Humpata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Humpata
Flag-map of Angola.svg
Província Huíla
Características geográficas
Área 1261,25 km²
População 100 634[1] hab. (2018)
Densidade 24,58 hab./km²
Altitude 1937 m

Projecto Angola  • Portal de Angola

Humpata é uma cidade e município da província da Huíla, em Angola, possuindo cerca de 100 mil habitantes.

A cidade de Humpata forma com as vizinhas Lubango e Chibia a virtual Região Metropolitana do Lubango, uma área de forte conurbação e ligação de serviços urbanos.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Foi uma das primeiras zonas de colonização portuguesa e bôer nesta zona do interior de Angola, sendo o antigo concelho criado em 1883. Sua população bôer chegou à localidade após as longas jornadas para as terras de sede, fundando a Colônia de São Januário da Humpata.[3]

Foi também o local de nascimento de Fernando Peyroteo, a 10 de março de 1918.

Geografia[editar | editar código-fonte]

É limitado a norte pelo município do Lubango, a leste pelo município da Chibia, a sul pelo município de Virei, e a oeste pelo município de Bibala.[4]

O município é constituído somente pela comuna-sede, correspondente à cidade de Humpata. Anteriormente também compunha-se das comunas de Bata-Bata, Caholo, Neves e Palanca.[5].

Este município é servido por uma riquíssima rede hidrográfica subterrânea e de superfície de caudal constante, com destaque para o rio Neves[6] e para o lago Nuntechite.[7]

Em virtude de sua elevação e posicionamento central na serra da Leba (ou Planalto da Humpata), Humpata é a cidade mais fria de Angola.[6]

Economia[editar | editar código-fonte]

As suas terras são muito férteis, sendo a agricultura a sua actividade essencial. A pecuária e a pesca continental constituem também sectores de desenvolvimento importantes. Possui um parque industrial de dimensão considerável, ligado ao sector agro-pecuário.[8]

A geografia da cidade, localizada na serra da Leba e nas bordas da serra da Chela, propicia o ecoturismo trilheiro e montanhista, além de atividades econômicas desportivas de alpinismo e rapel.[9]

Educação[editar | editar código-fonte]

Sedia o Instituto Médio Politécnico da Humpata, principal instituição de ensino médio-técnico da região[10].

Referências

  1. Schmitt, Aurelio. Município de Angola: Censo 2014 e Estimativa de 2018. Revista Conexão Emancipacionista. 3 de fevereiro de 2018.
  2. The City of Lubango. WP Review. 2017.
  3. Azevedo, José Manuel de. A colonização do Sudoeste Angolano : do deserto do Namibe ao planalto da Huíla - 1849-1900. Salamanca: Universidade de Salamanca, 2014.
  4. Geohive [1]
  5. Comunas. Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado. 2018.
  6. a b Estudo de mercado sobre a província de Huíla. Associação Industrial Portuguesa - Confederação Empresarial. 2015.
  7. Gazetteer of Angola - Names Approved by the United States Board on Geographic. Washington: Defense Mapping Agency, 1986. 2 ed. pg. 391.
  8. COUCELO, Josefina Maria Costa Parreira Cruz - Caracterização de hábitos alimentares na Província da Huíla, Angola: contribuição para a elaboração de um guia alimentar
  9. Fenda Tundavala in Huila. Republic of Angola Embassy in the Republic Of Botswana. 2018.
  10. Huíla: Instituto Politécnico da Humpata amplia oferta formativa neste ano. Agência Angola Press. 05 Janeiro de 2016