Salvador Martinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Salvador Martinha
Nome de nascimento Salvador Martinha
Nascido(a) em 6 de abril de 1983 (36 anos)
Lisboa, Portugal Portugal
Nacionalidade português
Especialidade humorista
Anos em atividade 2009 - presente
Gênero comédia
Trabalhos de
destaque
Ar Livre
Sou Menino Para IR
Sal
Cabeça Ausente
Pensa Rápido
Um para Um
Ruas Rivais

Salvador Maria Ferro Pinto de Magalhães Martinha, mais conhecido por Salvador Martinha ou Tucano (Lisboa, 6 de abril de 1983), é um humorista português.[1] Conhecido pelas suas participações em programas como Levanta-te e Ri ou Sal, e pelos espetáculos que realizou ao longo do tempo como Cábula ou Centro das Atenções.[2][3][4][5] Foi o primeiro humorista português a ter um espetáculo seu na Netflix.[2]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Stand-up[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - Salvador está numa relação a solo[7]
  • 2012 - Salvador ao vivo[7]
  • 2014 - Cábula[4]
  • 2015 - Na Ponta da Língua[8]
  • 2016 - Tipo Anti-Herói[9]
  • 2017 - Centro das Atenções[5]
  • 2018 - Cabeça Ausente[10]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

  • 2014 - Pensa Rápido[12]
  • 2016-2017 - Um para Um[2]
  • 2020-presente - Stand-Up na Hora

Internet[editar | editar código-fonte]

  • 2017-presente - Ar Livre (podcast)[13]
  • 2018 - Sou Menino Para Ir (websérie)[14]
  • Podcast secreto

Imprensa[editar | editar código-fonte]

  • Co-autor de “Off the Record”, colunas diárias e páginas especiais de humor no jornal Record[2]

Referências

  1. «Salvador Martinha». Eventuais. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  2. a b c d e Tiago Palma (17 de dezembro de 2016). «Salvador Martinha: "Pode estar um menino em Cuba a afogar as mágoas pela morte do Fidel com o meu espetáculo"». Observador. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  3. a b Inês Borges (11 de março de 2014). «Sal. A série de Manzarra estreia em maio». Espalha-Factos. Consultado em 31 de maio de 2018 
  4. a b Henrique Mota Lourenço (19 de dezembro de 2014). «'Cábula': uma entrada a pés juntos». Shifter. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  5. a b José Varela Rodrigues (6 de dezembro de 2017). «Salvador Martinha: "Não posso exercer esta profissão sem ser o centro das atenções"». O Jornal Económico. Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  6. «Sketches humorísticos para ANA Aeroportos». SAPO Mag. 27 de julho de 2011. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  7. a b João Pinho e Linda Formiga (4 de dezembro de 2018). «Salvador Martinha: "O nosso papel tem de ser sujo, senão seríamos políticos"». Comunidade Cultura e Arte. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  8. Maria João Caetano (19 de junho de 2015). «Salvador Martinha tem novas piadas "Na Ponta da Língua"». Diário de Notícias. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  9. Helena Moreira (19 de outubro de 2016). «Salvador Martinha regressa aos palcos e leva 'Tipo Anti-Herói' ao Tivoli». Espalha-Factos. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  10. Ana Antunes (26 de julho de 2018). «A 'Cabeça Ausente' traz Salvador Martinha de regresso aos palcos». Espalha-Factos. Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  11. Rui Ribeiro (29 de julho de 2014). «Ruas Rivais - Nos cinemas a 31 de julho». Magazine.HD. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  12. Maria Ruivo (29 de abril de 2014). «PENSA RÁPIDO. SALVADOR MARTINHA NA RFM». Grupo Renascença Multimédia. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  13. Luís Alves Vicente (10 de junho de 2017). «'Ar Livre': Salvador Martinha como nunca o ouviste». Espalha-Factos. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  14. Tiago Pereira (4 de março de 2018). «Salvador Martinha supreende na websérie "Sou Menino Para Ir"». CA Notícias. Consultado em 20 de dezembro de 2018