Tony Tornado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tony Tornado
Nome nativo Antônio Vieira Gomes
Nascimento 26 de maio de 1930 (88 anos)
Mirante do Paranapanema
Cidadania Brasil
Ocupação ator, cantor
Magnum opus BR-3

Antônio Viana Gomes, mais conhecido como Tony Tornado (Mirante do Paranapanema[1][2][3], 26 de maio de 1930), é um ator e cantor brasileiro.[4] Em 1970 foi o vencedor da fase brasileira do V Festival Internacional da Canção com a canção soul "BR-3".[5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de pai guianense e mãe brasileira [6], aos 11 anos de idade Tony fugiu de casa e foi parar no Rio de Janeiro onde se tornou menino de rua e ganhava a vida vendendo amendoim e engraxando sapatos.

Aos 18 anos serviu na Escola de Paraquedismo de Deodoro junto com o empresário Silvio Santos.

Em 1957, lutou no Canal de Suez[7].

Tony iniciou sua carreira artística nos anos 60 com o nome artístico de Tony Checker, dublando e dançando no programa "Hoje é dia de Rock" de Jair de Taumaturgo, nessa época Tony imitava os cantores Chubby Checker e Little Richard.

Ainda nos anos 60, viajou aos Estados Unidos onde morou por cinco anos em Nova York.

Em Nova York, Tony atuou como traficante de drogas e cafetão[8]. Para enganar o departamento de imigração, fingia ser funcionário de um lava-rápido[7]. Nessa época, Tony conheceu outro brasileiro que também morava em Nova York, o também cantor Tim Maia[8].

De volta ao Brasil em 1969, trabalhou no conjunto de Ed Lincoln e, sob o pseudônimo de Johnny Bradfort[9], cantava numa boate cujo dono o obrigava a se passar por estrangeiro[7].

Em 1970, adotou o nome com o qual passou a ser conhecido "Tony Tornado". Influenciado por James Brown, Tony foi um dos artistas que introduziu a soul music e o funk na música brasileira[9].

Tony Tornado e Trio Ternura, no Festival Internacional da Canção, 1970. Arquivo Nacional.

Nesse mesmo ano, ao lado do Trio Ternura defendeu a canção BR-3, que conseguiu o primeiro lugar no festival[9]. Estreou na televisão em 1972 com a novela Jerônimo, da TV Tupi.

Participa frequentemente de várias novelas e minisséries. O maior papel de sua carreira na TV foi Gregório Fortunato[8], o "Anjo Negro"[10], chefe da segurança pessoal do presidente e estadista Getúlio Vargas, na minissérie Agosto, de 1993, baseada na obra de Rubem Fonseca. Outro papel marcante de sua carreira foi o capataz Rodésio, que trabalhava para a viúva Porcina (Regina Duarte), em Roque Santeiro - tão marcante que, em um dos finais gravados, era Rodésio quem terminava ao lado de Porcina, que no entanto foi vetado pela emissora Globo por medo da reação do público.

Foi casado com a atriz Arlete Salles na década de 70.

Tony voltou a se apresentar nos palcos de todo país cantando seus maiores sucessos, acompanhado da banda Funkessência e de seu filho, o cantor e também ator Lincoln Tornado.[11]

Em 2016, participou de um clipe da canção "Mandamentos Black" de Gerson King Combo em uma campanha de marketing da plataforma de streaming Netflix para divulgar a série The Get Down sobre o surgimento do hip hop na década de 1970.[12]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

No Conjunto de Ed Lincoln[editar | editar código-fonte]

Como convidado[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2018 Carcereiros Valdir
2017 A Fórmula Lisboa
2015 Zorra Vários Personagens (2015–2017)[13]
2012 Zorra Total Vários Personagens (2012–2015)
Amor Eterno Amor Antônio
2011 Cordel Encantado Damião dos Anjos
2010 Escrito nas Estrelas Xavier Furacão (participação especial)
2009 Cama de Gato Péricles
2007 Zorra Total Tonho / Mordomo Chuchanel (2007–2009)
2006 A Turma do Didi Tony
A Diarista Vovó Figueira (Episódio: "Aquele da Copa")
2005 Belíssima Isaltino de Sousa (participação especial)
Sob Nova Direção Tonho
2004 Começar de Novo Xavier Boaventura
2003 Kubanacan Tito Pachu
2002 O Beijo do Vampiro Pedrão / Godzilla
2001 Roda da Vida Malaquias
1999 Andando nas Nuvens Sebastião Alemão (Tião)
1997 Sai de Baixo Príncipe Mobuto Kanu (Episódio: "Papa África")
1996 Caça Talentos Avalanche (1996–1998)
1995 Cara & Coroa Anselmo Santos
Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados Jurista
1994 Quatro por Quatro Henrique (Henricão)
Pátria Minha Custódio
1993 Olho no Olho Gilberto
Agosto Gregório Fortunato
Sex Appeal Montanha
1992 Você Decide
1991 Vamp Pai Gil (Gilberto)
1990 Gente Fina Dagmar
1988 Chapadão do Bugre Sargento Hermegenildo
1986 Sinhá Moça Justo Filho (Capitão do Mato)
1985 Tenda dos Milagres Zé da Alma Grande
Roque Santeiro Rodésio
1982 Balança Mais Não Cai Charles, o Mordomo do Primo Rico (1982–1983)
1980 Os Trapalhões Vários Personagens (1980–1985)
1976 Tchan, a Grande Sacada Buddy Grafitti
1972 Jerônimo, o Herói do Sertão João Corisco

