Moxico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moxico
Localidade de Angola Angola
(Província)
Angola Provinces Moxico 250px.png

Em verde-claro, a província de Moxico, em Angola
Dados gerais
Província Moxico
Município(s) Alto Zambeze, Bundas, Camanongue, Léua, Luacano, Luau, Luchazes, Lumeje e Moxico
Características geográficas
Área 223 023 km²
População 750 000 hab.

Dados adicionais
Prefixo telefónico +244
Projecto Angola  • Portal de Angola

Moxico é uma província de Angola. É a maior província do país. Tem uma dimensão de 223 023 quilómetros quadrados e sua população aproximada é de 750 000 habitantes. Sua capital é Luena. Moxico compreende os municípios de Alto Zambeze, Bundas, Camanongue, Léua, Luacano, Luau, Luchazes, Lumeje e Moxico. Distâncias a partir de Luena: Luanda (1 314 quilómetros) e Saurimo (265 quilómetros). O [[clima da província é tropical, com uma média de temperatura que varia entre os 22ºC e os 24°C.

O governador da província é João Ernesto dos Santos Liberdade (2016).

A província foi uma das bases de operação da UNITA durante a Guerra Civil Angolana.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A cultura local é construída pelas etnias dos Côkwe, Luchaze, Luvale, Ovimbundu, Lunda, Mbunda e Nganguela, além de outros grupos etnolinguísticos menores. Há, naturalmente, um forte impacto da cultura introduzida pela antiga potência colonial, Portugal, através de missões cristãs de diferentes obediências, o "comércio do mato" e a indústria madeireira etc. Historicamente, a agricultura constitui a base do desenvolvimento socioeconómico da província, tendo, como culturas fundamentais: arroz, mandioca, hortícolas, milho, massambala, massango e outros.[1]

Economia[editar | editar código-fonte]

O Moxico possui produção de massango, batata-doce, citrinos, girassol, vielo, arroz, mandioca, milho, madeira. Na pecuária, é um produtor da carne bovina. Nesta província angolana, há extração dos seguintes minérios: carvão, cobre, manganês, ferro, diamantes, ouro, volfrâmio, estanho, milibdénio, urânio, lenhite e a indústria presente é de materiais de Construção.

Há uma grande pesca artesanal na região, visto que o Moxico possui diversos rios e lagos. Nas estações chuvosas, esta potencialidade é estendida, visto que muitas regiões da província alagam-se.

Existe grande exploração florestal nos municípios de Moxico (Chicala, Cangumbe, Lungué-Bungo), Camanongue, Léua (Chafinda), Luau (Ngoana) e Alto Zambeze (Cavungo e Macondo).

As toras de madeira são exportadas para consumo do litoral e exterior do país e uma parte também é utilizada localmente.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O parque nacional de Cameia, com uma área de 14 450 quilómetros quadrados, alberga espécies animais de grande interesse e existem, também, as Quedas do rio Luizavo e as quedas do rio Lucula no Muni.

Outros locais que se podem visitar são: Luena, Leua, Luacano, Luau, Lucusse e Sacassanje, Alto-Luena.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Moxico

Referências

  1. Ver p.ex. José Redinha, "Etnias e culturas de Angola", Luanda: Instituto de Investigação Científica de Angola, 1974

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Angola, integrado no Projecto Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.