Três Irmãs (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a obra de Anton Tchekhov, veja As Três Irmãs. Para outros significados, veja Três Irmãs.
Três Irmãs
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero
Duração 55 minutos
Criador(es) Antônio Calmon
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Dennis Carvalho
José Luiz Villamarim
Câmera Multicâmera
Roteirista(s) Adriana Chevalier
Ângela Carneiro
Duba Elia
Guilherme Vasconcelos
Leandra Pires
Lícia Manzo
Elenco
Tema de abertura "Don't Worry, Be Happy", Mart'Nália
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 15 de setembro de 200810 de abril de 2009
N.º de episódios 179

Três Irmãs é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no seu horário das sete, entre 15 de setembro de 2008 e 10 de abril de 2009, em 179 capítulos, substituindo Beleza Pura e sendo substituída por Caras & Bocas[1]. Foi a 74ª "novela das sete" exibida pela emissora. Foi escrita por Antônio Calmon, com a colaboração de texto de Adriana Chevalier, Ângela Carneiro, Duba Elia, Guilherme Vasconcelos, Leandra Pires e Lícia Manzo, direção de Amora Mautner, Vinícius Coimbra e Cristiano Marques, direção geral de José Luiz Villamarim e Dennis Carvalho e direção de núcleo de Dennis Carvalho.

Contou com Cláudia Abreu, Giovanna Antonelli, Carolina Dieckmann, Marcos Palmeira, Rodrigo Hilbert, Paulo Vilhena, Regina Duarte e Vera Holtz nos papéis centrais.

Produção[editar | editar código-fonte]

Três Irmãs foi gravada na praia de Grumari, no Rio de Janeiro.

Originalmente a novela se chamaria Praia Azul, remetendo ao nome da fictícia praia onde se passava a telenovela, sendo alterado posteriormente para As Três Irmãs e, finalmente, Três Irmãs.[2] A inspiração para Antônio Calmon escrever a trama veio dos documentários brasileiros Surf Adventure e Fábio Fabuloso, de 2004, que contavam a história do surf no Brasil.[3] O surfista profissional Rico de Souza prestou assessoria para a composição do perfil dos personagens.[3] Em 26 de maio Rodrigo Hilbert, Paulo Vilhena e Maitê Proença viajaram para Bali, na Indonésia, para gravar as primeiras cenas da novela, utilizando a praia de Tanah Lot, tradicional no surf mundial, para as cenas iniciais de Gregg e Eros.[4]

O local foi escolhido após dois meses de pesquisa realizada pelo diretor José Luiz Villamarim sobre a cultura do surf e os principais pontos procurados pelos praticantes, usando outras praias indonesas como Uluwatu, Balangan e Padang Padang.[5] Outras cenas iniciais foram gravadas a partir de 13 de junho em Florianópolis, em Santa Catarina, para onde viajaram Marcello Novaes e Malu Galli.[6] Na cidade cenográfica o restante do elenco iniciou as gravações em 20 de junho.[7] As cenas externas dos surfistas foram gravadas em Grumari, praia de preservação ambiental do Rio de Janeiro.[8][9] A cena inicial da morte do personagem de Alexandre Borges levou dois dias para ser gravada, precisando da construção de uma estrutura suspensa por quatro guindastes no Autódromo do Rio de Janeiro para que o acidente do carro pudesse ser captado em todos os ângulos.[10] A cidade fictícia de Caramirim, foi inspirada na arquitetura histórica de Paraty, litoral do Rio de Janeiro, sendo desenvolvida pelos cenógrafos Fábio Rangel e Keller Veiga.[3]

O visual da personagem de Regina Duarte foi inspirado na personagem Mary Poppins, interpretada por Julie Andrews no filme homônimo de 1964.[11] Carolina Dieckmann teve que aprender a surfar para interpretar a personagem Suzana.[12]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Regina Duarte foi convidada para interpretar Virgínia, porém a atriz considerou a personagem pouco desafiadora, pedindo para a direção para interpretar a misteriosa Waldete.[13] Renée de Vielmond foi convidada na sequência, porém a atriz recusou, alegando que havia se aposentado das novelas em 1998 e aceitou apenas fazer uma participação em Paraíso Tropical despretensiosamente.[14] Nívea Maria chegou a ser confirmada no papel, mas abdicou-o para integrar o elenco de Caminho das Índias.[7] Por fim Ana Rosa foi enfim escalada como Virgínia, retornando à Globo após quatro novelas na RecordTV.[15] Cláudia Abreu e Marcos Palmeira foram os primeiros escalados para o posto de protagonistas.[16] Rodrigo Hilbert, Paulo Vilhena e Kayky Brito foram escolhidos para interpretarem surfistas exatamente por já surfarem.[17] Acreditando que o casal Alma e Gregg precisava de um elemento para atrapalhar o romance, a direção escalou Emanuelle Araújo para interpretar Soninha Rainha, uma cantora de axé que era ex-namorada do surfista, entrando na trama na reta final, a partir do capítulo 139 em 23 de fevereiro de 2009.[18]

