O Ébrio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme de Gilda de Abreu, veja O Ébrio (filme).
O Ébrio
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Vicente Celestino
(canção original)
José Castellar
Heloísa Castellar
(roteiro e personagens)
Desenvolvedor(es) José Castellar
Heloísa Castellar
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Diretor(es) José Castellar
Heloísa Castellar
Elenco
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Transmissão original 8 de novembro de 196518 de fevereiro de 1966
N.º de episódios 75

O Ébrio é uma telenovela brasileira que foi produzida e exibida pela Rede Globo entre 8 de novembro de 1965 à 18 de fevereiro de 1966. Foi a "novela das oito" exibida pela emissora de forma diária, tendo sido substituída por O Rei dos Ciganos. Escrita e dirigida por José Castellar e Heloísa Castellar, a produção, inspirada na canção homônima de Vicente Celestino, teve 75 capítulos e, em seu primeiro capítulo, chegou a contar com uma participação do cantor[1].

Enredo[editar | editar código-fonte]

O Ébrio conta a história de Gilberto, um homem que, após ser enganado por seus parentes e amigos e traído pela esposa, é dado como morto em razão de seu severo alcoolismo. Uma troca de identidade lhe confere a alcunha de "O Ébrio", pela qual passa a ser conhecido [1].

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Ricardo Nóvoa Gilberto
Líria Marçal Marieta
Nydia Lícia Francisca
Berta Zemel Adélia
Xandó Batista Coronel Romualdo
Telcy Perez Medeiros
Eloísa Mafalda Eloísa
Rogério Márcico
Lucy Meirelles

Referências

  1. a b c O Ébrio - Memória Globo, Globo.com. Página visitada em 17-8-2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.