Talatona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Talatona
Localidade de Angola Angola
(Município)
Talatona - panoramio - Rogério Melo.jpg

Vista de uma rua residencial em elevação do terreno
Dados gerais
Fundada em 2016
Província Luanda
Clima BSh

Talatona está localizado em: Angola
Talatona
Localização de Talatona em Angola
8° 55' 5" S 13° 11' 27" E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Projecto Angola  • Portal de Angola

Talatona é um município da província de Luanda, limítrofe à capital angolana.[1][2][3][4] Foi projetado pelo governo de Angola para reduzir o trânsito no centro de Luanda;[5] sua infraestrutura foi edificada em um local a sul (conhecido como Luanda Sul)[6] que atualmente abriga diversos serviços administrativos e econômicos que foram transferidos da zona central.[5]

Surgido nos anos 90 como área de cultivo para camponeses migrados do sul de Angola, este outrora bairro do município de Belas[5] passa a se urbanizar a partir de meados da próxima década, mas é somente após a guerra civil angolana, em 2002, que o povoamento efetivamente se estabelece.[6] Este processo ocorreu através da empresa Edurb, que adquiriu o perímetro e o loteou. Presentemente realiza a gestão urbana, com autorização do governo provincial de Luanda.[5]

Dista cerca de 17km do centro da capital, e é composto basicamente por torres de uso residencial e comercial, além de condomínios horizontais. O governo angolano contratou a transnacional brasileira Odebrecht, que por meio de sua subsidiária Odebrecht Angola erigiu duas avenidas (nomeadas Samba e 21 de Janeiro) para possibilitar a conexão com Luanda.[6]

O centro de compras "Belas", construído no então bairro, também foi incumbido à Odebrecht,[5] que executou a obra em parceria com capitais angolanos. É o primeiro centro de compras de Angola, inaugurado em 2008.[6] Devido ao crescimento econômico do bairro e à extensão territorial do município de Belas, em 2016 foi anunciada pelo governador da província de Luanda, Higino Carneiro, a criação do município de Talatona; esta emancipação era prevista no planejamento do plano diretor da região metropolitana de Luanda.[1]

Abrange um distrito urbano, Camama.[2]

Referências

  1. a b «Talatona passa a município». Jornal de Angola. 10 de março de 2016. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  2. a b «Primeiro-Ministro luso chega hoje a Luanda». Jornal de Angola. 17 de setembro de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  3. «Deputados apostam em nacionais para a resolução da lagoa de Talatona». ANGOP. 1 de junho de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  4. «Embaixador de Moçambique deixa Luanda com desejo de mais trocas comerciais com Angola». Diário de Notícias. 23 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  5. a b c d e «Talatona ou o inferno de estacionar». Rede Angola. 10 de dezembro de 2014. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  6. a b c d «Talatona, o enclave dos ricos em Angola». Folha de São Paulo. 25 de maio de 2010. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.