Incidentes[editar | editar código-fonte]

Em 18 de julho de 2008, dois meses antes da estreia, um incêndio atingiu os estúdios da novela e destruiu parte da cidade cenográfica, não causando nenhum dano físico, uma vez que não havia ninguém gravado no momento.[19] Em 20 de novembro o ator Marcello Novaes foi agredido gravemente em uma boate do Rio de Janeiro e precisou se afastar temporariamente da novela, sendo que suas cenas precisaram ser regravadas e um acidente de carro foi criado para que o ator pudesse voltar à história, justificando os machucados.[20] Em 30 de novembro Solange Couto sofreu uma isquemia cerebral e foi internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, ficando de fora da novela foi três meses, sendo que na história foi alegado que sua personagem ia embora com um ex-namorado, Gennaro.[21] A atriz retornou às gravações em fevereiro de 2009.[22]

Conteúdo transmídia[editar | editar código-fonte]

No final de 2008 a produtora Webcore Games desenvolveu para a Globo Marcas um jogo multiplayer online battle arena baseado na novela intitulado Surfínia, no qual o jogador passava por seis fases em campeonatos de surfe, perguntas sobre o tema e outros desafios de aventura.[23] O jogo foi lançado em 15 de janeiro de 2009 e ficou disponível durante todo aquele ano no website do Globo Esporte.[24][25]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em Caramirim, litoral do Rio de Janeiro, a farmacêutica Virgínia (Ana Rosa) criou sozinha suas três filhas, que tomaram rumos diferentes e agora tem que se reencontrar para cuidar da mãe doente. A viúva Dora (Cláudia Abreu) tenta reconstruir a vida ao lado do ortopedista Bento (Marcos Palmeira), mas tem que enfrentar a fúria da ex-sogra, a ardilosa Violeta (Vera Holtz), que a culpa pela morte do filho e joga o neto contra ela, fazendo de tudo para sua infelicidade. Alma (Giovanna Antonelli) é uma médica atrapalhada com sete noivados desfeitos que nunca teve sorte no amor, mas que acaba reencontrando dois romances do passado ao retornar à cidade: o inescrupuloso Hércules (Bruno Garcia), que se torna obcecado por ela, e o sedutor surfista Gregg (Rodrigo Hilbert), a quem ela nunca esqueceu, embora os dois passem a viver uma humorada relação de "cão e gato". Já a surfista Susana (Carolina Dieckmann) é a única que ainda mora com a mãe. Ela namora Xande (Dudu Azevedo) apenas por condolência, uma vez que ele ficou manco ao salva-la anos antes, acabando com sua carreira de esportista. Suzana descobre o amor verdadeiro com o surfista Eros (Paulo Vilhena), melhor amigo de Gregg e que chega na cidade para conhecer seu pai, Sandro (Marcello Novaes), após sua mãe, Walquíria (Maitê Proença), finalmente revelar sua identidade.

As irmãs ainda se envolvem em uma verdadeira guerra contra Violeta, uma vez que a empresária planeja montar um complexo hoteleiro na região, o qual destruirá a floresta nativa e o centro histórico de Caramirim. Violeta, no entanto, mal sabe que está sendo ludibriada pela dupla de picaretas Vidigal (Luís Gustavo), que se tornou rico após se casar com uma milionária que faleceu misteriosamente, e Chuchu (Otávio Augusto), que finge ser um executivo espanhol, se tornando sócios dela no complexo ao ver a chance de faturar muito dinheiro. Os dois só não resistem aos encantos da inteligente e sensual Valéria (Graziella Moretto), que finge perante os outros ser apenas secretária, mas é o grande cérebro por trás dos planos, manipulando os dois para sempre seguirem suas ordens e formando um cômico trio de golpistas. Tudo muda com a chegada de Waldete (Regina Duarte), mulher enigmática e que conquista a todos com seus sábios conselhos, indo trabalhar na casa de Violeta para tentar se vingar dela, uma vez que conhece todos seus mais sórdidos segredos do passado, sendo a única capaz de barrar as maldades dela, embora também esconda grandes mistérios.

