Luciana Rigueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luciana Rigueira Vincent
Luciana, em setembro de 2012
Nome completo Luciana Rigueira
Nascimento 22 de novembro de 1977 (43 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz e escritora‎ ‎
Atividade 1996 - presente

Luciana Rigueira (Rio de Janeiro, 22 de novembro de 1977) é uma atriz e escritora brasileira. Desde a infância teve interesse em arte e literatura, tendo atuado em várias peças. Seu primeiro trabalho no cinema foi em 1996 como Cida em Quem Matou Pixote?, personagem consagrada com o Festival de Gramado, Festival Internacional de Cinema de Cartagena e Troféu APCA.

Em 2000, voltaria a se destacar no cinema interpretando Ánote no filme Brava Gente Brasileira, trabalhou que rendeu o prêmio de Melhor Atriz pelo Festival de Brasília. Sua estreia na televisão, no entanto, iniciou-se em 2002 como Vanderdélia de Coração de Estudante. Posteriormente, ainda faria outros trabalhos como a Odete de Mulheres Apaixonadas, as telenovelas Alma Gêmea e América; este último dando sua vida a Nossa Senhora de Guadalupe.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como atriz[editar | editar código-fonte]

Nascida no Rio de Janeiro, Luciana tinha interesse pela literatura e teatro desde a infância.[1] Após concluir o ensino médio, estudou teatro pela Escola de Atores CCPAC, na sua cidade natal.[1] Em 1996, ao ser indicada pela amiga, estreou no cinema em Quem Matou Pixote?, interpretando Cida; papel que lhe garantiu quatro premiações, sendo todos na categoria de Melohr Atriz: Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro, Festival de Gramado, Festival de Cartagena e Troféu APCA.[1][2] Dois anos mais tarde, participou do filme Fica Comigo dando sua vida a Bel.[2]

Em 2000, interpretou a personagem Ánote no filme Brava Gente Brasileira; sendo reconhecida no Festival de Brasília como Melhor Atriz.[3][4] Além disso, encerrou sua participação no cinema como Tikiri em Tainá - Uma Aventura na Amazônia.[5] Sua estreia na televisão, no entanto, só viria em 2002, dando sua vida a Vanderléia de Coração de Estudante.[6] No ano seguinte, foi a Odete (empregada de Hilda) em Mulheres Apaixonadas.[7]

Em 2005, esteve na telenovela Alma Gêmea como Jacira e, no mesmo ano, ainda participaria da obra América, interpretando a santa Nossa Senhora de Guadalupe.[8][9] Três anos depois, foi a Valdirene de Casos e Acasos.[10] Em 2010, esteve em A Vida Alheia como Meire, até viver a personagem Rosa em Alto Astral, quatro anos mais tarde.[11]

Como escritora[editar | editar código-fonte]

Luciana Rigueira já publicou nove livros desde quando tornou-se escritora.[12]

  • O abraço do Antônio
  • O barco do João
  • Vovô me deu um bolo
  • O mistério da mamãe
  • Mamãe é estrela
  • O tempo da vovó
  • Vida de boneca
  • Felipe e Farrapo
  • Coisa de irmão

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Trabalhos na televisão[editar | editar código-fonte]

Novelas e Seriados
Ano Título Personagem
2014 Alto Astral Rosa
2010 A Vida Alheia Meire
2008 Casos e Acasos Valdirene
2005 América Nossa Senhora de Guadalupe
2005 Alma Gêmea Jacira
2003 Mulheres Apaixonadas Odete
2002 Coração de Estudante Vanderléia

Trabalhos no cinema[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Personagem
2001 Tainá - Uma Aventura na Amazônia Tikiri
2000 Brava Gente Brasileira Ánote
1998 Fica Comigo Bel
1996 Quem Matou Pixote? Cida

Referências

  1. a b c «Luciana Rigueira - Biografia». Papo de Cinema. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  2. a b «Novo filme de Tizuka tem sessão em Copa». Jornal do Brasil. 21 de agosto de 1996. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  3. «Luciana Rigueira convence como índia em "Brava Gente Brasileira"». O Estado de S.Paulo. 18 de janeiro de 2001. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  4. de Almeida, Carlos Heli (30 de novembro de 2000). «Loucos por cinema». Jornal do Brasil. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  5. Wajnberg, Daniel Schenker (9 de janeiro de 2001). «Eletricidade infantil agita a floresta». Tribuna da Imprensa. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  6. Xavier, Nilson. «Coração de Estudante». Teledramaturgia. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  7. «Ficha Técnica – Mulheres Apaixonadas». Memória Globo. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  8. «Priscila Fantin grava suas primeiras cenas em estúdio». Central Globo de Comunicações. 23 de maio de 2005. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  9. «América: Tião vê Nossa Senhora de Guadalupe». Ofuxico. 10 de outubro de 2005. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  10. «O concurso, o vestilo e a partenidade, no ar dia 12/6». Central Globo de Counicação. 3 de junho de 2008. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  11. Xavier, Nilson. «A Vida Alheia - elenco». Teledramaturgia. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  12. «Luciana Rigueira». Portal Paulinas. Consultado em 17 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.