunda-feira (23h). T1: 59 episódios;

T2: 40 episódios;

T3: 45 episódios;

T4: Em exibição.

50 min. [42]
Paradoxo da tangência   Entrevista 19 de março de 2012 Terça-feira (23h). T1: 20 episódios;

T2: 20 episódios;

T3: 14 episódios;

T4: 10 episódios.

30 min. [43]
Paraíso   Talk-show 5 de fevereiro de 2012 Domingo (23h). T1: 25 episódios. 35 min. [44]
A costeleta de Adão
  • Cláudio e el sexo
  • Dá-las
Talk-show 18 de outubro de 2011 Terça-feira (23h). T1: 69 episódios;

T2: 49 episódios.

50 min. [18][45]
Inferno
  • O incrível consciente
  • Inimigo público
  • Inferno de cima
  • Irmão Lúcia
  • O melhor de sempre
  • Posto de comando
  • Tropicalíssimo
Sátira 10 de outubro de 2011 Diariamente (22h). T1: 281 episódios;

T2: 271 episódios;

T3: 145 episódios;

T4: 240 episódios;

T5: 263 episódios;

T6: (número de episódios desconhecido)

30 min. [46][47][48]
Qi   Talk-show 11 de julho de 2011 Sexta-feira (23h30m). T1: 11 episódios. 50 min.
Os culturistas   Magazine cultural 5 de abril de 2011 Terça-feira (22h55m). T1: 17 episódios. 50 min. [26]
Showmarkl   Late-show 7 de outubro de 2010 Quinta-feira (23h10m). T1: 23 episódios. 50 min. [49]
Ah, a literatura   Talk-show 5 de outubro de 2010 Terça-feira (22h45m). T1: 25 episódios;

T2: 24 episódios.

30 min. [50]
O que fica do que se passa   Talk-show 5 de outubro de 2010 Sexta-feira (23h). N/d 50 min.
Baseado numa história verídica   Entrevista 2 de outubro de 2010 Sábado (23h10m). T1: 25 episódios;

T2: 20 episódios;

T3: 62 episódios;

T4: 44 episódios;

T5: 104 episódios.

50 min. [51]
A história devida   Talk-show 2 de outubro de 2010 Sábado (21h45m). T1: 19 episódios. 5 min.
Consultório existencial   Talk-show 1 de outubro de 2010 Sexta-feira (22h45m). T1: 17 episódios. 15 min.
As orelhas de Spock   Magazine cultural 6 de junho de 2010 Domingo (22h45m). T1: 13 episódios. 15 min. [52]
O inimigo público   Sátira 3 de junho de 2010 Quinta-feira (23h30m). T1: 32 episódios;

T2: N/d;

T3: 63 episódios.

20 min. [26]
Ping pong top   Talk-show 4 de abril de 2010 Domingo (22h55). T1: 50 episódios. 50 min. [53][54]
Mapa   Talk-show 9 de abril de 2010 Sexta-feira (21h45m). T1: N/d. 20 min. [55]
Especial   Late-show 9 de abril de 2010 Domingo. T1: 49 episódios;

T2: 22 episódios;

T3 (Especial Brasil): 4 episódios.

50 min. [56]
Sacanas sem lei   Talk-show 1 de abril de 2010 Quinta-feira (21h45m). T1: 49 episódios;

T2: 25 episódios;

T3: 113 episódios;

T4: 11 episódios.

50 min. [54]
A rede   Sátira 29 de março de 2010 Diariamente (21h50m). T1: 221 episódios;

T2: 109 episódios.

