Jogo Aberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jogo Aberto
Informação geral
Formato programa jornalístico
Gênero esportivo
Duração 120 minutos
Estado em exibição
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Fernando Mitre
Dênis Gavazzi
Apresentador(es) Renata Fan
Denílson
Elenco Ulisses Costa
Ronaldo Giovanelli
Chico Garcia
João Paulo Cappellanes
João Pedro Sgarbi
Héverton Guimarães (MG)
Exibição
Emissora original Brasil Rede Bandeirantes
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Formato de áudio estéreo
Transmissão original 5 de fevereiro de 2007 – presente
Temporadas 15
Cronologia
Esporte Total
Programas relacionados Esporte Total
Terceiro Tempo
Os Donos da Bola
Band Esporte Clube
Show do Esporte

Jogo Aberto é um programa esportivo brasileiro exibido pela Rede Bandeirantes, que substituiu a primeira fase do Esporte Total.

História[editar | editar código-fonte]

Estreou no dia 5 de fevereiro de 2007, tendo como apresentadora a jornalista Renata Fan, e é veiculado de segunda à sexta-feira, das 11h00 às 13h00 (horário de Brasília) para todo o Brasil. Devido à programação local, o programa acaba às 12h30, continuando apenas para São Paulo e para as TVs por assinatura, enquanto em alguns outros estados são exibidos programas esportivos locais.

A edição nacional e local do programa conta com comentários dos ex-jogadores de futebol Denílson, Edilson Capetinha e Ronaldo Giovanelli, assim como João Paulo Capelanes, Chico Garcia, Ulisses Costa e Héverton Guimarães, de Minas Gerais, além de convidados.

No início, o programa também contava em seu elenco, com o ex-jogador Marcelinho Carioca, de longa passagem pelo Corinthians, porém, em junho de 2007, o Pé de Anjo voltou aos gramados, e, após cogitação de retorno ao Timão naquela ocasião, foi contratado pelo Santo André, equipe da cidade de Santo André, localizada no ABC paulista, que disputou a Série B do Campeonato Brasileiro daquele ano, e que, no ano de 2008, ainda com Marcelinho no elenco, o "Ramalhão" conquistou o tão sonhado acesso à Série A.[1][2]

O Jogo Aberto também teve importantes presenças: do ex-jogador Müller, que estava insatisfeito e se transferiu para a SporTV em 2008, e do ex-árbitro Oscar Roberto Godói, que foi demitido em fevereiro de 2010 por críticas a diretoria da emissora durante a transmissão do jogo entre Ponte Preta e Corinthians, pelo Campeonato Paulista de 2010.[3]

Em 11 de julho de 2014, Osmar de Oliveira, conhecido como Dr.Osmar, e que participava do debate, morre aos 71 anos, vítima de infarto. Por conta disso, o programa ficava nos últimos 2 meses e meio sem um comentarista especial no programa. A mudança veio em 6 de outubro de 2014, com a vinda de Paulo Roberto Martins, mais conhecido como Paulo Morsa, que trabalhou com Renata na Rede Record entre 2001 e 2006.[4][5]

Em São Paulo, logo após o término do programa, Neto apresenta o Os Donos da Bola, e dá alguns pitacos sobre futebol, juntamente com Velloso, Rogério Assis, Alexandre Praetzel e muitos outros convidados.

Em Minas Gerais em 2012, contava com o Jogo Aberto Local (com o nome de "Golasô", que era apresentado por Letícia Renna, ex-apresentadora do Globo Esporte local e no Rio Grande do Sul comandava Leonardo Meneghetti.[6]

No Rio de Janeiro, existia o programa de mesmo nome voltado para o futebol do Rio de Janeiro, o Jogo Aberto Rio[7] apresentado por Larissa Erthal, e que contava com os comentários dos ex-jogadores Djalminha e Pedrinho, Além disso o programa era transmitido simultaneamente pela TV Band DF para o Distrito Federal.[8] que a partir do 13 de janeiro de 2014 substituiu o Jogo Aberto rede apresentado por Renata Fan, sendo exibido no mesmo horário.[9] Em 27 de março de 2015, após contenção de despesas, a emissora decide cancelar a versão carioca,[10] que foi exibido pela última vez em 3 de abril de 2015.[11] Desde 8 de junho de 2015, o programa também é exibido no BandSports no horário alternativo das 17h30.[12]

Em 1 de agosto de 2017, é anunciado que o Jogo Aberto passará a ter edições aos sábados, estas que serão ancoradas por Larissa Erthal. A edição foi ao ar as 14h00 e estreou em 5 de agosto.[13] A edição foi encerrada em outubro, por causa da renovação, pela Band, dos direitos de transmissão do NBB, no mês de outubro.

Em 11 de maio de 2020, o Jogo Aberto ganha novo pacote gráfico e visual (cenário, vinheta de abertura, intervalo, GC's e entre outros) devido as comemorações dos 53 anos da Band.

Em 16 de fevereiro de 2021, após 6 anos, a emissora demite o comentarista Paulo Morsa.[14] Pouco tempo depois, o programa passou a ter na equipe os comentaristas Edílson e João Paulo Cappelanes.

Em março, o Jogo Aberto, em parceria da Band com o site de vídeos Kwai, lança o Microfone Aberto, reality show que terá com objetivo escolher um novo comentarista para o programa. Em 22 de junho, foi anunciado o vencedor do reality: João Pedro Sgarbi foi escolhido para ser comentarista do jornal esportivo.

Em 2009 o programa entrou no 16º ranking "Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania", que é formado por denúncias de telespectadores e pelo Comitê de Acompanhamento da Programação (CAP), onde estão como representantes mais de 60 entidades que assessoram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados para criar a lista com o "Ranking da Baixaria na TV".[15][16] Segundo a Agência Câmara Notícias, foram 88 denúncias fundamentadas sobre desrespeito às torcidas de futebol, incitação à violência e vocabulário impróprio para o horário.[17]

Edições locais[editar | editar código-fonte]

Local Emissora Apresentador(a)
São Paulo São Paulo Rede Bandeirantes
Band São Paulo
Renata Fan
Santa Catarina Florianópolis TV Barriga Verde Carolina Corazza
Bahia Salvador Band Bahia Juliana Guimarães
Pernambuco Recife TV Tribuna Eduardo Moura
Rio Grande do Norte Natal Band RN Danilo Leon
Maranhão São Luís Band Maranhão Erika Palley
Amazonas Manaus Band Amazonas Dany Rezende
Amapá Macapá TV Macapá Costa Filho

Seleção do ano[editar | editar código-fonte]

Antes do fim da temporada, um colégio eleitoral formado por jornalistas e ex-jogadores votam em jogadores que atuaram por clubes do país naquele ano nos Campeonatos Estaduais, Copas Regionais, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro além de Torneios Internacionais. Os mais votados em cada posição são declarados participantes da seleção.[18]