Jornal da Band

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jornal da Band
Informação geral
Também conhecido(a) como Jornal Bandeirantes (1977-1997)
Formato Telejornal
Gênero jornalismo
Duração 65 minutos
Criador(es) Grupo Bandeirantes de Comunicação
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Fernando Mitre
André Luiz Costa
Apresentador(es) Eduardo Oinegue
Lana Canepa
Elenco Laura Ferreira (meteorologia)
Neto (esportes)
Tema de abertura instrumental
Exibição
Emissora de televisão original Rede Bandeirantes
Formato de exibição 1080i (HDTV)
480i (SDTV) (1977-2007)
Transmissão original 12 de outubro de 1977 - presente
Cronologia
Titulares da Notícia
Programas relacionados Café com Jornal
Jornal da Noite

Jornal da Band é um telejornal brasileiro produzido e apresentado pela Rede Bandeirantes. Estreou em 12 de outubro de 1977 sob o comando de Salomão Esper, com o título de Jornal Bandeirantes, usado até 1997. Desde 13 de maio de 2019, tem como âncora, o jornalista Eduardo Oinegue.

História

Jornal Bandeirantes (1977–1997)

O Jornal Bandeirantes estreou em 12 de outubro de 1977, substituindo o antigo Titulares da Notícia que havia sido terminado um dia antes. Salomão Esper, que já era apresentador do Titulares da Notícia, foi um dos seus primeiros âncoras. Durante a década de 1970, sofria constantemente com a censura do regime militar.

Na década de 1980, o jornal ganha alcance nacional. Entre os apresentadores desta estiveram Ferreira Martins, Ronaldo Rosas, Geraldo Ribeiro, Joelmir Beting, Belisa Ribeiro, Luiz Santoro e Marília Gabriela, que apresentava o jornal paralelamente aos seus talk-shows, como o Cara a Cara.

Ferreira Martins e Marília Gabriela apresentaram o Jornal Bandeirantes juntos de 1988 até 1991, quando foram substituídos por Chico Pinheiro, que permaneceu até 1995, quando migrou para a Rede Record. Em seu lugar entrou Carla Vilhena, titular do JB entre 1995 e 1997. No dia 15 de fevereiro de 1997, o Jornal Bandeirantes ia ao ar pela última vez com esta nomenclatura.

Jornal da Band (desde 1997)

Em 17 de fevereiro, às 20h, estreava o Jornal da Band, cuja nomenclatura agora atendia pelo apelido informal que a Rede Bandeirantes utilizava desde 1993. Carla Vilhena continuou a ancorar o telejornal até março do mesmo ano, quando Paulo Henrique Amorim deixa o cargo de correspondente da Rede Globo nos Estados Unidos para assumir o telejornal.[1]

Editor-chefe do jornal, exigia que este começasse rigorosamente às 20h (o que não acontecia antes) e tinha uma redação paralela. Num tom extremamente opinativo e "independente", PHA se desentendeu com vários políticos, inclusive com o ex-presidente Lula, questionando-o sobre bens não declarados ao Imposto de Renda. No início de 1999, o jornalista se desentendeu com a emissora[2] sendo substituído por Marcos Hummel, que apresentava o telejornal eventualmente.

Joelmir Beting apresentou o telejornal de 2004 até 2012

Marcos Hummel ganha a companhia de Janine Borba, que foi substituída por Letícia Levy em 9 de junho de 2003.[3] Ambos ficaram a frente do telejornal até 12 de março de 2004, quando Carlos Nascimento sai da Rede Globo e passa a apresentar o Jornal da Band, que contava com os comentários de dois "ex-globais": Ricardo Boechat e Joelmir Beting. A "moça do tempo" passa a ser Mariana Ferrão, que vinha da Rede 21. Com a transferência de Nascimento para o SBT, Ricardo Boechat, que cobria as folgas de Nascimento, torna-se o titular do Jornal da Band a partir de 2006,[4] passando a co-ancorar o telejornal com Mariana Ferrão e Joelmir Beting.

Ricardo Boechat ancorou o telejornal de 2006 até 2019

Em 3 de dezembro de 2007, o Jornal da Band estreou novo cenário e passou a ser transmitido em alta definição.[5] Mariana Ferrão apresentou o telejornal pela última vez no dia 28 de março de 2008, devido a sua ida para a Rede Globo. No dia 31 de março, Ticiana Villas Boas entrou para o trio de apresentadores titulares do jornal, substituindo-a.