A cidade ainda apresenta outras histórias, como da ingênua Natália (Cecília Dassi), que acaba engravidando do namorado, PH (Ivan Mendes), e não tem apoio dos pais, decidindo se casar e enfrentar as dificuldades de se criar um filho aos dezessete anos. A mãe dela, Leonora (Beth Goulart) é uma mulher fútil e que vive um casamento de conveniência com Orlando (Tato Gabus Mendes), se envolvendo secretamente com o prefeito Nelson (Aloísio de Abreu), pai de seu genro e marido de sua melhor amiga, Neuza (Malu Valle). A dona da pousada, Janaína (Solange Couto) namora o preguiçoso pescador (Ailton Graça), embora ele nunca tenha esquecido a ex-namorada francesa Sylvie (Antônia Frering), que retorna à cidade para desespero da atual. Paulinho (Kayky Brito) é filho rebelde de Violeta e rival de Gregg no surf, que maltrata a namorada Laila (Juliana Schalch), mas acaba se tornando boa pessoa ao se encantar por Duda (Daniela Récco).

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Com o horário de verão, a Globo resolveu mudar o horário de transmissão das novelas, deixando a trama de Antônio Calmon para ser exibida às 19h30 a partir da segunda-feira, dia 27 de outubro de 2008.[26]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Cláudia Abreu Dora Jequitibá Pinheiro
Giovanna Antonelli Alma Jequitibá Pinheiro
Carolina Dieckmann Suzana Jequitibá Pinheiro
Marcos Palmeira Bento Rio Preto
Rodrigo Hilbert Gregório de Matos (Gregg)
Paulo Vilhena Eros Pascolli Pedreira
Vera Holtz Violeta Áquila
Regina Duarte Waldete Maria do Nascimento Bezerra / Verônica Ramos
Bruno Garcia Hércules Galvão (Galvão)
Dudu Azevedo Alexandre Galvão (Xande)
Ana Rosa Virgínia Jequitibá
José Wilker Augusto Pinheiro
Graziella Moretto Valéria Gutierrez
Luiz Gustavo Vidigal Castro
Otávio Augusto Francisco Benete (Chuchu)
Cecília Dassi Natália Malatesta
Ivan Mendes Pedro Henrique Santana (PH)
Maitê Proença Walquíria Pascolli
Marcello Novaes Sandro Pedreira
Malu Galli Lígia Pedreira (Liginha)
Kayky Brito Paulo Fernando Áquila (Paulinho)
Daniela Récco Maria Eduarda Bulhões da Silveira (Duda)
Marcos Caruso Dr. Alcides Áquila
Cássio Gabus Mendes Baby Montenegro
Beth Goulart Leonora Malatesta
Tato Gabus Mendes Orlando Malatesta
Malu Valle Neuza Santana
Aloísio de Abreu Prefeito Nelson Santana
Bianca Byington Gilda Sueli
Guilherme Piva Glauco Campo Santo
Débora Duarte Florinda Áquila
Roberto Bonfim Pacífico Áquila
Solange Couto Janaína Paz
Ailton Graça Clodoaldo Astrogildo da Conceição (Jacaré)
Antônia Frering Sylvie L'Eclair
Otávio Müller Gennaro Fortuna
Juliana Schalch Laila Galvão
Leonardo Carvalho Alfredo Malatesta (Alfredão)
Roberta Rodrigues Lucineide da Silva (Neidinha)
Othon Bastos Dr. Francisco Polidoro
John Herbert Álvaro Gutierrez (Excelência / Tubarão Branco)
Brenno Leone Zig Pedreira
Caio Vaz Thor Pedreira
Rachel de Queiroz Zara Reginato
Estrela Blanco Melissa Reginato (Mel)
Omar Docena Jerry
Maria Eduarda de Carvalho Carmem Lúcia (Carminha)
Rafael Ciani Antônio (Toninho)
Thávyne Ferrari Rafaela Rio Preto (Rafinha)
Sidy Correa Sávio Campo Santo
Ana Paula Botelho Moema Augusta
Camila dos Anjos Antônia
Kenya Costta Iracema
Sylbeth Soriano Borborema
Iara Jamra Luzinete
Malu Rodrigues Marina
Matheus Costa Lucas Rio Preto
Vitor Novello Marco Antônio Jequitibá Áquila (Marquinho)
Caio Vydal Gilberto Áquila (Gibo)
Pedro Rossa Luiz Roberto Santana

