Ondjiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ondjiva
Flag-map of Angola.svg
Província Cunene
Características geográficas
Área 20 255 km²
População 211 000 hab. (2014)
Densidade 10 hab./km²

Ondjiva está localizado em: Angola
Ondjiva
Localização de Ondjiva em Angola
17° 04' " S 15° 44' " E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Prefixo telefónico 244
Projecto Angola  • Portal de Angola

Ondjiva, também grafada como Ondijiva, é uma cidade em Angola, sede do município de Cuanhama e capital da província do Cunene. É a capital mais setentrional de Angola.

No período colonial chamou-se "Vila Pereira d'Eça" ou "Vila Pereira de Eça", em honra de António Pereira de Eça. Foi destruída durante a Guerra Civil Angolana e pela Força Aérea da África do Sul na Guerra de fronteira sul-africana. O início de sua reconstrução só foi possível depois do advento de paz, em 2002.

Ondjiva teve um crescimento lento, no qual contou em 2011 com pouco mais de 10000 habitantes. Oriundos não apenas da região, mas também de outras partes do país. Apesar da sua reduzida dimensão demográfica, a cidade já acusa indícios de um processo de formação de classes.[1].   A base económica da cidade são actividades industriais, comerciais e de serviços.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Ondjiva conta com uma extensão superficial de 4 980, e um número estimado a 95 618 habitantes, no que se inclui uma densidade de 19 hab/km².[2]

Historia[editar | editar código-fonte]

A cidade de Ondjiva era a capital do Reino Cuanhama até o reinado de Mandume ya Ndemufayo, morto em 1917, durante as Batalhas de Cubango-Cunene, na Campanha do Sudoeste da África da Primeira Guerra Mundial.

Tornou-se a capital do Cunene quando esta foi elevada à condição de província no ano de 1970; ao receber a condição de capital, passou a chamar-se Vila Pereira d'Eça.

Foi destruída durante a Guerra Civil Angolana e pela Força Aérea da África do Sul na Guerra de fronteira sul-africana. Por conta da destruição sofrida, perdeu a condição de capital primeiramente para Matala, na Huíla, que serviu provisoriamente como capital do Cunene de 1981 a 1989, e; para Xangongo, que serviu de 1989 a 2002.

O início de sua reconstrução só foi possível depois do advento de paz, em 2002, recebendo novamente o título de capital provincial.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Paragem no Aeroporto 11 de Novembro (de Ondjiva), em 2008

Transporte[editar | editar código-fonte]

As principais ligações rodoviárias de Ondjiva são feitas pela rodovia EN-295, que liga a cidade ao Xangongo e ao Lubango, ao noroeste, e; ao Missado Cuamato e ao Calueque, ao sudoeste. A outra rodovia, a EN-120, a liga ao Cuvelai e ao Cachiungo, ao norte, e; ao Namacunde e à vila de Santa Clara do Cunene, à sudoeste, já na fronteira Angola-Namíbia.[3]

Serve à cidade o Aeroporto 11 de Novembro, que dá ligação às principais cidades do país, bem como à capital nacional.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade dispõe de um campus da Universidade Cuito Cuanavale, no qual se estuda as carreiras de licenciatura em biologia, engenharia , agropecuária, licenciatura em enfermaria e licenciatura em laboratório clínico.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A capital do Cunene concentra os recursos de saúde da província, principalmente na figura do Hospital Provincial do Cunene (Hospital Geral do Cunene; erguido em 1937) e no Hospital Municipal do Cuanhama (2014).[4]

Cultura e lazer[editar | editar código-fonte]

Uma das principais manifestações culturais-religiosas da cidade são as festividades de Nossa Senhora do Carmo, promovidas pela Diocese de Ondjiva. Nossa Senhora do Carmo é a padroeira da cidade, tendo sua devoção iniciado dentro da Missão Católica da Mupa, em 1923.[5]

Naturais de Ondjiva[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cristina Udelsmann Rodrigues, From familiy identity to social classes: Urban stratification in Angola (Luanda and Ondjiva), Journal of Southern African Studies, 33 (2) 1997, pp. 235-250
  2. Info-Angola
  3. Asfaltagem da estrada Ondjiva/Cuamato inicia em Dezembro. Portal Angop. 21 de novembro de 2018.
  4. Hospital de Ondjiva com obras avançadas. Jornal de Angola. 25 de maio de 2014
  5. Cunene: Católicos preparam festas da padroeira da Missão da Mupa. Portal Angop. 22 de junho de 2007.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.