30 min. [54][57]

Receção[editar | editar código-fonte]

Audiências[editar | editar código-fonte]

Durante os primeiros seis meses de emissão, o canal Q, disponível apenas na operadora Meo, emitiu para uma média de 35 mil pessoas por noite, segundo dados avançados pela Direção-geral do canal.[8]

Até julho de 2012, as audiências quase quadriplicaram comparando com os valores registados no arranque do projeto, em 2010. Apenas disponível no MEO, houve um aumento de 143% durante o horário nobre, no segundo trimestre de 2012, face ao período janeiro-março. No período a partir das 00h, os números do canal de humor subiram em 131%.[58]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

A revista Meios & Publicidade, na sua 13.ª edição da cerimónia de prémios de Media, elegeu o Canal Q na categoria de Canal de Entretenimento Nacional.[59]

A edição de 2012 dos IV Troféus de televisão TV 7 Dias nomearam o programa Baseado numa história verídica na categoria de Melhor talk-show. No entanto, o programa Alta definição da SIC viria a ser eleito vencedor.[60]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2016, Nuno Markl e José Cid geraram controvérsia a propósito da transmissão de um episódio repetido de Showmarkl (2010). Nesta emissão, em entrevista no talk-show do Canal Q, José Cid teceu considerações que foram entendidas como um insulto a Trás-os-Montes, dizendo que os seus habitantes e cultura não eram representativos de Portugal.[61] Os comentários do músico, geraram indignação nas redes sociais, resultando e cancelamentos de concertos, marcação de manifestação para 11 de junho em Alfândega da Fé, para além de uma petição online com exigência de pedido de desculpas. Insultos a Nuno Markl viriam a desencadear a suspensão da sua página de Facebook.[62] Em comunicado enviado às redações, José Cid viria a pedir desculpas pelos seus comentários depreciativos.[63]