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Alexandre Borges Artur Áquila
Emanuelle Araújo Maria Sonia Ferreira (Soninha Rainha)
Carlos Loffler Adamastor Pamplona
Hugo Carvana Dr. Silvano Andrade
Erik Marmo Dr. Ricardo Rios
Nívea Stelmann Karen
Eriberto Leão Robinho
José Rubens Chachá Delegado Novaes
Ernani Moraes Promotor Alvarez
Thalita Carauta Eliete Macedo
Hélio Ribeiro Figueira
José Loreto Mamute
Giulio Lopes Juiz
Maria Manoella Teresa
Colbie Caillat Ela mesma
Lulu Santos Ele mesmo
Kelzy Ecard Geiza
Beto Vandesteen Polenta
Lucília de Assis Izabel

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Volume 1[editar | editar código-fonte]

Três Irmãs: Volume 1
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 20 de outubro de 2008
Gênero(s)
Formato(s) CD
Gravadora(s) Som Livre

A primeira trilha sonora da telenovela foi lançada em 20 de outubro de 2008 pela Som Livre compilando canções nacionais e internacionais.[27] Luís Gustavo, Marcello Novaes, Marcos Caruso, José Wilker, Paulo Vilhena, Regina Duarte, Marcos Palmeira, Carolina Dieckmann, Giovanna Antonelli e Cláudia Abreu ilustraram a capa do álbum, enquanto a contracapa trazia Rodrigo Hilbert, Vera Holtz, Maitê Proença, Caio Vaz, Ana Rosa, Beth Goulart, Brenno Leone, Bruno Garcia, Tato Gabus Mendes, Kayky Brito e Dudu Azevedo.[28][29]

Lista de faixas
N.º Título Música Personagem tema Duração
1. "Midnight Bottle"   Colbie Caillat Dora e Bento 3:43
2. "10 Contados"   Céu Suzana e Eros 3:25
3. "Morena Nativa"   Armandinho Janaína 3:31
4. "Summer at Eureka"   Pete Murray Geral 3:16
5. "Sonífera Ilha / Ska"   Titãs e Os Paralamas do Sucesso Surfistas 3:42
6. "Mais"   Capital Inicial Natália e PH 3:20
7. "Barbara Ann"   The Beach Boys Surfistas 3:47
8. "Maior Abandonado"   Leo Jaime Alma e Galvão 3:45
9. "Moça"   Caetano Veloso Suzana e Xande 3:45
10. "E não Vou Mais Deixar Você Tão Só"   Liah Alma e Gregg 3:20
11. "Medo de Amar nº2"   Simone Walkíria 3:24
12. "Não é Proibido"   Marisa Monte Geral 3:15
13. "Esquisito"   Tania Christal Waldete 3:31
14. "Maracangalha"   Diogo Nogueira Valéria, Vidigal e Chuchu 3:38
15. "Don't Worry, Be Happy"   Mart'nália Abertura 3:27
16. "Sol, Som, Surf e Sal"   João Penca e Seus Miquinhos Amestrados Eros / Gregg 3:31
17. "Meu Erro"   Titãs e Os Paralamas do Sucesso Duda e Paulinho 3:39

Volume 2[editar | editar código-fonte]

Três Irmãs: Volume 2
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 10 de janeiro de 2009
Gênero(s)
Formato(s) CD
Gravadora(s) Som Livre

A segunda trilha sonora da telenovela foi lançada em 10 de janeiro de 2009 pela Som Livre compilando canções nacionais e internacionais. Um carro antigo passando pela orla da praia ilustra a capa do álbum.[30]