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2018 Os Farofeiros Alberto
2013 Odeio o Dia dos Namorados Jandir
2005 Um Lobisomem na Amazônia Delegado Barreto
2004 Redentor Tonelada
Um Show de Verão Leão-de-chácara
2003 Casseta & Planeta: A Taça do Mundo é Nossa Segurança
1991 Vai Trabalhar, Vagabundo II Manelão
A Grande Arte Guarda-costas
1990 O Gato de Botas Extraterrestre Soldado Real
1988 Natal da Portela
1985 O Rei do Rio Kidoka
1984 Quilombo Ganga Zumba
Os Trapalhões e o Mágico de Oróz Carcará Líder
1983 As Taras das Sete Aventureiras Bola Branca
1981 A Casa de Irene
1980 Pixote, a Lei do Mais Fraco Cristal
1979 Tráfico de Fêmeas Tony
Uma Cama para Sete Noivas
1977 Ouro Sangrento Antoine Leblanc
A Praia do Pecado Netinho
As Amantes de um Canalha Moisés
1976 Chão Bruto Das Moças
Pesadelo Sexual de um Virgem Exorcista negro
1975 Os Pilantras da Noite Napoleão
Clube das Infiéis Januário
1973 A Virgem Durva
1971 Tô na Tua, ô Bicho

Referências

  1. Bertani, Jéssica (27 de fevereiro de 2013). «Música Perdida Brasileira #2 - Toni Tornado». PlayTV. Consultado em 14 de março de 2013.. Toni, nasceu Antônio Viana Gomes em Mirante de Paranapanema, no extremo oeste de São Paulo, no ano de 1930. 
  2. «Tony Tornado». Dicionário Cravo Albin. S/data. Consultado em 14 de março de 2013. 
  3. «Tony Tornado participa de projeto do Sesc Thermas voltado à terceira idade». Prudensite. 27 de fevereiro de 2013. Consultado em 14 de março de 2013.. Antônio Viana Gomes, ou simplesmente Tony Tornado, nasceu em Mirante do Paranapanema (SP)... 
  4. «Biografia de Tony Tornado para o Museu da TV Brasileira». Museu da TV. S/data. Consultado em 14 de março de 2013.. Ele nasceu em Mirante de Paranapanema, interior de São Paulo, em 26 de maio de 1930. 
  5. Silvio Essinger. Editora Record, ed. Batidão: uma história do funk. 2005. [S.l.: s.n.] 20 páginas. ISBN 9788501071651 
  6. ana Ferraz (19 de julho de 2015). «A tempestade de suingue de Tony Tornado». Carta Capital 
  7. a b c Rodrigo Cardoso (13 de outubro de 1999). «Tony Tornado volta a sacudir». IstoÉ Gente 
  8. a b c «Tony Tornado lembra confusão em show de Elis Regina». Programa do Jô. 8 de dezembro de 2011 
  9. a b c Zuza Homem de Mello (2008). A era dos festivais: uma parábola. [S.l.]: Editora 34. 376 páginas. 9788573262728 
  10. Lucila Soares (20 de Dezembro de 2000). «O preço da fidelidade». Revista Veja Edição 1680 
  11. Regis Tadeu (20 de julho de 2012). «É show ou é fria? – 4ª semana de julho». Yahoo! 
  12. Netflix reúne Tony Tornado, Karol Conka e rappers em "The Get Down"
  13. GShow (29 de abril de 2015). «Dani Calabresa aceita desafio de Fabiana Karla em lançamento do Zorra». Globo.com. Consultado em 4 de maio de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Tony Tornado