Vai Trabalhar, Vagabundo II: a Volta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Vai Trabalhar, Vagabundo II)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vai Trabalhar, Vagabundo II - A Volta
Amor Vagabundo
 Brasil
1991 •  cor •  97 min 
Direção Hugo Carvana
Roteiro Denise Bandeira
José Joffily
Armando Costa
Elenco Hugo Carvana
Odete Lara
Paulo César Peréio
Nelson Xavier
Marieta Severo
Género comédia
Idioma Língua portuguesa
Cronologia
Vai Trabalhar, Vagabundo! (1973)
Página no IMDb (em inglês)

Vai Trabalhar, Vagabundo II: a Volta é um filme brasileiro, sequência de Vai Trabalhar, Vagabundo!, de 1973.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Dino, malandro do Rio, exilado no exterior, aplica seu golpe agora numa viúva rica e mal-amada de Acapulco. Com a grana, consegue retornar ao país para procurar uma antiga paixão, a Dama de Copas. Com tantos no seu encalço, a única forma de voltar sem ser pego é se fingindo literalmente de morto. E assim é. O falso enterro acontece entre os companheiros de copo e de samba, como Julinho da Adelaide, e os "arranca-rabos" das eternas amantes. Mas é "vivinho da Silva", que Dino e seu aprendiz de malandro vão promover as maiores malandragens da história.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Vai Trabalhar, Vagabundo II, A Volta». AdoroCinema. Consultado em 14 de março de 2009.