Lista de faixas
N.º Título Música Personagem tema Duração
1. "Lovers in Japan"   Coldplay Duda e Paulinho 3:43
2. "You Make It Real"   James Morrison Natália e PH 3:25
3. "Meu Mundo É o Barro"   O Rappa Geral 3:31
4. "Brand New Start"   Little Joy Dora e Bento 3:16
5. "Desabafo / Deixa Eu Dizer"   Marcelo D2 e Cláudya Geral 3:42
6. "Grilos"   Marina Machado e Samuel Rosa Alma e Gregg 3:20
7. "De Repente Califórnia"   Lulu Santos Sandro 3:47
8. "Little Favours"   KT Tunstall Violeta 3:45
9. "Nós Vamos Invadir Sua Praia"   Pitty Valéria, Vidigal e Chuchu 3:45
10. "Do Ya"   McFly Gregg 3:20
11. "Mr. Rock & Roll"   Amy MacDonald Suzana e Eros 3:24
12. "Um Dia Desses"   Adriana Calcanhotto e Moreno Veloso Waldete 3:15
13. "When I Fall In Love"   Cídia & Dan Waldete e Alcides 3:31
14. "Sway"   Michael Bublé Nelson e Leonora 3:38
15. "J'ai Deux Amours (Due Amori)"   Madeleine Peyroux Sylvie 3:27
16. "I've Got You Under My Skin"   Ronaldo Canto e Mello Walquíria e Alcides 3:31
17. "Love Me Tender"   Ed Wilson Augusto e Virgínia 3:47
18. "Quizás, Quizás, Quizás"   Emmanuel Sueli 3:45
19. "Neidinha"   Chico Carvalho Neidinha 3:45

Audiência[editar | editar código-fonte]

O capítulo de estreia marcou 33 pontos e 51% de televisores ligados, representando um aumento de um ponto em relação ao primeiro capítulo da antecessora Beleza Pura.[31] Em 16 de setembro e 6 de outubro a trama atingiu seu maior índice, 33 pontos, repetindo o mesmo da estreia.[32][33] Aos poucos a audiência da novela foi caindo e, logo no primeiro mês, já acumulada uma média de apenas 28 pontos, uma das piores da história da faixa.[34] Parte da perda de audiência deveu-se ao crescimento do Jornal da Record, que – apesar de não chegar perto dos índices de Três Irmãs – representava um aumento gravidado de 14% desde o início da exibição da novela.[35] Em 31 de janeiro a trama atingiu apenas 16 pontos, a menor da história das "novelas das sete" e abaixo do registrado pela décima sexta temporada de Malhação.[36] Mantendo-se abaixo dos 20 pontos, Três Irmãs passou a ter menos audiência que a reprise de Mulheres Apaixonadas no Vale a Pena Ver de Novo, que chegou a atingir 26 pontos.[37][38] O último capítulo teve média de 25 pontos, o menor da história do horário, representando uma queda de oito pontos em relação a Beleza Pura, que havia fechado com 33.[39][40]

Três Irmãs obteve média geral de 24 pontos, a pior da história das "novelas das sete", superando os 27 de Bang Bang, considerado o maior fracasso do horário até aquele momento.[41]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2008 Melhores do Ano Melhor Atriz Infantil Thávine Ferrari Indicado [42]
Prêmio Minha Novela Melhor Atriz Cláudia Abreu Venceu [43]
Melhor Ator Marcos Palmeira
Melhor Atriz Infantil Thávine Ferrari
Melhor Ator Infantil Caio Vydal
2009 Prêmio Contigo! Melhor Novela ou Minissérie Três Irmãs Indicado [44]
Melhor Autor Antônio Calmon
Melhor Atriz Giovanna Antonelli
Melhor Atriz Revelação Daniela Recco
Melhor Atriz Infantil Thávine Ferrari Venceu
Melhor Ator Infantil Matheus Costa Indicado
Vítor Novello
Melhor Diretor Dennis Carvalho
Prêmio Extra de Televisão Melhor Novela Três Irmãs [45]

