Eloísa Mafalda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção se refere ou tem relação com alguém que morreu recentemente.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 20 de maio de 2018.)
Twemoji 1f464.svg
Eloísa Mafalda
Eloísa Mafalda com seu bisneto, em 2014
Nome completo Mafalda Theotto
Nascimento 18 de setembro de 1924
Jundiaí, São Paulo
Nacionalidade brasileira
Morte 16 de maio de 2018 (93 anos)
Petrópolis, Rio de Janeiro
Ocupação atriz
Cônjuge Miguel Teixeira (1958-1961)
IMDb: (inglês)

Eloísa Mafalda, nome artístico de Mafalda Theotto (Jundiaí, 18 de setembro de 1924Petrópolis, 16 de maio de 2018), foi uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Neta de italianos, Mafalda já nasceu alegre. Diz brincando: “Eu era infeliz e não sabia”. Na verdade, as dificuldades financeiras da família, lhe eram passadas de forma realista, mas não difíceis, pois apesar de ser humilde, tudo o que queria era ser feliz. Em 1940, os pais se divorciaram. Para ajudar a mãe no sustento do lar, seu irmão Oliveira Neto foi ser locutor nas rádios Tupi e Difusora de São Paulo. Mafalda passou trabalhar como costureira. Tempos depois, conseguiu um emprego como auxiliar de escritório nas Emissoras Associadas, onde conheceu a alemã Alice Waldvoguel, que lhe ensinou sobre arte e interpretação[1].Antes, aos 12 anos, quase participou dos Jogos Olímpicos de 1936, porque era ótima nadadora, mas sua ida à Olimpíada acabou não dando certo pois o pai dela não deixou.Ela mesma contou esta história em seu depoimento ao museu da tv.

O início da vida artística de Mafalda aconteceu por acaso. O irmão Oliveira Neto foi para a Tupi-Tamoio, do Rio de Janeiro. Para trazer a irmã, a convenceu a fazer um teste de rádio-teatro. Mafalda fez e foi aprovada, e escolheu o nome artístico Eloísa Mafalda, por ser mais bonito que só seu primeiro nome, passando a trabalhar em radionovelas da Rádio Nacional e em seguida, foi para a televisão atuar na TV Paulista.

Eloísa Mafalda permaneceu na TV Paulista até o seu término, quando esta foi vendida para a TV Globo, onde a atriz interpretou papéis inesquecíveis na sua carreira como a Dona Nenê da primeira versão de A Grande Família; a Maria Machadão de Gabriela; Dona Mariana em Paraíso; Gioconda Pontes em Pedra sobre Pedra e Manuela em Mulheres de Areia. Porém, sem dúvida, o seu maior sucesso foi Dona Pombinha Abelha em Roque Santeiro. Conhecida no Brasil todo e no estrangeiro, a antiga secretária, a discípula de Dona Alice, muito se espanta e se comove com seu sucesso. E diz de forma graciosa, simpática, verdadeira: “Tudo aconteceu por acaso. Eu não queria ser atriz. Foi tudo uma brincadeira”[1].

Estreou no cinema em 1950 no filme Somos Dois. No teatro, estreou em 1965, na peça O Morro dos Ventos Uivantes. Pouco se dedicou à estas áreas de atuação artística.

Eloísa Mafalda foi casada com Miguel Teixeira por três anos, com quem teve dois filhos: Marcos e Mírian. Não se casou mais após o divórcio, apenas manteve alguns relacionamentos estáveis. A atriz teve dois netos e dois bisnetos. Além dos problemas de memória, conviveu por muitos anos com as sequelas de uma fratura no fêmur, após uma queda em casa[2][3].

Em 2012, cedeu entrevista ao Vídeo Show onde relembrou personagens de sucesso que interpretou na Rede Globo e ao blog do autor Aguinaldo Silva[4].

Em 16 de maio de 2018, a atriz faleceu de insuficiência respiratória em decorrência da idade, em sua casa, na qual vivia com sua filha, na cidade fluminense de Petrópolis. O sepultamento ocorreu em sua cidade natal, Jundiaí, no interior paulista.[5].

