Irene Stefânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Maio de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Irene Stefânia
Nascimento 10 de março de 1948 (68 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade  brasileira
Ocupação Atriz, psicóloga
Atividade 1966-presente
IMDb: (inglês)

Irene Stefânia (São Paulo, 1948), é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Irene estudou filosofia, mas desistiu do curso após mudar-se para São Paulo, e música clássica. Em 1966, estréia no cinema, já como protagonista, em O alegre mundo de Helô, de Carlos Alberto de Souza Barros. Desde então, já foram mais de 20 filmes, sempre com talento e encantando com sua beleza, principalmente nos anos 60 e 70.

Um dos poucos profissionais brasileiros dedicado exclusivamente ao cinema, fez apenas três telenovelas: Tempo de viver (1972), Supermanoela (1974) e Música ao longe (1982).

Com outra musa do cinema, Leila Diniz, fez tres filmes: Fome de amor e Asyllo muito louco, ambos de Nelson Pereira dos Santos,e Os paqueras (1969).... (Reginaldo Faria.)

Irene trabalharia também com Sylvio Back, em seu longa-metragem de estréia (Lance maior, 1968). Em 1978 faz a pornochanchada Damas do prazer e só voltaria às telas nove anos depois, no laureado Anjos do arrabalde, de Carlos Reichenbach.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Papel
2008 O Signo da Cidade Isadora[1] [2]
1987 Anjos do arrabalde Carmo
1978 Damas do Prazer Prostituta
1974 Amor e medo Olívia
1973 Nem Santa, nem donzela [3]
1971 O Doce Esporte do Sexo
Mãos Vazias
1970 Azyllo muito louco Amante de Porfírio
Cléo e Daniel Cléo
O Donzelo
É Simonal Ana Cristina
1969 As Armas Luiza
A cama ao alcance de todos Enfermeira
Os paqueras Margarete
1968 Fome de amor Mariana
A doce mulher amada Carolina
Lance maior Neusa
1967 Garota de Ipanema Regina
O Mundo Alegre de Helô Helô

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Pereira, Germano, Irene Stefânia: arte e psicoterapia - Coleção Aplauso - Editora Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. ISBN 85-7060-233-2.

Referências

  1. «O Signo da Cidade: Elenco». AdoroCinema. Consultado em 2016-11-02. 
  2. «O Signo da Cidade - Ficha Técnica». Academia Brasileira de Cinema. Consultado em 02 de novembro de 2016. 
  3. Cinemateca Brasileira Nem Santa, nem Donzela [em linha]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.