Em outubro de 2012, Joelmir Beting é afastado da bancada do Jornal da Band para tratamento de uma doença autoimune, no Hospital Albert Einstein em São Paulo. O tratamento tem início no dia 22 daquele mês, e pouco mais de um mês depois, em 29 de novembro, o jornalista morre em decorrência de um AVC.[6] Após sua morte, apenas Ricardo Boechat e Ticiana Villas Boas continuaram na apresentação do telejornal.

Em 28 de abril de 2014, o jornal ganha nova vinheta e passa a ser apresentado na nova redação de jornalismo da Band. Em 27 de dezembro de 2014, no término da edição de sábado, a apresentadora Ticiana Villas Boas anuncia aos telespectadores que deixaria o jornal por cinco meses, entrando em licença-maternidade. Mas em abril de 2015, Ticiana deixou a emissora e foi para o SBT, após sete anos na bancada do Jornal da Band, tendo sido a âncora feminina que mais tempo ficou à frente da atração. Paloma Tocci, que estava cobrindo até então a licença de Ticiana, assumiu a apresentação do jornal.[7]

Em 11 de julho de 2016, o Jornal da Band passa a ser transmitido ao vivo pelo Facebook, tornando-se o primeiro telejornal da TV aberta brasileira a ser apresentado na rede social.[8]

Entre 18 de junho e 17 de outubro de 2018, a titular Paloma Tocci esteve de licença-maternidade, sendo substituída nesse período por Lana Canepa.[9] Em 1 de fevereiro de 2019, Paloma deixa a bancada após quatro anos, e Lana assume novamente de maneira interina.[10]

Ricardo Boechat comandou o Jornal da Band até 8 de fevereiro de 2019, uma sexta-feira. No início da tarde da segunda-feira seguinte, 11 de fevereiro, o jornalista morreu, vítima de um acidente com um helicóptero que o trazia de Campinas, onde havia realizado uma palestra.[11] Desde a morte do jornalista, o telejornal passou a ser apresentado interinamente por Fábio Pannunzio, que assumiu seu lugar ao lado de Lana Canepa.[12]

A morte de Ricardo Boechat fez a Band alterar os planos inicialmente feitos para o jornalista Eduardo Oinegue, que participava esporadicamente em programas da BandNews TV e nas rádios Bandeirantes e BandNews FM, e iria assumir o Jornal da Noite em uma futura reformulação.[13] Em fevereiro, a emissora confirmou que ele se tornaria titular do Jornal da Band no lugar de Boechat.[14][15]Oinegue assumiu o comando do Jornal da Band em 13 de maio de 2019.[16]

Referências

  1. «'Jornal da Band' prioriza a mulher». Folha de S.Paulo. 2 de fevereiro de 1997. Consultado em 27 de julho de 2017 
  2. «"Jornal da Band" diminui noticiário político-econômico». Folha de S.Paulo. 18 de janeiro de 1999. Consultado em 27 de julho de 2017 
  3. «Ponte». Folha Ilustrada. 7 de junho de 2003. Consultado em 27 de julho de 2017 
  4. Ricardo Boechat, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP
  5. «Alta Definição: Jornal da Band estréia novo cenário para TV Digital!». Band. 3 de dezembro de 2007. Consultado em 18 de julho de 2018 
  6. «Morre o jornalista Joelmir Beting, aos 75 anos». Folha de S. Paulo. 29 de novembro de 2012. Consultado em 10 de fevereiro de 2014 
  7. Ticiana Villas Boas assina contrato com SBT
  8. «Jornal da Band será transmitido ao vivo no Facebook - Vídeos - Jornal da Band - Band.com.br». Jornal da Band. Consultado em 3 de março de 2017 
  9. «Paloma Tocci voltará ao Jornal da Band» 
  10. TV, Notícias da (1 de fevereiro de 2019). «Paloma Tocci deixa o Jornal da Band após impasse: 'Hora de me reinventar'». Notícias da TV. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  11. TV, Notícias da (11 de fevereiro de 2019). «Âncora do Jornal da Band, Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero». Notícias da TV. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  12. «Fábio Pannunzio apresentará o "Jornal da Band" no lugar de Boechat pelos próximos dias - Televisão». NaTelinha. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  13. Ricco, Flávio (6 de fevereiro de 2019). «Eduardo Oinegue vai assumir o "Jornal da Noite" na Band». UOL. Consultado em 11 de abril de 2019 
  14. Feltrin, Ricardo (16 de fevereiro de 2019). «Eduardo Oinegue sucede Boechat no "Jornal da Band; Barão, na BandNews FM». UOL. Consultado em 11 de abril de 2019 
  15. Band aposta no jornalismo e deve estrear nova programação em abril
  16. «Eduardo Oinegue ocupa vaga que foi de Boechat no Jornal da Band». F5. 7 de maio de 2019. Consultado em 13 de maio de 2019 

Ligações externas