Afinal, o Que Querem as Mulheres?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Afinal, o Que Querem as Mulheres?
Informação geral
Formato Série
Criador(es) João Paulo Cuenca, Cecília Giannetti, Michel Melamed e Luiz Fernando Carvalho
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Luiz Fernando Carvalho
Elenco ver "Elenco"
Tema de abertura "Nome à Pessoa" - Michel Melamed
Tema de encerramento "Nome à Pessoa" - Michel Melamed
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 11 de novembro - 16 de dezembro de 2010
N.º de episódios 6

Afinal, o Que Querem as Mulheres? é uma série de televisão brasileira exibida pela Rede Globo entre 11 de novembro de 2010 e 16 de dezembro de 2010, em seis capítulos. Inspirada na notória pergunta de Sigmund Freud ("Afinal, o que querem as mulheres?") foi criada, dirigida e escrita por Luiz Fernando Carvalho, com a colaboração de João Paulo Cuenca, Cecília Giannetti e Michel Melamed.[1]

Produção[editar | editar código-fonte]

A maior parte das cenas do seriado foram gravadas em locações no bairro de Copacabana.[2] Responsável por interpretar o protagonista, André Newmann, Michel Melamed também criou a trilha de abertura.[3] A atriz Bruna Linzmeyer foi relevada nesta produção.[4]

Osmar Prado dividiu a interpretação do personagem Freud com um boneco animado pela técnica de stop motion por Cesar Coelho, fundador do festival Anima Mundi.[5] Rodrigo Santoro interpreta uma versão de si mesmo, representando a imagem estereotipada criada pelas mídias especializadas em cobrir a rotina de celebridades.[6]

A vinheta de abertura apresenta a obra do artista plástico alemão Olaf Hajek, que fez, inclusive, ilustrações especiais para a minissérie a convite do diretor.[7] Os roteiros, ilustrações e imagens do seriados foram compilados no livro Afinal, o que querem as mulheres?, lançado pela editora LeYa.[8]

Enredo[editar | editar código-fonte]

André Newman é casado com Livia e começa a escrever uma tese de doutorado de psicologia a partir da pergunta freudiana (a mesma que dá título à série), com a ajuda do Dr. Klein, seu orientador. Conforme as pesquisas progridem, entra em um estado obsessivo e tem surtos nos quais imagina que Dr. Klein é o próprio Sigmund Freud. Sua tese vira um best-seller e tem os direitos adquiridos para virar seriado de TV, estrelado por Rodrigo Santoro. Acaba se separando de sua companheira, enquanto se aproxima de sua mãe, Celeste, e de seus amigos, Zing, Laura, Miguel e Ana. Depois de um tempo, Dr. Klein anuncia sua aposentadoria e oferece o consultório ao discípulo. A russa Tatiana é uma de suas primeiras pacientes e sofre de amnésia por trauma por ter sido abandonada pelo ator Rodrigo Santoro, que a deixou para fazer um filme em Los Angeles. Numa noite sozinho, o psicanalista conhece Sophia, com quem tem uma filha. Alguns anos depois, o casamento acaba, mas André reaprende a amar o feminino através dos olhos e da alegria singela de sua filha.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Antonio Karnewale Miguel[9]
Alessandra Colassanti Laura[10]
Ana Kariny Gurgel Garçonete loira[10]
Anna Cristina Campagnoli Dra. Luciana, Advogada[10]
Bruna Linzmeyer Tatiana Dovichenko[10]
Bruna Spinola Vendedora sex shop
Carlos Manga Don Carlo
Dan Stulbach Jonas[11]
Daniel Gaggini Travesti
Eliane Giardini Noemi
Elizabeth Perfoll Gisele
Fernanda Félix Ana
Giselle Motta Sacerdotisa
Halyne Oliveira Gueixa peixinho
Gleyce Januario Mithies
Lavínia Vlasak Atriz
Letícia Isnard Simone
Letícia Sabatella Flanneur
Letícia Spiller Sophia
Luciana Pacheco Garçonete ruiva
Maria Fernanda Cândido Monique
Millene Ramalho Marcela
Michel Melamed André Newmann[3]
Osmar Prado Dr. Klein / Amâncio Flores
Paola Oliveira Lívia Monteiro
Rodrigo Pandolfo Zing
Rodrigo Santoro uma versão estereotipada de si mesmo[6][12]
Selma Lopes Tia Beatriz
Serginho Groisman ele mesmo
Shirley Cruz Garçonete negra
Suzana Kruger Helga
Tarcísio Meira Romeu
Tamara Taxman Dona Renatinha
Tatiana Monteiro Secretária de Dr. Klein
Vera Fischer Celeste