O canal já publicou anúncios onde declarava estar à procura de estagiários não pagos.[64]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Canal Q - Quem somos». canalq-quemsomos.blogs.sapo.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  2. «Canal Q estreia «Derek» em Portugal | A Televisão». 6 de março de 2014. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  3. «Derek: Canal Q estreia série de Ricky Gervais». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  4. «VII Troféus TV 7 Dias - Espetáculo transmitido pelo Canal Q». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  5. a b «Canal Q chega à Vodafone | Marketeer». marketeer.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  6. «TV & Media - Produções Fictícias com canal aprovado». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  7. «TV & Media - Produções Fictícias lançam canal com que sonharam». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  8. a b c «TV & Media - Canal Q passa a emitir 15 horas por dia». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  9. «Canal Q - Canal Q assinala aniversário com mudança de imagem». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  10. «Conheça o novo diretor das Produções Fictícias e Canal Q | A Televisão». 4 de fevereiro de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  11. «Briefing - A direção do Canal Q está nas mãos da Diana». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  12. «Canal Q - Canal Q entra na Zon em Março». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  13. «Canal Q estreia-se hoje em Angola | A Televisão». 10 de abril de 2013. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  14. «Televisão - Júlia Pinheiro vai participar no programa do filho». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  15. «Rui Maria Pêgo regressa à televisão com nova temporada de «Filho da Mãe» | A Televisão». 11 de abril de 2016. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  16. a b «Canal Q comemora 5 anos com 5 novos programas | A Televisão». 6 de março de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  17. «Camada de nervos». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  18. a b c d «Canal Q - Canal Q estreia quatro programas». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  19. a b «Maria Rueff: "Apeteceu-me voltar ao Canal Q para me reinventar como atriz"». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  20. «Herman José e Maria Rueff juntos de novo em televisão | A Televisão». 11 de outubro de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  21. «Guitarrista dos Xutos e Pontapés em 'Felizes para Sempre' no Canal Q | A Televisão». 5 de agosto de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  22. «Ana Galvão e Nuno Markl com programa no Canal Q | A Televisão». 20 de fevereiro de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  23. «Ferro Activo no Canal Q (com vídeo)». Meios & Publicidade. 14 de maio de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  24. ««Nada de Especial» em Guimarães | SAPO Mag». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  25. a b c d «Produções Fictícias - Humor "de risco" na nova grelha do canal Q». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  26. a b c d e f «Canal Q revela o que seria a vida de Markl se fosse um looser». Meios & Publicidade. 24 de março de 2011. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  27. «Devaneios: De Perto Ninguém É Normal #12». ramboiablog.blogspot.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  28. http://www.meiosepublicidade.pt/2010/09/canal-q-estreia-%E2%80%98novela%E2%80%99/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  29. «Reportagem: Canal Q - 5 anos de humor em português». www.revistacomic.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  30. «António Raminhos vai apresentar concurso no Canal Q | SAPO Mag». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  31. «Raminhos estreia-se na "Arena da Mentira" do Canal Q». Portal dos Programas. 24 de novembro de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  32. «Super Adeptos: o humor do futebol no Canal Q». Espalha-Factos. 23 de setembro de 2014. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  33. «Saiba quem é o convidado desta noite do «Telebaladas» | A Televisão». 13 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  34. «Do ecrã para o palco: Altos & Baixos continuam a fazer rir». Espalha-Factos. 4 de abril de 2016. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  35. «Lissabon no «Toca e Foge» do canal Q | SAPO Mag». SAPO Mag. Altice Portugal. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  36. «São Luiz Teatro Municipal - CLUBE DA PALAVRA». www.teatrosaoluiz.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  37. «Entrevista com o Fernando Alvim!». 22 de outubro de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  38. «É A Vida Alvim - 'É a Vida Alvim' sai do +TVI e muda-se para o Canal Q». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  39. «Programa do +TVI muda-se para o Canal Q | A Televisão». 29 de setembro de 2014. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  40. «Carolina Torres integra novo projeto em televisão | A Televisão». 27 de agosto de 2015. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  41. «Cabo - Nuno Artur Silva vai apresentar 'Nas Nuvens'». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  42. «No Canal Q, a atualidade discute-se «Sem Moderação» | SAPO Mag». SAPO Mag. Altice Portugal. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  43. «Canal Q: Sílvia Alberto entrevistada por Eduardo Madeira no Paradoxo da Tangência». Destak.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  44. «"Paraíso" estreia hoje no Canal Q | A Televisão». 12 de fevereiro de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  45. «Televisão - Cláudio Ramos fala de sexo no canal Q». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  46. «Viva o Inferno! | P3». P3. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  47. «Entrevista no Canal Q, no programa "Inferno", com a economista Sara Rocha, sobre o TTIP e o TPP. : Não ao Tratado Transatlântico – Não ao TTIP». www.nao-ao-ttip.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  48. «Programa «Inferno» tem novo apresentador | A Televisão». 29 de julho de 2016. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  49. «Catarina Furtado no «ShoWMarkl» | SAPO Mag». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  50. «"Ah, A Literatura!" c/ Ricardo Araújo Pereira (Canal Q)». alma-lusa.blogs.sapo.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  51. «Maria Vieira é a convidada de «Baseado Numa História Verídica» | A Televisão». 2 de novembro de 2012. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  52. «I Dream in Infrared: "As Orelhas de Spock" finalmente online». idreaminfrared.blogspot.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  53. «Anokas Ritolas - O blog: Ping Pong Top do Canal Q (PORTUGUESE ONLY)». anokasritolas.blogspot.pt. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  54. a b c «Produções Fictícias lançam canal na segunda-feira: Canal Q apresenta grelha que vive no horário nobre e no VOD». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  55. «O mapa de Nuno Artur Silva no canal Q». Ciberescritas. 6 de julho de 2010. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  56. «Entrevista Canal Q. no programa "Especial" – Julho 2010 - Paulo Rebelo». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  57. «Klepht - Vasco Palmeirim entrevista os The Klepht no Canal Q». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  58. «Produções Fictícias - Audiências do Canal Q disparam em 143%». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  59. «Televisão - TVI eleita melhor estação generalista». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  60. «Eis os vencedores dos Troféus de Televisão TV7 Dias | A Televisão». 24 de abril de 2013. Consultado em 11 de setembro de 2016 
  61. «Vídeo: José Cid goza com transmontanos no Canal Q». PT Jornal. 30 de maio de 2016. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  62. «Televisão - José Cid sobre os transmontanos: "Pessoas medonhas, feias e desdentadas"». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  63. «Televisão - José Cid pede desculpa aos transmontanos: "fui injusto com pessoas que gostam de mim"». Consultado em 3 de agosto de 2016 
  64. https://www.facebook.com/ganhemvergonha/photos/a.154566218054198/1155516327959177