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1965 O Ébrio Heloísa [6]
1968 A Grande Mentira Dona Elvira [7]
1969 A Cabana do Pai Tomás Emily[8]
1970 Pigmalião 70 Ester[9]
A Próxima Atração Dinorá[10]
1971 Caso Especial Episódio: Nº1
Bandeira 2 Zulmira
1972 Caso Especial, Meu Primeiro Baile Elza
O Bofe Gonzaguinha [11]
1972 A Grande Família Irene Silva (Dona Nenê)
1975 Gabriela Maria Machadão[4][12]
O Grito Socorro
1976 Saramandaia Maria Aparadeira[13]
1977 Locomotivas Joana[14]
O Astro Dona Consolação
1978 Pecado Rasgado Zoraide[15]
1980 Água Viva Irene Fragoso Neves
Plumas e Paetês Zeni[16]
1981 Brilhante Edite Pereira
1982 Paraíso Dona Mariana Gomes[2][17]
1983 Caso Verdade Episódio: Quarto de Despejo
Champagne Adélia
1984 Corpo a Corpo Guiomar Motta
1985 O Tempo e o Vento Arminda Terra
Roque Santeiro Dona Ambrosina Abelha (Dona Pombinha)[1][4][18]
1986 Hipertensão Gioconda
1987 Expresso Brasil Maria Machadão / Dona Ambrosina Abelha (Dona Pombinha)
1988 Vida Nova Jandira
1989 O Sexo dos Anjos Francisquinha
1990 A, E, I, O... Urca Dona Damásia
Delegacia de Mulheres Celeste
Araponga Zuleide
1992 Pedra Sobre Pedra Gioconda Pontes[19]
1993 Mulheres de Areia Manuela[20]
1994 A Madona de Cedro Efigênia
1995 Você Decide Episódio: Veneno Ambiente
1996 Episódio: Sangue no Araguaia
A Vida como Ela É... Episódio: O Único Beijo
Quem É Você? Kitty
1997 Por Amor Leonor Batalha
1998 Meu Bem Querer Dona Delfina
Hilda Furacão Clotilde
1999 Você Decide Episódio: Madame Sussu
Episódio: Robin Hood Aposentado
Episódio: O Terceiro Homem
2000 Aquarela do Brasil Margarida[21]
2001 Brava Gente Dona Inxirida - Arioswaldo e o Casamento de sua Velha Mãe Centenária
Brava Gente Dona Inxirida - O Natal de Arioswaldo
Porto dos Milagres Celeste Marimbás
2002 Brava Gente Dona Clara - O Enterro da Cafetina
O Beijo do Vampiro Dona Carmem

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1950 Somos Dois Secretária
1973 Os Mansos Mãe de Armando
1974 O Mau-Caráter Constança [22]
1976 O Ibraim do Subúrbio[23] Dinorah
1990 Beijo 2348/72 Proprietária da pensão[24]
1998 Simão, o Fantasma Trapalhão Lucélia

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1965 O Morro dos Ventos Uivantes
1974 O Ministro e a Vedete
1978 Lá em Casa, é Tudo Doido

Referências

  1. a b c «Museu da TV: Eloísa Mafalda». Museu da TV. Consultado em 23 de dezembro de 2013. 
  2. a b «O drama da atriz Eloísa Mafalda». Extra Online. Consultado em 23 de dezembro de 2013. 
  3. «Com perda de memória, Eloísa Mafalda não lembra que fez a mãe de Santinha na 1ª versão de "Paraíso"». Gazeta Online. Consultado em 23 de fevereiro de 2013. 
  4. a b c «Eloisa Mafalda sobre Ivete: "Para mim, ela não é Maria Machadão"». IG.com. Consultado em 23 de fevereiro de 2013. 
  5. Cople, Júlia. «Morre, aos 93 anos, a atriz Eloísa Mafalda». O Globo. Consultado em 17 de Maio de 2018. 
  6. «O Ébrio - Ficha Técnica». IG.com. Consultado em 23 de junho de 2015. 
  7. «A Grande Mentira - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 26 de outubro de 2012. 
  8. «A Cabana do Pai Tomás - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 25 de janeiro de 2015. 
  9. «Pigmalião 70 - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 09 de abril de 2012.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. «A Próxima Atração - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 21 de fevereiro de 2013. 
  11. «Ficha Técnica». Memória Globo. Consultado em 3 de março de 2014. 
  12. «Gabriela (1975) - Galeria de Personagens». Memória Globo. Consultado em 3 de março de 2014. 
  13. «Saramandaia (1976) - Galeria de Personagens». Memória Globo. Consultado em 3 de março de 2014. 
  14. «Locomotivas - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 16 de março de 2014. 
  15. «Pecado Rasgado - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 20 de abril de 2014. 
  16. «Plumas e Paetês - Elenco». Teledramaturgia. Consultado em 21 de agosto de 2014. 
  17. «Paraíso (1982) - Galeria de Personagens». Memória Globo. Consultado em 23 de junho de 2015. 
  18. «Roque Santeiro - Ficha Técnica». Memória Globo. Consultado em 22 de fevereiro de 1986.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  19. «Pedra Sobre Pedra - Galeria de Personagens». Memória Globo. Consultado em 23 de junho de 2015. 
  20. «Mulheres de Areia: a volta de um sucesso». M de Mulher. 12 de setembro de 2011. Consultado em 15 de outubro de 2011. 
  21. «Aquarela do Braisl - Ficha Técnica». Memória Globo. Consultado em 23 de junho de 2015. 
  22. «O Mau Caráter». Cinemateca Brasileira. Consultado em 23 de fevereiro de 2018. 
  23. Cinemateca Brasileira, O Ibraim do Subúrbio [em linha]
  24. «Beijo 2348/72». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de abril de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.