Referências

  1. «Antônio Calmon fala sobre a estréia da sua próxima novela, 'Três irmãs'». O Globo. 8 de setembro de 2008. Consultado em 19 de julho de 2017 
  2. «Antonio Calmon faz um balanço de 'Três irmãs', que chega à reta final». Extra. Consultado em 9 de abril de 2018 
  3. a b c «CENOGRAFIA E ARTE». Globo. 6 de agosto de 2008. Consultado em 9 de abril de 2018 
  4. «Rodrigo Hilbert grava cenas de novela em Bali». UOL. Consultado em 9 de abril de 2018 
  5. «'Três irmãs' é gravada em Bali». Extra. 9 de julho de 2008. Consultado em 19 de julho de 2017 
  6. «Novela Três Irmãs será gravada em Florianópolis». Clic RBS. Consultado em 9 de abril de 2018 
  7. a b «Correria: Caruso e Nívea Maria já estarão em Três Irmãs». O Planeta TV. Consultado em 9 de abril de 2018 
  8. «Elenco de 'Três Irmãs' grava na praia de Grumari, Rio». Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  9. «Elenco de 'Três irmãs' grava na Praia de Grumari». Extra. Consultado em 9 de abril de 2018 
  10. «Réveillon trágico em "Três Irmãs"». Diário do Nordeste. 6 de agosto de 2008. Consultado em 19 de julho de 2017 
  11. «A misteriosa Waldete, com dábliu». Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  12. «Para nova novela, Carol Dieckmann tem aulas de surfe e gravará em Bali». UOL. Consultado em 9 de abril de 2018 
  13. «Marcinha, de "Malhação", será garota de programa em novela das oito». UOL. Consultado em 9 de abril de 2018 
  14. «Renée de Vielmond encerra sua participação em "Paraíso Tropical", mas continua disponível para gravar». UOL. Consultado em 9 de abril de 2018 
  15. «Ana Rosa será uma mãezona moderna na novela 'Três irmãs'». O Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  16. «Cláudia Abreu conta detalhes da sua próxima personagem na TV». Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  17. «Cláudia Abreu conta detalhes da sua próxima personagem na TV». Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  18. «Emanuelle Araújo entra na trama de 'Três irmãs' para criar confusão entre Alma e Gregg». O Globo. 21 de fevereiro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2017 
  19. «Fogo destrói parte da cidade cenográfica da novela 'Três irmãs'». Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  20. «Marcelo Novaes é agredido em boate e deve ficar fora da novela 15 dias». O Globo. 21 de novembro de 2008. Consultado em 19 de julho de 2017 
  21. «Solange Couto é internada com isquemia cerebral transitória». Estadão. 1 de dezembro de 2008. Consultado em 19 de julho de 2017 
  22. «Solange Couto volta a gravar 'Três Irmãs'». Ego. 9 de fevereiro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2017 
  23. «A Webcore Games desenvolveu para a Rede Globo o game SURFÍNIA». Webcore Games. Consultado em 9 de abril de 2018 
  24. «Game Surfínia da novela Três Irmãs da Globo». Tudibão. Consultado em 9 de abril de 2018 
  25. «Vem aí: Surfínia» 
  26. «Audiência das novelas da Globo sobe no Ibope com mudança de horário». Na Telinha - UOL. 28 de Outubro de 2008. Consultado em 21 de Novembro de 2008 
  27. «Trilha sonora de 'Três irmãs' mistura músicas nacionais e internacionais». O Globo. Consultado em 30 de março de 2018 
  28. «Trilha sonora da novela Três Irmãs, CD internacional». As Novidades. Consultado em 30 de março de 2018 
  29. «Três Irmãs: Volume 1». Teledramaturgia. Consultado em 30 de março de 2018 
  30. «Três Irmãs: Volume 2». Teledramaturgia. Consultado em 30 de março de 2018 
  31. «Três Irmãs: Novela mantém audiência de Beleza». Estrelando. 16 de setembro de 2008. Consultado em 11 de julho de 2015 
  32. «Audiências» 
  33. «As audiências» 
  34. «"Negócio da China" tem pior audiência da história e já afeta "Três Irmãs"». UOL. Consultado em 8 de abril de 2018 
  35. «Jornalismo da Globo perde ibope e share em 2008». UOL. Consultado em 8 de abril de 2018 
  36. «As audiências» 
  37. «Audiência: Reprise de "Mulheres Apaixonadas" supera "Negócio da China"». O Planeta TV. Consultado em 30 de março de 2018 
  38. «Último capítulo de "Mulheres Apaixonadas" crava pico de 30 pontos». O Planeta TV. Consultado em 30 de março de 2018 
  39. «Último capítulo de "Três Irmãs" marca 25 pontos». O Planeta TV. 13 de abril de 2015. Consultado em 12 de maio de 2015 
  40. «Ibope consolida o último capítulo de "Beleza Pura" em 33 pontos». O Planeta TV. Consultado em 8 de abril de 2018 
  41. «As melhores e as piores audiências das novelas das 19h». IG. Consultado em 8 de abril de 2018 
  42. Melhores do Ano: Confira todos os vencedores das 14 edições do prêmio
  43. «Melhores do Ano». Consultado em 1 de fevereiro de 2009 
  44. «Cauã recebe prêmio por atuação em 'A Favorita' e dedica a Grazi». Terra. 19 de maio de 2009. Consultado em 30 de setembro de 2011 
  45. Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]