Rio Cuando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cuando (ou Kwando)
Cuando-Chobe 636X366.jpg

Porção final do rio Cuando (imagem de satélite): 1 - fronteira entre Angola e a Zâmbia; 2 - Faixa de Caprivi; 3 - Parque Nacional Mudumu (início do pântano Linyanti); 4 - Parque Nacional Mamli; 5 - Delta do Okavango; 6 - Rio Linyanti; 7 - Lago Liambezi (seco); 8 - Rio Chobe; 9 - confluência com o Zambeze; 10 - pântanos Zambeze-Caprivi

Localização
Países
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
735 km
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
96.780 km²
País(es) da
bacia hidrográfica
Nascente
Foz

O rio Cuando (ou Kwando) é um rio da África Austral. Nasce no Planalto Central de Angola e corre para sueste, formando parte da fronteira entre aquele país e a Zâmbia; durante este percurso, o leito do rio é formado por ilhas e canais, com uma largura que varia entre cinco e dez quilômetros. Tem 735 km de comprimento.

Quando termina essa fronteira, o Cuando atravessa a Faixa de Caprivi na direção sudoeste, mudando novamente de direção para formar a fronteira daquela região da Namíbia com o Botswana, correndo primeiro para sueste e depois para leste, onde vai desaguar no Zambeze. A curva do rio é pantanosa e aí se encontram dois parques nacionais Mudumo e Mamli, ambos em território namibiano. Esta porção do rio é conhecida por rio Linyanti ou pântano Linyanti. A porção seguinte, a caminho do Zambeze é denominada Chobe.

Há cerca de 10.000 anos, o rio Cuando não fazia aquela curva, mas continuava a correr para sudoeste onde se encontrava com o Okavango para, mais a sul, onde neste momento é o deserto do Kalahari, formarem o lago Makgadikgadi.

A contribuição deste rio para o volume de águas do Zambeze é muito pequena, devido à evaporação da água nos pântanos. Somente em anos de enchente o volume de agua afluído para o Zambeze é substancial.

No lado norte do rio Chobe se encontram os Pântanos Caprivi, onde estão as ruínas da capital dos Macololos, que conquistaram Barotze no século 19.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Afrique Centre et Sud", Carte Routiere et Touristique Michelin, Paris (1996)
  • C. Michael Hogan (2008) Makgadikgadi, The Megalithic Portal, ed. A. Burnham
  • Robert Mepham, R. H. Hughes, G. M. Bernacsek (1992) A Directory of African Wetlands, International Union for Conservation of Nature and Natural Resources, United Nations Environment Programme, World Conservation Monitoring Centre, 820 pages ISBN 2-88032-949-3
A confluência do Cuando (no centro, esquerda) e Zambeze.

Ver também[editar | editar código-fonte]