José de Pina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde janeiro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
José de Pina
José de Pina
Nome completo José Augusto de Pina
Nascimento 1962 (54 anos)
Lisboa,  Portugal
Nacionalidade Português
Ocupação Humorista, argumentista, comentador

José Augusto de Pina (Lisboa, 1962) é um humorista, escritor, apresentador de televisão e argumentista português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em Cinema pela ETIC - Escola de Tecnologias, Inovação e Criação, tem o Curso Superior de Cinema, pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa., é argumentista e realizador, realizou o videoclip da música "Novo Estado Novo" da banda IK Mux, de 1989, com o qual venceu o primeiro prémio de jovens criadores num concurso da Secretaria Estado da Juventude, foi realizador e argumentista do filme O Mistério da Boca do Inferno (1989).

Foi um dos sócios e fundadores da empresa de escrita criativa Produções Fictícias., humorista desde 1992, começou a escrever para Herman José. foi co-autor dos programas Boião de Cultura, Parabéns, Herman Zap, Herman Enciclopédia e Hora H, Co-autor e criador de Contra-Informação, guionista da série Major Alvega (RTP1), escreveu para o Inimigo Público, a Visão, A Bola e Record.

Entre 2009 e 2011 foi cronista no jornal i, comentador no programa da SIC Mulher Prazer dos Diabos, que, inicialmente, era emitido pelo extinto canal SIC Comédia. Autor, actor e co-realizador dos programas Fogo Posto! (SIC Radical), onde entre varias facetas, consegue, num programa de humor, muito raramente mostrar os dentes e nunca sorrir. Foi protagonista do programa O Humor e a Cidade (RTP 3), em que visitava várias cidades, mostrando os seus monumentos, museus, restaurantes, etc.

Escreveu para o Café Central (RTP 2) e Estado de Graça (telenovela A Paixão do Poder) RTP1. Foi comentador nos programas Inimigo Público TV e Sacanas sem Lei (Canal Q). Autor dos livros Nascido para Mandar - Guia para Chegar ao Poder (Gradiva, 2004), Agenda Política 2006 (Gradiva, 2005) e Depois digam que não vos avisei: Política em 3D (QuidNovi, 2011).

Está com licença sem vencimento desde 2005, como professor da Escola Secundária António Arroio, onde lecionou a disciplina de Cine-Video.

É um ferrenho adepto do Sporting Clube de Portugal, sendo comentador de futebol no programa Prolongamento, na TVI24, e fazendo parte do painel de humoristas do programa Futebol de Perdição da Sporting TV. É também comentador no programa "Irritações" da SIC Radical.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Nascido para mandar: guia para chegar ao poder em Portugal, ilustrações de João Fazenda (2004)

Referências