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recebeu o Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) de Melhor Fotografia de 2011.

Segundo a colunista do jornal OGlobo Patrícia Kogut, "é uma viagem onírica, um poema visual que mistura realidades, cheio de referências a tempos passados, ao que foi vivido, ao que está na memória". [13]

Para a crítica Angela Faria, do jornal "O Estado de Minas", "vale a pena dar um tempo na zona de conforto estético oferecida pela TV convencional. Viaje (mesmo) por belas imagens conduzidas pela mão firme de Luiz Fernando. Tão belas que, volta e meia, a gente deixa o enredo de lado só para se entregar ao deleite de vê-las."[14]

Referências

  1. Patricia Villalba (11 de novembro de 2010). «Freud Explica». Estadão. Consultado em 30 de maio de 2017 
  2. Carter, Eli Lee (2014). "Afinal, o que Querem as Mulheres?: Luiz Fernando Carvalho's Metafictional Critique of Brazilian Television Fiction.". [S.l.]: Journal of Latin American Cultural Studies. Consultado em 18 de abril de 2017 
  3. a b Marcio Maio (11 novembro de 2010). «Michel Melamed empresta sua voz na interpretação de "Nome à Pessoa", música da abertura de Afinal, O Que Querem as Mulheres?». Terra. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  4. Natália Castro (7 de novembro de 2010). «Bruna Linzmeyer estreia em "Afinal, o que querem as mulheres?"». OGlobo. Consultado em 30 de maio de 2017 
  5. Nelson Xavier. «Bastidores de Afinal, o que querem as mulheres?». Teledramaturgia. Consultado em 30 de maio de 2017 
  6. a b «Rodrigo Santoro interpreta André Newmann em um programa de televisão». Viva. 16 de maio de 2014. Consultado em 14 de abril de 2017 
  7. Alexandre Romano. «Abertura da minissérie "Afinal, o que querem as mulheres?"». Vímeo. Consultado em 17 de abril de 2017 
  8. Carvalho, Luiz Fernando; Cuenca, João Paulo; Gianetti, Cecília; Melamed, Michel (2010). Afinal, o que querem as mulheres?. [S.l.]: LeYa. ISBN 9788580440300 
  9. «Globo divulga elenco de Afinal, o que querem as mulheres?». Rede Globo. Outubro de 2010 
  10. a b c d «Ficha técnica da minissérie "Afinal, o que querem as mulheres?"». Memória Globo. Consultado em 30 de maio de 2017 
  11. «Dan Stulbach e Paola Oliveira gravam "Afinal, o que Querem as Mulheres?"». Uol 
  12. «Afinal, O que querem as mulheres?: Rodrigo Santoro participa quinta, 18». Rede Globo. 18 de novembro de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2010 
  13. Patricia Kogut (13 de novembro de 2010). «Crítica: Afinal, o que querem as mulheres?». OGlobo. Consultado em 14 de abril de 2017 
  14. «Minissérie que arejou a televisão brasileira, Afinal, o que querem as mulheres? ganha versão em DVD». Uai. 26 de dezembro de 2011. Consultado em 30 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]