Menongue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Menongue
Localidade de Angola Angola
(Cidade e Município)
Flag-map of Angola.svg
Província Cuando-Cubango
Características geográficas
Área 23.565 km²
População 306.622 hab.
Densidade 13 hab./km²

Menongue está localizado em: Angola
Menongue
Localização de Menongue em Angola
14° 40' " S 17° 42' " E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Projecto Angola  • Portal de Angola

Menongue é uma cidade e município de Angola. É a capital da província do Cuando-Cubango.

Durante o domínio português designou-se Serpa Pinto até mudar de nome 1975. O seu nome anterior pretendeu homenagear o famoso explorador Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto.

Tem 23 565 km² e cerca de 306.622 mil habitantes (Censo de 2014).[1].

História[editar | editar código-fonte]

A cidade foi fundada pelos portugueses entre novembro de 1884 e fevereiro de 1885, num esforço de rápido estabelecimento no local, em virtude da partição colonial de Angola, definida pela Conferência de Berlim, onde ditava que a divisão do continente dependia da efectiva ocupação dos territórios por parte dos países europeus.

Havia o risco do Kuando Kubango ser ocupado pelos ingleses, fato que levou o Império Português a enviar rapidamente o militar Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto para fundar um posto administrativo, às margens do Rio Kuebe.

Anos mais tarde, em 1961, a localidade foi elevada a cidade com o nome Serpa Pinto.

Depois da independência, o aglomerado passou a chamar-se Menongue.

Geografia[editar | editar código-fonte]

É limitado a Norte pelo município de Chitembo, a Este pelos municípios do Cuito Cuanavale e Nancova, a Sul pelo município de Cuangar, e a Oeste pelos municípios do Cuanhama, Cuvelai e Cuchi. O município é constituído pelas comunas de Menongue, Cueio e Caiundo.

Sua temperatura é muito variada.

Demografia e política[editar | editar código-fonte]

Seu povo é majoritariamente da etnia dos Ganguelas, que fala a língua Nganguela. Seu primeiro rei foi Mwene Vunongue, considerado herói na resistência à ocupação colonial portuguesa.

O último rei foi Augusto Cambinda Calilo, que adotou o nome de soberano - autoridade tradicional reconhecida pelo Estado - Mwene Vunongue VI. Este veio a falecer em 2018.[2]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A rodovia EN-280 liga Menongue às cidades de Lubango e Cuito Cuanavale, e; a EN-140 a liga ao Chitembo e à Gangula.

A cidade é o término do Caminho de Ferro de Moçâmedes, que a liga à cidade de Moçâmedes.

Dispõe também do aeródromo Aeroporto Comandante Kwenha.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade do Menongue é a sede da reitoria da Universidade Cuíto Cuanavale.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Censo 2014 do INE de Angola». 2014. Consultado em 21 de Agosto de 2017. Arquivado do original em 11 de julho de 2017 
  2. Classificado túmulo de monarca que liderou povo Nganguela contra ocupação de Angola. Lusa/DN. 3 de maio de 2018.
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.