Matala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a localidade de Creta, Grécia, veja Mátala (Creta).
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Matala
Localidade de Angola Angola
(Vila e Município)
Angola Provinces Huila 250px.png

Província da Huíla
Dados gerais
Província Huíla
Município(s) Matala
Características geográficas
População 800.000 hab.

Matala está localizado em: Angola
Matala
Localização de Matala em Angola
14° 44' 11" S 15° 02' 00" E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Projecto Angola  • Portal de Angola

Matala é uma vila e município da província da Huíla [1] , em Angola. Está situada ao longo do rio Cunene, a uma altitude de aproximadamente 1.300 metros acima do nível do mar. A barragem da Matala, concluída em 1954 [2] [3] fica localizada nesse ponto ao longo do rio.

Com mais de 815.000 (oitocentos e quinze mil) habitantes, é limitada a Norte pelo município de Chicomba, a Leste pelos municípios da Jamba e Cuvelai, a Sul pelos municípios de Ombadja e Cahama, e a Oeste pelos municípios de Chiange, Quipungo e Caluquembe. É constituído pelas diferentes da Matala, Capelongo e Mulondo.

Comércio[editar | editar código-fonte]

A Matala é o segundo maior posto comercial depois do Lubango, possui um mercado vasto e aberto, e a maioria da população atua no ramo comercial.

Os seus principais polos comerciais são: Praça Grande, Camúcua ou Alemanha, Cabungula e muitos outros pontos clandestinos espalhados pelo interior.

Indústria[editar | editar código-fonte]

A principal indústria da Matala é a produção hidroelétrica realizada na barragem da Matala que fica situada na confluência do Rio Que e do Rio Cunene, na extremidade do Alto Cunene, ficando à cerca de 225 km a jusante da barragem do Gove. Foi a primeira grande estrutura a ser concluída na bacia em 1954. Foi sujeita a obras de renovação no inicio de 2001 que terminaram em Março de 2015, aumentando a capacidade de produção de energia de 42 megawatts para 48 megawatts[4] [5] .

Educação[editar | editar código-fonte]

Para além das Escolas Públicas instaladas nos distintos lugares do município, a sede passou a contar com 2 (dois) colégios: "A Verdade Vos Libertará" e "Kautindi". Um Magistério está sendo erguido, para compactar o grande déficit de escolarização dos municípios.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Para além do Centro Médico Municipal, o município já conta com um Hospital localizado no Sul da sede Municipal a 2 km. O mesmo tem a capacidade de responder as demandas da parte Sul da Província da Huíla, ajudando desta forma no melhoramento sanitário qualificado da região.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Já foi remodelada a linha férrea que liga as províncias de: Namibe – Huíla – Cuando-Cubango, passando pela sede Municipal, garantindo a circulação de mercadorias e bens dos municípios, comunas e setores. Os municípios ficaram congratulados pelo gesto que o Governo fez, depois desta mesma via estar interrompida havia mais de 3 décadas e meia. As estradas ganharam um tapete asfáltico - a chamada estrada 180, o que veio a possibilitar ainda mais a transação de pessoas e bens. Diariamente centenas de viaturas de rápidas à pesadas circulam nesta via.

Condição social[editar | editar código-fonte]

A população da Matala vive com média de 7 dólares por dia, cujo bairro Comandante ,Cowboy, é o mais populoso depois da demolição ocorrida nas áreas de locais de risco. A população sobretudo se localiza à beira da linha férrea e dos que se localizavam abaixo dos cabos de alta tensão de corrente elétrica. Os desalojados foram obrigados a abandonarem a área e posteriormente a se abrigarem numa área reservada pelo governo designada por “Muvale”.

Iluminação[editar | editar código-fonte]

Em 2008 a sede ganhou um novo visual depois de terem sido substituídos os postes deixados pelos colonos pelos novos e modernos postes, que iluminam as noites facilitando a circulação noturna. O Município irá manter a iluminação em Cowboy visto que existe muita escuridão e depois pode causar muitos danos no povo.

Línguas[editar | editar código-fonte]

Sendo um município rodeado por várias tribos, este detém a língua Nhaneka-Humbi como língua principal. Neste mesmo ponto encontram-se várias línguas trazidas por indivíduos oriundos de outros pontos do país como: Umbundo, Nganguela, Nhemba, Kwanhama e uma forte linhagem Kôkwe entre tantas outras.

Clima[editar | editar código-fonte]

O município apresenta um clima tropical quente, com temperatura média anual de 28ºC (máxima) e 24ºC (mínima), no Verão. E 18ºC (mínima) e 20ºC (máxima), no Inverno.

Religião[editar | editar código-fonte]

No município há mais de 50 denominações religiosas, sendo a Igreja Católica Apostólica Romana, e a Igreja Adventista do Sétimo Dia as que reúnem o maior número de fiéis. Em seguida aparecem as seitas protestantes: IECA e IESA. As Testemunhas de Jeová também estão presentes em Matala e possuem mais de 40 congregações em Angola.

Telecomunicações[editar | editar código-fonte]

O município conta com duas cadeias de rádios:

1- RÁDIO 2000

2- RÁDIO HUÍLA - POSTO FIXO DA MATALA

Todas filiais da emissora provincial, garantindo aos municípios duas janelas com finalidades não só de se manterem informados acerca do que se passa no país e no mundo como também para a divulgação dos seus mais variados trabalhos, tanto no ramo musical quanto no empresarial.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Angola, integrado no Projecto Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.